O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo: O Lado Bom da Vida – Skoob | Goodreads

Titulo Original: The Silver Linings Playbook

Autor(es): Matthew Quick

Tradução: Alexandre Raposo

Editora: Intrínseca

Ano: 2013

ISBN: 978-85-8057-277-3

Número de páginas: 256

Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um “tempo separados”.

Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.

[divider3 text=”Sobre o Autor”]

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMMatthew Quick era professor na Filadélfia, mas decidiu largar tudo e, depois de conhecer a Amazônia peruana, viajar pela África Meridional, trilhar o caminho até o fundo nevado do Grand Canyon, reviu seus valores e, enfim, passou a dedicar todo seu tempo à escrita.

Ele, então, fez MFA em Creative Writing pelo Goddard College e voltou para a Filadélfia, onde mora com a esposa.

Quick é autor de três romances além de O lado bom da vida, e recebeu várias críticas elogiosas e importantes menções honrosas, entre as quais destaca-se a do PEN/Hemingway Award.

[divider3 text=”Opinião da Mari”]

Depois que vi o filme, fiquei muito curiosa para saber como seria a narrativa do livro e por esse motivo logo o coloquei na minha lista de leituras. Tenho a prática de ver o filme antes de ler o livro – quando o filme já foi lançado como no caso de O Lado Bom da Vida – pois normalmente as pessoas que leem o livro primeiro ficam frustradas com o filme, enquanto vendo o filme primeiro consigo aproveitar o melhor dos dois mundos.

De qualquer a forma a pergunta que sempre fica depois é “Qual dos dois é melhor? O livro ou o filme?” a maioria das pessoas diria o livro, mas a minha opinião sempre varia. Em Querido John, por exemplo, acho que o foco do filme e do livro é diferente, mas gostei muito dos dois. Já Diário de uma Paixão eu amo o filme, mas não gostei nem um pouco do livro. E no caso de O lado bom da vida achei o livro superior ao filme.

Há muitos detalhes diferentes entre os dois, que do meu ponto de vista, fizeram uma diferença grande na minha concepção da história, por exemplo, a falta de realidade de algumas cenas, não me agradou no filme, mas no livro tudo foi muito real, consegui enxergar a verdade de cada um os personagens.

[note color=”#E5C1C1″]

“Corro o mais rápido que posso e, de repente, percebo que agora sou eu quem está chorando, provavelmente porque estava apenas nadando com Emily e estava me sentindo tão bem, e estava tentando ser bom e pensando que de fato estava sendo bom, e eu decepcionei o meu melhor amigo, e Veronica gritou comigo, o que não é justo, porque tenho tentado tanto, e quanto tempo este maldito filme vai durar, e quão mais precisarei me aperfeiçoar e …a”

[/note]

A narrativa é feita por Pat, então é possível através da leitura entender o que realmente se passa na cabeça dele, os seus sentimentos e suas vontades. O personagem tem problemas mentais, mas como o livro é narrado por ele mesmo, somente sabemos que ele tem problemas e que não quer voltar para “o lugar ruim” e por isso está fazendo de tudo para melhorar sua saúde mental. Por mais simples que pareça a mensagem de Pat é maravilhosa e nos faz pensar. Ele com problemas mentais, enfrentando diversas dificuldades – perdeu o emprego, a mulher, etc – está fazendo de tudo para ser alguém melhor, uma pessoa boa, enquanto no mundo há um monte de gente sã fazendo maldade, uma pena.

Não queria fazer muitas comparações com o filme, mas é quase impossível não citar alguns detalhes, como o fato de Tiffany ser descrita de forma bem diferente de Jennifer Lawrence no livro, o que apesar de tudo acabou não influenciando minha leitura, pois devida a química do casal no filme, não consegui imaginar outros atores para os personagens.

O livro do meu ponto de vista deixou um pouco a desejar na parte romântica da história, ela foi bem descrita e a forma que Pat e Tiffany se entendem a ponto de ficaram horas lado a lado sem ao menos precisarem trocar uma unica palavra me fascina. Mas o fanatismo do Pat e da família dele pelos Eagles foi muito mais citado, tanto que li tantas vezes “Ahhhhhhh E-A-G-L-E-S! EAGLES!”, que em um determinado momento, fui procurar no youtube alguém cantando o hino dos Eagles.

[note color=”#FFF2D2″]

“Nós corremos lado a lado na praia por um longo tempo sem que nenhum de nós diga uma palavra.”

[/note]

Para finalizar preciso comentar sobre – talvez um pequeno spoiler – a dança do casal. Sem dúvidas nenhuma a descrição da dança foi a parte do livro que eu mais gostei, foi emocionante, de uma sensibilidade incrível, tão bem descrita, que pude visualizar perfeitamente cada um dos passos do casal, o que me deixou frustrada pois no filme é totalmente diferente, mais uma vez uma pena.

Enfim o livro é muito bom, tem pequenos detalhes, que achei que tornaram a leitura algumas vezes um pouco cansativa, mas tem personagens que agradam e fazem com que a leitura seja recomendada. Espero que vocês também gostem da leitura e quem já leu aproveite para deixar nos comentários sua opinião em relação ao livro.

[divider3 text=”Quote Favorito”]

“Tenho certeza de que esta é a parte do meu filme em que algo surpreendente vai acontecer, por isso confio em Deus, que eu sei que não vai me decepcionar. Se eu tiver fé, se eu for até aquele lugar especial, algo maravilhoso acontecerá ao pôr do sol – posso sentir.”

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

[divider3 text=”Capa e Diagramação”]

Li o livro em e-book então não há muitos detalhes na diagramação, talvez alguém que tenha lido o livro físico, possa deixar nos comentários se há algo diferente, mas posso dizer que amei a capa. Normalmente gosto de livros com capas de filmes e dessa vez não foi diferente, amo a capa em preto e branco, com os olhos dos dois em destaque. A faixa preta que divide os dois, ainda tem frases simulando estratégias de futebol americano, bem condizente com o tema do livro, gostei muito.

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

[divider3 text=”Nota da Mari”]

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM   O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM    O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM   O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM   O Lado Bom da Vida - Matthew Quick - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

[divider3 text=”Onde Comprar”]

[list style=”arrow”]

[/list]

[divider2]