Sinopse: Depois de “Selvagem Irresistível”, o jogo de sedução continua, mais dessa vez com o casal Finn Roberts e Harlow Vega. Depois das memoráveis noitadas em Las Vegas – que deram origem a um conjunto de casamentos inusitados – Harlow reencontra o sexy pescador, desta vez em San Diego. Apesar do estranhamento inicial, a atração se revela mais forte, conduzindo-os a uma sequência de aventuras deliciosas.

Ficha Técnica

Indecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Indecente – Skoob

Titulo Original: Dirty Rowdy Thing – Goodreads

Autor(es): Christina Lauren

Tradução: Cristina Lasaitis

Editora: Universo dos Livros

Ano: 2015

ISBN: 978- 85-7930-733-1

Série: Selvagem Irresistível

Volume: 02

Número de páginas: 318

Sobre a Autora

Indecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMChristina Hobbs e Lauren Billings, conhecidas pelo pseudônimo Christina Lauren, causaram grande impacto com seu Cretino irresistível. A série entrou nas listas de mais vendidos no Brasil e é best-seller do USA Today e do The New York Times. Agora, elas estão de volta com Sedutor, primeiro volume de uma série que não promete menos: Selvagem Irresistível.

Opinião da Nathy

O primeiro livro dessa nova série das autoras Sedutor me deixou com um gostinho de quero mais. A história me agradou demais, mas fiquei com a sensação de que aquele amor não pudesse ser real. Já nesse segundo volume elas conseguiram desenvolver muito melhor o romance. Eu tive diversos sentimentos durante a minha leitura. Ia de feliz para irritada em questão de segundos. Tudo por culpa do personagem principal, mas no final acabei me apaixonando pelo seu jeito. Eu cheguei a ver alguns comentários sobre o livro do pessoal reclamando que algumas coisas não tiveram um desfecho. Mas, em minha visão elas abordaram muito bem os temas e deram de certa forma um desfecho. Porque assim como o relacionamento do casal do primeiro livro foi mostrado nesse eu acredito que algumas coisas desse livro serão abordados no próximo.

O livro irá contar a história de Finn e Harlow. Eles se conheceram em Las Vegas e tiveram um casamento relâmpago. Logo se divorciaram, mas continuaram a ter encontros casuais. A atração entre os dois é inegável. No entanto, quanto mais tempo os dois passam juntos mais percebem que seus sentimentos vão além de uma atração. Os dois estão passando por sérios problemas em suas vidas. O Finn está com problemas em seu trabalho. E junto com seus irmãos está tentando encontrar um meio de salvar os negócios, mesmo que tenha que ir para caminhos indesejados. A Harlow sempre foi a mulher que tenta consertar os problemas dos outros, mas quando se trata dos seus não consegue lidar muito bem. Sua mãe está passando por um problema de saúde muito grave e ela tenta não demonstrar como está sofrendo por sua mãe. Mas, chega um momento em que o fardo se torna grande demais para os dois. E passam a contar um com o outro para superar esse momento tão difícil em suas vidas.

A narrativa é feita do modo de estou mais gostando. Em primeira pessoa, mas com o foco alternando entre os dois principais. Dessa forma, o leitor fica por dentro do que está acontecendo na vida de ambos. E quais são seus verdadeiros sentimentos. A escrita das autoras é muito boa. Sempre me tira daquela ressaca literária. Sabe aqueles momentos em que nada do que está lendo consegue te satisfazer? Pois, é pegar um livro delas que logo fico com vontade de ler outros livros. A leitura flui muito bem e quanto mais está lendo o livro mais quer saber da história. Sem contar que quando menos espera já terminou a leitura.

Irrompi pelas portas dessa Starbucks qualquer de um bairro qualquer, na esperança de esquecer a pior transa da minha vida.

A Harlow é o tipo de mocinha que eu gosto. Ela sabe o que deseja e não mede esforços para conseguir. Tem toda uma força dentro de si para aguentar diversas coisas. Mas, também mostra uma fragilidade quando necessário. Mesmo assim não permite que ninguém pise nela ou nas pessoas que gosta. Seu único defeito é que não deixa as pessoas tentarem resolver seus problemas sozinhas. Ou ao menos consultá-las para juntas encontrar uma solução. No caso de sua mãe eu até entendo seu comportamento porque agiria da mesma forma. Mas, no que se trata das outras pessoas penso que não deveria se intrometer tanto. Tive um momento de conflito quando foi direto ao ponto com o Finn sobre sua relação porque na verdade queria ter visto o Finn se mostrando um pouco mais arrependido. No geral gostei demais muito divertida e descontraída. Não deixou o livro denso e cansativo.

Já o Finn me fez ir a loucura em diversos momentos. Ele foi mais sedutor do que o Ansel com seu jeito de ser. Conseguia ser o mais sincero possível com a Harlow sobre o seu relacionamento. Mesmo porque não estava tentando conquistá-la. Apenas aproveitar os bons momentos juntos, enquanto estava na cidade. Mas, em alguns momentos eu queria torcer seu lindo pescoço. Porque ele tem esse jeito tranquilo, porém macho alpha. Quer cuidar de si mesmo e acabava por meter os pés pelas as mãos. Conseguiu me deixar mais empolgada do que o primeiro mocinho. Ele também se aproxima da realidade com seus problemas. Mas, diferente do outro mocinho suas qualidades se sobressaíram aos seus defeitos. E isso que me faz gostar de um personagem ainda que tenha milhões de defeitos suas qualidades fazem com que seu comportamento seja relevado.

Tudo começa com as cenas mais quentes entre esses dois. E realmente na cama eles pegam fogo. As cenas são bem descritas, mas nada que acabe se tornando rude demais. O linguajar utilizado pelas a autoras não é aquele que deixa o leitor envergonhado ou querendo que fosse tudo reescrito. Você acaba se envolvendo nas cenas. Quando os dois começam a perceber seus sentimentos o livro se torna ainda melhor. Porque a atração continua, mas deixa de ser sobre irem para cama. E os toques as frases trocadas faz você sentir aquele frio na barriga.

Lutar ou transar. Ambas as opções estão começando a soar muito boas.

Como disse anteriormente a Mia e o Ansel aparecem bastante no livro. Eu gostei de vê-los e como elas ainda estão trabalhando em seu romance. Porque não foi com um simples passe de mágica que ele deixou tudo em Paris para seguir Mia. Nesse livro ainda mostra essa trajetória do que eles estão enfrentando para ficarem juntos. Mas, também mostra que quando duas pessoas se gostam lutam para ficarem juntos. Ainda que apareçam milhões de obstáculos. Os dois continuam feito dois coelhos mesmo que estejam na frente de seus amigos. Agem como se fosse impossível tirar as mãos um do outro – o que eu acho um pouco forçado.

Assim como Oliver e Lola aparecem em momentos importantes e divertidos. Oliver finalmente está abrindo a sua loja de quadrinhos e Lola está desenvolvendo o seu trabalho. Os dois não poderiam ser mais perfeitos um para o outro. No entanto, continuam como bons amigos. É perceptível que Oliver gosta muito da Lola, mas ela não lhe da nenhuma abertura. Por isso estou na expectativa do livro dos dois. Que tem tudo para ser o meu favorito. Gosto do jeito meio nerd do Oliver e como fica em relação a Lola. Ao mesmo tempo em que estou com medo de que se torne cansativo o livro caso Lola não aceite seus sentimentos. Enfim, nesse livro eles são os responsáveis por abrir os olhos de seus amigos que parecem não saber como lidar com sentimentos tão intensos.

De quem eu gostei demais foi de suas famílias. O pai de Harlow assume toda a responsabilidade de cuidar de sua esposa e não quer sobrecarregar as filhas. Sendo um pai maravilhoso dando conselhos que de verdade nunca imagem que poderia sair de um pai. Ainda mais porque são todos protetores com relação as suas filhas. Também gostei da forma como o problema de sua mãe foi abordado, poderia ter sido melhor explorado. Mas, caso isso ocorresse talvez roubasse para si o foco do livro. Agora a família do Finn é para dar boas risadas. Os irmãos adoram implicar com ele ainda mais por causa da Harlow. E seu pai não fica atrás. Se a família da Harlow era sobre um drama a do Finn era sobre diversão. Mesmo tendo muitos problemas.

Se você for lá e deixar as coisas piores, saiba que vou cortar suas bolas quando você estiver dormindo.

Eu gosto muito dos livros dessas autoras. Elas têm um jeito de te prender no livro. Mas, não recomendo para todas as pessoas. Por causa das cenas mais quentes, se fosse somente romance recomendaria para todos os públicos. Se não conhece os livros delas eu acho que essa trilogia é uma boa maneira de começar. Apenas lembrando que deve ser lido na ordem senão terá spoilers do volume anterior.

Quote Favorito

Indecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Indecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMJá disse o quanto eu gosto quando as editoras mantém o padrão em suas capas? Pois é, eu simplesmente adoro. Fico frustrada quando tem mudanças porque fica estranho na estante. Nesse segundo volume continua tendo a silhueta de um homem. O nome do livro em destaque assim como o nome da série. O nome das autoras têm destaque sem chamar mais atenção do que o nome do livro. No primeiro volume a capa era laranja nesse ficou em vermelho. O que tornou a capa ainda mais chamativa.

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página tendo marcado quem o está narrando. Tem uma marcação também quando tem mudanças de cenas dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive nenhum problema com a digitalização/tradução.

Datas de Lançamento

  • Sedutor – Selvagem Irresistível #1 – Lançado em 2014 – Resenha
  • Sweet Filthy Morning After #1.5 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Indecente – Selvagem Irresistível #2 – Lançado em 2015
  • Dark Wild Night #3 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Wicked Sexy Liar #4 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Nota da Nathy

Indecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMIndecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMIndecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMIndecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMIndecente - Christina Lauren - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar