Touch – 1ª e 2ª Temporada

Home/O Blog da Mari, Séries, Touch/Touch – 1ª e 2ª Temporada

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COMSabe aquela série, que você assiste já sabendo que não vai ser um sucesso? Pois foi exatamente assim que aconteceu com Touch. Como premissa eu sabia que a série era uma produção de Tim Kring mesmo produtor de Heroes (que de acordo com muitos teve uma ótima primeira temporada, acabou se perdendo completamente e acabou sem um final) e que seguiria uma linha parecida com a de Lost e similares (quantas séries que tentaram ser o novo Lost fizeram sucesso?! pois é!). A minha expectativa era baixíssima, mas ainda assim acabei, por algum motivo, assistindo o piloto da série.

Continue lendo e saiba mais sobre Touch. O post pode conter spoilers sobre a primeira e a segunda temporada da série.

[spacer size=”2″]

E confesso que não sei dizer, se assistir o piloto da série foi algo bom ou ruim. Também não sei dizer se foi devido a minha baixa expectativa, mas eu realmente gostei do piloto, ele foi dramático no ponto certo, emocionante e toda a história de que por algum motivo todo mundo de alguma maneira está ligado acabou me convencendo. Os comentários falando mal sobre a série continuaram, mas ainda assim resolvi dar uma chance a ela. Não me decepcionei, mas como disse minha expectativa do seu inicio ao seu fim era muito baixa. Tinha certeza que em algum momento a série seria cancelada e eu ficaria com cara de pastel após ver um final horrível, mas felizmente isso não aconteceu.

[divider2]

[spoiler title=”PRIMEIRA TEMPORADA – CONTÉM SPOILERS”]

Lista de Episódios

[divider2]

[column size=”1-2″]

[list style=”arrow”]

    • 1X01 – Pilot
    • 1X02 – 1+1=3
    • 1X03 – Safety in Numbers
    • 1X04 – Kite Strings
    • 1X05 – Entanglement
    • 1X06 – Lost & Found
    • 1X07 – Noosphere Rising

[/list]

[/column]

[column size=”1-2″ last=”1″]

[list style=”arrow”]

    • 1X08 – Zone of Exclusion
    • 1X09 – Music of the Spheres
    • 1X10 – Tessellations
    • 1X11 – Gyre (1)
    • 1X12 – Gyre (2)
    • 1X13 – The Road Not Taken

[/list]

[/column]

A Temporada

[divider2]

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COMA história central na primeira temporada da série foi muito mal desenvolvida, acredito que os produtores quiseram deixar um pouco de mistério no ar para instigar a curiosidade de quem assistia, mas de fato não foram bem sucedidos. Achei tudo meio confuso, muita informação “jogada”, sem pé nem cabeça. Em compensação a série sempre apresentava casos da semana, que prendiam a minha atenção e me agradavam muito. Mari os casos eram muito clichês e piegas, pode ser, mas eu gostava muito, amei ver cada uma das ligações e a forma que uma pessoa no Brasil, por exemplo, podia mudar completamente a vida de uma pessoa do outro lado do mundo.

Clique no post para conferir o trailer da primeira temporada da série.

[spacer size=”2″]

Então basicamente na primeira temporada conhecemos Martin Bohm (Kiefer Sutherland) e seu filho Jake (David Mazouz). Após perder sua mulher no 9/11, Martin se vê obrigado a largar o emprego de jornalista para se dedicar a cuidar de seu filho “autista”. O garoto de dez anos, apesar de conseguir ver padrões em tudo, nunca havia falado uma única palavra, até o piloto da série, quando começa a usar os próprios números para se comunicar com seu pai. Deste momento em diante, a série pode ser facilmente resumida a Martin gritando “Jake”, “buddy” infinita vezes enquanto corria atrás de Jake durante os episódios.

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM

Ainda na primeira temporada entendemos um pouco mais sobre o comportamento de Jake, quando Martin conhece Arthur Teller (Danny Glover) um professor, que estudava pessoas que tinham comportamentos parecidos com o do garoto, com fundos da Aster Corps. Local onde o garoto é levado pela assistente social Clea Hopkins (Gugu Mbatha-Raw). De acordo com Avram (Bodhi Elfman), um judeu amigo de Teller, Jake era parte dos 36 – um termo usado por judeus para descrever um grupo seleto de pessoas que eles denominam com os “escolhidos”, não conheço muito sobre a religião, então posso estar errada em relação aos termos, mas a ideia é a mesma – o que “explicava” o garoto entender todos essas ligações entre as pessoas. Mais uma vez, essa parte da história não foi tão bem abordada no inicio da série, tanto que não me importei muito com a morte do Teller e na segunda temporada não senti falta de Clea que acabou ficando em Nova York, enquanto os personagens se mudaram para Los Angeles.

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM

Comentários Rápidos

[divider2]

[list style=”arrow”]

    • Acredito que os episódios não foram exibidos na ordem correta.
    • Todos os casos foram muito bons, mas os casos do piloto foram os melhores.
    • O episódio sete, Noosphere Rising, é um dos meus prediletos.
    • No episódio, Music of the Spheres, há uma passagem no Brasil, os atores até falam em português.
    • Trilha Sonora – 1ª Temporada
    • Fotos Promocionais – 1ª Temporada

[/list]

[/spoiler]

[spoiler title=”SEGUNDA TEMPORADA – CONTÉM SPOILERS”]

Lista de Episódios

[divider2] [column size=”1-2″] [list style=”arrow”]
    • 2X01 – Event Horizon
    • 2X02 – Closer
    • 2X03 – Enemy of My Enemy
    • 2X04 – Perfect Storm
    • 2X05 – Eye to Eye
    • 2X06 – Broken
    • 2X07 – Ghosts
[/list] [/column] [column size=”1-2″ last=”1″] [list style=”arrow”]
    • 2X08 Reunions
    • 2X09 Clockwork
    • 2X10 Two of a Kind
    • 2X11 Accused
    • 2X12 Fight or Flight
    • 2X13 Leviathan
[/list] [/column]

A Temporada

[divider2]

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COMO foco então muda totalmente na segunda temporada e não sei dizer se gostei ou não, na verdade acredito que se a série tivesse conseguido misturar a primeira e a segunda temporada, talvez tivesse sido melhor aceita pelo publico, mas isso infelizmente não aconteceu. Tivemos muita ação, muita perseguição e parte emocionante e dramática da série, ficou jogada de lado. Não tivemos histórias paralelas e muito menos casos emocionantes, mas pelo menos conseguimos entender bem o Jake e podemos ter um final que fizesse sentido.

Clique no post para conferir o trailer da primeira temporada da série.

[spacer size=”2″]

Juntamente com essa nova fase da série, conhecemos outros personagens, Amelia (Saxon Sharbino). A garota seria uma espécie de Jake original, assim como o garoto, ela também conseguia ver os padrões do mundo, ela havia sido estudada por Arthur Teller e declarada como morta, após ser sequestrada pela Aster Corps. Durante a temporada vemos Martin tentando proteger Jake de Guillermo Ortiz (Saïd Taghmaoui) – um religioso, serial killer, que acreditava que deveria acabar com os 36 – e da Aster Corps, ao mesmo tempo em que ajudava Lucy (Maria Bello) a encontrar a filha Amelia. A busca toda foi bem legal, alguns momentos foram cheios de tensão, perfeitos para um filme de ação/suspense, mas nada além disse.

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM

Representando a Aster Corps nós também conhecemos Calvin Norburg (Lukas Haas) e Nicole Farington (Frances Fisher). Nicole era a dona da Aster Corps e Calvin um dos seus funcionários. Calvin foi um personagem, que gostei muito, pois apesar de todas as suas “maldades” ele não fez nada apenas por poder, o rapaz se sentia culpado pelo acidente do irmão, William Norburg (David Hoflin), e apenas estava tentando descobrir a “sequencia de Amelia” – nome dado por Arthur Teller para a sequência de números que Jake e Amelia criaram – para conseguir fazer com que seu irmão vivesse uma vida “normal” novamente.

Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM Touch - 1ª e 2ª Temporada | OBLOGDAMARI.COM

Comentários Rápidos

[divider2]

[list style=”arrow”]

    • A ação foi tanta nessa temporada, que o Kiefer Sutherland estava mais para Jack Bauer, que para Martin Bohm
    • Gostei muito da participação da Maria Bello, ela deu um gás bem legal na série, a morte dela foi emocionante.
    • Fiquei morrendo de pena do Calvin, quando ele descobriu que o irmão dele havia morrido, mas fiquei feliz em ver que ele assim com os demais membros da Aster Corps foram presos.
    • Gosto mais da Amelia, que do Jake #prontofalei
    • Trilha Sonora – 2ª Temporada
    • Fotos Promocionais – 2ª Temporada

[/list]

[/spoiler]

[divider2]

Enfim a série foi boa, mas passou longe de ser espetacular. Não me arrependo de ter assistido, mas o seu cancelamento não foi um problema, pois fiquei feliz de ter visto que ela acabou com final decente.

[divider3 text=”Onde Comprar”]

[list style=”arrow”]

[/list]

About the Author:

Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

7 Comments

  1. Juliano Spinosa 29 de janeiro de 2017 at 12:38 - Reply

    Na minha opinião tem ligação entre as temporadas sim! Amélia foi mencionada na primeira temporada, então já era sabido sobre a existência dela. Então desde o ep de duas partes tudo se condicionou para a segunda temporada.

  2. Thiago 24 de dezembro de 2016 at 03:55 - Reply

    Acabei de assistir a série. ..eu gostei! 😉

  3. Fabiano 17 de julho de 2014 at 23:51 - Reply

    Mariana oi eu assisti também, até agora só a primeira temporada, quero comprar a segunda temporada, mas não estou achando, vc sabe aonde posso comprar ?

    • Diego 31 de julho de 2016 at 03:03 - Reply

      Está disponível as duas temporadas no Netflix.

  4. Lucas 21 de fevereiro de 2014 at 17:51 - Reply

    Com certeza não foi a única não, eu assisti a primeira temporada e adorei, mas nunca consegui encontrar para baixar a segunda temporada, ficou aquele gostinho de quero mais… Bacana o blog, não me surpreendeu ver que voce é da area de tecnologia, é sua cara mesmo gostei bjos!

  5. Ligia Colares 13 de maio de 2013 at 08:50 - Reply

    Marii, acho que você foi muito cruel! Haha! Em alguns pontos eu concordo ctg, mudar totalmente o foco na segunda temporada não foi mto legal, ainda mais pensando que, se envolve os 36, provavelmente envolve tb todo o equilíbrio discutido na primeira temporada, né…
    Mas gostei das duas temporadas! O fato de o Jake ter mais atenção, e mostrar o que ele realmente sabe fazer, me deixou super animada! E sério, como vc nao gosta do Jakee? Ele foi um dos personagens mais legais q eu conheço, e não falou praticamente nada a série inteira! Achei q ele foi um ótimo ator! *.*

    Mas enfim… Desabafos a parte… Haha! Adorei o post! =D Bem completo!

    • Mariana Garcia 13 de maio de 2013 at 11:18 - Reply

      @facebook-100003942745213:disqus Oi Ligia, desculpa posso não ter me expressado tão bem em alguns momentos – empolgação na hora de querer comentar tudo usando tão “poucas” palavras. Concordo com você, que o desenvolvimento Jake na segunda temporada foi mesmo muito legal, amei ouvir ele falando algumas palavras e achei fantástico o episódio que ele e Amelia se protegeram usando números.

      E eu gosto do Jake!!!! rs Só acho que a Amelia é ainda mais legal que ele. =)

      Ps. bom ver que não fui a unica a ver a série, rs.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)