Sinopse: A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Sangue na Neve – Skoob

Titulo Original: Love you moe  – Goodreads

Autora: Lisa Gardner

Tradução: Sylvio Deutsch

Editora: Novo Conceito (Grupo Editorial Novo Conceito)

Ano: 2013

ISBN: 978-85-8163-199-8

Série: D.D Warren

Volume: 05

Número de páginas: 415

Sobre a Autora

Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Lisa Gardner se define como uma pesquisadora compulsiva (o que garante a credibilidade e a seriedade de seu trabalho), e sempre teve interesse pelo procedimento policial e forense. Com mais de 22 milhões de livros vendidos (é a autora de thrillers #1 do The New York Times), suas obras já foram publicadas em 30 países e é a vencedora de prêmios importantes como o Daphne du Maurier Award, nos Estados Unidos, e o Grand Prix des Lactrices, na França. Vive com sua família na Nova Inglaterra.

Booktrailer

Opinião da Nathy

Eu estou na expectativa da editora lançar os próximos volumes dessa autora. Quando Viva para Contar já tinha adorado a forma como tinha descrito os personagens e todo enredo. Por isso fiquei com receio de como seria os outros volumes. Já que em uma primeira impressão senti que iria amar qualquer livro que essa mulher escrevesse. Então comecei Sangue na Neve pensando que nada é exatamente como pensamos. Em apenas um segundo tudo pode mudar e nos deixar de boca aberta. Mesmo estando preparada para isso em um momento crucial da história fiquei impressionada com a reviravolta que tinha acontecido. Tinha as minhas suspeitas, mas nada chegava aos pés do que realmente tinha ocorrido.

A história é de Tessa, uma policial que acabou assassinando o seu marido. Ela não tenta se defender e afirma que atirou mesmo no marido, mas em legitima defesa. Porém, tudo leva a crer que algo mais está por trás dessa morte. Já que no passado Tessa passou por uma situação similar. Pode ter matado o marido e fingindo toda a luta. Outro ponto é que a sua filha de seis anos está desaparecida. Ninguém faz a menor ideia de onde a menina possa estar já que não parece ter sido sequestrada. A única pessoa que parece saber sobre tudo é Tessa, porém não está contando nada para os detetives. Ninguém sabe se ela é realmente uma vitima ou uma assassina fria.

A narrativa fica variando entre primeira e terceira pessoa. De certa forma isso facilitou a leitura. Por que quando o foco estava na Tessa era narrado em primeira pessoa e a tonava mais real. Fazendo com que o leitor se aproximasse muito mais da personagem e até tivesse uma empatia. Quando o foco estava na Warren e em sua investigação se tornava em terceira pessoa. Também não era possível perder nenhum passo. Não deixou lacunas quanto a histórias. No meio do livro fica um pouco cansativo porque parece que está no mesmo ponto, mas logo pega um ritmo muito bom.

Quem você ama?

A Tessa é uma policial durona que faz seu trabalho perfeitamente. Mas, dentro de casa é ainda mais forte. Fiquei impressionada com a força dessa mulher diante das adversidades. Também o que uma mãe não faria para cuidar de seus filhos? Ela mostra que está disposta a ir até as últimas consequências somente para ter o melhor para sua filha. Não sabia em diversas partes em quem confiar porque em alguns momentos parecia mesmo que a Tessa era inocente. Enquanto que em outros parecia muito culpada. O desfecho da personagem foi perfeito. E as explicações para tudo não deixaram a desejar. O passado de uma pessoa ás vezes pode acabar a condenando de uma forma bem inesperada. Quando ela conhece seu marido tudo parece que vai ser um mar de rosas, até que se torna algo muito pior. Algo da qual não consegue se livrar, como muitas mulheres na atualidade passam.

Já A D.D continua sendo firme em seus objetivos. Tem alguns comportamentos que me irritam um pouco, porque não tem aquela sensibilidade necessária. Mas, tudo é uma questão de evolução na personagem. Nos outros livros da série continua firme, mas consegue sentir empatia por alguns personagens. É muito dificil se colocar no lugar de uma mãe, quando na verdade não tem ainda aflorado seu instinto maternal. Ela está bem mais dura com os personagens e sem tomar cuidado com o que fala. Gosto demais dessa detetive que em muitos momentos me lembra um pouco a Eve da série mortal.

Então, com as instruções de Bobby ecoando aos ouvidos, preparou-se para emboscar em sua própria cena de crime.

Como esse é o quinto livro da série nós percebemos o desenvolvimento no relacionamento de Warren com o Alex. E também em como está o relacionamento do seu parceiro com a Anabelle. Por isso gosto de ler os livros em sua ordem lançamento porque assim não se perde nada. Eu me irritei demais com a Warren por não saber como conversar com o Alex sobre o novo estágio de seu relacionamento. Ao invés disso fala tudo para seu parceiro e antigo amante sobre as questões que tanto a está atormentando. Não gosto disso porque parece estar valorizando o antigo relacionamento que tinha ao invés desse mais saudável. Fico muito curiosa para saber o que aconteceu com eles nos próximos volumes e como estaria lidando com tudo. Apesar de não ser o foco do livro acho que ficou um pouco aberto essa parte do romance. Mas, ainda assim a questão abordada foi bem desenvolvida.

Os personagens secundários geralmente servem como suspeitos na investigação. E mesmo no começo tudo parecer ser somente mais um caso de legitima defesa eu fiquei de olho neles. Mas, não percebi tudo o que estava no plano maior. Não percebi quem era os verdadeiros vilões e o porquê de estarem fazendo todas aquelas coisas. Um fato legal nos livros dela é que nenhum personagem é somente mais um personagem para preencher espaço. Eles têm realmente participações importantes e muitas vezes estão ligados diretamente com o desfecho.

Ela e Alex estavam juntos fazia pouco mais de seis meses.

Gosta de um bom romance policial essa é uma excelente pedida. E se você nunca leu nada aconselho a ler os três dessa autora que não são tão densos e muito bem desenvolvidos.

Quote Favorito

Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu fiquei um pouco incomodada com essa capa porque ela sai completamente do padrão dos volumes anteriores. Entendo que teria que ser branca já que estavam falando de neve e tudo mais. Porém fica destoando na estante dos demais volumes. Fora esse meu pequeno problema gosto demais da pessoa andando na neve toda obscura. O cenário parecendo no meio do nada. Somente não gostei das cores no nome livro. Mas, no geral ficou muito legal para um livro do gênero romance policial. De certa forma chama a atenção.

Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página e tem uma sinalização quando o mesmo chega ao seu final. Não  tem marcações quando tem mudanças de cenas dentro do mesmo capítulo, mas não dificultou em nada a leitura. Não vi nenhum erro de digitalização ou tradução. As páginas são amarelas e as letras têm um bom tamanho.

Nota da Nathy

Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Sangue na Neve - Lisa Gardner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Alone – Sem previsão de lançamento no Brasil
  • Esconda-Se – Lançado em 2013 – Resenha
  • The Neighbor – Sem previsão de lançamento no Brasil
  • Viva para Contar – Lançado em 2012 – Resenha
  • Sangue na Neve – Lançado em 2013
  • The 7th Month – Sem previsão de lançamento no Brasil
  • Catch Me – Sem previsão de lançamento no Brasil
  • Fear Nothing – Sem previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Novo Conceito. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”