O Projeto Rosie – Graeme Simsion – #Resenha

Home/Graene Simsion, Livros, O Blog da Mari, O Projeto Rosie, Resenhas/O Projeto Rosie – Graeme Simsion – #Resenha

Sinopse: Perto de completar 40 anos, o peculiar professor de genética Don Tillman havia desistido do amor. Para acompanhar sua rotina severamente cronometrada, com esquema de refeições padronizadas, um cronograma para a execução de cada compromisso (inclusive para a prática de exercícios físicos antes de dormir) e lidar com sua falta de habilidade social, só mesmo a mulher perfeita. E ele já sabe como encontra-la. Ou pelo menos acha que sabe. Ele desenvolve o projeto Esposa Perfeita, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a selecionar candidatas adequadas a seu estilo de vida. Mas quando Don conhece a jovem Rosie ele descobre que nem tudo na vida pode ser programado… e que o amor pode, de repente, vir a seu encontro.

Ficha Técnica

O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: O Projeto Rosie – Skoob

Título Original: The Rosie Project – Goodreads

Autor: Graeme Simsion

Tradução: Ana Carolina Mesquita

Editora: Record

Ano: 2013

ISBN: 978-85-01-40221-9

Número de páginas: 320

Sobre o Autor

O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

O australiano Graeme Simsion hoje é um escritor em tempo integral, mas antesde se dedicar totalmente a literatura era consultor de tecnologia da informação e professor. É casado com Anne professora de psiquiatria e autora de ficção erótica, com quem tem dois filhos.

Booktrailer

Opinião da Nathy

Sabe aquele livro que após uma excelente divulgação você tem a plena certeza de que será um dos melhores livros lido no ano e logo irá se tornar um favorito? Foi exatamente isso que aconteceu comigo ao conhecer O Projeto Rosie, depois que vi o booktrailer então tinha que ter esse livro em mãos e o que estava prevendo acabou por se tornar realidade, ele se tornou um dos meus livros favoritos junto aos livros da Nora Roberts e com certeza quando sair mais livros desse autor irei atrás para ler.

Livros que tem sua temáticas voltada para o personagem principal com algum tipo de problema dependendo da forma como for abordado pode me deixar muito irritada – como no caso dos livros da Sophie Kinsella com a Becky Bloom e seus delírios de consumo – ou pode me deixar encantada como aconteceu com a história de Don e Rosie, apesar do assunto sério tiveram cenas tão descontraídas e engraçadas que foi impossível não soltar uma risada. Acredito que a forma de narração também tenha ajudado muito, esse é o segundo livro que leio sendo contado em primeira pessoa na visão do homem, saber como Don estava se sentindo naqueles momentos e como se mantinha em seus ideias foi algo que me conquistou demais.

-Creio que encontrei uma solução para o Problema Esposa. Tal como acontece com tantas grandes descobertas científicas, a resposta parece óbvia quando analisada em retrospecto. Mas, se não fosse por uma série de eventos não programados, muito provavelmente eu não a teria descoberto.

Como disse Don Tillman é um personagem realmente cativante. Ele acredita que chegou na idade e no momento ideal para encontrar uma esposa, porém ele não é nada parecido com os outros homens e suas habilidades sociais são nulas, então encontros arranjados por amigos é algo que não irá funcionar, quando ele começa a elaborar o seu questionário para a esposa perfeita não conseguia parar de imaginar nas confusões em que iria se colocar, como de fato aconteceu inúmeras vezes. Ao contrário do que acontece com alguns personagens, gostei de ver como Don se manteve firme em suas decisões e lutou por todas elas, mesmo que continuasse sem saber por que estava tão fixado nesses projetos.

Ao longo do Projeto Esposa ele conhece Rosie e de uma forma bem inusitada eles começam a desenvolver uma relação puramente baseada em um novo projeto, porque segundo Don, apesar dela ser engraçada e uma boa companhia não é a pessoa ideal para ser sua esposa. A forma como a Rosie lidou com cada um dos comportamentos de Don e também a sua personalidade somente me fizeram torcer para que os dois ficassem juntos ao longo do livro e também no final Don se desse conta de que ela era a pessoa ideal, justamente por não ser tudo aquilo que ele procura em uma mulher. Desde o primeiro momento que ela apareceu consegui de alguma forma – ainda que não tenha muitas coisas parecidas com ela – me identificar com a personagem, acredito que por ela estar fazendo seu PH. D em Psicologia e tudo mais.

-Que tal sairmos para jantar hoje?

Ela pareceu surpresa com a minha pergunta, mas respondeu:

-Ah, tá. Vamos sair para jantar? Que tal o Le Gavroche, você paga?

Como o próprio Don afirma no livro ele não é uma pessoa que consegue fazer amizade facilmente justamente por seus problemas sociais, porém ele tem dois grandes amigos, sua terapeuta Claudia que é casada com Gene seu colega da faculdade. Gostei muito mais do relacionamento da Claudia com o Don, ela parecia entender completamente a forma de Don se comportar não somente porque era sua terapeuta e conseguiu fazer seu diagnostico, mas porque o via realmente como uma pessoa que precisava de alguém para direcioná-lo em suas habilidades, grande parte de seu progresso tem a ver com Claudia e Rosie, ao contrário de Gene que me pareceu um senhor tendo uma crise de meia idade achando que pode se dar bem com todas as mulheres, não consegui gostar dele e somente conseguia enxergá-lo como uma pessoa nojenta e sem consideração nenhuma pela outra pessoa.

Algo que me encantou demais nesse livro foi os diversos cenários e as descrições tão precisas dos locais em que estão sem tornar cansativo, em um momento eles estão na sala de Don discutindo esse novo projeto na faculdade e no momento seguinte estão na sala de estar do apartamento dele, mas tudo é descrito de uma forma bem relacionada, não deixando o leitor perdido sobre em que local eles estão e o que estão fazendo. Acho que as cenas mais divertidas aconteceram quando eles viajaram para Nova York, eles realmente conseguiram colocar fogo na cidade.

-Eu nunca teria imaginado que Nova York fosse ser um lugar onde alguém aprendesse a ser gentil – comentou ela – mas, é isso aí.

Esse é um livro que recomendo demais, praticamente leitura obrigatória para todos aqueles que gostam de um bom romance, vi alguns comentários de ser parecido com O Lado Bom da Vida ainda mais porque o autor Matthew Quick fez uma critica boa, não cheguei a ler esse livro, porém assisti ao filme e não foi um que me agradou demais, além do fato de ambos tratarem do personagem principal com alguma síndrome não acredito que tenham mais alguma coisa igual.

Quote Favorito

O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA capa por si já vende a história do livro de tão linda, sem contar que essa trajetória tem muita relação com tudo o que Don passa, o livro ganhou várias versões e a minha favorita com certeza é a nacional, dificilmente prefiro a original – somente quando a editora não capricha muito nas capas. A diagramação é simples, com cada capítulo sendo iniciado em uma nova página, não encontrei nenhum problema com a tradução e nos momentos que Don está divagando sozinho as frases estão em itálico ou numeradas.

Nota da Nathy

O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Projeto Rosie - Graeme Simsion - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

4 Comments

  1. Marlon Gonçalves 2 de agosto de 2014 at 21:52 - Reply

    Eu queria tanto esse livro! Era pra eu ter comprado na promoção que teve na Sub de 10 reais mas agora não tem mais! 🙁

  2. Raquel Dias 8 de junho de 2014 at 23:23 - Reply

    Que pena que o autor não aprofunda melhor o problema que o protagonista tem. A Síndrome de Asperger já há um ano é considerada apenas mais um nível de autismo e só isso já demonstra o quanto ela pode ser grave, ainda mais no que concerne à questão do convívio social. Teria sido mesmo muito bacana se o autor tivesse dado um enfoque maior a essa questão!

    boas leituras!

  3. Pah 4 de agosto de 2013 at 21:29 - Reply

    A capa nacional ficou linda, a outra é a americana né?

    O livro parece ser bem divertido e estou com muita vontade de ler, assim que tiver tempo (R$) e a pilha de não lidos diminuir vou comprar esse.

    • Nathalia Garcia 5 de agosto de 2013 at 15:32 - Reply

      @disqus_D16GVQOwzE:disqus Nos que gostamos de estudar essas coisas Paty tenho certeza que irá amar o jeito do Don, vale muito a tempo ter esse livro. A capa ao lado é americana sim.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)