Sinopse: Há vinte anos Claire Randall voltou no tempo e encontrou o amor da sua vida – Jamie Fraser, um escocês do século XVIII. Mas, desde que voltara à sua própria época, ela pensava que ele tinha sido morto na Batalha de Culloden. Agora, em 1968, que seu amado pode estar vivo. A memória do guerreiro escocês não a abandona… seu corpo e sua alma chamam por ele em seus sonhos. Claire terá que fazer uma escolha: voltar para Jamie ou ficar com Brianna a filha dos dois?

Jamie, por sua vez, está perdido. Os ingleses se recusaram a mata-lo depois de sufocarem a revolta de que ele fazia parte. Longe de sua amada e em meio a um país devastado pela a guerra e pela fome, o rapaz precisa retornar sua vida.

As intrigas ficam cada vez mais perigosas e, à medida, que tempo e espaço se misturam, Claire e Jamie tem que encontrar a força e a coragem necessária para enfrentar o desconhecido. Nesta viagem audaciosa, será que eles vão conseguir se reencontrar?

Ficha Técnica

Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Outlander: O Resgate no Mar – Parte I – Skoob

Titulo Original: Voyager – Goodreads

Autora: Diana Gabaldon

Tradução: Geni Hirata

Editora: Saída de Emergência

Ano: 2015

ISBN: 978-85-67296-38-8

Série: Outlander | Volume: 03

Número de páginas: 591

Sobre a Autora

Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEscri­tora ame­ri­cana de ascen­dên­cia mexicano-americana e inglesa. Gabal­don é autora da famosa série Outlan­der. Os seus livros são difí­ceis de cata­lo­gar den­tro de um género espe­cí­fico, pois con­têm ele­men­tos de fic­ção român­tica, fic­ção his­tó­rica e fic­ção cien­tí­fica (sob a forma de via­gens no tempo). Os seus livros já foram publi­ca­dos em 23 paí­ses e tra­du­zi­dos para 19 lín­guas.

Opinião da Nathy

Eu estava muito empolgada com o livro justamente por causa do final do segundo livro. Estava curiosa para saber como Claire iria lidar com as novas descobertas. E o livro não me decepcionou em nada. Eu fiquei com receio de que depois de algum tempo tudo se tornaria estranho. Mas, Diana conseguiu contornar a situação de uma maneira excelente. Tanto que ela se tornou uma das minhas autoras favoritas. Mesmo que somente tenha lido os livros dessa série eu fiquei impressionada com seu jeito de escrever. E também com a forma como consegue ligar todos os pontos dos livros anteriores.

O livro começa na visão do Jamie sobre o que aconteceu após a Claire ter ido embora. E o sofrimento do leitor já começa nesse ponto. Ambos estão vivendo a sua vida da melhor maneira possível. Mas, sempre sentindo aquele vazio. Pois, não estão com a pessoa que mais amam. Conforme, Claire descobre mais sobre o que houve com seu amor mais ela sente pesar em seu coração. Nessa primeira parte o leitor pode ver a luta dos dois para sobreviverem em momentos tão difíceis.

Algo que mudou nesse livro que gostei muito foi ter a visão do Jamie em diversos momentos. A Claire continua sendo a principal. A maioria dos momentos o foco está voltado inteiramente nela. Porém, para não tornar tudo cansativo a autora acrescenta a visão do Jamie. O que em minha visão tornou o livro mais dinâmico e emocionante. Todas as partes envolvendo o Jamie meu coração apertava com o que poderia lhe acontecer. Também foi uma ótima ideia da editora em dividir o livro em dois, pois assim deixou o livro mais interessante. E me deixou ansiosa pelo próximo volume.

Ele estava morto.

Nesse livro eu consegui sentir o amor verdadeiro que Claire sente pelo Jamie. Ela continua sendo uma personagem muito forte e decidida. E nesse momento da história ela deixa claro que não vai deixar de lutar pelo homem que ama. Mesmo que isso signifique fazer grandes sacrifícios. No entanto, não sei até que ponto ela será compreensível em algumas situações. Nos livros anteriores eu gostava dela, mas achava que não tratava o Jamie como realmente merecia. Já nesse livro mudei completamente de ideia. Ela não se anula por causa dele. Continua com seu jeito determinado. Porém, um pouco mais amorosa e dando valor a esse relacionamento.

Agora o Jamie é amor puro desde o primeiro livro. O que teve que passar nesse não foi brincadeira. Mas, eu acho que nada irá superar aquele momento mais doloroso de todos no final do primeiro livro. Ele teve que passar por algumas situações que eu quis ser compreensível. Mas, simplesmente me irritava e não via a necessidade da autora colocar isso no meio da história deles. Tem algo que eu acho que poderá acabar prejudicando a relação dos dois. Uma vez que a relação dos dois não é das melhores nesse momento.

Eu não podia abrir mão dela, mas você não podia vê-la sem pensar nele, não é?

Outra personagem que eu fiquei admirada com sua força foi a Bree. Ela descobre a verdade sobre quem é seu pai e passa a lidar com isso da melhor forma. Querendo saber quem era e o que fez ate o dia de sua morte. E quando descobre as coisas e sabe o sacrifício que sua mãe pode fazer ela se mostra ainda mais forte. Eu fiquei na torcida para que algo mais acontecesse entre ela e Roger. Ele por estar sempre a ajudando e a protegendo quando necessário. Ao mesmo tempo em que parecem estar vivendo um triângulo amoroso. Seria legal se eles fossem para o passado.

Agora no passado as coisas parecem ser mais fáceis de lidar. Jenny continua com seu jeito explosivo e divertido. Adoro quando está brigando com o Jaime ao mesmo tempo o está protegendo de todos ao seu redor. Em diversos momentos fiquei preocupada com o que poderia ocorrer com ela e a sua família. O Ian me fez sentir um pouco de raiva dele. Por mais que esteja querendo proteger seus filhos eu acho que poderia ter sido um pouco mais solidário com o Jaime. Afinal o homem sempre fez de tudo por sua família.

Simplesmente não é culpa dele se o Jovem Ian é a uma verdadeira peste com seus quatorze anos. Ele quer ser como seu tio e por isso acaba se colocando em situações verdadeiramente complicadas. Mas, não via como se fosse se fosse por arte. Ele apenas queria ajudar o seu tio. Tem muito que aprender, mas gostei de sua personalidade espontânea. Ainda mais por ter Fergus ao seu lado. Que deixou tudo mais engraçado e descontraído.

Não abri mão de tudo nessa luta, de tudo, Ian, minhas terras, minha liberdade, minha mulher, para tentar salvar todos nós?

Claro que sem o personagem mais chato de todos alguém deveria tentar substituir. Por um momento eu pensei que Jamie iria sofrer tudo de novo nas mãos de John dessa vez. No entanto, ele em minha visão acabaria sendo um ótimo amigo para Jamie. Pois, ajudou nos momentos mais difíceis da vida do Jamie. Mesmo que o homem sentisse algo muito mais do que uma simples amizade. Dava para perceber que ele gostaria de ter outro tipo de relação com Jamie, mas acima de tudo respeitou os desejos do homem. O que o tornou um personagem muito querido. Por tudo o que fez para ajudar um amigo.

Eu já não gostava do Frank e nesse livro passei a gostar menos ainda. Nossa Nathy, mas ele ajudou a Claire quando a mulher precisava. Ele poderia ter sumido da vida da mulher que não iria fazer a menor falta. A relação dos dois já estava quebrada e não tinha como consertar. No entanto, a gota d’agua que faltava para minha raiva com o personagem foi quando quis usar a Bree contra a Claire. Nunca deveria ter sugerido o que fez para ela. E também porque eu não consigo tirar o Jack da cabeça. Não tinha como separar os dois.

Acho que devo dar valor à sua companhia, major.

Obviamente eu recomendo os livros e também a série que finalizou agora a sua primeira temporada. A série tem seguido muito os livros então não tem como se decepcionar. Mesmo que os livros sejam grandes vale a muito a pena tirar um tempo para aproveitar essa maravilhosa história.

Quote Favorito

Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Das três capas essa foi a que menos gostei. Talvez porque não tivesse nenhum dos personagens principais na frente. Ou os tons mais escuros. A capa não ficou chamativa. Apenas o nome do livro que está em destaque consegue chamar atenção. Mesmo que o local tenha a ver com o local dessa primeira parte do livro. Teria ficado melhor com um dos personagens na frente.

Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação segue o padrão dos livros anteriores. Cada capítulo inicia em uma nova página. Não tem marcação quando tem mudança de cena dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Tem um símbolo na divisão das partes.

Nota da Nathy

Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: O Resgate no Mar (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • A Viajante do Tempo (Livro 01) – Lançado em 2014 – Resenha
  • A Libélula no Âmbar (Livro 02) – Lançado em 2014 – Resenha
  • O Resgate no Mar – Parte I (Livro 03) – Lançado em 2015
  • Drums of Autumn (Livro 04) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • The Fiery Cross (Livro 05) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • A Breath of Snow and Ashes (Livro 06) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • An Echo in the Bone (Livro 07) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • The Space Between  (Livro 7.5) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Written in My Own Heart’s Blood (Livro 8) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • A Leaf on the Wind of All Hallows (Livro 8.5) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Ainda sem título (Livro 9) – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Onde Comprar

    • A Viajante do Tempo – Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Martins Fontes  Cultura | Ponto Frio | Extra | Fnac
    • A Libélula no Âmbar  – Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Martins Fontes  Cultura | Ponto Frio | Extra | Fnac
    • O Resgate no Mar (Parte I)  – Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Martins Fontes  Cultura | Ponto Frio | Extra | Fnac
    • A Viajante do Tempo (E-Book) – Amazon | Saraiva | Itunes | Cultura
    • A Libélula no Âmbar (E-Book) – Amazon | Saraiva | Itunes | Cultura
    • OResgate no Mar (E-Book) – Amazon | Saraiva | Itunes | Cultura
    “O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”