Sinopse: ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez… A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa… E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão. 

Ficha Técnica

Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Azul da Cor do Mar – Skoob

Titulo Original: Azul da Cor do Mar – Goodreads

Autora: Marina Carvalho

Tradução: Livro Nacional

Editora: Novas Páginas (Grupo editorial Novo Conceito)

Ano: 2014

ISBN: 978-85-8163-373-2

Número de páginas: 334

Sobre a Autora

Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Marina Carvalho nasceu em Ponte Nova, Minas Gerais, conhecida como a terra da goiabada. Adora queijo, rock progressivo, pudim de leite condensado, café com pouco açúcar e filmes com finais felizes. Formou-se em Jornalismo na PUCMinas e exerceu o cargo de assessora de comunicação de uma empresa por sete anos. Hoje é professora de língua portuguesa e literatura na Escola Nossa Senhora Auxiliadora. Marina ama ler, seja um bom livro policial, um chick-lit despretensioso ou o jornal do dia. Quando era criança, todos os meses esperava ansiosamente pelas revistinhas da Turma da Mônica. A mãe incentivou desde bem cedo o seu gosto pela leitura. Ela mora em sua cidade natal com o marido, os dois filhos e Lilica, uma poodle de 14 anos que pensa ser um pitbull.

Opinião da Nathy

Desde que li o primeiro livro da autora publicado – Simplesmente Ana – fiquei encantada com a escrita e evolução do livro, então quando vi que o mais novo livro dela seria lançado agora em fevereiro fiquei em uma ansiedade muito grande. Quando comecei a ler tive alguns conflitos porque estava gostando demais da história e dos personagens, mas a forma como tudo estava caminhando fiquei com receio de que a autora não conseguisse retomar o casal principal como já aconteceu com muitos outros livros, ainda bem que não larguei o livro porque Marina fez de novo e foi mais um de seus livros que adorei.

A história gira em torno de Rafaela, uma menina que está no seu último ano da faculdade e conseguiu um estágio em um dos jornais mais prestigiados de Minas. Tem uma forte paixão desde sua adolescência pelo menino da mochila xadrez que viu algumas vezes na praia, por isso seus relacionamentos não dão certo, pois fica focada demais nesse menino na qual não teve sequer uma única conversa. Em algumas partes me lembrou dos tempos antigos de malhação quando tudo ainda era interessante e bem desenvolvido, porém essa parte do menino da mochila xadrez em minha visão ficou um pouco jogada na história e não consegui me importar com mais esse fato, pois tudo o que já havia sido apresentado estava de bom tamanho.

Mesmo sem saber quem ele era, vivi os dez anos seguintes com aquela imagem da praia grudada na minha memória. Aquilo me marcou. Muito. Nem sei explicar por quê.

Com Rafaela narrando a história o leitor vai cada vez mais identificando com a principal e rindo com suas grandes atrapalhadas. Ela é como toda mulher quer provar seu lugar no mundo mostrar que é capaz de fazer aquilo que ama e de uma forma bem profissional. Uma mulher muito divertida, espontânea e muito ingênua em diversas situações, teve um momento do livro que acho que não deveria ter sido colocado de uma forma tão simples, afinal nenhum bandido agiria dessa forma nos tempos de hoje. Ainda que quisesse sacudir a Rafaela e fazer a todo custo perceber quais eram seus sentimentos verdadeiros, também consegui compreender o porquê dela não querer lidar com tudo, seria demais naquele instante.

O que eu tinha mais receio de que acontecesse teve, um triângulo amoroso cheio de ciúme, Bernardo e Marcelo. Começando pelo que surgiu antes na vida dela o Marcelo tem tudo para ser aquele homem que as mulheres se apaixonam e quere mudar o jeito mulherengo de ser, ao contrário da maioria dos outros livros percebi que ele gostava mesmo da Rafaela e estava disposto a fazer o que fosse para ficar com ela, no começo achava que era somente mais um homem que estava na verdade tentando ficar com ela e depois descartar. Foi um fofo em muitos momentos com a personagem e ainda mais encantador, porém não me conquistou logo que apareceu foi aos poucos conquistando seu espaço. Agora o Bernardo assim que teve seu primeiro momento sou um homem grosso que não gosto de conversa, me deixou apaixonada e torci demais para que ficasse com a Rafaela. Um homem bem reservado, não gosta de certo tipo de brincadeira e prefere trabalhar sozinho assim ninguém mexe com suas ideias, sem contar que tem uma pegada muito melhor quando ele ficou com uma menina senti até um frio na barriga que foi bem difícil de superar depois. E não tinha como não torcer para que ficasse com a Rafaela, afinal de contas além de todas essas qualidades a autora ainda o comparou ao Chris Hemsworth.

É óbvio que não estou apaixonada por ele. Isso é impossivel; nem que ele fosse o último representante masculino da face da Terra. 

Como não poderia faltar nos livros as melhores – ou quase – amigas de Rafaela, Gisele, Alice e Sofia. Primeiro que logo que Gisele apareceu me tirou do sério demais, com um jeito de quero chamar a atenção para mim mesma não de um homem, mas de todos que estão ao meu redor não importa que seja do trabalho, faculdade ou bar. Conseguiu agir da pior maneira possível com a Rafaela e nem se importou com nada, ainda bem que logo sumiu do livro. Enquanto Alice e Sofia sim são as suas melhores amigas e ajudando no que precisa, mesmo que seja uma noite de garotas para sofrer pelo amor perdido, acho que as duas mereciam um livro para cada uma, ainda que Alice conseguisse se dar bem nesse.

Já os irmãos dela são engraçados demais e protetores ao extremo. Ricardo e Augusto moram com Rafaela e vivem em cima da sua irmã, não tenho um irmão, mas imagino que deve ser bem mais complicado, pois tem aquela coisa de macho Alpha e que ninguém irá encostar um dedo em sua preciosa irmã caçula. O Gustavo, apesar de morar em outro estado é o que tem a ligação mias forte com ela e sabe exatamente do que está precisando, seja um cachorrinho ou um abraço bem forte. Amei os três e me diverti demais com sua preocupação, mesmo que fosse com um simples tombo.

O sorriso se desfez, e uma ruga apareceu no meio da testa morena do meu irmão. Já contei como os três me tratam como um bebê? Pois é. Sou praticamente a Escrava Isaura deles, mas, ainda assim, a irmãzinha caçula frágil e desamparada.

Para todos aqueles que amam um bom romance com uma pitada de diversão está mais do que claro que recomendo esse livro, assim como os outros da autora, Simplesmente Ana foi o primeiro livro dela que li e me apaixonei.

Quote Favorito

Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEssa é uma das capas mais bonitas que vi a editora fazendo, bem clara e com um toque romântico. A parte do mar está em uma textura diferente assim como a estrela do mar, o nome da autora começa com essa mesma textura e quando atinge a parte da areia fica sem nenhuma, um cuidado e capricho muito grande com esse livro. Dentro a diagramação também é maravilhosa, com cada capítulo iniciando em uma nova página, marcações de quando são pensamentos, quando são mensagens no facebook, troca de mensagens pelo celular ou e-mails. As páginas são amarelas e no começo de cada capítulo tem uma mensagem e figura diferentes, quando uma cena muda dentro do mesmo capítulo tem uma marcação com figuras diferentes em cada mudança.

Nota da Nathy

Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Novo Conceito. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”