Quando assisti Goodbye Miami vi que as coisas não terminariam muito bem – eu sei, eu sei, demorei a perceber o declínio da série – e infelizmente ao assistir os dois últimos episódios de Dexter só confirmei o inevitável. Para muitos a série não é a mesma há muito tempo, mas somente nesses últimos episódios percebi que a mágica vista na primeira temporada já não existia mais e que nada mirabolante (mind blowing) aconteceria.

O desfecho da série deixou muito a desejar, tanto que não me surpreenderia se em alguns anos ninguém mais falasse sobre ela – o que não acontece com clássicos como o aclamado Friends ou o odiado (amado por alguns) Lost – mas ainda assim estou aqui deixando as minhas últimas impressões para vocês, que acredito que também não ficaram felizes com esse final.

Continue lendo e saiba mais sobre os episódios 8X10: Goodbye Miami, 8X11: Monkey In a Box e 8X12: Remember the Monsters?. O post tem spoilers para quem não viu o episódio ainda.

A minha primeira frustração com essa temporada foi o desfecho dado a dr. Vogel. Não sei dizer se a atriz tem esse jeito que nos fazem suspeitar dela, ou, se assim a caracterizaram, mas durante toda a temporada criei teorias e expectativas em relação à personagem, que acabou sendo morta pelo próprio filho, enquanto Dexter observava tudo sem poder fazer nada. Emocionante? Nem um pouco! A realidade foi triste, não porque eu me importava com a personagem, mas porque via muito mais potencial para a história dela, que acabou sendo totalmente sem sal. Principalmente porque tudo o que ela fez foi analisar e manipular Dexter, para que ele pudesse entender que se ele quisesse continuar sendo um serial killer, ele teria que desligar todos seus sentimentos.

Dexter - 8X10: Goodbye Miami, 8X11: Monkey In a Box e 8X12: Remember the Monsters? (Series Finale) - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Em Monkey in a box, apesar da escassez de uma história bem desenvolvida, tivemos um pouco mais de ação com Oliver Saxon (Darri Ingolfsson), filho de Dr. Vogel, enfrentando e ameaçando Dexter. Enquanto Elway, o ex-chefe de Debra, iniciava sua caçada a Hannah, que planejava deixar o país junto com Dexter e Harrison. Confesso que 40/50 minutos me pareceram pouco, o episódio mostrava muita coisa, mas de fato não mostrava nada. As perseguições não foram tão emocionantes, até o fim do episódio, quando Dexter, após capturar Saxon, percebe que não precisa matá-lo. O passageiro sombrio que sempre lhe instigava a cometer os homicídios havia sido vencido por seu amor por Hannah. O que seria lindo e poético se 1- eu não odiasse a Hannah. 2 – Saxon não tivesse conseguido escapar, após atirar em Deb.

Tudo estava errado, mas assim dávamos inicio ao series finale de Dexter. Deb sobreviveria? Dexter e Hannah conseguiriam ir para Argentina? Saxon saíria impune? Todos os desfechos foram péssimos. Debra, a melhor personagem da série, a policial durona, acaba em estado vegetativo. WTF?! Sério isso produção? Ela não podia ter morrido (ponto). Mas morreu e o pior de tudo é que nem foi uma morte glamurosa. Após a confirmação do seu coma, Dexter não fica a espera de um milagre, ele desliga os aparelhos, toma a irmã nos braços e a joga no mar como fez com tantos outros corpos. A qualidade da cena foi horrível e a única coisa que me agradou foi sua ironia.

Dexter - 8X10: Goodbye Miami, 8X11: Monkey In a Box e 8X12: Remember the Monsters? (Series Finale) - #Review | OBLOGDAMARI.COM

E claro que após matar Deb, Saxon não ia conseguir sair vivo dessa brincadeira. Ele já havia sido capturado e provavelmente acabaria sendo morto de qualquer maneira, mas obviamente Dexter preferiu finalizar com as próprias mãos (ou quase isso). Em outra cena pobre, Dexter entra na delegacia e mata o rapaz usando apenas uma caneta, após executar com cuidado seu plano, para que parecesse legitima defesa. Em outra época talvez eu tivesse achado a atitude de Dexter de extrema inteligência, mas se tratando de um series finale, em minha opinião, a morte do rapaz não teve um pingo de emoção. Ele acabou morto, mas não me senti vingada pela morte de Deb.

Mari e a Hannah? Pois é, ela conseguiu ir para Argentina junto com Harrison, mas nunca chegou a se reunir novamente com Dexter. O serial killer ao jogar Debra ao mar vai de encontro a tempestade que se formava e acaba morto, ou pelo menos assim todos acreditam. Não acreditava no amor de Hannah, não torcia pelo casal consequentemente não me importei com as lagrimas dela ao ler sobre a morte do especialista forense de Miami. E ainda me senti frustrada por ver Harrison tendo um papel tão dispensável no final da série, após ter tanto destaque durante toda a temporada. Para completar toda a minha frustração, Dexter aparece vivo no final da série – por pior que fosse, preferiria ter visto ele realmente morto – trabalhando como lenhador no meio do nada. Como gostar desse final gente? Praticamente impossivel!

Dexter - 8X10: Goodbye Miami, 8X11: Monkey In a Box e 8X12: Remember the Monsters? (Series Finale) - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Divagações Finais

Apesar de todos os problemas e da minha insatisfação com o final da série, acredito que os produtores conseguiram fechar bem um ciclo. Desde o inicio da série, Dexter fala sobre seu passageiro sombrio (dark passagen) e sempre luta com isso, seguindo o código e ouvindo os conselhos do seu já morto pai. Ele não queria ser um serial killer e nessa última temporada ele deixou isso mais claro do que nunca. Ele mais uma vez tentou ignorar o que sentia e viu em Hannah uma pontinha de esperança, que se acabou completamente com a morte da pessoa que ele mais amava, Debra.

Ter que vingar e matar Debra, a unica pessoa que ele nunca quis matar – pelo contrário, ele matou outros inclusive seu próprio irmão para protegê-la – que ele sempre defendeu. Só fez com que ele realmente entendesse e aceitasse quem ele era. A psicologia de Dr. Vogel funcionou, ele percebeu que não poderia ter pessoas ao seu lado, pois ele era o que era e em algum momento ele as acabaria matando. Recluso e sozinho, ele não tem mais nada a nos dizer. O ciclo da série chega ao seu fim e de certa forma condizendo com tudo o que vimos durante os últimos anos, mas de forma frustrante, pois não era o que gostaríamos de ver. Pelo menos não era o que eu gostaria de ver.

Comentários Rápidos

  • Precisavam mesmo ter usado tanto chroma key nesse último episódio?!
  • No fim das contas, ninguém da policial de Miami descobriu que Dexter era um serial killer, quão frustrante foi isso?
  • Seria pedir muito pelo menos um final feliz? Só teve desgraça nesse final da série!
  • A titulo de curiosidade deixo esse vídeo publicado pela showtime com uma cena de cada um dos primeiros 96 episódios da série, que teve em seu total 98 episódios.
  • E por fim a todos que acompanharam as minhas reviews, deixo aqui o meu muito obrigada.

Onde Comprar