Dexter – 8X01:A Beautiful Day – #Review

Home/Dexter, O Blog da Mari, Séries/Dexter – 8X01:A Beautiful Day – #Review

Durante esses anos foram raros os inicios de temporada de Dexter realmente interessantes. Normalmente a temporada se inicia lentamente, com um caso bem tranquilo e aos poucos a história vai se desenvolvendo e acaba finalizando com um bom, algumas vezes, ótimo final. Porém, nessa última temporada, os produtores parecem que não querem perder tempo. E em sua season premiere já ficou claro, que muita coisa vai mudar e muita coisa pode acontecer até o desfecho da série.

Continue lendo e saiba mais sobre A Beautiful Day. O post tem spoilers para quem não viu o episódio ainda.

[pullquote align=”left”]“I am not lost. I know exactly where I am. I am in some shitty fucking hell, which is exactly what I deserve.”[/pullquote]

Na temporada passada, Deb enfrentou uma dura realidade, ao descobrir que seu irmão era um serial killer, ela tentou mudá-lo, tentou entende-lo e no fim acabou manipulada a ponto de ir contra todos os seus princípios e matar LaGuerta. E o resultado foi de certa forma surpreendente, pois para alguém que sempre idolatrou Dexter e agiu de acordo com a lei, eu não esperava a ver usando drogas e fazendo sexo com uma pessoa qualquer apenas para prender uma pessoa e ganhar algum dinheiro com isso.

Dexter - 8X01:A Beautiful Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Tudo bem, que ela nunca foi politicamente correta, mas no momento ela literalmente ligou o “foda-se”. Entendo que está é a forma que Deb encontrou para se punir e lidar com tudo o que está acontecendo. Mas, particularmente acho que em algum momento ela vai chegar ao seu limite e vai acabar matando o irmão. Um final que não me surpreenderia, mas que de fato não seria tão ruim, pois prefiro ver ela o matando ao inverso.

[pullquote align=”right”]”Without her, I don’t know who I am anymore.”[/pullquote]

E Deb pelo visto não vai ser a única a perder o controle nessa temporada, pois Dexter, que sempre foi conhecido por seu autocontrole, parece estar mais perdido que a garota. Agora que não a tem ao seu lado, ele não sabe bem o que fazer é até Harrison acabou sofrendo um pouco com isso. E eu me pergunto quem mais vai acabar sofrendo, ou melhor, quem vai acabar na mesa de Dexter? Por enquanto não tenho ideia, mas apesar de tudo acho que ele não seria capaz de matar a Deb, visto que, 1 ele já teve oportunidade e nunca a matou, 2 querendo ou não ele sempre fez de tudo para evitar que a garota sofresse. De qualquer maneira ela não é a única se sentindo culpada nessa história.

Dexter - 8X01:A Beautiful Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Para ajudar, Dexter ainda vê a chegada da neurocientista, Evelyn Vogel (Charlotte Rampling). Essa não é a primeira vez que alguém chega à série e acaba sendo uma ameaça direta a ele, mas dessa vez a situação parecer um pouco mais complicada. A principio estou amando a personagem, pois além de muito inteligente ela tem uma coragem incrível, não é qualquer um que enfrenta o Dexter como ela fez.

[pullquote align=”left”]“You can’t kill me. 
Why?
Because I don’t fit Harry’s code.”[/pullquote]

Sem contar que a personagem parece ir muito além do que nós vimos até o momento – até porque só vimos o primeiro episódio . Do meu ponto de vista, ela não vai querer apenas estudar Dexter de perto, senti certa obsessão da parte dela por serial killers, o que me faz perguntar, será que ela mesmo não tem um “que” de serial killer dentro dela?! Ainda é muito cedo para teorias, mas já estou adorando o rumo que a temporada está tomando. E vocês gostaram desse inicio? O que esperam ver até o final da série? Comentem!

Dexter - 8X01:A Beautiful Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Comentários Rápidos

      [divider3 text=”Onde Comprar”]

      [list style=”arrow”]

      [/list]

      [divider2]

      [list style=”arrow”]

      [/list]

      [divider2]
      By | 2017-02-09T12:28:22+00:00 07/07/2013|Categories: Dexter, O Blog da Mari, Séries|Tags: , |2 Comments

      About the Author:

      Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

      2 Comments

      1. Lilica 10 de julho de 2013 at 03:07 - Reply

        Tenho dó do Harrison, o que esse menino já passou em poucos anos de vida!
        Gostei dessa dra Vogel, embora a cara dela me dê medo, parece aquelas mulheres bravas e enigmáticas. Acho que pode vir a se tornar uma vilã, sei lá, não confio muito em psiquiatras, ainda mais pq ela mostrou que sabe do passado do Dexter.
        A Deb está toda doidona mesmo, acho que vai ser uma pedra no sapato do Dexter ou pelo menos vai servir para lhe trazer um pouco de juízo. Não gostei dela trabalhando por conta para aquele outro lugar. Sei que ela quis fugir da delegacia por causa de tudo o que aconteceu com a LaGuerta, mas achei estranho o novo serviço da Debra.
        O novo caso do serial killer que corta a cabeça das pessoas estilo melancia foi bem interessante. A série estava precisando de casos chocantes em paralelo à vida pessoal do Dexter.
        O momento cômico ficou por conta do Batista, ao comentar sobre o bando da LaGuerta: que homenagem, um lugar para as pessoas botarem as suas bundas? Btw, ele desistiu de ser dono de boteco e voltou para a polícia.
        A temporada passada foi fraca, mas essa promete (assim espero, por ser a última).

        • Mariana Garcia 10 de julho de 2013 at 15:53 - Reply

          @disqus_nv9oUnaQ1Q:disqus As vezes também me pergunto como vai ser a adolescencia do garoto, ele realmente já vivenciou muitas coisas! No final do episódio, inclusive, achei que os desenhos tivessem sido feito por ele, só depois me toquei que eram desenhos do próprio Dexter.

          É estranho ver a Deb em outro lugar depois de tanto tempo vendo ela interagindo com o departamento, mas não tenho gostado. O unico problema que veja é em relação aos demais personagens, sem Deb sendo “a cola” entre eles, as historias deles acabaram ficando perdidas.

          A frase do Batista foi mesmo engraçada, rs.

      Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)