Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – J.K. Rowling – #Resenha

Home/Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, J.K. Rowling, Livros, O Blog da Mari, Resenhas, Rocco Jovens Leitores/Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – J.K. Rowling – #Resenha

Sinopse: As aulas estão de volta a Hogwarts e Harry Potter não vê a hora de embarcar no Expresso a vapor que o levará de volta à escola de bruxaria. Mais uma vez suas férias na rua dos Alfeneiros, 4, foi triste e solitária. Tio Válter Dursley estava especialmente irritado com ele, porque seu amigo Rony Weasley tinha lhe telefonado. E ele não aceitava qualquer ligação de Harry com o mundo dos mágicos dentro de sua casa. A situação piorou ainda mais com a chegada de tia Guida, irmã de Válter. Harry já estava acostumado a ser humilhado pelos Dursley, mas quando tia Guida passou a ofender os pais de Harry, mortos pelo bruxo Voldemort, ele não agüentou e transformou-a num imenso balão. Irritado, fugiu da casa dos tios, indo se abrigar no Beco Diagonal. Lá ele reencontra Rony e Hermione, seus melhores amigos em Hogwarts e, para sua surpresa, é procurado pelo próprio Ministro da Magia. Sem que Harry saiba, o ministro está preocupado com o garoto, pois fugiu da prisão de Azkaban o perigoso bruxo Sirius Black, que teria assassinado treze pessoas com um único feitiço e traído os pais de Harry, entregando-os a Voldemort. Sob forte escolta, o garoto é levado para Hogwarts. Na escola as dificuldades são as de sempre: Severo Snape, o professor de Poções, o trata cada vez pior, enquanto ele tem de se esforçar nos treinos de quadribol, e levar Grifinória à vitória do campeonato. Para piorar a situação, os terríveis guardas de Azkaban, conhecidos por dementadores, estão de guarda nos portões da escola, caso Sirius Black tente algo contra Harry. Por fim, Harry tem de enfrentar seu inimigo para salvar Rony e obrigado a escolher entre matar ou não aquele que traiu seus pais. Com muita ação, humor e magia, Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban traz de volta o gigante atrapalhado Rúbeo Hagrid, o sábio diretor Alvo Dumbledore, a exigente professora de transformação Minerva MacGonagall e o novo mestre Lupin, que guarda grandes surpresas para Harry.

Ficha Técnica

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – Skoob

Titulo Original: Harry Potter and the Prisoner of Azkaban- Goodreads

Autor(es): J.K. Rowling

Tradução: Lia Wyler

Editora: Rocco Jovens Leitores

Ano: 2000

ISBN: 978- 85-325-2307-5

Série: Harry Potter

Volume: 03

Número de páginas: 348

Sobre a Autora

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

J. K. Rowling  é escritora britânica. Nasceu no dia 31 de julho de 1965 em Yate na Inglaterra. Passou a maior parte de sua infância na cidade de Chepstow que tem algumas referências em seus livros. Desde de pequena queria ser escritora, quando tinha seis anos de idade escreveu seu primeiro livro de ficção chamado ‘A história de um Coelho chamado Coelho’. Em seu tempo na faculdade estudou Língua e Literatura Francesa, passou um ano na França fazendo um curso de especialização. Quando retornou paa Inglaterra trabalhou como secretária e investigadora, após um tempo decidiu deixar o cargo e se mudou para Portugal onde ficou  por cinco anos, nesse tempo passou a dar aulas de inglês e retomava sua trajetória como escritora. Em uma viagem de Manchester para Londes surgiu a ideia de escrever a série Harry Potter. Do momento que o primeiro livro foi publicado em 1997 a série de tornou um fenômeno. Foi casada com Jorge Arantes e tiveram uma filha.

Booktrailer

Opinião da Nathy

Sei que a série do Harry Potter já acabou tem muitos anos, porém nunca é tarde para se dar uma chance aos livros, ainda mais porque assisti todos os filmes e gostei demais um fato que não atrapalha minha leitura e nem me faz ficar com uma raiva imensa por várias coisas terem sido deixadas de fora da adaptação. Enfim, já havia lido os dois primeiros livros e como estava com as outras leituras atrasadas dei uma parada na série e somente agora voltei com força total para ver se consigo até o final do ano terminar de ler todos os livros, uma meta impossível de se alcançar, mas quem sabe. Esse terceiro livro é o meu favorito entre todos e nem preciso ler os próximos para ter certeza que continuará sendo o meu favorito, porque dos filmes sempre foi o que mais gostei. Quero deixar ressaltado que nessa resenha irei comentar somente de coisas que acontecem nesse livro para não soltar spoilers caso alguém não tenha lido os livros assim como a minha pessoa.

Com uma narrativa em terceira pessoa, mas com o foco totalmente em Harry a autora leva ao leitor em uma nova jornada, dessa vez para enfrentar um vilão muito perigoso que foi seguidor de Voldemort. O leitor é levado para um novo nível de lutas e mistérios que me deixaram muito satisfeita as coisas são diferentes do filme e por isso consegui ficar ainda mais presa na história, ainda que tivessem momentos em que parecia que não andava e que estava enrolando para chegar ao grande momento, gostei muito das descrições das cenas, pois conseguia me colocar no lugar dos personagens e ter os mesmos sentimentos. A autora conseguiu de uma forma esplêndida explicar tudo durante e no final do livro todos os seus mistérios e deixando um espaço para o próximo livro, caso o leitor quisesse parar nesse livro conseguiria muito bem ficar sem o resto da continuação devido à ótima finalização.

Mesmo sendo muito fora do comum, naquele momento Harry Potter se sentiu como todo mundo: feliz, pela primeira vez na vida, porque era o dia do seu aniversário.

Os três amigos continuam sempre juntos enfrentando todos os perigos, porém tenho que dizer que Harry em alguns momentos chegou a me emocionar de verdade com alguns de seus pensamentos relacionados ao seu pai, sempre que envolve algo relacionado a isso me deixa muito triste por pensar que nenhuma criança deveria passar pelo sofrimento de crescer sem seus pais e ainda mais sabendo que os mesmos foram assassinados, mas não chorei porque consegui me controlar demais e não duvido que os próximos irão me fazer acabar em lágrimas. Já o Rony nos primeiros dois livros eu gostei demais do personagem, porém nesse livro ele estava muito insuportável com sua história com Perebas não conseguia aguentar toda a sua lamúria e ainda mais descontar tudo em cima de Hermione que não tinha nada a ver com seus problemas.

Como acho que Hermione divou muito mais nesse livro ela merece um paragráfo inteiro para ela, mesmo porque vamos combinar que ela em muitos momentos manda melhor que Harry, dessa vez tem até um mistério somente a personagem muito perfeita. A Hermione sempre foi a minha personagem favorita por sua inteligência e força, mas ao mesmo tempo sendo frágil como toda garota, amei a forma como agiu quando os meninos não queriam conversar com ela simplesmente seguiu sua vida mesmo que estivesse sofrendo por dentro. Não torço para que ela fique com Rony, sei que muitas pessoas amam o romance deles por começarem brigando e ter toda aquela tensão, mas não consigo gostar tanto assim do Rony ao ponto de desejar isso. Enfim, o mistério que a envolvia era a chave para a resolução de todos os problemas e foi maravilhosa a forma como a autora explorou todo esse lado.

Hermione atirou os braços ao pescoço de Rony e desabou completamente. Rony, com cara de terror, acariciou muito sem jeito o topo da cabeça da garota.

E no meio disso tudo temos o foragido Sirus Black, outro personagem que me conquistou desde o momento que apareceu não posso negar que tenho uma queda por vilões e por isso já estava louca para saber de quem se tratava e quais seus motivos para agir daquela forma, sem contar que quando assisti ao filme adorei o ator que interpretou o personagem o que foi mais um ponto positivo, sempre vejo o lado dos vilões que são mal compreendidos e acabo encantada. Temos ainda a presença constante de Severius Snape que ainda não conseguiu me fazer gostar do seu jeito de agir sei que tem uma explicação plausível, mas acho que pega muito pesado em suas atitudes e constantes perseguições, com isso não consegue enxergar o que está um palmo diante do seu nariz, quem sabe nos próximos livros ou no último venha a realmente gostar do personagem. Já Lupin Remo é um professor muito querido e amei suas participações misteriosas também tendo um segredo muito legal que acabava por envolver o pai do Harry e seu grupo seleto de amigos, esse foi um ponto que também chegou a me emocionar o quão a amizade entre eles era grande.

Dumbledore continua com aparições fantásticas e nos momentos mais oportunos, nesse caso foi muito diferente do que aconteceu no filme e me agradou muito mais, porque ninguém é capaz de fingir que uma coisa não aconteceu quando estava ajudando aos outros. Um homem de visão e que sabe exatamente quando deve agir e ajudar as pessoas inocentes, um personagem que a autora soube explorar na medida certa ainda que eu quisesse que tivesse muitas outras cenas.

Precisamos - disse Dumbledore lentamente, e seus claros olhos azuis correram de Harry para Hermione - é de mais tempo.

Como ainda não terminei de ler a série recomendo os três primeiros livros porque são realmente bem elaborados e faz desejar continuar lendo os próximos volumes, caso goste de fantasias e bruxos não deve deixar passar essa série.

Quote Favorito

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMMuitas capas ao longo desses anos foram lançadas tanto aqui no Brasil quanto lá fora, apesar de gostar muito da capa original e também das capas brancas lançadas pela editora Rocco, acho que se tivessem lançado no formato com os pôsteres dos filmes teria sido a minha preferida, tenho uma queda muito grande por capas de livros que foram publicados iguais as dos filmes. Até o momento não encontrei uma capa que não tivesse a ver com o conteúdo do livro, mas isso não quer dizer que sejam bonitas. Enfim, a diagramação da edição que tenho comigo é simples, não tendo divisórias quando a cena muda dentro do capítulo, às páginas são brancas, cada capítulo inicia com uma frase diferente, mas sem nenhum desenho ao lado.

Nota da Nathy

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamento

  • Harry Potter e a Pedra Filosofal – Lançado em 2000
  • Harry Potter e a Câmara Secreta – Lançado em 2000
  • Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – Lançado em 2000
  • Harry Potter e o Cálice de Fogo – Lançado em 2001
  • Harry Potter e a Ordem da Fénix – Lançado em 2003
  • Harry Potter e o Enigma do Príncipe – Lançado em 2005
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte – Lançado em 2007

Onde Comprar

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

13 Comments

  1. Luane 27 de abril de 2017 at 21:23 - Reply

    Estava espiando este cantinho e eis que encontro esta resenha… E claro, precisava comentar!
    Antes de tudo, digo que sou suspeita ao falar aqui pois AMO demais a saga Harry Potter, é uma das minhas preferidas. Aquele amor incondicional sabe? Mas enfim…
    Amei sua análise sobre o enredo, personagens e tudo mais, me fez lembrar da época em que estava lendo os livros e me deliciando com a escrita da Rowling que cá entre nós, é maravilhosa. Convida o leitor a literalmente entrar em Hogwarts e participar das aventuras juntos com o trio principal.
    O prisioneiro de Azkaban também é um dos meus livros preferidos da saga, mas confesso que desgostei um pouco do filme após ler o livro pois o conteúdo do livro em si é mais interessante, entendo que adaptações têm suas alterações, mas sou aquela chata do “cadê aquela cena que tinha no livro? Eu queria ver!”, sabe como é né?
    Harry também me emocionava quando falava sobre seus pais, sua história é trágica e muito triste e o apoio dos amigos é tão importante pra ele que torna a presença de ambos mais significativa a cada momento de sua vida.
    Hermione é perfeita demais, nem tenho o que falar.
    Lupin e Sirius são outros dois que eu gosto demais, assim como Dumbledore que sinceramente, é o “avô” mais sabido já visto em qualquer livro ou filme. hahahah’
    Agora bateu as saudades de Harry Potter, aquela vontade de reler o livro…
    Obrigada pela resenha! Muito linda! ♥
    Beijão :*

  2. GIOVANNA 7 de abril de 2014 at 13:47 - Reply

    EU AMO HARRI POTTER E O RONI É MUITO INGRAÇADO ERMIONE MUITO INTELIGENTE E HARRY VC É MUITO INTELIGENTE

  3. […] Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – Lançado em 2000 – Resenha […]

  4. Maisa Schvind Sydor 3 de novembro de 2013 at 21:03 - Reply

    menina ADORO Harry Potter, amo todos os livros, vi q vc falou q esse é seu livro preferido, tb gostava bastante dele até eu ler o Ordem da Fênix, o livro da Ordem simplesmente ganhou meu coração já li a série 2 vezes e ainda acho esse o melhor, e o Reliquias tem tanto sofrimento q por mais q seja o encerramento da série não consigo gostar muito dele, sempre fico me perguntando pq ela tinha q matar meus personagens preferidos?

    Sirius roubou a cena em muitos pontos do livro, adoro ele, quando eu li a primeira vez o filme ainda não tinha sido lançado, tudo q eu lia sobre o personagem me deixou muito curiosa, mais desde o inicio imaginava q ele não era o vilão.
    mais o Perebas eita q amigo mais filha da mãe, como pode ele trair eles assim?
    bem Nathy super indico pra vc terminar a série, Harry Potter é um dos unicos livros q msm depois q eu li novamente tive vontade de chorar, ou então cada vez q eu leio vejo “dicas” q eu tinha deixado passar sem prestar muita atenção, J.K é genial, todos os livros dela tem uma ligação assuntos q são citados desde o primeiro livro e tem importância no último, dá pra ver q ela tinha uma idéia desde o inicio, q seria 7 livros, 7 Horcrux, q o feitiço do Rony no primeiro livro não deixou o Perebas amarelo pq na vdd ele não era um rato, ixi podia ficar falando disso durante um tempão kkkk vou ficando por aqui, bjks

    • Nathalia Garcia 5 de novembro de 2013 at 15:45 - Reply

      @maisaschvindsydor:disqus Nossa o pessoal é mesmo apaixonado pela Ordem da Fénix, eu não consigo gostar por causa da morte do Sirus Black, amava aquele personagem e partiu meu coração o que a autora fez rs. Ela fez a limpa mesmo em Reliquias da Morte nem a coruja se salvou no meio disso tudo.

      Sirus Black é muitooo divo, sou apaixonada por ele e somente vim a conhecer no filme, acho que se tivesse lido o livro antes dos filmes teria ficado um pouco frustrada com a adaptação.

      Vontade de bater no Perebas e olha que gosto de ratinhos pode perguntar para a Mari rs.
      Essa ligação que fez das 7 Horcrux com o 7 livro foi muito genial, do Perebas também fiquei agora curiosa para saber quais outras relações que encontrou rs. Beijos

  5. Taty 2 de novembro de 2013 at 23:49 - Reply

    Ah nunca é tarde pra ler Potter hehe, amo a serie, a frase que você escolheu foi ótima é bem isso que acontece com ele rsrs

    bjs

  6. Kel Costa 30 de outubro de 2013 at 19:41 - Reply

    Sou super ET quando o assunto é Harry Potter, pq nunca li os livros, só conheço a história (e gosto, claro) por causa dos filmes rsrs
    Já pensei em dar chance aos livros, mas a série é muito longa, acabei desistindo 😀

    Bjs, Kel – http://www.itcultura.com.br

    • Taty 2 de novembro de 2013 at 23:50 - Reply

      Ah dá uma chance sim aos livros, são só 7 acaba rapidinho hehe, verdade em geral eu levava de 2 a 5 dias pra ler cada estoria

      bjs

    • Nathalia Garcia 5 de novembro de 2013 at 15:42 - Reply

      @kelcosta:disqus Também era muitoooo ET com essa série, somente tinha visto os filmes e fiquei apaixonada pela história, mas e a coragem de pegar todos os livros?? ahuiahiuahuiahaiuhiauh
      Beijos

  7. sorayaestrela 30 de outubro de 2013 at 19:27 - Reply

    AHHH Harry Potter!!
    Bem-vinda Nathy ao maravilho mundo de Hogwarts.
    Este é meu filme favorito, mas duvido que ele continue sendo o seu livro favorito. Espere até ler A Ordem da Fênix.
    Amo a estória e tudo que acontece nela. Outra coisa, preciso entrar em defesa do Rony. É claro que ele estava chato, ele só tem 13 anos, e garotos nessa idade são chatos. Então faça um favor a você mesma, tira toda a influência negativa que a Warner criou e se abre para o casal R/H. Eles são lindo!!
    Eu desconfiei do romance deles nesse livro, mas passei a shippar de verdade no Cálice de Fogo, meu 2o livro favorito.
    Se tivesse tempo iria reler toda a saga, e acredito ser possível ler tds sim até o fim do ano. É só ler esses livros.
    Esperarei ansiosa pelo 4o livro.

    • Nathalia Garcia 5 de novembro de 2013 at 15:41 - Reply

      @sorayaestrela:disqus Acho a J.K uma mulher muito criativa, consegue elaborar várias coisas interessantes e me empolgou demais. Não curto a Ordem da Fénix por causa da morte do Sirus Black que se tornou o meu personagem favorito, mas com certeza terá fortes emoções na Ordem da Fénix.
      Então, mas os outros personagens também tinham 13 anos e eram maravilhosos, Hermione com certeza uma diva. Se nos livros for bem explorado pode ser que goste dos dois, mas acho tenso somente rolar beijo entre eles no último livro e no ultimo momento, assim como acontece com Harry e Gina, ela sim tem fortes sentimentos por ele, mas não consigo ver como em dois livros ele já está todo apaixonado por ela e tudo mais.

      Eh então tenho que parar um pouco e ler de uma vez rs.
      Beijos

      • sorayaestrela 5 de novembro de 2013 at 23:16 - Reply

        Defesa ao Rony: Hermione é mais madura pq é menina e Harry pq sofreu mto na infância. Isso o fez ser mais maduro que Rony.
        Os romances não foram NADA explorados no filme. HP e EdP é RiDÍCULO (filme é claro).
        Tem coisas ótimas, como o Harry começa a gostar da Gina e outras coisas que não foram mostradas. Assim como o verdadeiro 1o beijo H/G que é INFINITAMENTE melhor no livro. Na verdade fazer comparação é dar algum crédito aquele filme horroroso. (Nem preciso dizer que é o filme que mais detesto, né?

        • Nathalia Garcia 6 de novembro de 2013 at 12:15 - Reply

          @sorayaestrela:disqus Eh não tem jeito vou ter que ler para realmente gostar dos dois casais, porque nos filmes foi bem estranho em cálice de fogo e ordem da fénix o Harry morrendo de amores pela Cho e de repente no enigma do principe está amando a Ginny rs

          Como não li os livros antes cheguei a gostar muito dos filmes, deu atpe vontade de rever (não me mate)

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)