Atraído – Emma Chase – #Resenha

Sinopse: Drew Evans venceu na vida. Charmoso e arrogante, ele fecha negócios milionários e seduz as mulheres mais lindas de Nova York apenas com seu sorriso. Seus amigos são leais e sua família o apoia. Então porque ele está trancado em seu apartamento há sete dias, terrivelmente deprimido? Ele dirá que está gripado, mas isso obviamente não é verdade. Katherine Brooks é uma mulher linda, inteligente e ambiciosa, que não deixa nada nem ninguém distraí- la de sua busca pelo sucesso. Ela foi contratada pela empresa de investimentos do pai de Drew, o que vira a vida do rapaz de cabeça para baixo: a competição com ela o estressa, sua atração por ela o distrai e suas investidas fracassadas o frustram. Logo quando Drew achava estar próximo de ter tudo aquilo que queria, seu excesso de confiança põe tudo a perder. Será que ele conseguirá enfrentar os contratempos e vencer o verdadeiro desafio de sua vida: o amor?

Ficha Técnica

Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Atraído – Skoob

Titulo Original: Tangled – Goodreads

Autora: Emma Chase

Tradução: Angélica Beatriz Halcsik

Editora: Universo dos Livros

Ano: 2014

ISBN: 978-85-7930-690-7

Série: Tangled

Volume: 01

Número de páginas: 272

Sobre a Autora

Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

De dia, Emma Chase é uma dedicada esposa e mãe que mora em uma pequena cidade em Nova Jersey. À noite ela é um cruzado teclado, labutando as horas para trazer os personagens coloridos e suas palhaçadas sem fim à vida. Ela tem uma relação de amor / ódio de longa data com a cafeína. Emma é uma leitora ávida. Antes de seus filhos nasceram, ela era conhecida a consumir livros inteiros em um único dia. Escrever também sempre foi uma paixão e com o lançamento 2013 de sua estréia comédia romântica, Atraído, a capacidade de agora chamar-se uma autora é nada menos do que um sonho tornando-se realidade.

Booktrailer

Opinião da Mari

Durante a Bienal do Livro em São Paulo vi a capa de Atraído e fiquei com a mão coçando para comprá-lo. Resisti. Temporariamente. Solicitei para resenha.

Não tinha criado nenhum tipo de expectativa em relação ao livro, pois confesso que não sabia nada a respeito dele, além do que a capa sugeria. Então acabei me surpreendendo um pouco com a narrativa da autora, que apesar de ser bem fluída não me conquistou. O livro é narrado em primeira pessoa pelo protagonista masculino da história, Drew Evans, o que para muitos acabou sendo uma forma divertida de conhecer o personagem, mas que no meu caso acabou parecendo apenas uma forma estereotipada de uma mulher ver um homem.

As mulheres não entendem que um homem pode querer uma mulher, mas ainda assim transar com outra. Que inferno, um cara pode amar uma mulher e ainda assim comer outras dez. É a vida.

Drew é um cafajeste. Não possui limites e nos conta tudo sobre sua vida sexual, utilizando um linguajar chulo – o que normalmente não tenho problemas, mas que neste caso me pareceu muito forçado –  além dos “dramas” típicos de um garoto mimado, que não sabe receber um não como resposta. Personalidade essa que ele inclusive assume, mas diz não ser sua culpa. Apenas um reflexo da sua criação. Pois bem, criado da forma correta ou não, o personagem foi desenvolvido de forma a ser odiado e amado.

Qual mulher não gostaria de transformar um homem galinha, em um homem fiel e completamente apaixonado. Acredito que todas! Pois o simples fato de saber que ele largou todas as outras mulheres – ele tinha muitas opções, como faz questão de deixar claro -, para ficar apenas com você te faz se sentir especial. E toda mulher gosta de se sentir especial. Mas como disse Drew não é do tipo que você se apaixona facilmente, ele é do tipo que você se sente atraída instantemente, mas que precisa ir além para provar o que realmente sente e neste ponto acredito, que a autora também tenha exagerado.

Quebrei todas as malditas regras que sempre segui para ficar com ela. E não era apenas para comê-la.

A fim de provar o amor de Drew por Kate Brooks a autora desenvolve cenas um tanto quanto inverossímeis, pelo menos para mim. Tudo bem que não leio esse tipo de livro buscando ver minha realidade, mas ainda assim, achei que foram muito além do que um homem faria. As cenas me pareceram muito mais um desejo de tudo o que a autora gostaria que um homem perfeito fizesse para ela, do que atitudes do rapaz, que acaba se tornando nosso “bro” durante a leitura, narrada como se ele estivesse conversando conosco em um bar qualquer.

Enfim, apesar de todos esses porém em relação ao personagem principal, a história em si é bem legal. Não possui nenhum desenvolvimento mais profundo, mas é um ótimo passatempo. Uma leitura, rápida, despojada e para algumas pessoas divertida. Recomendo o livro e pretendo em breve ler sua continuação.

Quote Favorito

Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Como disse anteriormente, a capa do livro foi responsável pelo meu interesse inicial por Atraído, então do meu ponto de vista a editora acertou em cheio. As letras em preto contrastando com o lençol/colcha em vermelho são chamativas e o homem que a estampa sem dúvidas é muito atraente. É o tipo de capa que mulheres querendo ou não param para olhar.

Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Quanto a diagramação interna do livro não tenho muito a dizer, pois a leitura foi realizada em e-book. De qualquer forma o arquivo digital não possui nenhum detalhe/arte especial no inicio de seus capítulos e nenhum erro gritante de tradução/revisão foi percebido.

Nota da Mari

Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Atraído - Emma Chase - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Atraído – Lançado em 2014
  • Enroscado – Lançado em 2014
  • Domado – Lançado em 2014
  • Tied – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Universo dos Livros. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

2 Comments

  1. Lilica (@LilicaHara) 6 de outubro de 2014 at 19:31 - Reply

    Algo parecido me ocorreu, só que em vez de “Atraído”, vi a capa de “Enroscado” na livraria e fiquei curiosa. Fui pesquisar pela net afora e vi que faz parte de uma série de livros (virou febre fazer sagas). O que me chamou a atenção é justamente o fato de ser narrado pelo cara, mas não sabia que era uma “visão” de como a autora queria que um homem agisse/fosse, obrigada por ter comentado isso na resenha! Pior que li resenhas dizendo que o “Atraído” é bom e o “Enroscado” (que traz o ponto de vista da mulher) é ruim (pelo menos várias pessoas comentaram, não sei se é verdade pq não li).

    Não curto muito linguagem chula, acho que empobrece a leitura, mas pelas quotes que vc colocou, o cara me lembrou o Bennet do “Cretino Irresistível”.

    Coloquei na minha lista de e-books (quando não tenho certeza se é bom, não compro o livro físico), mas confesso que desanimei um pouco. kkkkk

    • Mariana Garcia 6 de outubro de 2014 at 20:10 - Reply

      Oi Lillica, tudo bem? Saudades de você! =D

      Então, o problema pode ter sido só comigo, pois vi muitas pessoas dando cinco estrelas para o livro e fazendo resenhas bem positivas. Em suma o Drew foi bem divertido para a maioria delas, provavelmente por conta do seu jeito despojado.

      Na minha visão contudo, ele me pareceu um tanto quanto artificial. Tenho muitos amigos homens e eles sempre falaram abertamente comigo sobre diversos assuntos, mas com exceção de alguns realmente babacas/nojentos eles não usam o mesmo linguajar e tem as mesmas atitudes do Drew, o que fez com que eu tivesse uma dificuldade maior em me simpatizar com o personagem.

      Diferente do que aconteceu em Cretino Irresistível, talvez por vermos a visão apaixonada da protagonista neste livro, achei Ryan Bennet/Bennet Ryan realmente um cretino inicialmente, mas um homem irresistível depois, se me permite os trocadilhos, rs.

      De uma chance para o livro, pode ser que sua opinião seja diferente da minha e após lê-lo me conte o que achou. Eu pretendo ler Enroscado, sua continuação, em breve.

      Beijokas

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)