Ligeiramente Casados – Mary Balogh – #Resenha

Home/Ligeiramente Casados, Livros, Mary Balogh, O Blog da Mari, Resenhas/Ligeiramente Casados – Mary Balogh – #Resenha

Sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela… a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.

Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados… Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Ligeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Ligeiramente Casados – Skoob

Titulo Original: Slightly Married – Goodreads

Autor(es): Mary Balogh

Tradução: Ana Rodrigues

Editora: Arqueiro

Ano: 2014

ISBN: 978-85-8041-321-2

Série: Os Bedwyns

Volume: 01

Número de páginas: 286

Sobre a Autora

Ligeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Mary Balogh nasceu e foi criada no País de Gales. Ainda jovem, se mudou para o Canadá, onde planejava passar dois anos trabalhando como professora. Porém ela se apaixonou, casou e criou raízes definitivas do outro lado do Atlântico. Sempre sonhou ser escritora e tinha certeza de que, no dia em que escrevesse um livro, ele seria ambientado na Inglaterra do Período da Regência. Quando sua filha mais nova tinha 6 anos, Mary finalmente encontrou tempo para se dedicar ao antigo sonho. Depois de três meses escrevendo na mesa da cozinha, a primeira versão de sua obra de estreia estava pronta. Publicada em 1985, deu a Mary o prêmio da Romantic Times de autora revelação na categoria Período da Regência. Em 1988, depois de vinte anos de magistério, ela passou a se dedicar apenas aos livros. Hoje Mary Balogh é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times e vencedora de diversos prêmios literários.

Opinião da Nathy

Fazia um bom tempo que não lia um romance histórico e decidi arriscar com esse. Não conhecia esse livro e nem a autora. Então foi um tiro no escuro. Quando li a sinopse fiquei empolgada com a história porque geralmente começam um pouco paradas e depois pegam um ritmo muito bom. Porém, eu achei que foi um livro um pouco cansativo. Pensava que seria bem no estilo dos Bridgertons, mas estava completamente enganada. É ruim quando vai com muitas expectativas para um livro e no final ele acaba não sendo o que esperava. A história foi boa, no entanto, acho que poderia ter sido melhor elaborada. Principalmente a parte que se referia no romance dos principais. Ficou sem sal e nenhum um pouco acreditável.

O livro conta a história de Eve e Aidan. Quando o irmão de Eve morrer em uma guerra e o Capitão Aidan lhe faz uma promessa em seus últimos momentos, a vida dos dois acaba se cruzando de uma maneira imaginavel. Ela estava encontrando um modo de salvar sua casa e a família que construiu. Aidan preso a sua promessa faz de tudo para que a moça seja feliz. De tudo mesmo. Até se casar. O que parecia ser somente uma barganha entre duas pessoas desesperadas acaba se tornando um bom romance. Aidan se encontra cada vez mais desejando a sua esposa, enquanto Eve não consegue tirar os olhos de seu amado marido. Com a narrativa em terceira pessoa, o leitor consegue compreender os sentimentos de ambos e também os problemas que cercam as suas famílias. No começo a leitura flui de maneira maravilhosa, mas na metade do livro passa a ficar um pouco mais cansativo.

O que fez foi muito importante para minha segurança.

A Eve é o tipo de mocinha que nunca sei exatamente como me sentir ao seu respeito. Tem tudo para me fazer adorá-la, até que não consegue se sobressair. Para uma mocinha principal ela ficou muito apagada. Sim, consegue lutar pelos menos afortunados com unhas e dentes. E não deixa que ninguém pise nela, nem por todo dinheiro do mundo. Consegue se impor nos momentos em que a maioria ficaria de cabeça baixa e totalmente envergonhada. Mesmo fazendo tudo isso e sendo bem ousada, eu achei que ficou apagada diante dos acontecimentos. Tinha algum problema e ficava se lamentando até que mostrava toda a sua força. A forma como vai atrás de seu marido é muito legal. No entanto, não foi uma das mocinhas mais marcantes.

Porém, Aidan não fica atrás. Não é o mocinho que faz todas suspirarem pelo que está fazendo pela mocinha. Está somente uma promessa que nunca deveria ter feito em primeiro lugar. Quer viver a sua vida como sempre fez sem a interferência de ninguém. Quando se vê em uma situação em que não tem saída não age como um cavalheiro e sim um bruto. Não soltei um suspiro por ele. A autora tentou deixá-lo arrogante e durão, mas que no fundo tem um bom coração e tudo o que conseguiu foi me fazer ficar com raiva dele. Mesmo quando já está mais envolvido por sua esposa não age como interessado e sim como se estivesse usando seu corpo para o prazer e assim que terminar vai mandá-la embora.

O romance entre os dois tinha tudo mesmo para ser perfeito. Porém, Eve parecia estar mais interessada em um rapaz do seu passado do que em seu marido. Nem mesmo quando já estavam compartilhando a cama senti que poderia ter amor de sua parte. Teria sido melhor se o homem do seu passado tivesse conquistado o mundo e voltado para lhe ajudar. Porque Aidan como disse acima parecia estar usando seu corpo. Não consegui acreditar no amor que sentiam um pelo outro. As cenas de amor são quentes, mas por não sentir a conexão entre os dois acabou que se tornou vazia.

Teria que ser você.Ninguém mais serviria.

Para não ficar presa somente no romance a autora ainda tentou explorar outros lados no livro. Como John o antigo amor de Eve que retorna para a sua vida de maneira bem inesperada. Um homem muito detestável e fiquei pensando como ela caiu nas graças dele. Como não pensou nem por um segundo que ele era um jogador. Assim como seu tio. Cecil é um dos personagens que mais detestei nesse livro. Um homem arrogante e interesseiro. Na frente das pessoas com influência ficou agindo como se fosse o ser mais bondoso do mundo, mas por trás acabou sendo uma verdadeira cobra. Os dois tiveram menos do que mereciam.

Agora a família dele é muito estranha. Tem o irmão mais velho que cuida de todos e jura que nunca irá se casar. Ele é o que estou mais curiosa pelo livro. Os mocinhos que geralmente fazem esse tipo de promessa são os melhores, porque se apaixonam de uma forma muito mais forte. As suas irmãs também parecem ser muito legais. Já estou torcendo para quem a mais nova consiga ficar com o homem que amava, ou alguém que saiba lutar de verdade pelo seu amor. Esses mocinhos que acham que elas têm que cair de amor somente com um olhar é demais. E apesar da prepotência da tia deles gostei demais da mulher. Deve aprontar todas nos próximos livros.

Não há nada mais cansativo nesta terra do que fazer uma apresentação formal na corte.

Mesmo esse livro não tendo sido um dos meus favoritos me agradou em algumas partes. Estou querendo muito ler os próximos irmãos que devem ser ainda mais divertidos.

Quote Favorito

Ligeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa tem uma delicadeza muito legal. Gostei da menina olhando para o nada e tendo um olhar um pouco perdido. As cores claras e vivas combinaram bem com a época. O nome do livro em azul e em destaque também foi algo que gostei. Já a diagramação foi simples. Tem somente uma espécie de folha no começo de cada capítulo e nas mudanças de cenas. As páginas são amarelas e grossas. Cada capítulo inicia em uma nova página o que não é padrão nos livros da editora. Particularmente prefiro quando tem essa separação.

Ligeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

Ligeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLigeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLigeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLigeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLigeiramente Casados - Mary Balogh - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • One Night for Love (Prequel 01) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • A Summer to Remember (Prequel 01) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Ligeiramente Casados (Livro 01) – Lançado em 2014
  • Ligeiramente Maliciosos (Livro 02) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Slightly Scandalous (Livro 03) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Slightly Tempted (Livro 04) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Slightly Sinful (Livro 05) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Slightly Dangerous (Livro 06) – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

4 Comments

  1. Milena Soares 18 de janeiro de 2015 at 15:56 - Reply

    Gostei muito desse livro, curto muito romance histórico, estou doida pra ler os outros livros e conferi as histórias dos outros irmãos Bedwyns

    • Nathalia Garcia 19 de janeiro de 2015 at 14:37 - Reply

      Oiee Milena, eu quero muito ver sobre os outros irmãos e suas histórias. Espero ficar muito apaixonada rs.

  2. Milena Soares 16 de janeiro de 2015 at 19:47 - Reply

    Gostei muito desse livro, curto muito um romance histórico, estou muito interessada em ler os outros livros e conferi as histórias de todos os irmãos Bedwyns.

  3. […] editora Arqueiro chegou Ligeiramento Casados e da Saída de Emergência  Outlander #1 – A Viajante do […]

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)