Sinopse: Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca mesmo, em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém, é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton.

A questão é que… bem… Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, descrente no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado — que viria a se tornar seu marido — de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo. Jessica então terá de usar todas as manobras possíveis para conseguir o sucesso da nova empreitada: o Projeto Casamento.

Ficha Técnica

1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: 1 Milhão de Motivos para Casar – Skoob

Titulo Original: The Importance of Being Married – Goodreads

Autor(es): Gemma Townley

Tradução: Alice França

Editora: Record (Grupo Editorial Record)

Ano: 2015

ISBN: 978-85-01-40048-2

Série: Jessica Wild | Volume: 01

Número de páginas: 388

Sobre a Autora

1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Gemma Townley começou a carreira de escritora aos 16 anos, com a crítica de um livro para a revisa Harpers & Queen. Mais tarde, se tornou jornalista e trabalhou inclusive para o Sunday Telegraph. Atualmente mora em Londres com o marido e o filho.

Opinião da Mari

Um livro clichê, pouco envolvente. Gemma Townley é irmã de Sophie Kinsella, mas ainda tem um longo caminho a percorrer para chegar ao nível de uma das minhas autoras de chick-lits favorita. 1 Milhão de Motivos para Casar começou bem, mas deixou muito a desejar. Terminei o livro com aquela sensação de vitória por ter conseguido finalizá-lo.

A sinopse do livro me remeteu a uma comédia romântica divertida, exatamente como o livro deveria ser então comecei a sua leitura muito empolgada. A narrativa em primeira pessoa estava fluindo muito bem e mesmo quando falavam sobre o trabalho me via envolvida com a história. Ao chegar no décimo segundo capítulo, já tinha teorias do que poderia acontecer até o seu defecho. Então tudo começou a desandar. O recheio do bolo, por assim dizer, é arrastado, cansativo, cheio de personagens interesseiras e cenas que me deixaram sufocadas, com a falta de atitudes da personagem principal Jessica Wild.

Jess é uma personagem muito boa. Seu desenvolvimento nas páginas iniciais me fez refletir sobre a dificuldade de se achar um equilíbrio entre o que é certo e o errado. O que nos faz bem e quem realmente somos, algo como a crise dos 20,30,40, etc. Contudo, Jessica Wiiilldd a versão criada para conquistar Anthony Milton seu suposto marido é um pouco demais para mim. Há muitas pessoas como ela, sim, existem, o que não é de fato um problema. O que incomodou mesmo foi ver o quanto ela era artificial. A intenção era obviamente essa, mas isso fez com que eu me distanciasse da história e tivesse cada vez menos empatia por Jess.

Olha, eu sei que sua avó era uma megera e que você é obcecada por essa ideia de ser autossuficiente, e tudo isso que você vive dizendo. Mas isso não significa que você não possa se divertir de vez em quando. Passar batom não reduz o seu QI. Sair com um cara não transforma você em uma criatura patética que não pode viver sem homem.

Anthony Milton também não ajuda em nada, já que o rapaz também é criado de uma forma que não nos conquista. Inicialmente ele apoia Jess em sua carreira e parece enxergar nela algo que os outros não veem. Mas, seu carisma não resiste a falta de sinceridade dos seus sentimentos. Eles são totalmente opostos. Já Max, seu melhor amigo e sócio, parece o reflexo de Jess. Workaholic ele parece entender ela e ser a o par ideal deste triângulo, apesar das poucas interações entre os dois no livro.

Quanto ao desfecho do livro, como disse anteriormente ele é bem clichê. Em cerca de metade do livro já havia deduzido corretamente tudo o que aconteceria. Não foi surpreendente e tão pouco envolvendo, já que as resoluções finais não precisaram de mais do que dois capítulos. Como vocês podem ver não fiquei muito contente com a história. Principalmente porque este é apenas o primeiro livro de uma trilogia e alguns pontos – relacionados a agência de publicidade que eles trabalham – ficaram em aberto. Ainda assim gostei muito da narrativa da autora. Terminei a leitura do livro em apenas três dias e o recomendo. Pois, há chances de apenas não o ter lido em um bom momento.

Quote Favorito

1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa do livro está perfeita. Amei a ilustração, que cumpre bem o seu propósito. Fica claro que o livro é chick-lit que envolve casamentos. A fonte é despojado e remete a uma história idêntica, boa parece nos divertir durante algumas horas. Há detalhes em verniz localizado na quarta capa que se estendem para as orelhas do livro, algo delicado e muito bonito.

1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A editora também fez um bom trabalho na diagramação. Fonte e espaçamento com bons tamanhos para leitura. Páginas amarelas com capítulos iniciando em uma nova página.

Nota da Mari

1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM 1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM1 Milhão de Motivos para Casar - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamento

  • 1 Milhão de Motivos para Casar – Jessica Wild #1 – Lançado em 2015
  • A Wild Affair – Jessica Wild #2 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • An Ideal Wife – Jessica Wild #3 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”