Teardrop – Lauren Kate – #Resenha

Home/Lágrima, Lauren Kate, Livros, O Blog da Mari, Resenhas, Teardrop/Teardrop – Lauren Kate – #Resenha

Sinopse: Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Teardrop – Skoob

Titulo Original: Teardrop  – Goodreads

Autora: Lauren Kate

Tradução: Ryta Vinagre

Editora: Galera Record

Ano: 2013

ISBN: 978-85-01-40397-1

Série: Lágrima

Volume: 01

Número de páginas: 332

Sobre a Autora

Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Lauren Kate nasceu e cresceu em Dallas, Texas, cursou a faculdade em Atlanta, Georgia e começou a escrever em Nova York. É autora dos livros Fallen, Tormenta, Paixão e Êxtase. Ela mora em Laurel Canyon com seu marido e tem a esperança de trabalhar na cozinha de um restaurante, ter um cachorro e aprender como surfar.

Booktrailer

Opinião da Nathy

Não tinha lido ainda nenhum livro dessa autora, mas ela é do estilo ame ou odeie. Então fiquei curiosa para ler algum de seus livros. Ainda mais que já está sendo feita a adaptação de Fallen. Porém, não queria começar com a série Fallen porque com certeza não ia conseguir largar. Por isso me arrisquei com Lágrimas. Escutei muitas negativas com o livro e para ser sincera quase nenhuma positiva. Não desisti e fui até o final da leitura e meu sentimento com o livro foi de indiferença. Não amei, mas também não odeie. Apenas se tornou mais um livro lido e mais uma história vivida.

Eu adoro quando os autores querem misturar com mitologias gregas, romanas ou alguma lenda. A de Atlantis é uma das que mais me fascina e quando vi que nesse livro seria abordado sobre isso fiquei muito empolgada. Apesar da ideia da autora ser realmente muito boa e algumas partes terem sido bem desenvolvida, não conseguiu me deixar impressionada. Tem muitas histórias boas sendo recontadas por algumas autoras visto pela Sherrilyn Kenyon, porém Lauren Kate não me cativou.

O meu problema acho que com a autora e a história é porque já estava imaginando algo além dos limites. Tinha lido apenas o conto nos livro das princesas que não me agradou em nada. Mas, relevei porque por se tratar de um conto muitas vezes o autor não consegue transmitir aquilo que deseja. Não sei se vou me arriscar na série Fallen dela porque prevejo muita irritação da minha parte. A autora escreve bem e ousa em sua história, mas acho que poderia ter maneirado em alguns momentos.

No silêncio da salinha de espera bege, o ouvido ruim de Eureka tiniu.

O livro conta a história de Eureka. Uma menina que tinha tudo muito bem definido na sua vida e era muito feliz ao lado de sua mãe. Até que em uma noite uma tragédia se abate sobre as duas. Sua mãe faleceu e Eureka conseguiu sobreviver ao pequeno acidente. Mas, sobreviver não significa viver. Após a perda de sua mãe ela se fecha para todo o mundo e somente tem contato com sua melhor amiga – Cat – e o melhor amigo – Brooks. Ninguém parece compreender seus sentimentos e os conflitos que passam em sua mente. O pior de tudo é ser vista como uma aberração por todos ao seu redor e se sentir dessa forma. Afinal de contas não conseguiu derramar uma única lágrima com a morte de sua mãe e nem com mais nada. Com o passar da história vai aprendendo a importância de suas decisões e de seu destino.

A jornada da Eureka – não consigo gostar desse nome – é bem interessante, porém cansativa. Passa mais da metade e a menina não se importa com os motivos de tudo estar acontecendo ao seu redor. Parecia realmente uma adolescente que havia acabado de perder a sua mãe e estava tentando fazer algo para continuar sobrevivendo. Uma personagem bem apática que não mostrou nenhuma força ou coragem. Ela deixou tudo tão denso que não conseguia me conectar com a personagem ou com seu sofrimento. Ela tem conflitos enormes com sentimentos pelos rapazes e poucos com relação a sua vida. Ou seja, agindo como uma verdadeira adolescente que briga com seus pais, não se importa com o mundo ao seu redor e pensa nos rapazes.

Fiquei bem frustrada com a Eureka porque estava esperando uma mocinha bem mais decidida. E o que dizer de Ander e Brooks. Não entendo a necessidade das autoras de colocarem triângulo amoroso nos livros. Pode parecer clichê com quem a mocinha vai ficar, mas pelo menos não fica em uma eterna enrolação. Ainda mais quando você torce por um e autora decide colocá-la com o outro. Nesse caso não fiquei dividida e nem completamente apaixonada. Ander faz de tudo para proteger a menina, mas quase nem aparece. Não teve nenhuma cena entre os dois que soltei suspiros ou fiquei admirada com a força do rapaz. E muito menos com o Brooks, fiquei com pena pela a sua situação, mas também o achei fraco diante de Eureka. E para ser sincera acho que nem se sente dessa forma com relação a menina e sim a vê como sua melhor amiga.

Sabia o quanto aquilo era cruel. Mas, movido pelo egoísmo, não podia deixá-la ir.

Preciso comentar um pouco mais sobre o Brooks. Ele me deixou muito confusa com suas atitudes. Não cheguei a amá-lo em nenhum momento, mas garanto que cheguei a odiá-lo em vários. Simplesmente tinha comportamentos diferenciados em questão de segundos. Entendi o que estava acontecendo em sua vida – pelo menos temos respostas para as nossas perguntas. Mas, ainda assim me pareceu um personagem fraco demais tentando se tornar o mocinho necessário. Não iria conseguir perdoá-lo facilmente ainda mais quando tudo viesse a tona. Ele parecia que queria fazer ciúmes nela com outra menina para logo depois agir como se nada estivesse acontecendo. De verdade gosto mais de personagens decididos que sabem e lutam pelo que quer.

Tem a família de Eureka que sinceramente não sabia o que pensar deles. O pai não faz absolutamente nada para ajudá-la. A madrasta fica dando broncas e exigindo que faça algumas coisas. Para quem acabou de perder a mãe e passou por outra situação complicada em seguida, não acho que seja a melhor maneira de se lidar com a mesma. Os irmãos mais novos dela são umas fofuras e salva um pouco a história dessa família. Mas, como tudo é feito para que o leitor fique ao lado de Eureka não sei de verdade o quanto eles são malvados com a menina.

E no meio disso tudo teve uma personagem que gostei demais. A Cat. Gente que personagem mais divertida e cativante. Mesmo diante de adversidades a menina tenta colocar um sorriso no rosto de sua melhor amiga. E quando preciso briga com aqueles ao seu redor. Ela teve seu drama adolescente com os rapazes, mas estava disposta a descobrir algumas peças do passado da amiga. Em alguns momentos parecia até mais interessada em saber a verdade do que a própria Eureka. Ela me proporcionou alguns momentos de risadas e descontraiu bastante a leitura. Espero que tenha um final digno.

‘Batidão’ soa melhor.

Eu gostei do livro, mas não cai de amores. Não sei se vou ler sua continuação quando a mesma sair ou se lerei a série Fallen. Talvez dê uma chance se vocês afirmarem que vale mesmo a pena e que não irei passar raiva. Acho que para aqueles que fazem parte da coluna amam a autora é uma boa história.

Quote Favorito

Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Algo que não se pode falar mal são das capas dessa autora. A minha vontade era de ter Fallen somente por causa daquela menina em todas as capas e o ar mais sombrio. Com essa não foi diferente. Quando peguei o livro em mãos me apaixonei. Os tons roxo com azul e a cidade de fundo deu um ar tranquilo ao mesmo tempo sombrio ao livro. A menina também esta com um ar puro e perdido. Ao mesmo tempo em que seu corpo é feito de água. O nome do livro está em grande destaque bem no corpo dela. E o nome da autora acima e em revelo. A capa também tem uma textura diferenciada. Na lombada em tons brancos tem o nome do livro, da autora e o volume da série. Mas, o que mais gostei foi à lágrima bem em cima.

Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Quanto a diagramação tem somente um símbolo, como se fosse do infinito, entre os capítulos. Quando ocorre a mudança de cena esse símbolo também aparece. A fonte muda quando tem algum pensamento da personagem e para indicar qual capítulo se encontra. As páginas são amarelas e grossas. Eu encontrei um ou outro erro na hora da digitalização, mas nada que me incomodasse demais.

Nota da Nathy

Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Teardrop - Lauren Kate - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Teardrop – Lançado em  2013
  • Waterfall – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

2 Comments

  1. Vitoria Luiza 15 de novembro de 2014 at 11:04 - Reply

    Oi Nathalia, eu também não marri de amores por este livro, e a minha personagem favorita também foi a Cat. Porém eu recomendo que você leia a série Fallen, eu não sei explicar exatamente o por quê de eu ter me apaixonado por Fallen, acho que o mistério existente nele e os anjos me atrairão – além da capa, óbvio. Comecei a ler o livro por volta de 22 horas e não dormi durante a madrugada inteira até termina-lo. Igual eu fiz com o livro Se Eu Ficar <3
    Tchau, o blog de vocês é o melhor! 😀

    • Nathalia Garcia 16 de novembro de 2014 at 13:39 - Reply

      Oieee Vitoria, pode me chamar de Nathy =)
      Estou querendo muito dar uma chance para Fallen porque vai ter o filme e fico muito curiosa quando a maioria das pessoas gostam. O problema esta sendo a falta de tempo rs.Se o livro é no estilo de Se eu Ficar já quero ler porque gostei demais desse livro rs.
      Beijos

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)