Meu – Katy Evans – #Resenha

Home/Livros/Resenhas/Meu – Katy Evans – #Resenha

Sinopse: Agora, com a distância e a escuridão entre eles, a única coisa que resta para Brooke é lutar pelo amor do homem que ela chama de “meu”. Na série best-seller REAL, o irrefreável lutador bad boy Remington Tate finalmente encontrou a maior razão pela qual lutar em sua vida, Brooke Dumas. Contratada para mantê-lo em perfeitas condições físicas, a jovem fisioterapeuta conseguiu desencadear um desejo primitivo tão vital em Remington quanto o ar que ele respira… “Remy” simplesmente já não pode viver sem ela. Brooke jamais imaginou que iria se apaixonar tão perdidamente por um homem, e mais, nunca sonhou que ele seria nada menos que a fonte de desejo de toda mulher. Quando tudo parecia caminhar para uma felicidade genuína, Brooke acaba sendo arrancada para longe dos arredores do ringue. Uma perigosa ameaça está à espreita, pronta para derrotar o “Arrebentador” e arrasar tudo em seu caminho no momento em que eles mais precisam um do outro. Mas será que uma última revelação surpreendente conseguirá mudar para sempre o destino desse intenso amor?

Ficha Técnica

Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Meu – Skoob

Titulo Original: Mine – Goodreads

Autora: Katy Evans

Tradução: Júlio de Andrade Filho

Editora: Novo Século

Ano: 2014

Série: Real

Volume: 02

Número de páginas: 325

Sobre a Autora

Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Katy Evans tornou-se autora best-seller do The New Yor Times e do USA Today pelo estrondoso sucesso de Real, fenômeno de vendas em todo o mundo. Vive em San Antonio, Texas, nos Estados Unidos.

Opinião da Nathy

No momento em que eu conheci o Remy no primeiro livro fiquei apaixonada. Justamente pela a autora pegar um transtorno tão dificil e explorar de uma forma maravilhosa. Então já podem imaginar a minha empolgação com esse segundo livro. Mesmo que parecesse uma repetição do primeiro. Porque a história não evoluiu. Ela introduziu um novo elemento, mas no geral ficou igual o primeiro livro. Com os dois lutando pelo seu relacionamento e enfrentando toda e qualquer dificuldade. Ainda assim eu continuei apaixonada. Sempre que vejo esse livro e os outros volumes fico querendo reler.

Nesse segundo volume Brooke e Remy estão trabalhando duro para deixar toda a mágoa do passado. Desde que Brooke o deixou no primeiro livro sente um vazio que somente é preenchido pela a Brooke. Mesmo tendo ela ao seu lado não sabe mais o que fazer para demonstrar o quanto a ama e quer estar somente com ela. Nada mais no seu passado tudo. Apenas pensa no futuro. Mas, Scorpion continua pairando ao redor deles. Pronto para conseguir novamente o campeonato e acabar com o Remy. No entanto, Remy está mais focado do nunca. Pronto para proteger as pessoas que ama e realizar seus sonhos.

A narrativa continua sendo em primeira pessoa do ponto de vista de Brooke. Eu gosto da forma como ela descreve cada um dos seus passos. No entanto, teria sido interessante se tivesse também nesse livro a visão do Remy. Porque assim o leitor saberia como estava se sentindo no período de separação. Porque mesmo que o Remy diga o quanto sofreu não é a mesma coisa de vê-lo passando por mais essa dor. O lado positivo é que a leitura flui de uma forma muito rápida e gostosa.

Meu lutador, sempre tão motivado, persistente, apaixonado e determinado, recusou-se a lutar.

O Remy continua sendo um dos mocinhos literários mais lindos de todos. Sofre de todas as formas por causa da Brooke. Mas, não esconde. Deixa que ela veja exatamente o quanto de mal causou nele. Ainda assim mostra a sua força e amor. Enquanto, a Brooke parece ter uma mudança de personalidade. Eu fiquei tão irritada com ela. Não tinha nenhum direito de sentir raiva de Remy no período que se separaram. Afinal de contas foi ela quem resolveu terminar sem nem esperar uma explicação do homem. De algum jeito os dois conseguem trabalhar esse relacionamento e se tornarem ainda mais fortes. Um dos meus casais favoritos.

As cenas mais quentes entre os dois continuam pegando fogo. Remy não aceita que ela se afaste dele e mostra da melhor forma que sabe. Gosto da forma como a autora descreve as cenas e mesmo usando um linguajar diferente não achei que ficou vulgar. Porque dependendo da forma como a autora descreve as cenas fica parecendo que os dois estão mais voltados para o lado sexual. Mas, com eles tudo ficou no amor.

Dói. Você… Não me tocando. Estou sofrendo como um filho da puta e não há um pedaço de mim doendo do lado de fora como onde você faz doer.

E se morria de amores com esses dois. Eu morria de vontade de matar outros dois personagens. Nora e Scorpion. Eu fico com uma raiva da Nora por tudo o que aprontou no primeiro livro. E nesse segundo não ficou atrás. Já estava pensando que se a Brooke tomasse alguma decisão que prejudicasse o Remy por causa da irmã eu ia bater nela. Mesmo assim, estou querendo um livro dela. Quem sabe assim não goste da personagem. Ao contrário dos meus sentimentos pelo Scorpion que nunca me faria gostar desse nojento. Esse homem merecia coisa muito pior do que lhe aconteceu, porque ficou mexendo com quem não devia.

Quem me fez ficar com pena foi o Pete e o Riley. Os dois sempre estiveram ao lado do Remy e mesmo quando Brooke foi embora os dois tentaram lhe ajudar. A forma como sofreram por tudo que fizeram com seu amigo foi triste demais. Algo que a Brooke não seria capaz de entender. Também tiveram seus momentos bem engraçados. Nem preciso dizer que assim como quero o livro da Nora, quero muito o livro desses dois.

Você não tem que opinar sobre isso, Brooke. Lembra-se? Você o deixou.

Se você ainda não conhece o Remy não perca mais tempo e conheça nesse momento. Porém, leia o primeiro volume uma vez que pode ter spoilers caso pule a ordem.

Quote Favorito

Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu gosto quando as capas têm pessoas na frente representando os personagens. E nem preciso dizer que essa está ainda mais linda. Seguiu o padrão da primeira com o nome do livro em destaque. As cores em vermelho e um tom mais escuro ficaram demais. A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Tem marcação quando tem mudança de cena no capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Tiveram alguns erros na digitalização, mas nada que incomodasse a minha leitura.

Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Meu - Katy Evans - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Real – Real #1 – Lançado em  2014 – Resenha
  • Meu – Real #2 – Lançado em 2014
  • Remy – Real #3 – Lançado em 2014
  • Rogue – Real #4 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Ripped – Real #5 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

By | 2017-01-06T14:44:24+00:00 23/03/2015|Categories: Livros, Resenhas|Tags: , , , , , |0 Comments

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)