No ano de 2014 consegui completar a minha meta literária imposta, mas mesmo com tantos livros lidos tiveram aqueles que me marcaram. Seja de uma forma positiva ou negativa. Não vou fazer uma resenha explicando o porquê de ter gostado ou não, apenas deixarei minha opinião básica. Mas, vou deixar o link disponível para que vocês possam ler a resenha completa daqueles que tem no blog. Pode ser que alguns dos livros escolhidos vocês não concordem, mas tenham em mente de que o livro funcionou (ou não) comigo. Então continue lendo e saibam quais foram os livros que mais gostei e mais fiquei decepcionada no ano passado.

Clique no nome dos livros para visualizar as resenhas disponivéis.

As Melhores

Pode ser uma surpresa para muitos, mas esse livro conseguiu me conquistar com a sua história. As pessoas são acostumadas a viver de acordo com os padrões da sociedade deixando de lado aqueles que não se encaixam. Mas, o Colin mostra que não se importa com tudo isso, porque não entende o comportamento dessas pessoas. Justamente por ele ter atitudes tão ingênuas partiu muito o meu coração e sentia vontade de abraçar o rapaz e prometer que nenhum mal lhe aconteceria. Não cheguei a ir às lágrimas, mas em diversos momentos tive que me controlar para tanto. Sim, livros com essa temática mexem muito comigo, mesmo estando acostumada devido a minha profissão.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Resolvendo o crime. Uma expressão facial por vez. O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Ele tem cartões de memorização com expressões faciais legendadas, um desconcertante conhecimento sobre genética e cinema clássico e um caderno surrado e cheio de orelhas, que usa para registrar suas experiências com a MUITO INTERESSANTE população local. Quando um revólver dispara na cantina, interrompendo a festinha de aniversário de uma das garotas, Colin é o único que pode investigar o caso. Está em suas mãos provar que não foi Wayne Connelly, justamente aquele que mais o atormenta, que trouxe a arma para a escola. Afinal de contas, a arma estava suja de glacê, e Wayne não estava com os dedos sujos de glacê.

Maybe Someday

Infelizmente esse livro ainda não foi publicado no Brasil, mas não deve demorar em alguma editora se interessar. Quando comecei a leitura já estava esperando qual seria o drama da vez, mas nada me preparou para todos os acontecimentos. Eles podem não ser tão fortes quantos de Um Caso Perdido, mas ainda assim conseguem tocar fundo no leitor. O casal é perfeito demais e a menina de uma força impressionante. O mocinho apesar de ter me feito me apaixonar por ele, também teve seus momentos de me fazer ficar com muita raiva. Acho que esse livro tem uma força e sensibilidade que faltam em muitos livros. Por isso não podia deixá-lo de fora da minha lista.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Aos vinte e dois anos de idade, Sydney tem uma ótima vida: Ela está na faculdade, trabalhando em um emprego estável, apaixonada pelo seu maravilhoso namorado Hunter, e mora junto com sua melhor amiga, Tori. Mas, tudo muda quando ela descobre que Hunter a está traindo – e ela é deixada tentando decidir o que fazer a seguir. Sydney se torna cativada pelo seu misterioso vizinho Ridge. Ela não consegue tirar os olhos dele ou parar de ouvir a forma apaixonada que toca seu violão todas as noites no lado de fora em sua varanda. E há algo sobre Sydney também que não consegue ignorá-la. Quando acontece o inevitável encontro, eles logo vêem a necessidade um pelo outro em mais de uma maneira.

Eu tinha ficado em dúvida em relação a esse livro e outro para colocar na lista. Mas, esse acabou vencendo. Já tinha escutado o pessoal falando bem sobre os livros dessa autora, mas nunca tinha lido nada. Foi uma agradável surpresa. A Christine consegue misturar o romance junto com o policial de uma forma maravilhosa. Meu maior receio era de que ela focasse em uma parte e acabasse deixando a outra de lado. O que geralmente acontece nos livros. Os personagens são bem trabalhados e amadurecem conforme a leitura vai sendo desenvolvida. Esse é o tipo de livro que quanto mais você lê mais quer saber. E então quando menos espera já terminou. Fiquei muito empolgada com o livro ao ponto de desejar conhecer os outros livros da autora.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Erik não procura mais a garota dos seus sonhos. Vive em busca de adrenalina e de uma razão para continuar cumprindo tarefas obscuras. Ele sabe que é muito bom no que faz e não vê nada que possa ser melhor do que os seus dias repletos de perigo. O que Erik não esperava é que sua paixão por correr riscos seria a sua ruína. Ameaçado, ele precisa fugir para o exterior e viver disfarçado de cidadão comum, trabalhando como advogado em uma grande empresa.

Marina comanda o império da família depois de seu pai ter sucumbido ao mal de Alzheimer. Precisa suportar ver os pais tombarem diante da ação implacável do tempo, enquanto ainda carrega a ferida provocada pela morte do jovem marido. Com o comando das empresas nas mãos, ela percebe que nem todas as atividades da corporação obedecem aos manuais de boa conduta. Quando ambos se encontram, presente e passado se misturam, dando início a um mistério arrebatador que os atrai a uma paixão incontrolável. No entanto, os segredos, cedo ou tarde, virão à tona e os colocarão em lados opostos da balança. Nenhum dos dois é inocente, mas será que eles aceitarão as verdades que tanto se empenham em esconder? É possível construir um futuro mesmo depois de descobrir que nesta história não há mocinha nem herói?

Quase que coloquei esse livro em primeiro lugar porque foi tudo tão lindo e envolvente que estava sendo cotado como favorito. Vi muitas pessoas reclamando dele porque era muito romance e não tinha sobre as guerras. Mas, foi isso mesmo que me conquistou. Jamie Fraser é simplesmente o homem que toda mulher deseja ter ao seu lado. Se somente ele não bastasse para gostar do livro, ainda tem um enredo bem desenvolvido. A viagem de Claire para o passado não é deixada de lado. Muito menos o seu amor por seu marido Frank. Tem momentos de verdadeiro sofrimento, se em Um Caso Perdido não chorei, nesse me acabei em lágrimas. Sim, chorei feito um bebê perto do seu final. Livros que me levam as lágrimas geralmente me fazem pensar demais depois de seus finais e não conseguia tirar Jamie da minha cabeça. Estou acompanhando a série de televisão e mal vejo o momento em que irá retornar. Aliás, quis ler tanto os livros apenas porque havia visto a série a qual recomendo demais.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?.

Essa autora se tornou uma das minhas favoritas depois de ler Métrica, mas quando peguei Um Caso Perdido conquistou completamente meu coração. O enredo é muito bem construído e todo o evento traumático na vida de Skye é muito bem trabalhado. Ela não deixa de lado os medos e sofrimento da personagem principal. Assim como consegue trabalhar muito bem a parte do romance sem sair atropelando os eventos. O “segredo” que envolve a vida dos personagens é chocante porque quem não está acostumado a lidar com esse tipo de trauma fica mesmo impressionado. Mesmo já imaginando tudo o que acontecia com a menina eu fiquei impressionada e em muitos momentos sem fôlego. Definitivamente foi um livro que marcou demais. Após a leitura fiquei refletindo demais sobre o que tinha lido. Tem autoras que desejam escrever sobre temáticas fortes, mas acabam se perdendo e deixando de lado momentos muito importantes. Isso não ocorreu com a Colleen Hoover, por isso esse foi o meu livro favorito do ano.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras…Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.

As Piores

Um livro que tinha tudo para se tornar um dos meus favoritos e acabou decepcionando de diversas formas. Fiquei em muitos momentos confusa com a atitude da personagem principal. O maior segredo que deveria ter sido explorado acabou sendo deixado um pouco de lado apenas para se focar no desaparecimento de uma menina. Sem contar o final corrido e sem muito sentido. Tem romance, mas se ele convence ou não já é outra história. Ficou muito perdido todo esse amor deles e já estava imaginando que na verdade ela iria ficar com outra pessoa.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Em uma casa abandonada, um grupo de adolescentes joga Verdade ou Desafio. Antes de a noite acabar, a garota mais popular da escola desaparece como se fosse por mágica. Recém-chegada à cidade, Trinity preferiria não ter as visões que a atormentam tanto… Agora ela precisa agir rápido, porque todas as suspeitas levam até ela. Cheio de reviravoltas e sustos, Sonhos Despedaçados é leitura obrigatória para quem gosta de tramas com desfechos imprevisíveis. Os cenários ajudam a compor o mistério, e podem ser os cemitérios antigos de Nova Orleans ou os destroços deixados pelo furacão Katrina. O único problema: você não vai ter coragem de ler este livro quando estiver sozinho em casa.

Eu tinha visto a capa do livro e ficado apaixonada, morrendo de curiosidade. Depois na bienal conhecemos a Bianca e ela foi um amor de pessoa. No entanto, o seu livro acabou por me decepcionar um pouco. O enredo estava começando a ser muito bem desenvolvido, inclusive as cenas de amor. Um casal que estava acreditando em seu amor e também que enfrentariam qualquer adversidade para ficarem juntos. Mas, chegou ao ponto em que já não acreditava que uma menina fosse fazer tudo aquilo por um rapaz. Sem contar que todas as desgraças possíveis e inimagináveis ela colocou no livro, tornando-o denso e muito dramático. Não consegui gostar do desfecho e mesmo com algumas partes bem cansativas não podia deixar de lado porque gostaria de saber o que iria ocorrer no final.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre. As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.

Quando comecei o livro pensava que seria como da Lisa ou da Julia Quinn, mas acabou sendo um romance muito fraco. No começo tudo parecia começar a ser desenvolvido como a maioria deles então eu fiquei na expectativa de quando os dois iam se apaixonar ou pelo menos sentir um forte desejo um pelo o outro. Nesses livros geralmente tudo começa dessa forma e no final estão apaixonados. Mas, ficou tão focado nos problemas da menina que o romance em si não foi bem trabalhado. Novamente não acreditei no casal e cheguei a torcer para que ela ficasse com uma antiga paixão de sua vida. Porque mesmo que esse personagem não fosse dos melhores, pelo menos parecia que tinha uma química muito maior para ser explorada.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela… a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.

Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados… Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.

Esse foi um dos livros que estava mais ansiosa para fazer a leitura tudo porque tinha amado o primeiro volume. Mas, novamente a personagem principal teve um grande impacto na minha decisão. Ela fica pensando unicamente em seus sentimentos e nos problemas que deve enfrentar. Usa as pessoas ao seu redor sem pensar em seus sentimentos ou nas consequências de suas decisões. A única pessoa na qual pode pensar um pouco que seja é em sua mãe, mas ainda assim penso que teve momentos de puro egoísmo. O enredo não foi bem trabalhado e desenvolvido. Não conseguia acreditar no romance do casal e muito menos torcer por eles. Com isso fiquei com receio dos próximos volumes.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

No limite da ousadia conta a história de Beth Risk, a amiga durona de Noah, de No limite da atração. Este livro é um spin-off, passando-se no mesmo universo do primeiro, com participações especiais de Isaiah, Noah e Echo. Se você já é fã de No limite da atração ou está descobrindo este mundo agora, certamente vai se deixar envolver pela paixão perigosa e arrebatadora de Beth e Ryan. Beth é uma garota durona e tatuada que precisa cuidar da mãe drogada. Quando ela assume um crime para salvar a mãe, seu tio, um rico esportista aposentado, consegue a guarda da sobrinha e a leva para começar uma vida nova na cidadezinha do interior em que ele mora. E assim Beth se vê morando com uma tia que não a quer e frequentando uma escola onde ninguém a compreende. Exceto um único cara, que não poderia ser mais diferente dela… Ryan é o menino de ouro — um badalado jogador de beisebol, filho de um dos casais mais influentes da cidade. Ele e seus amigos gostam de fazer apostas envolvendo desafios que devem cumprir, e Ryan nunca perde. Por fora o atleta popular que todo mundo adora, ele está prestes a aprender que nem tudo é o que parece. O que começa como uma aposta se torna uma atração irresistível que nem Beth nem Ryan haviam previsto. Sem se dar conta, o cara perfeito vai arriscar seus sonhos — e sua vida — pela garota que ama. E ela, que não deixa ninguém se aproximar, vai se desafiar a apostar todas as fichas nesse amor. Com aparições de Noah, Echo e Isaiah, de No limite da atração, este livro conta a história de um amor que vai se construindo aos poucos, num jogo sedutor de vulnerabilidade e confiança.

Eu estava com as expectativas altas com relação a esse livro quando vi o trailer do filme e também sua sinopse. No entanto, a cada novo capítulo sentia uma vontade absurda de dar um jeito em todos os personagens. Nenhum deles é forte o suficiente para aguentar tudo o que a vida joga em cima. O principal é o amis fraco de todos eles pensando que o mundo deve girar ao seu redor. Ou então que é o único com sérios problemas. Mesmo que afirme se importar com algumas pessoas na verdade está pensando somente em si mesmo. Continuei lendo na esperança que o final ao menos compensasse toda a história, mas acabou sendo ainda mais decepcionante. Tanto que nem cheguei a ver o filme porque imaginaria que não iria gostar da mesma forma.

As Melhores e Piores Leituras de 2014 – #Lista | OBLOGDAMARI.COM

Sutter Kelly é O Cara, o rei das festas. Porém, diferente dos amigos adolescentes, não está preocupado com o futuro, está mais interessado em viver o agora. Com um 7Up batizado nas mãos ele está pronto para qualquer coisa. Mas nem tudo anda bem para ele. Vive discutindo com a mãe, o pai há anos não dá notícias, e sua namorada Cassidy lhe deu um pé na bunda. Em meio a esse caos, a doce Aimee pode despertar Sutter para outra realidade. E, pela primeira vez, ele tem o poder de fazer a diferença na vida de alguém, ou de arruiná-la para sempre. O livro que deu origem ao filme.

E vocês quais foram as suas melhores e piores leituras do ano passado?? =)