O Sétimo Filho – Joseph Delaney – #Resenha

Home/Livros/Resenhas/O Sétimo Filho – Joseph Delaney – #Resenha

Sinopse: Em um mundo dividido entre luz e trevas, John Gregory, o Caça-Feitiço, é o sétimo filho de um sétimo filho e mantém uma cidade do século XVIII relativamente bem e longe dos maus espíritos. No entanto, ele não é mais jovem e suas tentativas de treinar um sucessor foram todas mal sucedidas – os pouquíssimos que terminaram o aprendizado são medíocres ou fracos ou covardes, e não se igualam a ele. Sua última esperança é um menino chamado Thomas Ward, também sétimo filho de um sétimo filho. De alguma forma, Thomas terá de aprender a exorcizar fantasmas, deter feiticeiras e amansar ogros que surgem sempre que o sol se põe. Seu primeiro desafio será grande – ele terá de enfrentar a Mãe Malkin, a mais terrível e poderosa feiticeira do Condado. O Sétimo Filho reúne os dois primeiros volumes da série ‘As Aventuras do Caça-Feitiço’ – ‘O Aprendiz’ e ‘A Maldição’.

Ficha Técnica

O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: O Sétimo Filho – Skoob

Titulo Original: Seventh Son – Goodreads

Autor: Joseph Delaney

Tradução: Lia Wyler

Editora: Bertrand Brasil (Grupo Ediorial Record)

Ano: 2015

ISBN: 978-85-286-2015-3

Número de páginas: 504

Sobre o Autor

O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Joseph Henry Delaney, conhecido como Joseph Delaney, é um ex-educador e, atualmente, um autor de ficção científica e livros de fantasia. Delaney aposentou-se de sua posição como um educador, a fim de dedicar suas energias na carreira de escritor em tempo integral. Ele mora em Lancashire, Inglaterra, com sua mulher. Tem três filhos e quatro netos.

Opinião da Nathy

Desde quando vi o trailer da adaptação desse livro fiquei com uma vontade imensa de ler os livros. Ainda mais porque o Ben Barnes estaria fazendo o papel do principal no filme. Qual foi a minha surpresa em descobrir que se trata de uma série de livros. E nesse volume está a junção dos dois primeiros livros. Eu fiquei muito em dúvida com relação a essa junção. Porque quando finalizei a leitura do primeiro livro já queria iniciar o segundo. No entanto, existem continuações que são melhores aproveitadas depois de ter lido outros livros. Eu comecei o segundo livro muito empolgada, porém depois de um tempo comecei a ficar cansada. Porque o livro é um pouco denso.

O livro conta a história de Thomas Ward. O sétimo filho do sétimo filho. Portanto, tem uma missão muito importante para o seu Condado. Sua mãe passou por diversas situações para que fosse possível a existência de Thomas. Agora com a idade de treze anos seu destino começa a ser traçado. Ele passa a ser o aprendiz de um poderoso caça-feitiço. Mas, nem imagina o que isso significa de verdade. Em seu primeiro desafio deve ficar sozinho dentro de uma casa mal-assombrada e seguir algumas regras. Todo seu aprendizado depende dessa única noite. Quanto mais desafios aparecem na sua frente, mais Thomas se fortalece para cumprir seu destino.

A narrativa é feita em primeira pessoa pelo Thomas. Nesse livro combinou demais porque Thomas não deixa nenhuma dúvida para o leitor. Mesmo quando as cenas são entre o caça-feitiço e outras pessoas Thomas consegue transmitir todas as emoções. Não ficou faltando nada e tudo o que Thomas sentia eu também começava a sentir. Inclusive pela a forma como descrevia os seus medos. Não é fácil passar por tantas coisas e se manter tão firme e corajoso.

Vou embora amanhã cedo. O Caça-feitiço vem me buscar quando amanhecer.

Simplesmente adorei o Thomas. Não porque estava pensando no Ben Barnes, mas pela a própria personalidade do rapaz. É incrível como em dois livros é possível ver como ele amadurece. No começo um menino aterrorizado, mas que cumpre todos os seus deveres. Já no segundo um menino um pouco mais corajoso e fazendo tudo que está em seu poder para salvar as pessoas com que se importa. Não me pareceu uma criança mimada, mas sim alguém que precisava de um apoio ao seu redor. Fiquei um pouco incomodada com a forma que sempre está recorrendo a sua mãe, mas de certa forma é compreensível.

Já o Caça-feitiço é um personagem muito misterioso. Planeja tudo da melhor forma e enfrenta as trevas da forma que aprendeu. No entanto, já está em uma idade avançada. Não consegue se locomover como antes e nem enfrentar as criaturas que se escondem na noite. Ainda assim gostei muito do personagem porque tem uma grande sabedoria. Em alguns momentos fiquei um pouco frustrada com o Thomas por não escutá-lo e em outros ficava frustrada com o Caça-feitiço por não escutar o rapaz. De algum jeito os dois se completam. Não sei até quando o homem irá continuar aparecendo, mas espero que dure até o último livro. Afinal, Thomas tem muito que aprender com ele.

O treinamento de Thomas começa de uma forma bem tranquila e de repente tem que colocar em prática. As criaturas que passa a enfrentar são mesmo malvadas e se pudessem matariam o rapaz sem nem pensar. Mesmo sabendo que a melhor forma de aprender é memorizando cada uma das palavras – de fato isso ajudou demais o Thomas. Eu queria ver um pouco mais de ação deles. Não apenas ficar fugindo de um lado para o outro. Como aconteceu no segundo livro. Parecia que estavam com medo de enfrentar o tal Flagelo. Uma vez que eles dois mostram uma coragem muito grande.

Você não vai fugir assim tão fácil, Tom. Está de volta agora. De volta ao seu lugar!

Uma coisa que gosto muito na maioria dos livros é a interação da família. A dele por ser real tem um lado mais firme. A família de Thomas aparece bastante nesse volume. Principalmente sua mãe porque ela sabe de coisas que nem mesmo o Caça-feitiço pode imaginar. Uma mulher incrível que me fez pensar em qual será o seu destino nos próximos volumes. Tamanha inteligência não pode simplesmente ser descartada. Agora o Jack e Ellie são insuportáveis. Ele por ser irmão mais velho e está preso em um único local parece sentir uma inveja sem tamanho do Thomas. Enquanto, Ellie tem uma falsa doçura. Fiquei esperando o momento em que iria tentar matar todos os que estavam dentro da casa.

Outra personagem que não sabia se podia confiar ou não era Alice. Ao mesmo tempo em que estava torcendo para que tivesse algo mais com o Thomas. Sim, eu gosto de torcer pelos casais e já estava formando esse novo. Ela é um tanto quanto impulsiva, mas tem boas intenções. Apesar de tudo eu acho que pode acabar traindo o Thomas em algum momento pela forma como foi criada.

Não é Alice. O corpo é grande demais.

Uma boa pedida para quem gosta de livros de fantasia. Tem sempre aquela mesma fórmula vista já em outros livros bem famosos. Eu fiquei encantada e quero ler a continuação. Inclusive estou ainda mais ansiosa para assistir o filme.

Quote Favorito

O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu amei essa capa. Sim, porque foi igual ao pôster do filme e tem Ben Barnes logo na frente. Na edição que recebi o livro não tem orelha, mas não sei se todas serão desse jeito. Caso alguém tenha o livro e seja diferente deixa aqui no comentário. A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página com um desenho no começo. Também tem uma nova capa quando finaliza o primeiro livro e inicia o segundo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive nenhum problema com a tradução/digitalização.

O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Mari

O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM O Sétimo Filho - Joseph Delaney - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Grupo Editorial Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

2 Comments

  1. Kayse Shepherd 29 de março de 2015 at 17:46 - Reply

    Oi Nathy, sou super fã do canal, e criei um site chamado Sérivros, na qual faço resenhas e reviews junto com meus dois amigos Toni e Mateus. Quais dicas você pode nos dar para quem começa um site?

    • Nathalia Garcia 9 de abril de 2015 at 14:53 - Reply

      Oieee Kayse!!

      Fico feliz que goste. A dica que teria era falar daquilo que gosta com total sinceridade. E sempre estar tentando inovar nos assuntos que comentar. Eu acho que isso ajuda as pessoas a se identificarem com seu conteúdo e com a própria pessoa =)
      Beijos

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)