Divergente – Veronica Roth – #Resenha

Home/Livros/Resenhas/Divergente – Veronica Roth – #Resenha

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.

A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive. Primeiro capítulo.

Ficha Técnica

Divergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Divergente – Skoob

Titulo Original: Divergent – Goodreads

Autor(es): Veronica Roth

Tradução: Lucas Peterson

Editora: Rocco Jovens Leitores

Ano: 2012

ISBN: 978- 8579 – 8013 -10

Série: Divergente

Volume: 01

Número de páginas: 504

Sobre a Autora

Divergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Aos 24 anos de idade Veronica Roth é uma escritora norte-americana. Ela é muito conhecida por sua trilogia de livros intitulada Divergente. Veronica possui uma licenciatura em escrita criativa pela Universidade Northwestern. Casada, desde 2012 vive em Chicago.

Booktrailer

Opinião da Nathy

Como já afirmei antes não era uma pessoa que gostava de livros com tema principal distopias, mas após a indicação da Juliana Franco para Divergente fiquei realmente encantada com todo esse novo mundo, ainda não estou apaixonada a ponto de ler Jogos Vorazes, quem sabe um dia não eu chego nesse ponto. A história se passa em mundo em que as pessoas são criadas dentro de facções e depois de certa idade tem que decidir se desejam continuar na facção ao qual foram criados ou mudarem, esse fator no livro já me cativou e não conseguia mais largar, além de ter tido uma coisa no livro que me deixou apaixonada, não tem triângulo amoroso. Ultimamente todas as trilogias têm triângulo amoroso e isso meio que perde um pouco da essência dos livros, na minha visão.

A narrativa é em primeira pessoa, o que na maioria dos livros fazem com que percamos um pouco dos pensamentos dos outros personagens, porém acredito que para livros com essa temática esse tipo de narrativa funciona de maneira maravilhosa, porque apesar de ficarmos na ansiedade de saber o que está acontecendo vamos descobrindo junto à personagem principal, pois acaba colocando um ar mistério nos outros personagens.

Por um momento, eu encaro meus próprios olhos. Hoje é o dia do teste de aptidão que me mostrará a qual das cinco facções eu pertenço. E amanhã, na cerimônia da Escolha, escolherei uma facção; escolherei o caminho que irei trilhar pelo resto da minha vida; escolherei se devo ficar com a minha família ou abandoná-la.

Tris é a personagem principal e vemos tudo de acordo com sua visão de todas as coisas. Ela me cativou do começo ao fim, a autora soube construir uma menina que passou a ser mulher ao longo do livro, que mesmo com medo se não escondia atrás do mesmo e enfrentava tudo, não é aquele tipo de personagem que não age em absolutamente nada ou que quer enfrentar a tudo e todos, Tris tem a sabedoria de escolher suas batalhas. Ela quase se tornava real por seus medos e ansiedades, sem contar que age como qualquer menina apaixonada lutando por seu amor e pelo que acredita ser o certo.

Four é um dos membros da facção para a qual Tris escolhe ir e também o homem que está no comando do treinamento dos novos membros. Pelo livro ser na visão de Tris, esse personagem se torna misterioso e apaixonante, aposto que todas as pessoas que leram quiseram ter um Four em sua vida. Ele realmente é destemido, mas age de acordo com seus próprios princípios, apesar de colocarem como um menino em nenhum momento eu consegui vê-lo dessa forma, pelo seu jeito de se comportar tudo era de um menino que passou por tantas coisas que acabou amadurecendo e se tornando um excelente homem. Four tem um passado sombrio que ninguém conhece, mas que me fez morrer de pena e entender tudo sobre o personagem.

Eu abro meus olhos e estiro meu braço. Meu sangue cai no carpete entre os dois potes. Então, com um arquejo que não consigo conter movo minha mão e meu sangue arde nas brasas. Eu sou egoísta. Eu sou corajosa.

Eric é o líder da facção em que Tris se encontra, posso dizer que fiquei muito em conflito com esse personagem, pois geralmente fico muito apaixonada pelos vilões, pelos seus comportamentos sempre terem uma explicação, mas nesse livro o Eric nem parecia vilão e muito menos mocinho, por isso não sabia o que pensar exatamente. Ainda estou pensando sobre quem ele poderia representar, acredito que nos próximos livros possa vir a gostar mais dele ou odiá-lo de uma vez.

Os pais e o irmão de Tris pouco aparecem no livro, mas quando o fazem é em momentos realmente decisivos, adorei a forma como tudo isso em relação a eles foi conduzido, porque nesse novo mundo podem pensar que as facções veem antes de qualquer laço familiar, mas essa família acaba por provar que nada pode superar o amor que existe entre pais e filhos. Espero que o irmão dela apareça mais nos próximos livros porque sinto que ele pode ser ainda mais decisivo.

Beatrice,” ele diz, olhando profundamente em meus olhos. “Devemos pensar em nossa família…” existe uma aresta em sua voz, “mas… mas devemos pensar em nós mesmos também.

A série aqui no Brasil está sendo lançada pela editora Rocco e o livro Insurgente tem seu lançamento previsto para dia 13 de abril desse ano. Nos Estados Unidos os dois primeiros já forma lançados assim como uma antologia sobre Four, torcendo para que a editora traga esse também para o Brasil. O último livro da série tem previsão para dia 22 de outubro de 2013, no Brasil ainda não tem nenhuma informação, mas quando tivermos será divulgado em nossas redes sociais. Essa trilogia também já ganhou os direitos para serem adaptados, confira em nossa página do facebook alguns dos atores que farão parte.

Quote Favorito

Divergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa desse livro é simplesmente perfeita, em todos os detalhes com a cidade embaixo, com esse símbolo em chamas no meio e a frase ‘Uma escolha pode te transformar’, adorei que a editora não mudou o padrão e permaneceu exatamente igual a da original, talvez se tivessem feito outra capa perdessem a essência, porque tudo está diretamente conectado com a história. A diagramação é simples, somente tendo os asteriscos no meio quando muda de cena, os pensamentos são em itálicos, tudo para facilitar a leitura.

Divergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

Divergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMDivergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMDivergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMDivergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMDivergente - Veronica Roth - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamento

  • Divergente – Divergente #1 – Lançado em 2012
  • Insurgente – Divergente #2 – Lançado em 2013 – Resenha
  • Convergente – Divergente #3 – Lançado em 2014
  • Quatro: histórias da série Divergente – Divergente #4 – Lançado em 2014

Onde Comprar

By | 2017-01-06T14:51:14+00:00 01/04/2013|Categories: Livros, Resenhas|Tags: , , , , , , |19 Comments

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

19 Comments

  1. Amanda Freitas 16 de julho de 2014 at 00:47 - Reply

    Eu gosto desse livro e dos personagens, principalmente o Quatro, mas não sou apaixonada pelo livro. E também não sou apaixonada por Jogos Vorazes e levei meses pra começar a ler. Desse gênero de livros, eu sou mesmo apaixonada é por Legend, da Marie Lu. Muito bom mesmo. Divergente decaiu um pouco pra mim por causa do terceiro livro também, porque eu esperava mais, e não esperava o final que teve. Mas acho que é bom se arriscar a ler outros tipos de livros, e foi numa dessa ”aventuras” que eu comecei a ler essa trilogia. E apesar de eu não amar a série, a outras pessoas que se agradam e são apaixonadas pelo livro e pelo filme. Então, há opiniões diversas. Mas no geral, é um ótimo livro com muita ação. Vale a pena ler.

  2. juliano cesar de oliveira 7 de maio de 2014 at 21:36 - Reply

    Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha…me fez se interessar pelo livro….

  3. juliano cesar de oliveria 23 de abril de 2014 at 06:20 - Reply

    Oi adorei sua resenha amiga…

  4. Tacila Porto 13 de abril de 2013 at 16:05 - Reply

    Eu amei esse livro! Na primeira vez eu eu vi, eu não gostei por causa da capa. Mas depois resolvi ler e não me arrependo!!

    Beijinhos :3
    Carinho das Palavras

    • Nathalia Garcia 13 de abril de 2013 at 21:27 - Reply

      @tacilaporto:disqus Oiee flor na primeira vez que vi também não fiquei em toda essa empolgação, mas após ler direito a sinopse acabou me deixando curiosa… Mega ansiosa pelos próximos e espero que a autora mantenha isso de não ter triângulo amoroso até o final rs
      Beijos

  5. Nathalia Garcia 7 de abril de 2013 at 01:20 - Reply

    @sorayaestrela:disqus Então foi uma indicação por tabela rs
    Ainda não decidi o que sinto em relação ao Eric espero que num segundo ou terceiro livro consiga finalmente decidir.
    Verdade a leitura flue justamente por seus capítulso serem pequenos e rápidos, nada de enrolar demais com seus personagens.
    Louca para ler insurgente, foi em inglês que leu??
    Beijos

    • sorayaestrela 10 de abril de 2013 at 23:28 - Reply

      Sim eu li em inglês. Estou me doendo pro último livro, espero que realmente saia este ano.

      • Nathalia Garcia 11 de abril de 2013 at 15:58 - Reply

        @sorayaestrela:disqus Apesar de etsra muito ansiosa para ler e pelo que vi o livro somente fica melhor então vou esperar quando sair pela editora mesmo… Olha flor a informação que tenho é que nesse ano sai nos Estados Unidos, agora no Brasil ainda não tem nenhuma informação *-*

        • sorayaestrela 11 de abril de 2013 at 20:38 - Reply

          Insurgente é lançado dia 13, se não estou enganada. Mas eu não sei se o último livro será lançado esse ano mesmo nos EUA, não tem nem título o livro. Da última vez que a Veronica Roth fez um comentário sobre o título do livro ela brincou dizendo que seria “Detergente”. Eu suspeito que o título seja “Convergente”. Não por nada que aconteceu no 2o livro mas é a única palavra que vejo que se encaixa no padrão, além de Detergente, é claro.

  6. Juliana Franco 2 de abril de 2013 at 16:44 - Reply

    Oi, Nathy.
    Adorei ter sido citada no post e que bom que você gostou do livro.
    Eu também amei e um dia você vai ler Jogos Vorazes. Eu tenho fé.

    Eu ainda não li Insurgente, mas estou muito ansiosa para ler.
    Beijo.

    • Nathalia Garcia 7 de abril de 2013 at 01:16 - Reply

      @facebook-100000319740550:disqus Ah merecia ne afinal de contas foi você quem me indicou essa excelente leitura rs
      Vou ver se esse ano coloco em um dos meus desafios pelo menos o primeiro livro, espero ter coragem rs
      Estou mega ansiosa por Insurgente, ainda mais porque não tem triângulo amoroso também é sacaganem com a concorrência tendo o Four como principal não é?
      Beijos

  7. Juliana Franco 2 de abril de 2013 at 16:43 - Reply

    Verdade, Soraya. Lembro que você me falava sempre do Four. Que ele tinha te conquistado mais que Peeta.

  8. Livros e blablablá 2 de abril de 2013 at 16:30 - Reply

    AMO ESSE LIVRO!!!
    Tris e Four são ótimos e quando descobri que não tinha triângulo amoroso fiz uma dancinha feliz o/ Que Veronica conserve isso!!
    Confesso que gostei mais desse livro do que de Jogos Vorazes (que eu amo também).
    Amei a resenha Nathy, como sempre!

    Beijocas

    • Nathalia Garcia 7 de abril de 2013 at 01:13 - Reply

      @twitter-58791906:disqus O Four é tudo de bom ne Juh?? Fiz essa dancinha junto com você porque nossa ninguém merece mais triângulo amoroso… Pelo que vi do segundo não tem triângulo de novo *-*
      Eu ainda vou dar uma chance para Jogos Vorazes mas ainda não me chamou muita atenção, já que você ama e confio demais nos seus gostos literários vou ver se mais para frente dou uma chance rs
      Beijos

  9. sorayaestrela 1 de abril de 2013 at 19:49 - Reply

    Ahh Divergente. E eu tenho influência pra vc ter lido pq eu que fiz Juliana ler o livro. =)

    Eu amo a Tris, o Four e odeio com todas as minhas forças o Eric.

    O que mais gostei nesse livro são os capítulos pequenos, vc nem percebe que leu tanto. Esperando muito pelo filme e o último livro.

    Ahhh, e Insurgente é mto bom também.

  10. Pah 1 de abril de 2013 at 22:47 - Reply

    Quase comprei esse livro um tempinho atrás, mas achei melhor continuar comprando os das séries que eu já tenho a começar uma nova, mas parece que logo logo começo essa

    Gosto de livros de distopias, principalmente de jogos Vorazes, algumas nao gostei muito nao, mas essa parece ser uma boa historia, li o primeiro capitulo pq ganhei ele na bienal, confesso que nao me chamou muito a atençao principalmente por ser em primeira pessoa, os ultimos que li que eram assim (distopias tb) eu nao gostei muito nao.

    Pelo menos a gente já sabe que são apenas 3 livros, assim nao se estende muito e o meu bolso agradece 🙂 e considerando que o livro é da Rocco, o preço nao é muito acessivel (esse até que não está caro, mas né?!)

    Nathy me diz uma coisa as páginas são daquelas brancas tipo sulfite, ou finalmente a rocco usou as amarelinhas?

    • Nathalia Garcia 7 de abril de 2013 at 01:41 - Reply

      @twitter-474397968:disqus Sempre é bom ir comprando aos poucos, mas como é o primeiro e geralmente os preços da Rocco são um pouco altos aconselharia a esperar uma promoção e logo comprar.
      Não sou fã de livro em primeira pessoa porque acho que perde muitas coisas, porém nesse a autora fez de uma forma que passa bem rápido a leitura e nada se perde no caminho, tudo é explicado no devido tempo.
      Então até o momento são apenas três livros, fora a antlogia sobre um dos personagens, mas o bom é que lgo acaba e ficamos somente na saudades, não gosto quando enrolam demais as coisas por vários volumes.
      Então Paty as páginas não são interamente brancas e nem amareladas, fica num meio termo sabe? É um pouco amarelada rs.
      Beijos

      • Pah 7 de maio de 2013 at 19:22 - Reply

        pelo menos estão mudando as folhas, pq os antigos que eu tenho aqui da editora são em sulfite e depois de passar muito tempo lendo eu começo a ver as letras onde não existem, já com as amarelas eu nao forço tanto a vista.

        Vou aproveitar alguma promo sim, só assim pra conseguir comprar os livros da rocco. rs

        • Nathalia Garcia 9 de maio de 2013 at 18:01 - Reply

          @twitter-474397968:disqus Eu não tenho problemas com relação a cor de páginas e tals, mas se a folha é muito fina me incomoda porque fico com medo de rasgar rs

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)