Princesa Adormecida – Paula Pimenta – #Resenha

Home/Livros, O Blog da Mari, Paula Pimenta, Princesa Adormecida, Resenhas/Princesa Adormecida – Paula Pimenta – #Resenha

Sinopse: Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida? Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Princesa Adormecida – Skoob

Titulo Original: Princesa Adormecida – Goodreads

Autora: Paula Pimenta

Tradução: Livro Nacional

Editora: Galera Record

Ano: 2014

ISBN: 978-85-01-03420-5

Número de páginas: 189

Sobre a Autora

Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Paula Pimenta nasceu em Belo Horizonte – MG. Desde criança apresentou aptidão para a escrita e por esse motivo prestou vestibular para Jornalismo, embora tenha transferido para Publicidade, curso no qual se formou na PUC Minas. Estudou também Música na UEMG, deu aulas de violão e técnica vocal por vários anos, e é compositora.
Sua carreira de escritora começou em 2001, com o lançamento do livro de poemas “Confissão”, que foi relançado em 2013. Ficou realmente conhecida do grande público em 2008, quando lançou “Fazendo meu filme 1” pela editora Gutenberg. Publicou “Fazendo meu filme 2”, em 2009, “Fazendo meu filme 3”, em 2010, e “Fazendo meu filme 4”, em 2013, que – assim como o primeiro – são grandes sucessos juvenis. Em 2011 lançou uma nova série, “Minha vida fora de série”, que já conta com dois volumes. Em 2012 publicou também o livro “Apaixonada por palavras”, uma coletânea de crônicas.

Opinião da Nathy

Lauren Kate deveria aprender com a Paula como escrever um conto de fadas moderno, principalmente sobre a Bela Adormecida. Lembro que quando lançou o livro das Princesas a história contada pela Paula foi a que mais tinha me empolgado por isso minhas expectativas estavam altas com esse livro. Quero muito que outros contos sejam recontados na visão dela. Claro que tiveram alguns pontos na história que me incomodaram um pouco e cheguei a pensar que não eram motivos muito fortes. Porém, quanto mais lia mais estava querendo saber o que aconteceria e tudo foi muito bem desenvolvido.

O livro gira em torno de Áurea uma linda princesa que ainda criança tem sua vida ameaçada por alguém do passado de seus pais. Para conseguir salvar a sua vida das garras da mulher é enviada ao Brasil para viver com seus tios como uma menina normal. No entanto, passa boa parte de sua vida trancada e sem ver nenhum garoto, porque sua maldição envolve os amores pelos meninos. Com isso os dramas adolescentes são melhores abordados, porque imagina para uma menina de dezesseis não ter contato com nenhum menino e somente saber das coisas através das experiências de suas amigas, nada fácil. A narrativa é feita em primeira pessoa então é bem possível se identificar com os desejos da principal.

Algumas partes do livro chegaram a ser bem confusas porque uma hora a principal estava narrando o que estava vivenciando naquele momento e no paragrafo seguinte tem uma mudança como se fosse um flashback. Cheguei a parar e reler para ver se tinha entendido certinho o que tinha ocorrido na cena. Outro ponto que me incomodou um pouco foi a maldição lançada e os motivos da mesma. Achei que foram fracos perto de tudo que poderia ter sido abordado, mas ainda assim consegui aproveitar a leitura. Algo que me agradou demais foi que a Paula se utilizou das modernidades e de como as pessoas as usam. As mensagens no celular, conversas por papel durante a aula – quem nunca fez isso na época do colégio? – e mensagens no computador, tudo me fazia sentir cada vez mais perto da minha realidade.

E, mesmo ouvindo a música e de olhos fechados, a minha mente insistia em reviver.

Eu achei a Áurea/Rosa um amor de menina, mesmo quando tentava se impor aos seus tios a sua doçura era tão grande que tinha vontade de abraçá-la. Por causa de sua ingenuidade chega a se colocar em situações bem complicadas e inclusive colocando sua vida em risco. Não fiquei irritada com ela em nenhum momento, não sei se teria as mesmas atitudes em seu lugar, porém ela fez o que achava ser necessário senão ia viver como prisioneira para sempre. Estava vivendo e aprendendo com seus erros, qual menina não se deixaria se envolver por um menino que sabe exatamente quais botões pressionar? Eu amei a personagem e no final acho que teve posições fortes e soube lidar de uma forma até que madura com tudo.

Já o Phill é um fofo. Acho que a minha ingenuidade batia de frente com a de Áurea, porque era somente esse menino aparecer que colocava um sorriso no rosto. As autoras nacionais sabem como ninguém fazer um mocinho apaixonante que mesmo errando acaba tendo nosso perdão. Cada frase que dizia eu ficava mais feliz pela Áurea e teve alguns momentos que fiquei realmente com um frio na barriga. Sobre sua identidade ficou um pouco obvio demais quem era, mas nem por isso queria parar a leitura ou me deixou irritada. Tudo no Phill era lindo. Teve seus momentos bem inocentes e por culpa deles se coloca em uma posição tão complicada que estava vendo se dar muito mal por conta disso.

O romance foi muito bem desenvolvido, porém senti que poderia ter tido um pouco mais de cenas dos dois. Foi bem como em um conto de fadas com todo o amor crescendo e se tornando bem forte. No entanto, queria que os dois tivessem tido mais oportunidades juntos. Não sei como explicar sem acabar soltando algum spoiler, porém algumas partes com eles merecia ter sido melhor desenvolvida. Algo que gostei demais no livro foi que ela manteve o nome original dos principais, por um momento pensei que tinha mudado até isso, mas continua o mesmo. Inclusive com os personagens secundários tentou manter os mesmos elementos e ficou perfeito.

Injustiça seria eu não saber que existe alguém tão linda assim no mundo.

Estou na torcida para que o próximo livro dela envolva a melhor amiga da Rosa – Clara. Confesso que em um primeiro momento fiquei com os dois pés atrás com a personagem porque de verdade não acreditava muito em sua bondade. Estava esperando o momento em que trairia a Áurea e faria a menina sofrer todas as consequências. Contudo, ela é uma menina muito especial que queria o melhor para sua amiga. Depois de algumas passagens achei que ficou um pouco apagada na história e merecia ter um espaço maior uma vez que fazia tudo pela amiga. Ela é o tipo de pessoa que a partir do ‘Oi’ já faz você se soltar e a amizade surge naturalmente. Aliás, uma personagem muito querida acaba por aparecer nesse livro, a Cintia – principal do Livro das Princesas.Até acho que é melhor ler primeiro o outro livro e depois esse porque pode ter um pequeno spoiler da história da menina.

Já a família de Áurea é bastante presente. Os seus tios são demais, cada um com sua personalidade e todos dispostos a ajudar a menina em tudo. A preocupação deles é em visível e a forma como se culpam de algumas é bem triste. De quem eu não fui com a cara é a Marie, uma mulher invejosa que se acha a última bolacha no pacote. Capaz dos maiores absurdos para se vingar e por não ter gostado da personagem, achei que seu final foi muito fácil. Pareceu que não merecia importância e por isso foi deixada de lado.

Você está tendo um romance e eu não sabia de nada?

Eu realmente gostei desse livro e recomendo demais assim como o outro livro dela. Estou querendo ler as outras duas séries dela – Fazendo meu filme e Minha vida fora de série – que parecem ser ainda mais legais.

Quote Favorito

Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Em um primeiro momento não havia gostado tanto assim da capa, mas depois ao ter em mãos mudei de ideia. Com essas cores e a menina deitada em um jardim remete mesmo a um conto de fadas. Passa uma sensação de calma e tranquilidade da personagem. O nome da autora está em tons amarelos não tendo um destaque tão grande e o nome do livro em azul que consegue chamar a atenção. A fonte das letras combinou perfeitamente com a capa. Com certeza o tipo de livro que mesmo entre outros chama atenção.

Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação também está linda demais. A folha é amarela e grossa lembrando aquele papel bem mais antigo. Não tem sombreamento das outras páginas, inclusive porque a letra do texto é bem clara. O livro é dividido em partes tendo uma coroa e um coração nessa divisão. A fonte no número do capítulo também tem esse ar mais real. Os diálogos são colocados em caixas quando são mensagens de textos no celular, quando são conversas na sala de aula tem as folhas de caderno e quando é do computador tem a imagem do personagem. Páginas com as reportagens nos jornais também ganham um espaço e são colocadas como se fossem mesmo noticias.

Nota da Nathy

Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Princesa Adormecida - Paula Pimenta - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

13 Comments

  1. tvdlovebrasil 4 de agosto de 2014 at 17:06 - Reply

    Amo livros que recontam histórias de contos de fada ou história tipo Romeu e Julieta, tanto é que Julieta, da Annie Fontier eh um dos meus livros favoritos. Por isso acho que eu gostaria da Princesa Adormecida :3

  2. Sofia S. 3 de agosto de 2014 at 11:18 - Reply

    Fui no evento de lançamento do livro em SP, que foi na Saraiva do Center Norte, se não me engano. Passei mais ou menos 7 horas na fila, então, comecei e terminei o livro ali mesmo. Eu gostei da história, já li também o conto dela no Livro das Princesas e também achei que foi o melhor dos quatro. A Paula sabe mesmo como escrever um conto de fadas moderno! Ótima resenha 🙂
    Beijos

    • Nathalia Garcia 3 de agosto de 2014 at 17:21 - Reply

      Eu também gostei demais desse livro e espero que saia logo os outros livros sobre outras princesas. Acho que será a Ariel a próxima o que me faz surtar demais porque é a minha princesa favorita. Mal vejo a hora de ler a historia da Cintia mais desenvolvida.
      Beijos

  3. Karolyne Kazakeviche 31 de julho de 2014 at 13:22 - Reply

    O livro parece uma leitura bem leve e gostosa.
    Não lerei com muitas expectativas pois li bastante coisa negativa sobre, o que é uma pena.
    Lerei mais para passar o tempo, com certeza, pois gosto da proposta dele.

    • Nathalia Garcia 3 de agosto de 2014 at 17:17 - Reply

      Oieee Karolyne!! Não vi tantas coisas negativas sobre o livro. Mas, é uma ótima leitura.

  4. Lissandro Lima 28 de julho de 2014 at 01:50 - Reply

    Eu gosto dos livros da Lauren Kate, terminei de ler toda saga Fallen no começo do ano. Você não gostou? Eu simplesmente fiquei surpreso no último livro que Lucinda Price era o anjo… Simplesmente perfeito. Estou ansioso com o filme que será estreado ano que vem.

    • Nathalia Garcia 29 de julho de 2014 at 16:00 - Reply

      Eu não li nada da Lauren Kate inteiro, somente comecei o livro Tearsdrope e não terminei, mas pretendo ir até o final. O problema é que apareceram novos livros e tive que me dedicar a eles. Eu estou curiosa pelo filme que parece que será muito legal mesmo.

  5. mylanedamasceno 27 de julho de 2014 at 14:28 - Reply

    Adorei as fotos do livro ele é tão lindo! Bom, eu nunca li nada da autora, nem Fazendo meu Filme, porque eu gosto de livros mais “adultos” por assim dizer, mas nem por isso desacredito na qualidade do trabalho dela 🙂
    Beijos.

    • Nathalia Garcia 29 de julho de 2014 at 15:59 - Reply

      Ola Mylane!!

      Eu também gosto de livros mais adultos, mas ela escreve tão bem que fiquei muito curiosa para ler os outros dela. vale a pena conferir as recontagens das histórias.

  6. Maycon Douglas 26 de julho de 2014 at 22:12 - Reply

    Eu já estou de olho neste livro, o dia que ele aparecer em promoção no submarino eu vou lá e compro, ele conta um história adorável eu li a resenha e só aumentou minha vontade de ler!!!

    • Nathalia Garcia 29 de julho de 2014 at 15:57 - Reply

      Oiee Maycon!!

      Vale a pena conferir esse livro dela e também o conto da Cinderela que escreveu no Livro das Princesas!

  7. Lissandro Lima 26 de julho de 2014 at 01:28 - Reply

    Esse livro é tudo <3

    • Nathalia Garcia 29 de julho de 2014 at 15:57 - Reply

      É um ótimo livro mesmo!

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)