Sinopse: Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe… E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso… Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Quando eu era Joe – Skoob

Titulo Original: When I was Joe – Goodreads

Autora: Keren David

Tradução: Geraldo Cavalcanti Filho

Editora: Novo Conceito (Grupo editorial Novo Conceito)

Ano: 2014

ISBN: 978-85-8163-339-8

Série: Quando eu era Joe

Volume: 01

Número de páginas: 318

Sobre a Autora

Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Keren David flerta com o jornalismo desde os 18 anos. Já atuou como repórter, correspondente na editoria de política e editora. Trabalhou no The Independent, mas também foi articulista para outros jornais de porte nacional. Quando se mudou para Amsterdã, foi editora-chefe de uma agência de fotojornalismo, e, após oito anos na Holanda, voltou à Inglaterra decidida a escrever um livro. Matriculou-se em um curso de Escrita para Crianças na City University, onde foi orientanda de Amanda Swift e onde, ao fazer um exercício de plano de enredo, deu início ao seu primeiro livro: QUANDO EU ERA JOE.

Opinião da Nathy

Já tinha um bom tempo que estava querendo fazer a leitura desse livro, mas quem disse que encontrava tempo. Também tinha visto muitas pessoas falando muito bem do livro. Então podem imaginar a minha empolgação com ele. No momento que comecei a leitura estava esperando por algo e acabou decepcionando um pouco. Tudo tomou um rumo bem inesperado, mas fiquei com aquele sentimento de que algo estava perdido. Quando cheguei ao final do livro fiquei com cara de “Não acredito. Esse foi o final”. Tudo porque não imaginava que teria outros livros. No geral foi um ótimo livro que acabei lendo em um momento em que não estava conseguindo ler nada.

O livro conta a história de Tyler. Um menino que acaba por presenciar algo que não deveria e agora junto com sua mãe é colocado no programa de proteção às testemunhas. Em uma nova cidade, com um novo nome Tyler tenta se adaptar a sua nova situação. O que não acaba sendo muito difícil uma vez que Joe – sua nova personalidade – faz um sucesso com todos ao seu redor. É bom nos esportes e na escola. Por alguns minutos é até possível esquecer que sua vida está sob constante ameaça. Até que uma atitude impensada acaba por arriscar tudo.

A narrativa é feita em primeira pessoa pelo Tyler/Joe. Apesar de parecer um pouco grande o livro é bem escrito e com isso a leitura acaba fluindo de uma forma bem rápida. Quando menos esperava já estava no final e querendo mais. A história tem um seguimento ao final de cada capítulo. Não como geralmente acontece no final tem algo impactante e no próximo os personagens já estão em outra cena. Outro ponto positivo é que os capítulos são curtos então a história não fica se arrastando e se tornando densa demais.

Uma coisa é ver alguém ser morto. Outra coisa bem diferente é falar sobre isso.

O Tyler/Joe acabou por me deixar muito confusa ao longo do livro. Cada capítulo mostrava uma personalidade completamente diferente. Você está fugindo tentando ter uma vida longe do perigo nem que fosse a pessoa mais importante da face da Terra não deveria abrir a boca para contar nada. Ele parece ser bem maduro para sua idade quando está conversando com sua mãe, ao mesmo tempo em que ao redor das outras pessoas passa a agir como um adolescente rebelde. Como se não compreendesse a situação dificil em que se encontra. Sem contar que teve uma atitude que não esperava dele. O mínimo que deveria ter feito era ajudar uma pessoa que estava praticamente gritando por socorro. Não gostei da forma como se comportou ao longo do livro e principalmente no final. Não bastam todas as coisas ruins que foram acontecendo ao longo do livro ainda não entendia a gravidade da situação em que se encontrava.

A mãe dele foi outra que merecia umas boas palmadas. Fica claro que precisa de ajuda de alguma forma porque nenhuma mãe agiria assim com um filho. Estava agindo do mesmo jeito que Joe. Ele tinha a desculpa de ser um adolescente e por isso cometer erros. Mas, ela é uma mãe que deveria proteger seu filho e não ficar se lamentando pelos cantos. Não consegui gostar da personagem que me pareceu muito fraca. A situação que estava vivendo não era fácil, porém eu senti que se fosse possível iria abandonar seu filho a própria sorte. Apenas para conseguir realizar seus sonhos. Quando deveria agir como uma mãe e ficar ao lado de seu filho, preferiu ficar ao lado de outras pessoas. Não senti nada por essa personagem.

Isso é mesmo necessário? Ele está aqui para ajudá-los. Ele é apenas um menino de 14 anos. 

Além do sério problema de Joe ainda tem Claire com algo ainda mais importante. A menina não tem amigos e vive trancada no escuro em seu quarto. Logo do começo já tinha gostado do seu jeito e esperva que fosse mais explorado. Porém, todo o sofrimento da menina ficou em segundo plano. Com uma temática tão forte e presente na vida de muitas pessoas queria que tivesse tido um espaço maior. Acabou sendo tratado apenas com algo que uma adolescente poderia fazer a si mesma, mas nada tão importante. Em alguns momentos foi até mesmo tratado como se fosse a coisa mais legal do mundo. Sendo que estava colocando a vida da menina em risco. Queria que ela tivesse sido melhor desenvolvida e espero que isso aconteça nos próximos livros.

O ponto principal do livro era falar sobre o que Joe presenciou e uma forma que mantê-lo a salvo o dia do julgamento. Mas, também ficou em segundo plano. Quase não era falado sobre o que viu e como poderia ajudar a polícia na solução de tudo. Para piorar o menino estava escondendo fatos importantes. Estava torcendo para que fosse explorado um pouco mais o lado do crime e a forma de proteger Joe e sua família de todos os perigos. Mas, continuei querendo respostas para as minhas perguntas.

É como estar preso em um filme de horror sinistro e não poder fechar os olhos. E desta vez não tem como fugir.

Um livro leve e divertido que acabou me tirando de uma ressaca literária na qual me encontrava. Estou curiosa pelos próximos livros que infelizmente não tem informações de quando será o lançamento.

Quote Favorito

Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A primeira coisa que me chamou a atenção no livro foi a capa. O menino com o capuz com o semblante triste me fez ficar curiosa com o conteúdo. O sangue está em uma textura diferente dando um destaque maior para o nome do livro. Os tons acabaram combinando. O nome da autora ganhou o devido destaque sem chamar atenção para si. A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. A indicação do capítulo está em uma fonte igual o nome do livro. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Quando eu era Joe - Keren David - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Quando eu era Joe – Quando eu era Joe #1 – Lançado em  2014
  • Almost True – Quando eu era Joe #2 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Another Life – Quando eu era Joe #3 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Novo Conceito. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”