Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 — The Hunger Games: Mockingjay – Part 1 — #Crítica

Home/Críticas, Filmes, Jogos Vorazes, Jogos Vorazes: A Esperança (Parte 1), O Blog da Mari, The Hunger Games, The Hunger Games: Mockingjay (Part 1)/Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 — The Hunger Games: Mockingjay – Part 1 — #Crítica

Sinopse: Após ser resgatada do Massacre Quaternário pela resistência ao governo tirânico do presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) está abalada. Temerosa e sem confiança, ela agora vive no Distrito 13 ao lado da mãe (Paula Malcomson) e da irmã, Prim (Willow Shields). A presidente Alma Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman) querem que Katniss assuma o papel do tordo, o símbolo que a resistência precisa para mobilizar a população. Após uma certa relutância, Katniss aceita a proposta desde que a resistência se comprometa a resgatar Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e os demais Vitoriosos, mantidos prisioneiros pela Capital.

Ficha Técnica

Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1

Titulo Original: The Hunger Games: Mockingjay – Part 1

Elenco: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Sam Claflin, Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman e Jeffrey Wright

Direção: Francis Lawrence

Gênero: Drama / Ação

Duração: 123 min.

Distribuidora: Paris Filmes

Estreia:  Novembro de 2014

Trailer

Opinião da Mari

Como controlar a expectativa criada por um trailer ou pelos comentários positivos de seus fãs? Praticamente impossível, principalmente quando se promete tanto. O problema? Raramente o filme consegue superar as expectativas criadas. Com A Esperança – Parte 1 não foi diferente. Alguns momentos chaves foram muito bem explorados, tanto no filme, quanto em seu trailer, mas eu esperava muito mais do início da conclusão dessa história.

Antes de mais nada acho essencial esclarecer alguns pontos:

#1 – Eu não li o livro antes de ver o filme (assim como aconteceu com os outros dois).
#2 – Não comentarei sobre a adaptação em si, mas sobre a trama de forma geral.
#3 – Nossas opiniões podem ser diferentes. Respeite e não tente fazer com que eu mude de ideia.

Dito isso, volto a afirmar que o filme não atingiu as minhas expectativas. E o fato de ter saído do cinema, sem aquela sensação de quero ver tudo de novo, deixa isso muito claro para mim. Não me leve a mal, o filme é bom, tem atuações incríveis, Jennifer Lawrence e Josh Hutcherson estão ótimos, mas é melancólico demais para o meu gosto.

Claro que neste momento você deve estar querendo me dar um milhão de justificativas sobre o que aconteceu, porque você leu o livro e essa é uma distopia e blá, blá, blá … Mas como disse não li o livro, então não me importo, quero entender a história apenas com o filme e ainda que isso tenha de fato acontecido, para chegar até o ponto onde o filme chegou, muita reflexão foi feita, quando de fato eu preferiria ter visto muito mais ação.

Katniss no trailer menciona que o presidente Snow vai queimar junto com eles e era exatamente isso o que eu gostaria de ter visto. Uma personagem, que assume as responsabilidades que foram colocadas no seu ombro, toma a frente de um grupo, da esperança a eles e tem atitudes como tal. Mas Mari ela não quis nada disso, ela só queria salvar a irmã dela e o Peeta. Eu sei e esse é exatamente um dos pontos que mais me frustra. Katniss é uma protagonista maravilhosa, tem um potencial incrível, mas se mostra muito egoísta. Sofre por conta da situação criada pela Capital, mas se limita a agir apenas quando um dos seus está de fato em perigo. Me desculpem, mas para mim não é suficiente, quero mais!

Já sei, já sei, você quer que eu espere e veja tudo o que vai acontecer no próximo filme. Tudo bem, te entendo. Eu também não vejo a hora de ver o que vai acontecer no final, acho que finalmente as coisas vão pegar fogo. O problema é que não estamos falando do próximo filme. E pelo menos essa primeira parte, deixou a desejar. Saí do cinema com aquela sensação de quero mais, mas pelos motivos errados. Quero mais, pois pelo menos neste primeiro momento, nada de fato aconteceu. Talvez dividir o último livro em dois, não tenha sido uma ideia tão boa assim.

Ainda assim, como disse anteriormente o filme é bom. Ele tem uma fotografia incrível, de uma realidade dramática impressionante. Nos permite refletir sobre a vida, sobre a atual situação do nosso país e do mundo. Além de cumprir o seu papel, adaptando a história contada por Suzanne Collins sem problemas.

Quote Favorito

Katniss Everdeen: I have a message for President Snow: You can torture or bombed us, blasted our district to the grounds. But do you see that ? Fire Is Catching… IF WE BURN, YOU BURN WITH US!

Fotos

Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 -- The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

About the Author:

Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

2 Comments

  1. Andréia Vana 29 de janeiro de 2015 at 18:46 - Reply

    Eu gostei do filme, foi mais melancólico que os outros, mas foi de acordo com o livro, onde nos é mostrado a situação deles após o CF, teve poucas cenas de ação, mas as que teve me foram suficientes, foi bom a mobilização dos Distritos contra a Capital, o início da revolução.
    Concordo quando você diz que Katniss age quando tem alguém que ela ama em perigo, mas essa é a verdadeira Katniss, que primeiro só queria salvar Prim e Peeta, mas ao ver o sofrimento alheio é que ela vai se engajando na revolução, isso é o que a parte 1 mostra.
    J-Law como sempre, ótima na atuação, Josh apareceu pouco, mas a cada momento da transformação dele, dava arrepios e a cena dele enforcando a Katniss foi muito boa, e Effie e Haymitch, sempre ótimos!
    Estou ansiosa pela parte 2, espero que eles preencham as lacunas que o livro deixa.

  2. Ivamara Fernandes 27 de janeiro de 2015 at 12:48 - Reply

    Não acho que essa divisão do livro seria realmente necessária. Claro que há muito mais cenas no A Esperança, mas essa divisão fez com que os filmes tivessem muita “encheção de linguiça”. Por mais que eu ame os livros e ame o modo como a adaptação é fiel, eu concordo com você.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)