Switched at Birth – 3X12: Love Among the Ruins – #Review

Home/O Blog da Mari, Reviews, Séries, Switched at Birth/Switched at Birth – 3X12: Love Among the Ruins – #Review

E a série voltou, mas não teve toda aquela empolgação, continuo gostando dos dramas e da sequência que estão dando, mas acho que está faltando aquele algo mais como está acontecendo nas outras séries. Parece que não está evoluindo e têm sempre aqueles mesmos problemas familiares que logo encontraram uma solução e partirão para novos, fico muito confusa nos meus sentimentos com a série, porém Love Among the Ruins foi uma boa volta. Então continue lendo e saiba mais a minha opinião do episódio lembrando que CONTÉM SPOILERS para quem ainda não assistiu.

Para os fãs de Bemmett os dois continuam juntos e muito tentando de alguma forma conciliar tudo. Mas, não sou uma pessoa que lida bem com traição e acho que Bay teve a pior atitude de todas com o Tank, o rapaz sempre fez tudo para vê-la bem e em um momento de fraqueza do Emmett decide dormir com ele e achar que ainda estava certa, se tivesse percebido isso antes não deveria ter começado a namorar o Tank ou terminado antes de iniciar alguma coisa com o Emmett, agora não pode mais julgar as atitudes do rapaz porque fez a mesma coisa. Se fosse outros momentos poderia ter achado linda à volta deles, mas nesse ponto acho que não merecia, eu quero somente ver como irá terminar com o Tank ainda mais depois de tudo que o rapaz fez por ela. Inclusive com essa escorregada pode acabar ficando grávida.

Switched at Birth - 3X12: Love Among the Ruins - #Review | OBLOGDAMARI.COM

E a amizade entre Bay e Daphne fica cada vez melhor, gsoto de vê-las agindo como irmãs e não brigando por causa de homem. As duas indo atrás de Nacho para que deixasse Regina em paz foi muito legal, primeiro Bay chegando como se fosse uma menina muito tonta e apostando com eles no jogo e vamos combinar que mandou muito, sorte que Wilker tinha uma casa bem divertida. Depois na hora da ação tivemos Daphne colocando os meninos no devido lugar ao exigir que deixasse sua mãe em paz, que parassem de persegui-la. Os dois ficaram bem assustados com a posição dela acho que pensaram que era uma menina rica e que não saberia muito que dizer, nem colocar tanta pressão.

Switched at Birth - 3X12: Love Among the Ruins - #Review | OBLOGDAMARI.COM

A Regina também mostrou muita personalidade e coragem ao ignorar as ameaças e com o apoio do John e da Kathy ter seu emprego de volta e ajudar o sue antigo bairro. Acho que o pessoal está fazendo uma tempestade em um copo de água, o homem vai deixar de ser motorista, mas pode conseguir um emprego em outra coisa talvez até melhor. Regina foi atrás de Wess e conseguiu de volta seu emprego sem ter que lidar diretamente com as pessoas do local, eu acho que a mãe dela colocou muita pressão para que isso acontecesse então estava mais do que na hora da Regina tomar a situação em suas mãos e mostrar que pode lidar com tudo.

Switched at Birth - 3X12: Love Among the Ruins - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Não é segredo que não gosto nada da mãe do Emmett, mas dessa vez ela mandou muito bem. O rapaz está sofrendo bullying por parte do menino que estava armando contra os ouvintes, mas Melody foi de encontro ao seu filho que foi obrigado a recuar uma vez que o menino tem uma foto dele bem comprometedora pelo que foi mostrado. Ela deu uma prensada nele nos armários que achei o máximo isso o deixou bem assustado mesmo e depois com raiva, isso ainda não acabou e o Emmett vai ter que encontrar uma solução para esse problema. Quero que o Matthew se dê muito mal.

Switched at Birth - 3X12: Love Among the Ruins - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Por fim, Daphne e Ângelo estão conseguindo formar seus laços e os deixando mais forte. Gostei de ela indo até ele para pedir ajuda com a Regina, achando que tendo um homem dentro de casa as coisas possam ficar melhores, mas o detalhe é que a Regina foi atacada na empresa dela e não em sua casa, o Ângelo não irá ficar vinte e quatro horas por dia atrás da mulher. E Daphne pedindo que ele aprenda a linguagem de sinais foi ótimo porque desde o começo todos se esforçaram para poder conversar com ela, mas o Ângelo sempre ficou naquela de que ela poderia ler lábios então não tinha que se esforçar.

Switched at Birth - 3X12: Love Among the Ruins - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Comentários Rápidos

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

4 Comments

  1. Jainne 8 de agosto de 2015 at 00:40 - Reply

    Oiii , estou assistindo a serie agora e tenho uma opinião diferente, eu gosto muito do emmet e queria tanto que ele encontrasse alguém, ele ta sofrendo muito com o bullying e toda a coisa, que a Bay foi o melhor que aconteceu pra ele nesse momento, claro que a Bay não deveria trair o Tank, mas vamos admitir que eles não tem nada a ver, não conectam-se muito, o Tank é muito legal, torço pra que ele encontre alguém.. . Enfim, muito legal seu post, estou amando a série, até mais ..Beijos.

    • Nathalia Garcia 8 de agosto de 2015 at 02:46 - Reply

      Eu achei o Tank fofo com ela. Mas, o Emmett é a pessoa que faz seu coração disparar. O único problema é que brigou com ele por causa de uma traição. Então não deveria fazer isso com outra pessoa sabendo a forma como se sentiu. Mas, depois fui gostando de novo desse casal rs.
      Beijos

  2. Vani 17 de junho de 2014 at 20:51 - Reply

    Gostei da volta, mais do que esperava, quando a Bay ficou com o Emmett fiquei com muita raiva, tank é um cara legal, um cara que finalmente estava dando o valor que ela merecia, mas acho que a pressão dos fãs bemetts foi demais e a serie acabou seguindo esse caminho, não gostei disso, mas vou dar mais uma chance.
    Gostei muito das cenas de Daphne e Ângelo, finalmente ele aprendendo a se comunicar com a filha.
    Também não gosto da Melody, mas ela foi boa nesse EP.
    Gostei da review, espero que continue escrevendo durante a temporada.
    Beijos

    • Nathalia Garcia 18 de junho de 2014 at 11:31 - Reply

      Oieee Vani!!!

      Pretendo sim continuar escrevendo sobre a temporada e deixando tudo em dia =)
      Também acho que os fãs possam ter pressionado demais para o retorno do casal e acabou ficando desse jeito, não acho ruim os dois terem voltado porque no começo Emmett tinha umas atitudes bem fofas com ela sempre colocando um sorriso no rosto da menina, o que não me agradou foi a forma como voltaram tendo traição da parte dela.
      Já estava mais do que na hora de Ângelo agir como um pai para a Daphne também, exatamente como o resto da família.
      Melody mandou muito bem e quero aquele menino se dando muito mal no final das contas. Está merecendo por tudo o que está fazendo com o Emmett.
      Beijos

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)