Breakable – Tammara Webber – #Resenha

/, Livros, O Blog da Mari, Resenhas, Tammara Webber/Breakable – Tammara Webber – #Resenha

Sinopse: Landon Lucas Maxfield teve uma infância privilegiada, levando uma vida tranquila com os pais e tendo um futuro promissor à sua frente até que uma tragédia impensável destruiu sua família e o fez duvidar de tudo que um dia pareceu tão certo. Agora um intenso e enigmático homem, Lucas só quer deixar o passado para trás. Quando ele conheceu Jacqueline, foi fácil desejar ser tudo aquilo de que ela precisava. Mas se há uma coisa que a vida lhe ensinou é que a alma é frágil e que todos os seus sonhos podem ser destruídos em um piscar de olhos.

Ficha Técnica

Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Breakable – Skoob

Titulo Original: Breakable – Goodreads

Autora: Tammara Webber

Tradução: Débora Isidoro

Editora: Verus (Grupo editorial Record)

Ano: 2014

ISBN: 978-85-7686-369-4

Série: Contours of the Heart

Volume: 02

Número de páginas: 364

Sobre a Autora

Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Tammara Webber escreve livros para jovens e adultos. Ela se descreve como uma romântica incorrigível que adora livros com final feliz, porque já existem muitos finais tristes na vida real. Antes de ser escritora em tempo integral, ela foi orientadora acadêmica na Universidade do Texas, monitora de economia, gerente de planetário, atendente de clínica de radiologia e a pessoa mais pálida que já trabalhou num salão de bronzeamento artificial. Ela se casou com o namorado da época de escola, com quem tem três filhos e quatro gatos.

Opinião da Nathy

Mais um livro na onda de New Adults, confesso para vocês que estou um pouco cansada de ler livros no mesmo estilo, porém são tão viciantes que não consigo deixá-los completamente de lado. Com Easy parecia que estava lendo a mesma história de novo e não consegui encontrar elementos que pudessem fazer alguma diferença, mas isso não quer dizer que não tenha gostado. Apesar de ser mais do mesmo, fiquei encantada pelo mocinho e pelos diálogos sarcásticos trocados pelos principais. Uma nova versão será lançada pela a editora na visão de Lucas, estou curiosa para saber como estava se sentindo em cada um dos momentos desse livro, mas também espero que tenha algo mais.

A história é narrada em primeira pessoa por Jacqueline, uma menina que desistiu de seu sonho para seguir seu namorado de colégio para outra faculdade, porém ao passar das semanas o mesmo termina seu namoro com uma das piores justificativas de todas. E como se todo seu sofrimento não bastasse está para repetir em uma das matérias por não conseguir ficar o mesmo ambiente que seu ex. A leitura é tão boa que me vi devorando cada página na expectativa de quando uma mudança iria acontecer, quando ela finalmente iria se dar valor e perceber que o amor estava bem diante de seus olhos. Foi impossível não fazer comparações da história com Ezra e Aria da série Pretty Little Liars, ainda que não tenham nenhuma semelhança fisicamente.

A última coisa que pensei antes de pegar meu livro de economia e jogá-lo contra Kennedy: Como ele pode usar um clichê tão ruim num momento como este?

A Jackie, ou melhor, dizendo Jacqueline, começou o livro sendo uma daquelas meninas que não conseguem superar o final de seu relacionamento e por isso fica se enchendo em torno de si mesma e nesses momentos quis sacudi-la e fazê-la ver que a vida não tinha acabado, que poderia conseguir alguém muito melhor. Ainda bem que após situações bem complicadas decidiu que tinha que parar de sofrer e recuperar o tempo perdido, gostei muito mais dela desse jeito, ainda que não fosse aquela mocinha muito forte, ela se tornou bem real por todos os sentimentos conflitantes que estava vivenciando. Teve uma cena especifica que não gostei dela, por mais que esteja curiosa sobre a vida de uma pessoa não acho certo ir investigar a fundo, quando a pessoa estiver pronta irá te contar tudo.

Já Lucas é um rapaz muito fofo que já passou por poucas e boas nessa vida. Num primeiro momento foi julgado muito mal por Jacqueline e suas amigas por conta de sua aparência descolada, mas é um rapaz inteligente, engraçado, trabalhador e que faz de tudo para deixar as pessoas ao seu redor feliz. Sem contar o talento que tem para desenhos. Fiquei muito triste quando contou a sua história, nenhuma criança merece passar por aquilo, mas justifica o porquê entra em tantas brigas por causa de Jacqueline – não no estilo de Travis Maddox. Também sabe como agradar uma menina e não ultrapassar os limites impostos, pois como foi mostrado no livro tem pessoas que não sabem aceitar não como resposta.

Ele colocou uma proteção de papel, uma tampa plástica e me entregou o copo. Não consegui entender o sorriso sutil que ele tinha no rosto. 

Em um primeiro momento quando conheci Erin fiquei pensando que poderia ser aquela melhor amiga metida que não se importa com os sentimentos da outra e somente quer ser feliz ao lado de seu namorado. Fico muito feliz em dizer que estava completamente enganada, a menina é engraçada demais com as melhores frases e ainda consegue ajudar Jacqueline a superar o término do namoro com uma ideia de gênio. Enquanto, uma não sabe nada de namorados a Erin é praticamente uma especialista na arte de brincar de cão e gato, mas o que me fez adorar a menina foi quando ninguém mais tinha coragem de tomar uma atitude contra certo rapaz, ela se manteve firme e fez com que ele pagasse por seus crimes. Foi demais vê-la na aula de defesa pessoal e louca para prejudicar os rapazes.

Ao contrário de Kennedy que desde o começo se mostrou o namorado egocêntrico que quer curtir sua vida enquanto pode. Não teve um único momento do livro que simpatizei com ele ou quis que ficasse com a Jacqueline, mesmo porque ela já estava sendo disputada pelo Lucas e Landon, as atitudes dele me pareceram falsas e se quisesse algo mais com a menina era somente por causa de seus pais e do futuro que poderia ter ao lado dela. Torci para que a Erin experimentasse nele o que aprendeu nas aulas de defesa pessoal porque o menino é simplesmente insuportável.

É melhor ele ficar longe de você, ou vou aplicar um cortador de grama no rabo dele. 

O Dr. Heller é outro personagem maravilhoso, ainda que não apareça muito quando o faz e para agradar. É o tipo de professor que não se encontra facilmente, mas está disposto a ajudar seus alunos a passarem em sua matéria porque consegue entender os dramas vivenciados por eles, sempre dando segundas chances para alunos e adolescentes problemáticos. A cumplicidade existente ele e Lucas é muito linda, ouso dizer que é bem de pai com filho, por isso tanta preocupação com um possível envolvimento de Lucas com Jacqueline, definitivamente não quer ver seu menino sofrendo mais uma vez.

Quem merecia mais do que uma surra foi o Buck, um rapaz muito nojento que acha que pode ter todas as meninas que deseja e somente por ter dinheiro e um nome pode se safar de tudo. Queria que tivesse apanhado muito mais ao ponto de entrar em coma e nunca mais acordar, acho que nunca senti tanta raiva de um personagem como senti dele. O pior de tudo é que ele se sentia protegido pelos rapazes de sua fraternidade se não fosse às meninas se juntarem e dar uma lição nele e seus outros rapazes tudo teria ficado por isso mesmo.

Queria não ter visto vocês dois juntos na noite em que você saiu do apartamento dele. Por mim, quaisquer restrições não existem mais.  Apenas para… o seu conhecimento.

Se você ainda consegue encaixar mais um New Adult na sua lista recomendo se arrisque com esse porque o Lucas vale muito a pena, como na maioria fica difícil não se apaixonar por eles. Um romance leve, com uma pitada de drama.

Quote Favorito

Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Adoro editora que mantém a capa igual a original ainda mais quando é linda.  O casal combinou demais, pena que esse modelo já está bastante visado já o vi em muitas outras capas. O nome do livro também foi mantido no original, porque imagina um livro chamado Fácil seria no mínimo estranho. Mas, ainda assim tem uma diferença nas duas capas, a cor do nome do livro que está em roxo e também a frase ‘Ela foi salva por um estranho. Ele é assombrado por um segredo. Ás vezes o amor não é nada fácil… ‘ que combinou demais. Já na diagramação é bem simples, tendo uma marcação para quando Jacqueline manda e-mails para o Landon e outra para quando mensagem para o Lucas, os pensamentos também são colocados em itálicos. As páginas são amarelas e cada capítulo inicia em uma nova página.

Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Breakable – Tammara Webber – #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Verus. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

3 Comments

  1. Shadai 17 de fevereiro de 2015 at 14:14 - Reply

    Acho que faço parte da minoria que gostou mais de Easy do que esse, mas tudo bem.
    O único “defeito” dessa história foi a Melody ter saído de cena daquela forma, achei meio estranho.
    Acho que se for para continuar a série, que seja com a personagem Erin, pois adorei ela

    e respondendo a Paloma: esse livro não é continuação de Easy, é a mesma história mas pelo ponto de vista do Landon Lucas, com um acréscimo de contar paralelamente a história de quando ele era adolescente.
    Sinceramente: acho meio repetitivo e sem graça ler a mesma história, mas sobre outro ponto de vista, mas é só questão do meu gosto mesmo.

    • Nathalia Garcia 18 de fevereiro de 2015 at 11:17 - Reply

      Oiee Shadai =)

      Concordo com você!! Algumas partes eu achei que ficaram cansativas justamente por ser uma repetição da história. Mas, por ter o sofrimento do Lucas/Landon eu acho que deu uma animada, isso faz sentido? rs Gosto mais quando é na visão do mocinho. Talvez se o primeiro tivesse sido na visao dele teria sido mais interessante rs.
      Beijos

  2. Paloma 26 de novembro de 2014 at 19:35 - Reply

    Oie, me ajuda pelo amor de Deus! Eu já li o livro Easy e estou louca para comprar esse novo livro, só que não to entendendo muito sobre ele, é uma nova versão do livro Easy ou é uma continuação do primeiro?

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)