Sinopse: Ao completar 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) é surpreendido com a notícia dada por seu pai (Bill Nighy) de que pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Ou seja, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro e pensar na época e no local para onde deseja ir. Cético a princípio, Tim logo se empolga com o dom ao ver que seu pai não está mentindo. Sua primeira decisão é usar esta capacidade para conseguir uma namorada, mas logo ele percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode provocar consequências inesperadas.

Ficha Técnica

Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Questão de Tempo

Titulo Original: About Time

Elenco: Rachel McAdams, Bill Nighy, Margot Robbie, Domhnall Gleeson, Tom Hollander, Vanessa Kirby, Lindsay Duncan, Haruka Abe Haruka Abe, Lee Asquith-Coe, Lee Nicholas Harris.

Direção: Richard Curtis

Gênero: Romance | Drama

Duração: 123 min

Distribuidora: Universal Pictures

Estreia:  Dezembro de 2013

Trailer

Opinião da Mari

Assisti ao filme Questão de Tempo pouco tempo depois de sua estreia e agora, alguns anos depois, revendo o filme (disponível no Now para assinantes do Telecine) continuo o achando adorável. Ele foge dos clichês das comédias românticas americanas e dessa vez a beleza da história ganha da beleza dos protagonistas.

Tim (Domhnall Gleeson), o protagonista da história, é um viajante do tempo. Mas, dessa vez, diferente do que acontece em The Time Traveler’s Wife (Te Amarei para Sempre aqui no Brasil – também com a Rachel McAdams) ele sabe como controlar suas viagens. Basta entrar em um armário e imaginar o momento/local exato onde gostaria de estar. Fantástico. Tudo bem que algo parecido também acontece em Efeito Borboleta, o que poderia fazer com que Questão de Tempo perdesse um pouco de sua mágica. Porém, o filme é perfeito, justamente por não focar no efeito borboleta em si, mas na relação e no amor entre os protagonistas.

Após descobrir sobre seu poder de viajar no tempo – seu pai lhe conta quando ele completa 18 anos – Tim conhece Mary (Rachel McAdams) e decide usar do artificio para conquistá-la. Eu diria que se fosse outro homem, isto seria horrível, mas Tim é um romântico incorrigível, ele quer viver um grande amor e exatamente isso o que ele faz. As tentativas frustradas dele para conquistar Mary foram divertidas de assistir e me fizeram torcer ainda mais pela felicidade do casal.

Além do romance e das cenas divertidas protagonizadas pelos dois, também gostei muito de ver a forma que os produtores abordaram as mudanças que aconteciam a cada viagem realizada por Tim. A memória dele não é modificada, assim como sua personalidade e das pessoas ao seu redor. As mudanças apenas acontecem com as pessoas que tiveram suas vidas alteradas, o que faz com que o filme mantenha a linha romântica dramática, sem que o mundo exploda.

Próximo ao desfecho do filme – que eu amei, se ainda não ficou claro – um determinado fato acontece (não vou contar para não dar spoilers para vocês) e Tim precisa tomar uma difícil decisão. Confesso que, apesar do romance ter me agrado muito, foi neste momento que o filme me ganhou por completo. Parei para respirar fundo, me vi emocionada com as escolhas feitas e suas consequências. Refleti sobre a vida e como algumas vezes não precisamos mais do que pouco segundos, para vivermos aquele momento especial eternamente.

Quote Favorito

Tim: We’re all traveling through time together, every day of our lives. All we can do is do our best to relish this remarkable ride.

Fotos

Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM

Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM Questão de Tempo - About Time - #Crítica | OBLOGDAMARI.COM