Trono de Vidro – Sarah J. Maas – #Resenha

Home/Livros, O Blog da Mari, Resenhas, Sarah J. Maas, Trono de Vidro/Trono de Vidro – Sarah J. Maas – #Resenha

Sinopse: Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um patrocinado por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.

Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela… Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor. Então um dos outros concorrentes aparece morto rapidamente seguido por outros… Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? A medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Trono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: O Presente – Skoob 

Titulo Original: Throne of Glass – Goodreads

Autor(es): Sarah J. Maas

Tradução: Bruno Galiza; Lia Raposo; Rodrigo Santos; Mariana Kohnert

Editora: Galera Record

Ano: 2013

ISBN: 978-85-01-40138-0

Série: Trono de Vidro

Volume: 01

Número de páginas: 392

Sobre a Autora

Trono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEla tem 26 anos e vive na Califórnia. Ao longo dos dez anos que passou desenvolvendo o mundo de Trono de vidro, desenvolveu uma doentia paixão por filmes da Disney e música pop ruim. Ela adora contos de fadas, bebe café demais e vê muito lixo na TV. Quando não está escrevendo seus livros, pode ser encontrada explorando a costa da Califórnia.

Opinião da Nathy

Ultimamente não ando tendo muita sorte com os livros é o segundo nessa semana que pego para ler e não consigo me conectar com a história, o livro tinha tudo para ser maravilhoso e me fazer vibrar de emoção, porém não conseguia sentir a menor emoção, a não ser que fosse raiva de tudo. Nada do que estava esperando aconteceu e para completar teve o que detesto em livros triângulo amoroso, mas essa é a minha cima quando gosto de uma história colocam triângulo amoroso e quando acontece de não existir isso a autora vem e estraga o último livro, enfim esse foi um dos pontos que não gostei e acho que a autora poderia ter feito de uma forma que não envolvesse um triângulo.

A história contada é da famosa assassina Celaena que após sofrer uma traição e ter sido capturada em uma de suas missões acaba por trabalhar em minas em Endovier, por ter essa fama o príncipe decidi que ela será a sua candidata para participar de uma competição e no final se tornar a campeã do rei, ou seja, realizar todo o trabalho sujo que ele determinar e ao final de um período de tempo conseguirá ter sua tão sonhada liberdade, com a narrativa em terceira pessoa e as cenas variando entre os três personagens principais a leitura tem uma dinâmica muito boa e tudo foi muito bem desenvolvido, porém em muitos momentos me encontrei desejando que a leitura se encerrasse logo de tão cansativo.

Desorientada e sentindo-se estranhamente pesada, ela postou-se o salão. Em um trono ornamentado, feito de madeira de sequoia, sentava-se um belo jovem. O coração de Celaena parou enquanto os outros se curvavam em reverência.

Quando peguei a sinopse desse livro fiquei imaginando que Celaena seria uma menina destemida e que estaria com um único objetivo em sua mente, ter sua liberdade, uma mulher que faria o que fosse preciso para conseguir atingir esse objetivo ainda que machucasse outras pessoas, porém ela não foi nada como estava pensando. Uma menina que realmente sabia como lutar suas batalhas e também de língua bem ferina, mas embaixo de toda essa casca é somente mais uma menina tola que acaba se apaixonando por um homem que lhe sorri, esperava muito mais dessa personagem, ainda que em um determinado ponto do livro ela quis se mostrar mais do que aparentava não conseguiu me convencer.

No meio de todas as lutas tem o príncipe Dorian que mostra uma atitude muito arrogante no começo, mas que no fundo é somente um jovem desprezado pelo pai e que não está pronto para assumir as responsabilidades de um reinado. Não conseguiu me convencer em nenhum momento com suas atitudes doces e seu charme, não estava torcendo para que ficasse com Celaena e por isso em diversos momentos do livro sentia meu estômago revirar, ela não serve para ele, afinal ele é o príncipe e nesse caso especifico não estaria pronto para enfrentar as adversidades para ficar com ela, espero que nos próximos livros as coisas fiquem melhores e que possa até mesmo chegar a gostar dele.

Por que há algo que querem de mim, algo que querem tanto que vieram até aqui pessoalmente. | Celaena

Agora o personagem que mais encantou foi o Chaol, o capitão da guarda do Rei que está disposto a tudo pelo aquilo que acredita e sente um homem que no começo é irritante com Celaena, mas teve algo em sua personalidade que me fez amá-lo no primeiro momento. Acredito que ele ainda guarde alguns mistérios que não foi mostrado nesse livro e inclusive tenha sentimentos muito fortes por Celaena que ainda não está pronto para lidar. Vibrei muito em uma determinada cena em que ele se arrisca por causa dela, acho que nos próximo o querido príncipe pode dançar muito lindo, porque se Celaena passar mais tempo do que necessário ao lado de Chaol com certeza caíra de amores. Adoro quando as histórias começam cheias de ódio e depois acabam em amor.

Por um momento pensei que pudesse ter pegado o livro errado e estivesse lendo a seleção no momento em que conhecia a princesa Nehemia, ao contrário de muitas princesas ela é um amor e escondia alguns mistérios, mas estava sendo sincera quanto a querer ser amiga de Celaena, porém senti que poderia querer algo mais com o príncipe e os dois com certeza formariam um casal muito lindo. Mas, nada nesse livro é o que aparenta e a princesa também tem um segredo guardado que mais para o final é revelado, não me agradou muito algumas coisas, mas consegui relevar.

Não sei. Mas já a vi antes. parece ser parte de você. Fico preocupada com que o rei pensa dela | Nehemia

Enquanto estão nessa competição algumas mortes misteriosas começam a acontecer relacionadas com os candidatos ha campeão do rei, porém somente Celaena consegue uma proteção muito especial. No primeiro momento em que Elena apareceu fiquei meio sem saber como tudo aquilo estava acontecendo, não sou uma pessoa que acredita muito no que a autora colocou no enredo, mas funcionou muito bem para explicar tudo relacionado com a Celaena e no porque estava sendo escolhida para tudo aquilo.

Cain, Duque, Kaltain e o Rei são personagens muito irritantes que não via o momento de que algo atrapalhasse os planos de todos. Obviamente com o Rei e o Duque é impossível algo acontecer nesse momento do livro porque estamos somente no primeiro livro e pelo visto terão mais cinco fora as novelas, então a trama ainda deve se desenrolar durante muito tempo, mas espero que todos tenham um final bem merecido.

Celaena se manteve à porta. A raiva trocara a armadura pelo vestido fluido de sempre. A ferocidade de Elena também não estava estampada em suas feições.

Recomendo o livro para todos aqueles que adoram se arriscar em uma nova série com um tema bem diversificado, ainda que não tenha curtido muito a minha experiência pode ter sido muito diferente da que outras pessoas lendo, então deem uma chance ao livro.

Quote Favorito

Trono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Trono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA capa é a mesma que a americana, mas já tem algumas edições com capas bem diferentes, particularmente gosto muito dessa com a menina toda poderosa na frente e atrás colocada como se fosse uma dama. Uma pena que não achei a menina na capa parecida com a personagem mesmo porque essa parece não ter medo de absolutamente nada, desse ponto de vista outra (ao lado) teria sido uma melhor escolha. Quanto à diagramação é simples tenho uma espécie de folha separando as cenas e no início de cada capítulo é marcado com uma espécie de flecha.

Nota da Nathy

Trono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”
By | 2017-01-06T14:49:34+00:00 23/10/2013|Categories: Livros, O Blog da Mari, Resenhas, Sarah J. Maas, Trono de Vidro|Tags: , |11 Comments

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

11 Comments

  1. Livros | EU INSISTO! 30 de setembro de 2015 at 14:39 - Reply

    […] saber o que acontecerá a Celaena durante o torneio prende o leitor do início ao fim.” ◆ O Blog da Mari – “(…) é somente mais uma menina tola que acaba se apaixonando por um homem que […]

  2. Ana Beatriz 23 de setembro de 2015 at 15:44 - Reply

    Eu me senti lendo uma cópia de A Seleção. Os personagens se parecem muito e como li A Seleção primeiro ,ficou parecendo cópia,quantos capítulos o primeiro livro tem?

    • Nathalia Garcia 27 de setembro de 2015 at 15:36 - Reply

      Oiee Ana!!

      Apenas li o primeiro livro da A Seleção, algumas coisas são parecidas, mas outras tem sua propria identidade. Esse primeiro livro tem 55 capítulos. Porém, são curtos então a leitura flui bem =)
      Beijos

  3. Paloma R F (@palomafx) 28 de julho de 2014 at 09:45 - Reply

    Eu li o livro inteiro esse final de semana, apesar da leitura sera fácil, eu esperava mais do livro. A autora cumpre e não promete, acabou que a tal da assassina é só um cachorrinho assustado, e triângulo amoroso acaba comigo, eu odeio, é algo saturado já. Enfim, não sei se terei saco pra ler o segundo livro, quem dirá os outros 4.

    • Nathalia Garcia 29 de julho de 2014 at 15:46 - Reply

      Oiee Paloma!!

      Eu também estava esperando por algo muito maior nesse livro, mas a leitura foi boa. Senti a mesma coisa com a principal, ela ia ser a maior assassina de todas e de repente não faz absolutamente nada. O triangulo amoroso é um saco, já não aguento mais os escritores somente fazendo isso para render história.

  4. Taisa Espindola 6 de fevereiro de 2014 at 09:49 - Reply

    Olha essa não é a primeira resenha em que a pessoa se sentiu enganada pela personagem, é uma pena muito grande pq realmente ela prometia.
    Apesar do que vc disse eu ainda tenho vontade de ler, eu tb não curto muito triângulos amorosos, mas com esse livro é como eu tivesse que ler e tirar minhas próprias conclusões sabe?
    Bjus.
    =]

    • Nathalia Garcia 7 de fevereiro de 2014 at 12:20 - Reply

      @taisaespindola:disqus Me senti muito decepcionada, obvio que ela é uma mulher e vai sentir certas coisas dentro de si, mas acima de tudo foi retratada como uma assasina e era isso que estava esperando dela.
      Eh valida a leitura mesmo porque eu tive essa sensação com o livro, mas você pode ter outras bem diferentes.
      Beijos

  5. Sr. Delarue 8 de novembro de 2013 at 21:09 - Reply

    Estava pensando em comprar esse livro, mas sempre fico com um pé atrás e as vezes os dois com certas capas, pois percebo que o mercado esta aproveitando que fantasia é a “moda do momento”, para lançar qualquer produto como se fosse uma boa obra. Pelo o que li de sua resenha, acho que deixarei para comprar O Trono de Vidro bem mais para frente.

    • Nathalia Garcia 7 de fevereiro de 2014 at 12:14 - Reply

      @srdelarue:disqus Realmente estava esperando muito mais justamente por essa moda de ser fantasia, mas não conseguiu atingir um alto nivel, mas outras pessoas gostaram demais. Em breve será lançado o segudno então é uma boa esperar para ver se melhora rs
      Beijos

      • Sr. Delarue 7 de fevereiro de 2014 at 13:27 - Reply

        Acabei optando por Prince Of Thorns (que gostei bastante). A minha critica estava mais relacionada a “romances adolescentes” do que outra coisa. Pois a capa, como comentei anteriormente, chamou muito a minha atenção, bem como a sua premissa: Uma assassina. Não queria comprar o livro achando que teria uma fantasia mais .. digamos “Senhor dos Anéis” e acabar encontrando “Crepúsculo”
        Beijos

        • Nathalia Garcia 7 de fevereiro de 2014 at 13:31 - Reply

          @srdelarue:disqus Entendo seu receio, pois me senti assim querendo uma história de uma assassina realmente boa e encontrando uma menina normal que se apaixona =(
          A capa é maravilhosa e dos próximos volumes seguem a mesma linha, torcer para a editora manter o padrão rs.
          Beijos

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)