A Invenção de Hugo Cabret – Hugo – #Opinião

Home/A Invenção de Hugo Cabret, Críticas, Filmes, Hugo, O Blog da Mari/A Invenção de Hugo Cabret – Hugo – #Opinião

A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Original: Hugo

Elenco: Asa Butterfield, Chloe Moretz, Jude Law, Helen McCrory, Ben Kingsley, Emily Mortimer, Christopher Lee, Sacha Baron Cohen, Ray Winstone

Direção: Martin Scorsese

Gênero: Drama, Aventura, Família

Duração: 127 min.

Distribuidora: Paramount Pictures

Estreia:  Fevereiro de 2013

Sinopse:  Paris, anos 30. Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão que vive escondido nas paredes da estação de trem. Ele guarda consigo um robô quebrado, deixado por seu pai (Jude Law). Um dia, ao fugir do inspetor (Sacha Baron Cohen), ele conhece Isabelle (Chloe Moretz), uma jovem com quem faz amizade. Logo Hugo descobre que ela tem uma chave com o fecho em forma de coração, exatamente do mesmo tamanho da fechadura existente no robô. O robô volta então a funcionar, levando a dupla a tentar resolver um mistério mágico.

[divider3 text=”Trailer do Filme”]
[media url=”http://www.youtube.com/watch?v=alPS4ew4uI4″]

[divider3 text=”Opinião da Mari”]

O filme A invenção de Hugo Cabret está na minha lista há muito tempo – desde sua indicação ao Oscar – mas na época nunca cheguei a realmente me empolgar para ver o filme, provavelmente porque a quantidade de elogios a ele era enorme. Enfim, consegui finalmente assistir ao filme e ao seu final fiquei com aquele sentimento indeciso, provavelmente, porque não o achei assim tão espetacular, ainda que o filme seja de fato muito bom.

Porque digo que não foi espetacular, pois apesar de ser visualmente magnifico e ter uma história emocionante, não acredito que seja um filme que agrade a todos os públicos, acho que os adoradores de cinema, os viciados em filmes provavelmente vão gostar muito de toda a história, mas uma pessoal “normal” que apenas quer ver um filme para se distrair o ache um pouco lento, para alguns até meio sem graça.

A experiência vale a pena?! Sim vale muito a pena e acho que todos deveriam o assistir e tirar as suas próprias conclusões, principalmente porque estou certa que algumas pessoas vão amar o filme, pois seus protagonistas, Hugo (Asa Butterfield) e Isabelle (Chloë Grace Moretz) são personagens adoráveis, de uma pureza encantadora. E não são as únicas atuações interessantes no filme, o Ben Kingsley, que interpreta Georges Méliès, também está muito bem no seu papel, mostrando as diversas mudanças de humor do seu personagem.

O elenco ainda conta com a presença do divertido Sacha Baron Cohen e de Emily Mortimer, que conheci em The Newsroom e adorei ver no filme. O romance do filme é singelo, mas ainda assim bem escrito, dando a sensação de algo realmente real. Enfim, gostei do filme, o indico a todos, mas sugiro que não o assista com muita expectativa, pois acredito que dessa maneira a experiência do filme será muito melhor.

[divider3 text=”Quotes”]

“I’d imagine the whole world was one big machine. Machines never come with any extra parts, you know. They always come with the exact amount they need. So I figured, if the entire world was one big machine, I couldn’t be an extra part. I had to be here for some reason. And that means you have to be here for some reason, too.” Hugo Cabret

[divider3 text=”Fotos”]

A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM

A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM

A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM A Invenção de Hugo Cabret - Hugo - #Opinião | OBLOGDAMARI.COM

[divider3 text=”Onde Comprar”]

[list style=”arrow”]

[/list] [divider2]

About the Author:

Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

3 Comments

  1. Rodrigo Lessa 22 de junho de 2013 at 19:17 - Reply

    Baixei A INVENÇAO DE HUGO CABRET e não pude assistir até hoje 🙁 Infelizmente 🙁 Espero que nas ferias eu consiga, acho que vou. O filme já me encantou mais, eu adoro filmes e tinha baixado esse porque ele apareceu na lista de downloads do Ares e ai como eu sou muito ecletico, assisto tudo, baixei. Fiquei muito curioso agora, porque não tinha nem a memoria digital do personagem principal. Gostei muito da sua opiniao, vale muito a pena ver esse filme mesmo, olha só, a história é muito incrivel. As imagens relembrando esse tempo antigo foi o que mais me encantou. E ainda mais tem esse mistério mágico. Sou louco em mistérios, vou assistir! Sinto que irei gostar!

  2. ~ Ivy ~ 17 de junho de 2013 at 11:13 - Reply

    Concordo com a Morgana, acho que a mensagem principal do filme é uma homenagem à sétima arte. Eu assisti o filme na época do Oscar e mesmo com as expectativas altas, achei que foram atendidas. Maravilhoso!!!

  3. Morgana Costa 16 de junho de 2013 at 23:26 - Reply

    Concordo com você quando diz que não tem nada de (mega-uber-blaster) espetacular.
    Ele foi feito pra ser exibido em formato 3d e na minha opinião, entre Avatar, Alice e HP7.2, Hugo foi o melhor usando essa tecnologia. A sensação no cinema era mesmo o de sobrevoar Paris e depois adentrar a estação. Então a qualidade gráfica é perfeita.
    Mas, estou enquadrada na turma dos adoradores de cinema. ^.^ Por isso gostei imenso (como dizem os portugas). Por que gosto de pensar igual o Méliès, que existe uma magia quando se está no cinema e ver toda aquela ode à história me emocionou. Fez lembrar do “Cinema Paradiso”, um outro filme que reverencia à sétima arte.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)