A última chance – Karen Kingsbury – #Resenha

Home/A última chance, Karen Kingsbury, Livros, O Blog da Mari, Resenhas/A última chance – Karen Kingsbury – #Resenha

Sinopse: Ellie tem quinze anos e um melhor amigo e amor chamado Nolan. Um dia antes de Ellie se mudar para o outro lado do país com o pai, ela e Nolan escrevem cartas um para o outro e as enterram debaixo de um velho carvalho. O plano é se reencontrar no mesmo lugar dali a onze anos para ler o que cada um escreveu apenas para o improvável caso de eles perderem contato. Agora, conforme a data se aproxima, muita coisa mudou. Ellie abandonou sua fé e luta para criar a filha sozinha. Na correria do dia a dia, ela sempre encontra tempo para ver na TV seu antigo amigo Nolan, hoje um famoso jogador profissional de basquete, cuja fé em Deus é conhecida pela nação inteira. O que poucos sabem é que as perdas que ele sofreu na vida pesam em sua alma. Mesmo com toda fama e sucesso, Nolan se sente sozinho, assombrado pelo vazio que domina seu coração desde que sua melhor amiga foi embora. Tanto para a desiludida Ellie quanto para o intenso Nolan, o reencontro é mais do que uma promessa de adolescência é a última chance de descobrir se é tarde demais para se entregar ao amor. Em A última chance, Karen Kingsbury nos brinda com uma história sobre perdas dolorosas, o poder da fé e as feridas que somente o amor pode curar.

Ficha Técnica

A última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: A última chance – Skoob

Titulo Original: The Chance – Goodreads

Autor(es): Karen Kingsbury

Tradução: Ana Death Duarte

Editora: Verus (Grupo Editorial Record)

Ano: 2014

ISBN: 978-85-76686-317-5

Número de páginas: 334

Sobre a Autora

A última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A autora escreveu mais de 50 romances, dez dos quais atingiram #1 em listas dos EUA. Ela foi best-seller nas listas de jornais importantes como o New York Times e o USA Today, e foi apelidada de “Rainha da Ficção Cristã” pela revista Time. O site da Karen Kingsbury recebe mais de 6 milhões de acessos por mês e tem presença forte nas principais redes sociais, como Facebook, Twitter e Youtube.

Opinião da Nathy

Quando li a sinopse desse livro fiquei muito curiosa para ler sobre Ellie e Nolan. O livro me lembrou “Corajosos” e “Prova de Fogo”. Porque mesmo sendo um romance tem um toque mostrando a fé das pessoas em Deus. Eu amei a forma como a autora soube levar as duas questões sem deixar brechas. Em diversos momentos ficava angustiada pelo sofrimento dos personagens, mas tinha plena certeza de que de algum jeito tudo acabaria bem. Porque não falava somente do amor dentre duas pessoas, mas sim do amor incondicional de Deus. O que mais me tocou foi exatamente essa fé inabalável de alguns personagens. O romance foi desenvolvido de uma forma perfeita. Muitas vezes queremos tudo no nosso tempo e não temos paciência de esperar. Porém, o livro mostra exatamente que tudo tem que acontecer no devido tempo. Para que os personagens estivessem preparados para dar continuidade em suas vidas.

A história é de Ellie e Nolan. Quando adolescentes eram melhores amigos e inseparáveis. Um lindo amor foi nascendo dentro dos corações de ambos. Tanto que Nolan tinha plena convicção de um dia iria mesmo se casar com Ellie e ter muitos filhos. Porém, nada na vida deles é como planejaram. Após um incidente em sua família, Ellie se vê indo morar do outro lado do mundo com seu pai. Aos poucos vai perdendo o contato com o grande amor de sua vida. Porém, existe uma chance de eles ficarem juntos. Antes de ir embora Ellie e Nolan escreveram cartas que contavam seus sentimentos um pelo outro. Dali a onze anos voltariam naquela mesma arvore e leriam as cartas. O grande dia está chegando, mas algumas coisas no caminho parecem estar impedindo que esse reencontro aconteça.

Um livro mesmo que com algumas partes bem angustiantes é muito gostoso de ler. A leitura flui de uma forma tão boa que quando menos espera está chegando ao final da mesma. Eu tive que parar algumas vezes no caminho para respirar e lidar com tantos sentimentos. A narrativa é terceira pessoa e com diversos personagens sendo o centro. Eu acho que teria sido melhor se o foco ficasse somente em Ellie e Nolan, porque fiquei perdida em algumas partes então voltava e relia. No entanto, entendo que para tudo fazer sentido na história cada parte era importante.

Você nunca vai encontrar ninguém que te ame tanto quanto eu.

Passei boa parte do livro com pena e querendo esganar a Eve. Ela passa por situações realmente complicadas desde que deixou Nolan, mas não acho que justificava a sua raiva com Deus. Esse foi um dos motivos de querer bater nela, porque quando as coisas não dão certo ninguém assume a culpa e sim joga tudo para cima de Deus. Ao mesmo tempo em que fiquei com muita pena porque sofre demais. Acaba pagando pelo erro de outras pessoas. Senti que conseguiu passar por cima de tudo e sobreviveu. Tanto que por mais que se lembrasse de Nolan com muito carinho não me parecia que ainda o amasse. Justamente por ter passado tantas coisas em sua vida. Parecia que tinha amor para sua filha Kenzi. Que nossa é um amor de criança quis abraçá-la vários momentos por tanta sabedoria em uma criança.

Já o Nolan partiu meu coração de uma forma diferente. Algo que foi muito legal que a autora mostrou é que ambos tiveram perdas e lutas, mas Nolan não deixou de lado a sua fé. Ele mesmo sofrendo com a ausência de seu amor consegue viver a sua vida. Sempre acreditando que em algum momento tudo será perfeito. Consegue sua tão sonhada vaga no NBA, porque foi movido pelo seu pai e o amor pela Ellie. Apesar de não ser aquele mocinho convencional fiquei muito apaixonado por ele. Não importava o que as pessoas falavam sobre sua fé não deixava que o abalasse. E quando teve que lutar com Ellie para mostrar o que era o verdadeiro amor foi perfeito demais. Ele sim eu senti que não seguiu com sua vida, que não seria completo até que estivesse ao lado dela.

Poderia ter tido mais cenas dos dois juntos. Passou boa parte com eles separados e depois correu um pouco com o romance. Mas, ao contrário de outros livros não me pareceu falso. Parecia na verdade que o amor dos dois era tão verdadeiro que sobreviveu a todas as adversidades e continuaria superando. Quando adolescentes tiveram tantas cenas lindas. Nolan sempre foi o homem certo para apoiá-la e mesmo quando Ellie não acreditava que tudo aquilo fosse possível, ele acreditava pelos dois. Não espere por cenas quentes, porque é realmente mais para o lado romântico.

Onde quer que ela estivesse e o que quer que estivesse fazendo, será que Ellie se lembraria?

Os pais dela também sofrem demais. Mesmo que hoje em dia os motivos para os dois estarem longe possam parecer bobos gostei da forma como foi conduzida. Alan é um homem com pensamentos antigos, mas que queria o melhor para a sua família e acabou metendo os pés pelas mãos. Um homem bom que quando encontrou Deus passou a ver os erros que cometeu no passado. Assim como Caroline. Que entendeu tudo o que fez de errado e que foi uma das grandes culpadas por sua família ter acabado, mas nem por isso deixou Deus de lado. Nem mesmo seu amor pelas as duas pessoas mais importantes. São personagens que foram descritos tão bem que chegou a próxima da realidade.

Assim como em Corajosos e Prova de Fogo tem uma pessoa que consegue fazer todas as conexões. E esse personagem no livro foi Ryan. Trabalhando na turnê com um dos cantores mais famosos do mundo fica tentando entender os motivos que o levaram nessa turnê. No momento em que ele passa a entender eu fiquei toda empolgada e já querendo que tudo acontecesse de uma única vez. Pelos meios e caminhos que foi usado. Até mesmo quando falava do seu casamento eu fiquei feliz e querendo saber mais coisas sobre o personagem. Bem capaz de ser protagonista de algum outro livro.

Eu sinto muito, Caroline. Vou lamentar por isso enquanto eu viver.

Esse é um daqueles livros que nos faz refletir sobre as decisões que tomamos e se tudo é realmente bom na nossa vida. É um pouco complicado falar sobre um livro em que me tocou demais. Espero que vocês deem uma chance e aproveitem a leitura tanto quanto eu. Entraria facilmente em um dos melhores livros que li esse ano.

Quote Favorito

A última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa também me conquistou logo no primeiro momento. As cartas dos dois tendo destaque junto com o nome do livro. Mas, o que mais me chama atenção é esse caminho com a árvore. Sei que representa a árvore onde enterraram as cartas, no entanto, também vejo como um caminho. Um bem tranquilo e calmo. Já a diagramação é simples. As páginas são amarelas e grossas. Cada capítulo inicia em uma nova página. No começo de cada um tem uma folha, assim como nas mudanças de cenas.

A última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

A última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMA última chance - Karen Kingsbury - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Verus. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)