Sinopse: Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda. Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera. Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar.

Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote. Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado. Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Bruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Bruxa da Noite – Skoob

Titulo Original: Dark Witch – Goodreads

Autor(es): Nora Roberts

Tradução: Maria Clara de Biase

Editora: Arqueiro

Ano: 2015

ISBN: 978-85-8041-384-7

Série: Trilogia Primos O’Dwyer

Volume: 01

Número de páginas: 308

Sobre a Autora

Bruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nora Roberts (nascida Eleanor Marie Robertson a 10 de Outubro de 1950) é uma escritora norte-americana, autora de best-sellers românticos. Foi a primeira mulher a figurar no Romance Writers of America Hall of Fame.
Autora de maior destaque da lista de best sellers no New York Times e a primeira a ser escolhida para a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, Nora Roberts é considerada uma pintora de palavras que a cada pincelada, dá vida a personagens cheios de energia e vigor. Escritora metódica e insaciável, Nora já publicou mais de 160 romances, a maior parte no gênero suspense romântico, traduzidos para 25 idiomas e editados em todo o mundo. Sua alta popularidade como romancista advém do grande talento que possui para sensibilizar o leitor ao escrever narrativas de suspense que também falam sobre turbilhão de emoções que acontecem quando entramos em contato com nossos sentimentos mais profundos, principalmente amor e paixão. Suas histórias prendem o leitor com temas explícitos e intensos, descritos de forma clara e objetiva, passando uma mensagem curta e rica em detalhes. Os capítulos de seus livros são longos, e poucos, em média apenas 12. As paisagens descritas nos levam a viajar do México aos subúrbios de Washington, com certa suavidade e exatidão que sonhamos acordados, ou temos pesadelos! Histórias publicadas no início de sua carreira: Negócio de Risco (1986); Alerta da Natureza (1984); A suspeita (1989); No ano de 1995 a autora editou o primeiro volume da Série Mortal no original Naked in death (Nudez Mortal) sobre o pseudonimo de J.D. Robb, o qual hoje é prestigiado pelo mundo inteiro com mais de 25 volumes (em alguns países o número é menor). Autora Consagrada já vendeu mais de 2 milhoes de livros em todos os países publicados.

Opinião da Nathy

Não sou muito fã de livros envolvendo bruxas, mas por se tratar de um livro da Nora resolvi arriscar. E posso dizer que apenas essa autora para me fazer gostar dessa temática. Em muitos momentos eu acabei tão envolvida pela a história que nem lembrava se tratar de um livro envolvendo bruxas. Justamente porque ela sabe como dosar o romance e a parte dos mistérios envolvendo os primos O’Dwyer. Conseguiu me deixar curiosa pelos próximos livros. Porque tem uma resolução, mas não completa. Por se tratar de uma trilogia deve explorar ainda mais esse mistério nos outros volumes.

Esse é o primeiro volume da trilogia Os Primos O’Dwyer. Nele é contada a história de Iona Sheenan uma mulher que cresceu sem o amor e afeição de seus pais. E agora está disposta a ir atrás de seu passado na Irlanda. Desse jeito tentar criar algum laço de conexão para si mesma. Tudo o que mais deseja é ter uma família que a ame incondicionalmente. Sem ter expectativas. Mas, assim que coloca os pés na Irlanda passa a sentir uma presença a rodeando. No momento em que encontra seus primos começa a entender um pouco mais de sua missão. Do que deve fazer e quem deve enfrentar. No meio desse conturbado momento ela conhece Boyle McGrath. Um dono de um estábulo que é a personificação de todas as suas fantasias. Agora ela tem em mãos muito mais do que esperava. Um amor que pode ser eterno e uma família que a compreende. Mas, será que terá seu tão sonhado final feliz? Ainda mais porque o perigo parece rodeá-la em todos os momentos.

A narrativa é feita em terceira pessoa com o foco em Iona. Mas, em alguns momentos – bem poucos – o foco muda para os demais personagens. A escrita da autora é fluída e não enrola nos detalhes. Mostra ao leitor exatamente o que deve saber e compreender dessa história. Quanto mais você lê, mais está querendo saber do desfecho dessa história. Tudo bem que eu posso ser um pouco suspeita para falar sobre a autora. No entanto, todos os livros dela consegue prender muito a atenção do leitor.

Iona Sheenan, e provavelmente sou tão inconveniente para você quanto este garanhão.

A Iona no começo me pareceu apenas uma mulher muito desesperada por amor. Viajou uma grande distância somente para ver se seria aceita por sua então desconhecida família. Depois começou a ser um pouco mais determinada em aprender sobre seu passado. Inclusive sobre como lidar com a magia até então adormecida dentro de si. Passou a se esforçar muito mais em se controlar para poder enfrentar todo o lado negro. Assim como passou a ter uma força muito grande ao lutar pelo que desejava. Nesse caso o Boyle. Mas, também entendeu que ele deveria vir até ela porque queria e não porque estava sempre se jogando na sua frente. Uma personagem que começou um tanto infantil, mas passou a ter um amadurecimento muito grande. Eu gostei muito dela, ainda mais próximo do final do livro. Teve uma determinação muito legal.

Já o Boyle no primeiro momento é todo arrogante e não quer sentir uma atração por Iona. Por diversos motivos que pareceu ser infundados. Depois passa a mostrar seu lado mais rústico. Não consegue ser romântico como a maioria dos mocinhos da autora. Mas, consegue ainda assim conquistar o coração – pelo menos o meu ele conseguiu. Nada convencional e com uma simples palavra fazia a Iona estremecer. Em alguns momentos eu pensei que fosse recuar em seus sentimentos. No entanto, quando viu que estava prestes a perder a mulher que mais lhe importava passou a agir de uma forma muito mais interessante. Não precisou de grandes gestos para mostrar o quanto estava apaixonado por ela. Assim como em outros livros o amor deles surge de uma maneira rápida. Porém, consegue me fazer a acreditar que seus sentimentos são mesmo reais.

Tem muitas cenas românticas. Porém, não muitas cenas um pouco mais quentes. E de verdade até prefiro dessa forma. Quando a autora não descreve todos os detalhes todas as vezes que vão dormir juntos. Sem contar que ela coloca os sentimentos dos dois sempre em primeiro lugar. Tornando o ato em si de amor e não apenas como estivessem fazendo sexo por fazer. Claro que na primeira vez parece que estão apenas liberando um pouco de sua frustração, mas nas demais é visto claramente o quanto já estão apaixonados um pelo o outro.

E então a puxou. Pega desprevenida, Iona foi de encontro a ele e não conseguiu dizer nada antes de Boyle erguer seu queixo. E beijá-la na boca como um homem faminto.

Os secundários também são ótimos. Estou na torcida para que o próximo volume seja sobre a Branna e o Finn. Ela é uma bruxa muito poderosa porque aprendeu desde criança qual era o seu destino. Não permite que nada fique no seu caminho até que tudo esteja terminado. Nem mesmo seu amor por Finn consegue fazê-la esquecer de um pouco dos seus problemas. É muito focado e sabe exatamente o que deve fazer. No entanto, me deixou um pouco irritada porque não custava nada olhar um pouco mais para o Finn. Ele é descendente daquele que devem destruir. Por isso não consegue confiar plenamente no homem. Mesmo que Finn deixe claro desde sempre que está ao seu lado. Que desde sua adolescência é completamente apaixonado pela a mulher. Que nem mesmo alguém do passado é capaz de esquecer esse forte amor. Por isso estou muito ansiosa pelo livro dos dois.

Já Meara e Connor trazem o lado mais leve na história. Os dois são engraçados demais e por isso já estou na torcida para que seja um casal. Ela quer curtir a sua vida sem nenhuma preocupação. Quer aproveitar tudo o que tem de melhor. Assim como Connor. Mesmo sabendo que tem uma missão a cumprir não deixa de ser descontraído. Por isso eu acho que seria perfeitos um para o outro. Nesse primeiro livro chegou a ter uma pequena tensão entre os dois, mas nada que deixe claro que podem ser um casal.

Seis semanas foi tempo o bastante. Sentiu minha falta?

Eu fiquei apaixonada também pelo Alastar. O cavalo de Iona. Ela tem um dom de saber exatamente o que os cavalos estão sentindo e pensando. Mas, sua ligação com Alastar é muito mais forte. teve um momento que eu pensei que ia me acabar de chorar por medo pelo cavalo. Sempre que tem algum animal na história acabo por me apegar. E esse cavalo tem uma personalidade muito parecida com a de Boyle. Faz tudo para proteger Iona até mesmo de algumas pessoas.

Mas, nem tudo são flores no livro. Nos primeiros capítulos tem as cenas do passado e o que levou ao grande conflito do livro. Cabhan é o grande vilão dessa trilogia que deseja destruir os primos O’Dwyer. De essa forma conseguir seu poder e ficar mais forte. Usa dos truques mais banais para conseguir o que deseja. Mas, sabe exatamente em qual ferida mexer para deixar a pessoa tentada. No começo do livro eu cheguei mesmo a pensar que a Sorcha fosse ceder ao homem. Porque ele é mesmo poderoso. Somente me fez ficar com vontade de bater muito nele.

Eu a terei, Sorcha da Noite. Você e tudo o que você é. Fomos feitos um para o outro. Somos iguais.

Mais uma trilogia da diva que recomendo para vocês. Os livros dela são sempre muito envolventes. Quem gosta do lado mais sobrenatural irá gostar muito mais. E o melhor é que pode acompanhar desde o começo, em vista que esse é o primeiro volume.

Quote Favorito

Bruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa do livro é linda. Com todos os elementos principais desse livro. O Alastar correndo de lado. A cabana em grande destaque. Não é por se tratar dessa autora, mas ficou legal o destaque no nome. Porque ela é bem conhecida então chama bem a atenção para o livro. Apenas o nome do livro eu acho que poderia ter sido em outra cor que não fosse cinza. Porque no meio do vermelho ficou um pouco apagado. Mesmo que deixa esse ar um pouco mais sombrio. Ao mesmo tempo em que passa uma tranquilidade à capa também deixa em evidência que tem algum mistério. Espero que continuem nesse padrão.

Bruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é um pouco diferente do que nos livros da arqueiro. Os capítulos iniciam em diferentes páginas. No número do capítulo tem um pequeno desenho. Não tem marcação quando tem mudança de cena dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a digitalização/tradução.

Nota da Nathy

Bruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBruxa da Noite - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamento

  • Bruxa da Noite – Primos O’Dwyer #1 – Lançado em 2010
  • Feitiço da Sombra – Primos O’Dwyer #2 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Blood Magick – Primos O’Dwyer #3 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”