Ela é uma Fera – Marina Carvalho – #Resenha

Home/Ela é uma Fera, Livros, Marina Carvalho, O Blog da Mari, Resenhas/Ela é uma Fera – Marina Carvalho – #Resenha

Sinopse: No interior de Minas Gerais, Clara, uma menina de traços delicados, rosto de porcelana e cabelos dourados tem muitos admiradores, inclusive Henrique, o menino mais popular da escola que fará de tudo pra poder sair com ela, inclusive trapacear… É que o pai de Clara colocou na cabeça que sua filha mais nova só poderá sair com um menino depois que sua filha mais velha, Carolina, arrumar um namorado. Parece simples: basta que Henrique arrume um “namorado” para Carol e siga com seu sonho de ficar com Clara. Determinado, Henrique arruma o tal namorado para Carol: Pedro, o badboy. Mas o que nem Henrique, nem Clara, nem Pedro imaginavam é que a intragável Carol iria se comportar como uma insuportável ao lado de Pedro — e jogar água em todos os planos de romance de Henrique e Clara. Caberá a Pedro dar um bom resultado a esta situação, mas será que ele vai conseguir conquistar o coração de gelo de Carol e, finalmente, domar a megera?

Ela é uma fera! é uma releitura escrita pela autora Marina Carvalho do clássico A Megera Domada de William Shakespeare.

Ficha Técnica

Ela é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Ela é uma Fera – Skoob

Titulo Original: Ela é uma Fera – Goodreads

Autor(es): Marina Carvalho

Tradução: Livro Nacional

Editora: Novo Conceito

Ano: 2013

ISBN: 978-85-8163-330-5

Número de páginas: 155

Sobre a Autora

Ela é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Marina Carvalho é professora, jornalista e mãe. Passa os dias diante de um objeto plano e retangular, seja o quadro negro da escola onde trabalha ou a tela do computador. Escrever é uma de suas maiores alegrias. Sempre foi uma ávida leitora. Está sempre com um livro debaixo do braço e outro na cabeceira da cama: eles são seus companheiros de todas as horas. Quando criança devorava as revistinhas da Turma da Mônica. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Minas e exerceu o cargo de assessora de comunicação. Hoje é professora de Língua Portuguesa e Literatura, não à toa, já que morre de amores pelas palavras. “Simplesmente Ana” é seu livro de estreia.

Opinião da Mari

Essa é uma daquelas resenhas difíceis de se fazer, pois como algumas vezes – sempre – acontece tenho um zilhão de conflitos internos, em relação a minha opinião final do livro, mas vamos lá, vou expressar tudo o que senti durante a leitura e quem sabe no final chego a uma conclusão, junto com vocês.

O livro da Marina é uma releitura da obra de Shakespeare, A Megera Domada. E confesso que apesar de ser um clássico eu nunca li a obra original. De qualquer forma, li a sinopse do livro, me lembrei instantaneamente do filme 10 Coisas que Odeio em Você – que eu amo demais – e me interessei pela leitura. Contudo nas primeiras páginas do livro, fiquei extremamente incomodada com a similaridade em relação ao filme. O cenário era o mesmo, os personagens, as personalidades, as situações, eram poucos os detalhes que diferenciavam os dois.

Porque tudo o que você faz tem segundas intenções. Está sempre tramando a seu favor. Vive dominada pelo propósito de alcançar a sua tão sonhada liberdade e acredita piamente que sou culpada por nosso pai manter você presa e a mim, não? - Carolina respirou fundo tomando fôlego. - Se eu me der bem no encontro com Pedro, finalmente terá sua carta de alforria. É só nisso que pensa, menina egoísta. Sendo assim, não preciso de sua ajuda.

E não sei se vocês sabem, mas sou meio lerdinha para ler, pois falta tempo, para parar e apenas ler. Então durante essa pausa da leitura acabei assistindo ao hangout da Marina realizado pela Novo Conceito. E acabei descobrindo que havia uma novela da globo, que também era uma adaptação da obra, não sou de ver novelas, mas fiquei curiosa para saber qual era a novela em questão – O Cravo e a Rosa. E nesse momento a minha ficha caiu. A falta de originalidade inicial, que tanto me incomodava se deve a releitura.

Dessa forma em todas as histórias, Carolina (Catarina, Kat, ou qualquer seja o nome da megera) será rabugenta e indiferente aos homens, enquanto sua irmã Clara (a Bianca) é romântica e louca para se envolver com eles. As duas sempre vão ter um pai super protetor, que só deixa a mais nova namorar, depois que a mais velha estiver namorando. Um Henrique (Joey no filme) popular, metido a besta, sempre vai pagar um Pedro Verona (Petruccio, Patrick, etc) para conquistar a megera e o mesmo sempre vai acabar se apaixonando por ela de verdade. E por fim é claro, sempre vamos ter um Lucas (No filme Cameron), sincero, sensível e verdadeiramente apaixonado por Clara sendo seu professor/tutor particular. Mari você me deu um monte de spoilers! Não essa é a obra de Shakespeare, o livro é uma releitura então nada vai mudar nele ou nas outras adaptações, releituras, etc.

Está para nascer um homem que conseguirá alcançar meu coração.

Dito isso, me conformei com o fato de já estar familiarizada com a história, já sabia o rumo que ela tomaria e resolvi aproveitar a leitura e me atentar a outros pontos do livro. Na metade do livro, então, a história finalmente se tornou mais “independente”. Gostei das pequenas diferenças assim como gostei do seu final, ainda que tenha achado ele pouco desenvolvido, queria ter visto mais da história. Talvez nesse momento já estivesse mais envolvida com os personagens, que são mesmo legais.

Enfim esse foi o meu primeiro contato com a Marina – conheço Simplesmente Ana, mas ainda não o li – mas gostei muito de sua narrativa, neste livro realizada em terceira pessoa. A leitura flui muito bem. O livro também inicia cada capítulo com uma frase da obra de Shakespeare, referem aos capítulos como atos, intercalando cenas entre as duas irmãs e os dois rapazes. Fazendo a leitura ficar bem dinâmica. Da forma que vejo o livro poderia ser facilmente usado em escolas, em peças de teatro – será que era esse o objetivo de Marina? De qualquer forma o livro está em um preço promocional e a leitura vale a pena. Recomendo o livro e com certeza vou continuar acompanhando o trabalho da Marina.

Quote Favorito

Ela é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Ela é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMAlgumas pessoas não gostaram da capa do livro, mas eu curti bastante. Como o livro é nacional, não é possível fazer a comparação com uma capa americana, mas fiquei satisfeita com os casais escolhidos para representar a obra. Também gostei muito da forma que o próprio título indica quem é a fera da história, o rosa em destaque ficou chamativo na medida certa.

Quanto à diagramação o livro está disponível apenas em e-book. Então fica um pouco mais difícil avaliar os pequenos detalhes, ainda assim como mencionei anteriormente no inicio de cada capitulo a uma citação da obra original. As mesmas setas usadas no título do livro e outro pequeno detalhe mostrando o início de cada capítulo (espero que consigam ver os detalhes na figura ao lado).

Nota da Mari

Ela é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEla é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEla é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Ela é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEla é uma Fera - Marina Carvalho - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

About the Author:

Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

4 Comments

  1. Pah 5 de setembro de 2013 at 13:09 - Reply

    Gosto do original e gosto do filme, que mesmo sendo uma releitura tem uma pegada mais atual e fica “diferente”, mas pelo que vc falou nesse livro vemos praticamente o que está em 10 coisas, e o que tornou o filme atual e diferente está no livro tb. pretendo ler, mas não tão cedo.

  2. Larissa Campos Souza 13 de agosto de 2013 at 17:58 - Reply

    Estou ansiosa pra ler, até porque amo 10 coisas que odeio em você e sou completamente apaixonada por O Cravo e a Rosa.
    E já li Simplesmente Ana da Marina e me apaixonei!
    Adorei a resenha, Mari!
    Beijos

  3. Mah 10 de agosto de 2013 at 03:48 - Reply

    gostei da resenha e sua comparação com 10 Coisas que eu odeio em Você, também adoro o filme. Mas discordo que só por ser uma releitura tenha que ser igual, muitas releituras mudam.

    bjs

    • Mariana Garcia 11 de agosto de 2013 at 12:41 - Reply

      @disqus_UD3jdfVxIa:disqus Oi Mah concordo com você que releituras mudam, mas no caso foi uma releitura de A Megera domada e não do filme. Do meu ponto de vista o básico da história, pai protetor, irmã megera, irmã romantica, cara babaca, cara bad boy e cara bonzinho sempre permanece a mesma coisa.

      De qualquer forma, nesse caso a releitura feita em 10 Coisas que eu Odeio em Voce e no livro A Fera foram bem parecidos na maior parte do livro. Talvez eu não tenha me expressado tão bem, não sei.

      Beijokas =)

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)