Os Segredos de Colin Bridgerton – Julia Quinn – #Resenha

Home/Julia Quinn, Livros, O Blog da Mari, Os Segredos de Colin Bridgerton, Resenhas/Os Segredos de Colin Bridgerton – Julia Quinn – #Resenha

Sinopse: Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz. Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Os Segredos de Colin Bridgerton – Skoob

Titulo Original: Romancing Mister Bridgerton – Goodreads

Autora: Julia Quinn

Tradução: Cláudia Guimarães

Editora: Aqueiro

Ano: 2014

ISBN: 978-85-8041-281-9

Série: Os Bridgerton

Volume: 04

Número de páginas: 335

Sobre a Autora

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico.

Opinião da Nathy

Depois de algumas leituras que não me agradaram muito estava precisando de um livro que me fizesse suspirar apaixonada. E fico feliz em afirmar que esse conseguiu atingir o objetivo. É o quarto livro da série dos Bridgertons, somente tinha lido o primeiro há algum tempo atrás. Para ser sincera não me lembrava bem o que havia acontecido no Duque e Eu e seus personagens. Então de alguma forma poderia ter atrapalhado a minha leitura porque ia acabar tendo spoilers dos volumes anteriores. Sim tive alguns spoilers, mas foram tão pequenos que já nem me importava. Gostei demais desse livro. Sei que era livro de banca antes, como sempre gostei desses livros foi ainda melhor. Um romance histórico bem leve e divertido.

A história conta a vida de Penelope e Colin Bridgerton. Ela é a considerada uma solteirona pela sociedade por ter atingido certa idade e não se casar. Estava praticamente perdida quanto a isso. Já Colin vive fugindo da sociedade em suas viagens, pois sua mãe junto com as senhoras dessa sociedade todas às vezes tentam casá-lo. Mas, Colin parece ter medo do amor ou qualquer dessas coisas. Quando retorna de uma de suas viagens parece que tudo está diferente ao seu redor. Principalmente Penelope que cada dia mostra uma personalidade completamente da qual estava esperando. Sem contar que Lady Whistledown parece estar com a língua ainda mais ferina. Ainda que diga boas verdades para uma sociedade hipócrita quanto aos seus costumes.

O livro é narrado em terceira pessoa com o foco mudando entre os personagens. Mesmo que sua maior parte fique voltada para a Penelope e seus problemas com sua vida. Eu adoro quando está em terceira pessoa porque sinto que não perdi nenhum detalhe dela. Assim como gosto quando está em primeira pessoa com a visão dos dois protagonistas. Nesse livro funcionou perfeitamente ser em terceira pessoa. A leitura flui muito rápido. É o tipo de livro que quanto mais você está mais quer ler. Os capítulos são curtos, então não tem como dizer ‘Vou ser somente até o final do capítulo’. Ainda mais porque termina de um jeito que quer continuar a história até chega ao seu final e rir demais com atrapalhadas desses dois.

No dia 6 de abril de 1812 – dois dias antes de seu aniversário de 16 anos – Penelope Featherington se apaixonou.

Eu me identifiquei demais com a Penelope mesmo não passando pelas mesmas situações. Mas, de alguma forma seu jeito de ser me fez sentir bem próxima dela. Uma mulher que tem uma personalidade forte, porém não diz muito do que pensa porque sabe que irá machucar as pessoas ao seu redor. Quando finalmente abre a boca para questionar nossa foi perfeito demais. Ainda que se deixe levar pelos costumes da sociedade sente muito por todas ficarem presas nesse mundo. Em não perceber que tem muito além das aparências. Senti uma simpatia por sua causa. Uma mulher de muita fibra que se mostrou forte ao mesmo tempo em que foi vulnerável. Não consegui sentir raiva dela por nada. Somente gostaria que tivesse tomado uma postura diante da sociedade muito antes. Mesmo porque eles nunca foram capazes de a moldarem. Agiu da forma que sempre quis depois de um tempo sem se importar com ninguém ou com o que poderia dizer. Afinal todos somente a queriam julgar.

Já o Colin foi daqueles mocinhos que me faz odiar boa parte do livro para depois me apaixonar. Não conseguia entender como podia ser tão cedo com a maravilhosa mulher que estava na sua frente. Cometeu muitos erros no passado, mas de alguma forma tentou consertá-los. Para um homem de 33 anos, estava mais parecendo um menino pego em uma armadilha e não sabia como sair. Teve muitas atitudes lindas e muito apaixonantes. Mas, como ele mesmo assume em alguns momentos foi frio devido a sua inveja. Ainda bem que soube lidar com tudo. Mesmo tendo me apaixonado por ele senti que mais parecia um menino do que verdadeiramente um homem. Porém, sua personalidade foi muito bem trabalhada e desenvolvida. Amadureceu de um jeito que não estava esperando.

E o romance foi ainda mais lindo deles. Não tem muitas cenas quentes entre os dois. Porém, as que têm deixa a gente sem ar. Gosto quando a autora puxa as cenas para o lado mais sensual e não aquele vulgar. O melhor de tudo é que apenas um toque nas mãos já me fazia perder o ar. Ainda mais quando estava me sentindo no papel da Penelope. É dificil não sentir nada quando o homem que ama está pegando na sua mão ou lhe dizendo palavras muito bonitas. Geralmente algumas coisas são ditas antes para saciar o desejo, mas nesse é possível ver o amor bem antes do desejo.

Você é linda. Não sei como ninguém mais enxerga isso.

Tem duas personagens nesse livro que provavelmente apareceram nos anteriores que são uma figura. Primeiro é a Lady Danbury. Essa mulher simplesmente consegue enxergar além das aparências e ver quando tem um tesouro em mãos. Dei boas risadas cada vez que ela aparecia. Todo mundo fugia dela por causa de seus comentários, mas eles eram bem pertinentes. A segunda é a Lady Whistledown – que aparece desde o primeiro livro – é a personagem mais engraçada e sincera de todas. E tem algo com ela muito legal de ler. Deixou a história ainda mais empolgante.

Por fim, vou comentar rapidamente sobre as famílias de ambos. As mães sempre me lembram da mãe de Elizabeth Bennet. Querendo que suas filhas se casem e chegando a ser grossas sobre esse assunto. A mãe da Penelope foi a pior tentando arrumar um casamento que nunca iria acontecer. Não estou dizendo que não ame a Penelope somente que não da o devido valor a menina. E dos irmãos e irmãs do Colin a que me deixou mais curiosa por sua história foi Eloise. Uma mulher que também é considerada solteirona, mas porque recusou inúmeros pedidos de casamentos. Estou ansiosa para saber se finalmente irá aceitar um homem ao seu lado, mesmo porque tem que ser alguém com uma língua tão ferina quanto da menina.

Felicty me contou ontem à tarde. Hyacinth Bridgerton comentou com ela.

Gosta de romances históricos? Então os Bridgertons são uma ótima escolha. Não é preciso ler na ordem para entender – assim como aconteceu comigo – mas, seria melhor acompanhar desde o primeiro assim não fica perdida de nenhuma forma e nem tem spoilers dos livros anteriores, mesmo que pequenos.

Quote Favorito

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Definitivamente a capa muito mais bonita que a original. Eu adoro que sempre tem um padrão. Pode chamar do que quiserem, mas gosto quando todas tem um padrão único e a editora se mantém neles. Dessa vez a menina está com uma roupa mais fina e o rosto encoberto. A menina parece ter uma pureza sem igual. No meio tem o nome da autora em destaque por ser mais conhecida e o nome do livro logo abaixo. Também gosto que mostra exatamente qual é o número da série, assim facilita para quando a pessoa comprar. Embaixo tem a foto de uma casa que pode ser tanto as do Bridgertons quanto de Penélope, mas pelo sue tamanho diria ser dos Bridgertons. A textura da capa também é diferente. Não é completamente lisa quanto a sua contracapa. Na lombada tem o nome da autora, seguida pela a foto da menina e então o nome do livro.

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação segue o padrão da editora. Não gosto muito do fato dos capítulos começarem todos nas mesmas páginas. No entanto, isso não chega a atrapalhar a minha leitura. As páginas são amarelas e grossas, somente é visível uma sombra das outras páginas, nada que atrapalhe. Não tive problemas com a tradução ou digitalização. Como a leitura flui me senti cativada e nem reparei nesses detalhes. Quando tem alguma passagem diferente da narrativa é posta em um novo paragrafo e em itálico. Como os artigos da Lady Whistledown e algumas coisas do Colin.

Nota da Nathy

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • O Duque e Eu – Lançado em 2013
  • O Visconde que me Amava – Lançado em 2013
  • Um Perfeito Cavalheiro – Lançado em 2014
  • Os Segredos de Colin Bridgerton – Lançado em 2014
  • To Sir Phillip, With Love – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • When He Was Wicked – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • It’s in His Kiss – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • On the Way to the Wedding – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

2 Comments

  1. Stefanie Costa 23 de março de 2015 at 20:39 - Reply

    Quais são as fontes usadas no nome da autora e no título do livro? Sabe me dizer?

  2. Isabela Delezzott 6 de fevereiro de 2015 at 18:49 - Reply

    Apesar de ter gostado bastante do livro, esperava um pouco mais. Porém nada que atrapalhe a qualidade da escrita e do romance 🙂

    Beijos
    http://manualinvertido.com/

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)