Lírio Vermelho – Nora Roberts – #Resenha

/, Lírio Vermelho, Livros, Nora Roberts, O Blog da Mari, Resenhas/Lírio Vermelho – Nora Roberts – #Resenha

Sinopse: A trilogia começa com a morte repentina do marido de Stella Rothchild e sua mudança, com os dois filhos, para a misteriosa Harper House, em Menphis. Na casa, moram Roz Harper, severa dona do viveiro de plantas, e também a assombração da Noiva Harper. Lá, Stella fica amiga de Hayley Phillips. No segundo volume, as mulheres se unem ao Dr. Mitchell Carnegie para descobrir os ancestrais da família Harper. E, conforme o mistério por trás da identidade da Noiva começa a se desfazer, Roz percebe que está apaixonada pelo médico. Em Lírio Vermelho, a história está centrada, principalmente, em Hayley e sua filha, Lily. A vida das duas segue tranquila, até o dia em que a mãe se percebe atraída pelo filho de Roz. Por não achar tal sentimento correto, acredita que a Noiva Harper encontrou um modo de possuir sua mente e seu corpo. Será loucura da protagonista ou mais uma armadilha do fantasma?

Ficha Técnica

Lírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Lírio Vermelho – Skoob 

Titulo Original: Red Lily – GoodReads

Autor(es): Nora Roberts

Tradução: Elsa T.S. Vieira

Editora: Bertrand Brasil (Grupo Editorial Record)

Ano: 2013

ISBN: 978-85-286-1680-4

Coleção: Trilogia das Flores

Volume: 03

Número de páginas: 334

Sobre a Autora

Lírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

J.D ROBB é o pseudónimo que a autora Nora Roberts usa para escrever a Série Mortal, ela é uma das autoras mais queridas e respeitadas no mundo. Ela tem mais 200 milhões de cópias vendidas em todo o mundo e cerca de 90 bestsellers na lista do New York Times. Nora sempre teve a vontade de escrever romances policiais, mas durante muito tempo seguindo as instruções de sua agente ela somente ficava concentrada em romances contemporâneos. Os editores da Editora Putnam, para a qual trabalhava, sugeriu que ela adotasse um pseudônimo para esse tipo de livro e eles os publicariam um por ano. As inicias J.D. vieram se seus filhos Jason e Dan, enquanto o Robb é uma abreviatura de seu próprio nome.

Opinião da Nathy

Primeiro livro do Desafio Literário 2014 finalmente lido e infelizmente o último livro da Trilogia das Flores, vou sentir muita falta desses personagens. Quando indico alguma trilogia/série de livros me perguntam qual é o melhor deles e identifiquei o padrão que sempre falo que o terceiro livro é o melhor e isso ocorreu novamente com essa trilogia. Não tem como a Nora soube dar um perfeito encerramento na história de Amélia e explorou todas as partes e teve muito mais cenas de romance que me deixaram de queixo caído, ela tem essa capacidade de prender o leitor do começo ao final do contrário dos outros livros não senti cansaço ao fazer a leitura e estava louca para chegar ao final e descobrir qual seria o grande desfecho.

Por fim, chegamos na história de Hayley a última mulher viva solteira na Casa Harper, confesso que apesar de estar muito ansiosa para ler sobre sua história enrolei o máximo que pude porque não queria terminar a trilogia e estava com medo que em algum momento fosse ficar decepcionada com a história, mas felizmente não foi isso o que ocorreu. Meu único problema foi com a mudança a todo o momento sobre quem estava narrando determinado trecho, porque em um momento estava com o foco em Hayley e em seus sentimentos por todos e de repente já estava com o Harper e suas flores, demorei um pouco para entender algumas partes, mas deixei isso de lado e aproveitei ao máximo que podia da história.

Lembrou-se como deixara, grávida de quase seis meses, demitindo-se do emprego, vendendo a maior parte de suas coisas e enfiando o resto naquele carro velho.

Nossa como senti pena da Hayley ao longo desse livro, pensa em uma personagem que aos poucos vai perdendo o brilho de viver e se afundando em um poço de exaustão. Quando chegou na Casa Harper sempre foi muito alegre e divertida, juntando os casais ao máximo que podia, mas na sua visão tinha que ficar feliz por ter sua filha. Quis bater nela por não lutar mais forte pelo amor de Harper e por medo deixar ir à única chance que teria no amor, ainda que pudesse entender seus receios ficava cada vez mais complicado saber até que ponto eram seus desejos e suas vontades. Ainda que estivesse se mostrando cansada demais de tudo, somente conseguia ver como a força do amor que ela sentia pelas pessoas ao seu redor a tornava forte o suficiente para enfrentar qualquer coisa que se colocasse em sua frente, inclusive a fantasma mais doida de todos os tempos. Não tive dúvidas do amor de Hayley pela Lily e de onde estaria disposta a chegar para conseguir que sua filha tivesse um futuro e fosse muito feliz.

Enquanto Harper nos primeiros livros chegou como não queria nada e foi tomando um espaço muito grande no meu coração. Ele por amor àquela mulher faria tudo o que fosse necessário, iria proteger a sua família de todos os modos. Carinhoso, sincero, romântico e que não deixou nenhum um pouco a desejar em suas cenas sozinho com Hayley, porém ainda não consigo entender essa coisa que a Nora tem de colocar em seus livros que é perfeitamente normal o homem cumprimentar uma antiga amiga (amante) com um beijo na boca, isso me revoltou demais no personagem ainda mais quando afirmou que iria fazer de novo caso a visse. De todos os defeitos que ele poderia ter esse com certeza é o pior, mas no final fez meu coração quase parar com o que poderia ter acontecido não soubesse como usar as palavras.

Depois ia beijar você, aqui. – Roçou os lábios na têmpora dela – E aqui – Na face – E aqui – Finalmente na boca, um beijo lento e cada vez mais profundo, até aquele encontro de lábios  ser o centro do universo.

Os flashbacks sobre a vida de Amélia ficam mais presentes nesse livro e a fantasma simplesmente teve seu surto final. Não conseguia acreditar no que estava lendo e em como a mulher se sentia tão perdida, pior de tudo ela fez muitas maldades no presente e no passado, mas não conseguia deixar de sentir pena pelo que passou nenhuma mãe deveria ter esse sofrimento. Agora a coisa muda totalmente de nível quando mostra o que estava pensando em fazer com seu próprio filho, se você ama e sabe que não é o melhor para a pessoa deixe ir para que seja feliz de alguma forma. Gostei do encerramento que teve sua jornada e finalmente poderá deixar as pessoas serem felizes na Casa Harper.

Quem rouba o coração de todos é Lily que doce de menina ainda que ciumenta ao extremo. Adorei ver a sua interação com o Harper e de como chamava a atenção para si mesma, o mais engraçado de tudo era as conversas que tinha com o Harper em uma linguagem inteligível, mas que o homem parecia compreender perfeitamente. Quando o Harper estava por perto poderia esquecer o mundo ao seu redor, mas se ele estivesse dando a atenção para alguém além dela a menina entrava em um acesso de ciúme que não imagina que pudesse existir.

Do ponto de vista privilegiado no qual se encontrava, Hayley viu Lily erguer os braços e Harper baixar os dele. Quando a pegou, Lily já estava tagalerando na sua linguagem incompreensível.
Não me diga? Lembrou-se de passar por aqui para me dizer olá? Talvez seja melhor entrar e comer um biscoito, mas acho que deveríamos procurar sua mãe primeiro.

Obviamente recomendo a trilogia completa, mas deve ser lida na ordem porque senão terá spoilers dos outros livros e ficará um pouco perdido com relação a história de Amélia. Se gosta de um bom romance com uma fantasma psicopata essa é a pedida perfeita.

Quote Favorito

Lírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Lírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEu amo o fato da editora ter mantido um padrão para todas as capas a minha maior preocupação quando vejo séries sendo pulicadas no Brasil é se as editoras vão deixá-las com um único modo. Assim como nas outras o nome da autora está em destaque e em uma cor metálica, o nome do livro em preto também tem um revelo e ganha destaque por estar em preto em meio a tantas cores. O lírio vermelho é lindo demais, ainda que goste mais da Dália Azul, fico babando nessas capas. A diagramação também mantém no padrão de cada capítulo iniciando em uma nova página, sem marcações para mudança no meio do capítulo, algumas partes estão em itálico para diferenciar nos pensamentos. E as páginas são brancas.

Nota da Nathy

Lírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Lírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLírio Vermelho - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Dália Azul – Lançado em 2012
  • Rosa Negra – Lançado em 2013
  • Lírio Vermelho – Lançado em 2013

Onde Comprar

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)