Encontrada – Carina Rissi – #Resenha

Home/Carina Rissi, Encontrada, Livros, O Blog da Mari, Resenhas/Encontrada – Carina Rissi – #Resenha

Sinopse: Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava. As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva. Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Encontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Encontrada – Skoob

Titulo Original: Perdida – Goodreads

Autor(es): Carina Rissi

Tradução: Livro Nacional

Editora: Verus

Ano: 2014

ISBN: 978-85-7686-318-2

Série: Perdida

ISBN: 02

Número de páginas: 476

Sobre a Autora

Encontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião. Nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital paulista. Seu primeiro livro, Perdida: um amor que ultrapassa as barreiras do tempo, foi traduzido e publicado na Alemanha, onde entrou para as listas de mais vendidos. Procura-se um marido é seu segundo livro.

Opinião da Nathy

Desde que a Carina divulgou que estava escrevendo um segundo livro sobre a Sofia e o Ian eu fiquei em uma curiosidade tremenda. Depois vieram as pessoas comentando que ela tinha acertado de novo e que nossa era um dos melhores livros. Ou seja, somente vi elogios com o livro. Então obviamente já estava louca para ler. No começo estava legal, metade do livro excelente e o final também muito bom. No entanto, sabe quando você tem a sensação de que se o livro não tivesse sido escrito não iria fazer diferença? Conforme ia lendo, sentia que estava sabendo um pouco mais da vida dos dois, mas como uma pequena repetição do primeiro livro. Tem histórias paralelas e talvez por isso que tenha sido lançado agora, para maior desenvolvimento dessas histórias paralelas em outros livros. Porém, acho que iria gostar mais se tivesse sido escrito um pouco mais para frente. Fiquei com a sensação de que estava esperando demais da história e que dessa vez não atingiu minhas expectativas. Perdida continua sendo o meu favorito.

Nossa Nathy então você não gostou do livro? Calma! Não foi exatamente isso que quis dizer. Gostei bastante dele e várias vezes eu me peguei suspirando pelos gestos lindos do Ian. Continuo adorando os livros da autora, somente Perdida continua sendo favorito. A narrativa permanece na visão da Sofia. Esse poderia ser um ponto que iria me incomodar, mas como estava acostumada com o primeiro livro não me importei. Claro que se fosse à visão dos dois teria aproveitado mais e entendi melhor alguns comportamentos do Ian, mas não tirou a magia da história.

O livro continua relatando a história de Sofia a partir do momento que havia aceitado ficar na mesma epoca que do Ian e começa os preparativos para o seu casamento. No meio disso tudo começa muitas confusões porque Sofia ainda não sabe como viver sem causar algum escândalo para essa sociedade. Mas, tendo ao seu lado uma família que lhe apoia e ama, aos poucos vai entendendo e se ajustando na medida do possível. Algumas coisas acontecem que podem acabar prejudicando a vida amorosa dos dois. Mentiras, intrigas, personagens maldosas, uma sociedade que não aceita o diferente. Porém, o amor sempre é o sentimento mais forte e poderoso de todos. Sofia vai aprendendo que vale a pena fazer sacrifícios pelas pessoas que ama.

Seu irmão não devia ter comprado tanta coisa para mim. É um exagero.

No primeiro livro me diverti demais com as atrapalhadas da Sofia, já nesse achei um pouco mais do mesmo. Obviamente a personalidade continua a mesma. Porém, toma umas decisões que não via a necessidade de ser assim. De verdade fico bem irritada com personagens que acha que deve esconder a verdade para proteger as outras. Sendo que no final sempre volta causando uma confusão enorme. E a Sofia faz várias dessas coisas que me irritaram demais. No entanto, continuo gostando das personagens que trouxe alguns sorrisos ao meu rosto. Ela tem a idade de vinte e cinco anos, mas tem comportamentos de alguém muito mais novo. Uma coisa é fato tem que aprender a conviver nessa sociedade e entender seus costumes. Muitos dos problemas eu acredito que tenha sido por causa de sua teimosia em querer mudar o mundo.

Aliás, a autora coloca vários fatos históricos de uma forma bem legal. Lembro que no primeiro livro reclamaram justamente disso e nos agradecimentos ela explica suas escolhas. Gostei demais da forma que introduziu tudo. Porém, acho que deu uma importância muito grande para a Sofia. Obvio ela é a principal e tudo mais. No entanto, a sua importância com os fatos históricos que não sei se me agradaram completamente. Deixou tudo um pouco mais leve. Enfim, vamos voltar aos personagens.

Se teve uma coisa que não mudou foi meu amor pelo Ian. Ele continua sendo um dos mocinhos mais fofo que já tive o prazer de ler. Começa a ter umas atitudes mais de homem e que necessita prover as coisas para a sua família. Mas, também mostra um lado todo vulnerável em seu medo de perder novamente sua Sofia. Esses homens somente existem nos livros, nós sabemos disso, mas nem por isso deixamos de sonhar e amá-los. Ian consegue cativar em cada uma das suas frases e em um momento de angústia fiquei ao seu lado. Porque tudo que faz é amar Sofia da forma que sabe. Quer colocar o mundo aos pés de sua esposa e deixa claro que irá fazer tudo o que estiver ao seu alcance para mantê-la segura e feliz. Também escondeu algumas coisas da Sofia, mas não achei tão graves.

Ser beijada por Ian era como morrer por um instante.

Os personagens secundários também surpreendem de alguma forma, porém queria que tivesse sido melhor trabalhado. Como no caso de Elisa. Sei que terá seu livro e que toda a sua história será desenvolvida nele. Mas, acho que merecia um espaço maior. Ela sempre foi uma fofa e está aprendendo sobre o que é o amor ao ver seu irmão tão feliz. Passa a também desejar algo tão bom. Tem cenas divertidas e por um momento pensei que pudesse fazer alguma coisa errada que iria acabar com seu futuro. Do mesmo jeito que a Teodora merecia um espaço ainda maior. Não sei se terá seu livro, mas bem que merecia em vista de alguns momentos que não foram estendidos e nem muito bem explicados. Estava esperando algo e aconteceu completamente diferente.

Não é novidade que Carina ama o livro “Orgulho e Preconceito” e o Sr. Darcy. Em seus livros, principalmente nesse, tem fortes semelhanças com o livro. E a personagem Cassandra somente me fazia lembrar da tia insuportável do Darcy. Sempre vendo defeito em tudo e criticando a escolha de esposa. Vive de acordo com a sociedade e se acha no direito de humilhar qualquer uma que não considere do mesmo nível social. Acredito que se a história de Elizabeth e Darcy tivesse continuado sua tia seria exatamente desse jeito. Acho que ficou bem claro que não gostei dela.

Oh, Thomas, querido, chegamos tarde demais. Tarde demais!

Tiveram participações de outros personagens, no entanto, não conseguia me importa tanto. Inclusive com o desfecho final na história não me empolgou. Mas, recomendo sim que leiam esse livro porque é a continuação e vale a pena. No entanto, se ainda não leu nada da autora não comece por esse porque não irá entender a história e terá spoilers do primeiro livro.

Quote Favorito

Encontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa continua tendo uma menina na frente sem mostrar seu rosto, mas dessa vez mostra muito mais de seu corpo. E sinceramente não parece uma mulher de vinte e cinco anos. Também senti demais a falta dos sapatos vermelhos, mesmo que isso seja uma jogada pelo que tem no livro. Gosto do nome do livro em vermelho e em relevo. Assim como o nome da série e o volume logo abaixo. No canto tem um relógio que antes não tinha entendido muito bem, mas agora depois de ler a história faz total sentido.

Encontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples, com cada capítulo iniciando em uma nova página e o número do capítulo está em uma fonte diferente. As páginas são amarelas e grossas não prejudicando a leitura. A fonte muda quando estão escrevendo cartas ou tem algum pensamento diferente da Sofia.

Nota da Nathy

Encontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEncontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEncontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEncontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEncontrada - Carina Rissi - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Perdida – Lançado em  2013 – Resenha
  • Encontrada – Lançado em 2014
  • Perdida 2 – Sem previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Verus. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

2 Comments

  1. Geovana 10 de setembro de 2015 at 22:10 - Reply

    Oi nath. Tudo bem? Se não for de muito incomodo poderia me explicar o final de “encontrada”? Eu não entendi muito bem o parentesco de sofia com rafa.

    • Nathalia Garcia 15 de setembro de 2015 at 15:21 - Reply

      Oiee Geonava!!

      Como ela não desistiu de encontrar o Ian e viver a sua vida ao lado dele. Ela acaba se tornando a tataravó do Rafa. Espero ter ajudado =)

      Beijos

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)