Amy & Matthew – Gemma Townley – #Resenha

Home/Livros/Resenhas/Amy & Matthew – Gemma Townley – #Resenha

Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro… exceto o que mais importa. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Amy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Amy & Matthew – Skoob

Titulo Original: Say what you will – Goodreads

Autor(es): Cammie McGovern

Tradução: Raquel Zampil

Editora: Galera

Ano: 2015

ISBN: 978-85-01-07018-0

Número de páginas: 333

Sobre a Autora

Amy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Cammie McGovern é autora dos livros Neighborhood watch, Eye contact e The art of seeing, mas esse é seu primeiro romance para o público jovem adulto. Cammie também é uma das fundadoras do Whole Children, uma instituição que oferece aulas extras e programas de auxílio para crianças com necessidades especiais. Ela mora em Amherst, Massachusetts, com o marido e três filhos.

Opinião da Mari

Amy tinha paralisia cerebral e apenas por isso já trouxe toda uma perspectiva nova para a história. As dificuldades do seu dia-a-dia, sua percepção do mundo, os cuidados especiais que ela necessita e até mesmo a forma que ela é tratada pelas pessoas ao seu redor fazem com que a história ganhe uma profundidade muito maior, que me agradou bastante durante a leitura. Contudo, por não conhecer/lidar com pessoas com paralisia cerebral durante o meu dia-a-dia tive dificuldade de me conectar e visualizar a história.

Acredito que o principal motivo tenha sido a narrativa em terceira pessoa de Cammie, pois com Matthew não foi muito diferente. Apesar de não ter uma deficiência física como a de Amy, Matthew tinha transtorno obsessivo compulsivo (TOC), um distúrbio que talvez fosse mais fácil me identificar devido as manias do dia-a-dia. De qualquer forma isso também não ocorreu, apesar da empatia que senti por ele.

A vida é boa. Está tudo bem com você. Ninguém vai morrer por sua causa.

Ambos os personagens estão no último ano do colegial e passam a ter interações diárias quando a mãe de Amy contrata alguns alunos para cuidarem da filha no colégio, a fim de que ela conhecesse mais pessoas e se preparasse para o futuro. A mãe de Amy é extremamente protetora, as vezes chegando a sufocar a garota, mas é nítido que faz tudo por amor.

A trama em si, não me agradou muito acredito que por culpa da minha expectativa. Como disse acima, esperava um romance fofinho e mesmo com as diferenças entre Amy & Matthew pensei que esse fosse ser o tema principal do livro. Mas, do meu modo de ver, os dois apenas vivem um amor duplamente platônico. Isso fez com que eu tivesse um mix de sentimentos durante a leitura, pois gostava da relação de amizade dos dois, não queria os ver com outras pessoas, mas também não torcia desesperadamente para ficarem juntos.

…concluí que é possível amar alguém por razões inteiramente altruístas, por todas as suas falhas e fraquezas, e ainda assim não ter este amor correspondido. É triste, talvez, mas não trágico, a menos que você fique buscando seus afetos esquivos para sempre.

As atitudes dos personagens me incomodaram um pouco, a leitura em alguns momentos foi bem arrastada e o desfecho do livro foi forçado demais. Ainda assim, essa é uma história entre adolescentes e a autora aborda problemas típicos vividos por eles, como a aceitação do próximo, o amor e os desejos típico da idade. Enfim, gostei de ver como ambos se transformam e amadurecem no decorrer do livro, que possui várias frases que te fazem pensar sobre a vida. Mas achei Amy & Matthew apenas bom, nada espetacular.

Quote Favorito

Amy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa é linda, não foi à toa que desejei o livro. Gosto das cores, da simplicidade e da fonte, apenas fiquei surpresa com a mudança tão grande entre o título original e o nacional. Provavelmente uma jogada de marketing, para conquistar leitores de Eleanor & Park.

Amy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação do livro segue o padrão da editora. Os capítulos iniciam em uma nova página e as folhas são amarelas. O livro possui o formato pequeno e fonte proporcional. Não há detalhes adicionais, porém Amy fala através de um computador, então todas as suas falas estão em letras maiúsculas. Também há trocas de e-mails entre os personagens. Eles são demarcados com o típico cabeçalho de, para, assunto.

Nota da Mari

Amy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Amy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMAmy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMAmy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMAmy & Matthew - Gemma Townley - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”
By | 2017-01-06T14:43:32+00:00 19/08/2015|Categories: Livros, Resenhas|Tags: , , , , , , , |0 Comments

About the Author:

Mariana Garcia - A Mari! Tem 28 anos e é formada em Engenharia da Computação. Seu maior vício são as séries. Sua watchlist está lotada, mas nunca demais para adicionar um novo reality show. Nos livros assim como nos filmes seu gênero predileto são os romances e as comédia românticas (chick-lits).

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)