Sinopse: Uma arma secreta guardada a sete chaves, o beemote e a mais feroz criatura da Marinha Real. Sua poderosa mandibula traz o Armagedom para as embarcações inimigas e promete dar um novo rumo ao conflito entre darwinistas ingleses e mekanistas alemães que varre a Europa após o assassinato do arquiduque Ferdinando. A missão do monstro subaquático o aguarda no Bósforo, aos pés de um Constantinopla sob a influência dos alemães e as portas de uma guerra civil. Mas para ser bem sucedida, a participação da baleia-zepelin Leviatã é imprescindível. A bordo da aeronave Aleksander e Deryn Sharp continuam a colaborar um com o outro, mesmo defendendo lados opostos e escondendo segredos. Deryn, é na verdade, uma menina se passando por um aviador das forças britânicas, enquanto Alek é o herdeiro legítimo do Império Austro-Hungaro. No entanto, é cada vez mais difícil para ambos conciliarem seus sentimentos pessoais das obrigações patrióticas e acabam se separando de uma forma dramática. Em território inimigo, Deryn luta para manter intacto o segredo de sua sexualidade, e Alek conquista aliados inusitados na luta para conquistar seu direito de nascença. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Beemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Beemote – Skoob

Titulo Original: Behemoth- Goodreads

Autor(es): Scoot Westerfeld

Tradução: André Gordirro

Editora: Galere Record

Ano: 2013

ISBN: 978- 85-01-09752-1

Série: Leviatã

Volume: 02

Número de páginas: 429

Sobre a Autora

Beemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Scott Westerfeld nasceu em 1963, no Texas, EUA. Com mais de 15 livros publicados, já ganhou os prêmios Victorian Premier e Aurealis, além de ter recebido o título de Melhor Livro para Jovens Adultos pelos livros Peeps e Uglies. Formado em Filosofia, ele já trabalhou como professor substituto, editor, designer de softwares e ghostwriter, ou seja, ele escrevia para outras pessoas assinarem. Segundo ele, seu trabalho era como “dirigir o carro de outra pessoa muito, muito rápido, por muito dinheiro”. Hoje, ele e a mulher, a escritora australiana Justine Larbalestier, dividem seu tempo entre Sidney, Austrália, e Nova York, sempre tentando fugir do inverno. Sobre a experiência de ser casado com outra escritora, ele diz que “escritores são como gatos; é melhor ter dois para que eles brinquem juntos, em vez de beberem demais e arranharem o sofá”.

Booktrailer

Opinião da Nathy

O primeiro livro dessa série tinha me empolgado bastante apesar de ter tido um problema para entender o que significavam os monstrinhos, porém nesse segundo a minha animação era praticamente zero, não achei que a história teve alguma evolução e pareceu mais ser um livro para preencher espaço na trilogia. O livro não é ruim e acredito que tive essa visão um tanto negativa por ter iniciado sua leitura logo após Boneco de Neve que foi a melhor leitura que fiz esse ano, portanto teria esse mesmo problema com qualquer outro livro. Como disse a história não muda muito continua a girar em torno da guerra entre darwinistas e mekanistas com Alek sendo o único que pode acabar com essa guerra, não teve uma evolução nisso tudo e parecia que Alek estava cada vez mais se distanciando de seu objetivo, as cenas de lutas não achei emocionantes e teve uma morte especifica que não acho que fará a menor falta nos próximos volumes.

Com uma narrativa em terceira pessoa com o foco mudando entre Alek e Dylan/Deryn que ajuda demais a perceber como cada um deles está se sentindo em determinado momento, continuo achando que o Alek é um menino muito ingênuo que não aparenta a sua idade, estava com as expectativas altas com relação a ele, pois no primeiro livro teve uma modificação em sua personalidade e modo de agir com seus companheiros, mas nesse mais parecia que estava indo de um lado ao outro sem objetivos em mente que fossem realmente necessários nessa guerra. Somente no final achei que ele tomou uma atitude digna e bastante sábia para salvar seus amigos.

Ela se viu dando um sorrisinho ao apitar. Constantinopla teria que esperar um tiquinho. | Deryn

Dylan/Deryn continua sendo a personagem mais forte e batalhadora desses livros, porém senti que ela estava agindo muito mais como Deryn ao deixar que seus sentimentos por Alek emergissem em momentos não muito oportunos, com o seu segredo cada vez mais ameaçado acho que deveria tomar um pouco mais de cuidado. Essa sim é uma personagem que gosto de acompanhar e as melhores partes do livro e a estava presente e tendo várias ideias que poderiam mudar o rumo da guerra, fiquei com tanta pena dela em um determinado ponto do livro ao perceber os problemas que pode ter por conta dos fortes sentimentos com relação ao Alek, pois dificilmente poderiam ficar juntos.

Nesse livro ainda é abordado uma coisa que não acho necessários triângulos amorosos, porém esse foi de uma forma bastante inusitada que me proporcionou altas risadas em diversas partes do livro, quando percebi o que estava acontecendo quase bati palmas para o autor porque saia um pouco dos padrões. Lilit que é a pessoa que se coloca no meio de Alek e Deryn tem sua personalidade bastante parecida com Deryn, pois luta na guerra sem medo e ainda com uma língua bastante afiada, gostei da personagem, porém no começo senti uma imensa raiva dela.

Ele e Lilit haviam planejado muitas coisas juntos, pelo visto. Deryn balançou a cabeça para espantar o ciúme. Ela era um soldado em uma missão, não uma moiçola tapada que sonhava acordada ao dançar a quadrilha. | Deryn

Já Bovril é o monstrinho mais lindo de todos e que teve um destaque muito importante no meio dessa loucura do segundo livro, não sei por que mais tenho uma queda por bichinhos assim que a maioria das pessoas acha muito feia eu fico achando a maior fofura. Com frases hilárias e aparecendo em momentos indevidos ele faz com que a situação que era muito tensa se torne tranquila e ainda arruma a solução para os problemas quando todos pensavam que tudo estaria perdido.

Os personagens secundários têm ainda menos aparições nesse livro e novos surgem ao longo da nova jornada de Alek, porém quando apareciam era para me deixar ainda mais curiosa sobre que rumo tudo isso iria levar, porque suas frases sempre misteriosas e cheias de segredos. Com certeza Volgen e a Dra. são os que mais sabem das coisas, mas ficam agindo pelas costas e levando Alek para o local que desejam, espero que ele não seja mais manipulado o próximo e descubra as coisas realmente importantes.

Ora apenas se tornando mais perspicazes, é claro | Dra. Barlow

Se já leu o primeiro livro recomendo que continue dando uma chance à trilogia porque tende a ficar melhor e caso ainda não pegou nem o primeiro livro e gosta de uma dose de fantasia ou do autor Scott Westerfeld esse é um livro que não pode deixar de ler.

Quote Favorito

Beemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Beemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA capa nacional continua sendo muito mais bonita que a internacional, ainda que na original mostre mais dos personagens com acho que foi muito bem elaborada, enquanto na nacional tem todas essas cores fortes e um modo que chama bastante a atenção, espero que o último livro siga esse padrão. A diagramação é simples, tendo separações nos capítulos e dentro dos mesmos com a modificação das cenas. Tiveram alguns erros na digitalização, mas não atrapalhou a leitura. As páginas são brancas, alguns leitores têm problemas com isso, mas não me influenciou em nada.

Nota da Nathy

Beemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBeemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBeemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBeemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBeemote: A Revolução - Scott Westerfeld - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamento

  • Leviatã – Leviatã #1 – Lançado em 2012 – Resenha
  • Beemote – Leviatã #2 –  Lançado em 2013
  • Goliath – Leviatã #3 –  Sem previsão de lançamento no Brasil
  • The Manual of Aeronautics: An Illustrated Guide to the Leviathan Series –  Sem previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”