Maze Runner – Correr ou Morrer — The Maze Runner — #Crítica

Home/Críticas, Filmes, Maze Runner - Correr ou Morrer, O Blog da Mari, The Maze Runner/Maze Runner – Correr ou Morrer — The Maze Runner — #Crítica

Sinopse: Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, Thomas (Dylan O’Brien) não consegue lembrar nem de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

Ficha Técnica

Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Maze Runner – Correr ou Morrer

Titulo Original: The Maze Runner

Elenco: Dylan O’Brien, Aml Ameen, Ki Hong Lee, Blake Cooper, Thomas Brodie-Sangster, Will Poulter, Dexter Darden, Kaya Scodelario, Chris Sheffield, Joe Adler, Alexander Flores, Jacob Latimore, Patricia Clarkson e Don McManus.

Direção: Wes Ball

Gênero: Aventura / Ação

Duração: 125 min.

Distribuidora: Fox Filmes

Estreia:  Setembro de 2014

Trailer

Opinião da Nathy

Faz um tempo em que o filme já foi lançado, mas ainda não tinha tido a oportunidade de assistir. Não por falta de vontade porque logo quando saiu o trailer fiquei muito empolgada com a história e os personagens. Porém, a falta de tempo impediu que conseguisse assistir mais cedo. Enfim, consegui ver e adorei tudo. Antes de tudo quero deixar bem claro que não li os livros então não tenho como fazer comparação sobre quão fiel foi a adaptação. Pode ser que não tenha agradado aos fãs dos livros, mas me fez ficar com muita vontade de ver de novo e ler tudo sobre o desfecho da história. Gosto quando o filme consegue ser bom o suficiente para se vender sozinho, instigar as pessoas a continuarem a acompanhar as continuações.

O filme começa com um jovem subindo por um elevador e parando em um local completamente estranho. Não sabe de onde veio ou qual é o seu nome, pelo menos até um momento da história. Ele passa a conviver com as pessoas no que chamam de Clareira e cada vez mais fica curioso para saber sobre o local em que se encontram. E também se existe alguma saída. Enquanto, alguns dos que vivem há mais tempo no local não gostam nenhum um pouco de toda essa curiosidade porque pode causar infinitos problemas. Conforme, o rapaz vai investigando do que se trata esse local e os segredos começam a ser desvendados. No entanto, tudo isso vem com um preço. Basta saber se todos têm a coragem o suficiente para enfrentar esses perigos.

Meu desejo em assistir esse filme se deu muito mais por causa do Dylan O’Brien (Teen Wolf), gosto demais desse ator e queria ver se conseguia fazer um papel completamente diferente daquele na qual está acostumado. E sim Dylan está perfeito no papel do Thomas. Fiquei todo tempo torcendo por ele e fascinada em como é um personagem frágil ao mesmo tempo em que mostra toda a sua força. Ao contrário de muitos atores Dylan consegue dar vida ao personagem e mudar suas facetas quando necessária. Thomas é o tipo personagem principal que faz você desejar ficar ao seu lado porque confia que tudo no final ficará bem. Que ele está disposto ao que seja para saber a verdade e proteger aqueles da qual se importa. Tem um papel muito importante em todo enredo. Novamente não tenho como fazer comparações com o livro, mas quando for ler com certeza estarei imaginando Dylan nesse papel.

E se tudo começou pelo meu desejo de ver a atuação do Dylan, depois passou a ser por estar apegada aos personagens. Newt, Minho e Chuck são os três que estão sempre ao lado do Thomas, mas confesso que mesmo tendo toda a fofura do Chuck o meu favorito foi o Newt. Não sei por que, mas foi um personagem que me fazia prestar muita atenção em seus movimentos e passei todos os momentos de tensão desejando que nada de mal lhe acontecesse, poderia acabar um pouco ferido, mas não queria a sua morte. Minho também me conquistou um pouco justamente por toda a sua confiança em Thomas de que tudo ficaria bem. Se todos eles se unissem nada de mal poderia lhe acontecer. Teve vários momentos de tensão que poderia jurar que não o veria mais.

Durante boa parte do filme somente tem os rapazes brigando e conversando sobre o local. Até que tem a chegada de Teresa a primeira menina no lugar. Fiquei pensando que o papel dela na verdade é para fazer um par romântico com o Thomas. Geralmente torço demais pelos casais logo no começo e penso que devem ficar juntos até o final. No entanto, tem algo na personagem ou pode a ser a atriz que não me convenceu. Ela ficou toda misteriosa desde o começo agindo como se tivesse mesmo perdido a memória, no entanto, na minha visão ela faz parte de todo o enredo maior. E mesmo que me falem que ela não faz parte e no final mostrar que pode confiar nela, continuo desconfiando da personagem. Espero que outra menina apareça e conquiste o coração do Thomas, desde que seja alguém valente e tenha uma personalidade parecida com a dele. Então até o momento não estou torcendo por nenhum casal. Uma surpresa porque rapidamente formo os casais que desejo ver junto.

Fora tudo isso que já me fez gostar demais do filme tem todo um enredo muito bem trabalhado. Eu fiquei todo tempo curiosa para saber por que estavam no local e o fazia de cada um deles tão importante. Fiquei satisfeita com o desfecho e espero que o segundo filme não demore em sair. Os efeitos especiais estão muito bons. Gostei demais do que fizeram com o Labirinto e também os tais Verdugos. Os bichinhos são bem nojentos, espero que não tenha mais deles no decorrer das continuações. O começo do filme é um pouco lento mesmo que seja instigante. Depois tudo se torna mais rápido e bem dinâmico. Acho que se gosta desse estilo de filme não deve deixar passar e correr para assistir.

Quote Favorito

Thomas: I’m scared. But I’d rather risk my life out there than spending the rest of it in here. We don’t belong here. This place isn’t our home.

Fotos

Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Maze Runner - Correr ou Morrer -- The Maze Runner -- #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

6 Comments

  1. Vanessa Luchtenberg Becker 19 de abril de 2015 at 21:28 - Reply

    Gente preciso de ajuda tenho que fazer 5 frases comparando os personagens do filme mas ta difícil, será que poderia me ajudar?

  2. Ivamara Fernandes 27 de janeiro de 2015 at 12:42 - Reply

    Você já leu os livros depois de fazer essa crítica? Os livros são muito bons. Eu não vou te dar spoilers, mas posso dizer que estou quase me mordendo para não falar tudo. Eu também não gosto da Teresa. Não confio nela. O Newt é realmente um fofo, todo fandom ama ele, mas meu preferido é o Thomas mesmo (Dylan <3). Quanto à semelhança com o livro, não está muito diferente, mas nos livros o Thomas tinha uma certa "telepatia" com a Teresa. Eles podiam conversar telepaticamente, o que seria importante para o próximo filme. Tirando isso, não achei mudanças muito graves não.

    • Nathalia Garcia 2 de fevereiro de 2015 at 11:46 - Reply

      Oieee Ivamara!!

      Ainda não acredita que não consegui ler os livros rs. Imagino que a ansiedade faz com que queremso contar tudo, mas vou tentar ler o mais rápido possivel. A Teresa tem um jeito estranho, mesmo que tenha essa telepatia com o Thomas, não gosto dela. Tem algo que me incomoda demais. Agora o Newt é fofo demais. Gente vontade de apertar esse menino rs.
      Beijos

  3. rafapotts 4 de janeiro de 2015 at 20:36 - Reply

    Eu achei os primeiros 30 minutos do filme bem monótonos, mas depois quando passei a entender mais sobre o que se passa na Clareira, comecei a ver o filme com outros olhos e acabei gostando. Também não li o livro, mas estava na cara que aquele final não era o final de verdade, mal posso esperar pela continuação. =]

    • Nathalia Garcia 15 de janeiro de 2015 at 14:50 - Reply

      Realmente o filme começa a ficar bom quando o Thomas se enfia no labirinto e quer respostas para todas as coisas. Estou muito curiosa para saber o que irá acontecer nos próximos, queria ler os livros, mas vou esperar um pouco ainda rs.

  4. Nando 22 de dezembro de 2014 at 11:16 - Reply

    Esse vai concorrer ao um dos melhores filmes de 2014

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)