Sinopse: Um jogo de mistério e sedução que não terminará a menos que os dois se entreguem. A Inglaterra do século XIX é elegante, charmosa e aventureira. Um lugar onde é difícil não se deixar levar pelos deliciosos (e perigosos) jogos que lords e ladies libertinamente experimentam. Não poderia ser diferente na bela Brighton, o lar de Ellie Vyne e James Hartley: inimigos declarados desde a infância. Ellie sempre foi uma mulher de ideias a frente de seu tempo, temperamento forte, ousada e, principalmente, avessa a todas as tentativas de suas irmãs para lhe arrumarem um marido. Afinal, com 27 anos era um absurdo ainda perambular sozinha por aí. E é claro que James, um dos solteiros mais cobiçados da cidade, fazia questão de deixar clara sua desaprovação.

Durante suas misteriosas escapadas, Ellie rouba algo muito precioso de James, que não terá paz até descobrir a identidade do ladrão. Querendo ou não, eles estão cada vez mais próximos. Como resistir ao charme de James e levar sua mentira adiante? Nesse jogo de perdição, Ellie arriscará tudo, inclusive seu coração. Enquanto James tenta desvendar o segredo da jovem, o desejo proibido que surge entre os dois será capaz de romper com todas as regras da alta sociedade inglesa.

Ficha Técnica

Madrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Madrugadas de DesejoSkoob

Titulo Original: The Wicked wedding of Miss Ellie Vyne – Goodreads

Autor(es): Jayne Fresina

Tradução: Alice Klesck

Editora: Única

Ano: 2015

ISBN: 978-85-67028-73-6

Série: Sydney Dovedale | Volume: 02

Número de páginas: 286

Sobre a Autora

Madrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMJayne Fresina nasceu na Inglaterra e é a caçula de uma família de quatro filhas. Entretida pelas histórias coloridas de seu pai quando crescia no interior e cercada pelas irmãs teimosas – todas com vidas muito mais empolgantes que a dela –, nunca lhe faltou inspiração para seus heróis sensuais e suas heroínas incontroláveis.

Opinião da Nathy

O livro é muito bom, porém eu acho que li no momento errado. Tem momentos em que realmente quero ler algum histórico e ficar babando nos personagens. Pela sinopse desse livro já estava esperando algo muito engraçado e dinâmico. E até tem suas partes divertidas, porém o livro não conseguiu me prender do começo ao fim. Algumas partes foram desnecessárias. Eu sentia que estava preenchendo página até o momento em que chegasse no desfecho. Como se não quisesse que o romance ocorresse de forma rápida e acabou por estendendo demais. Tanto que não consegui me conectar com o livro e nem com seus personagens.

O livro gira em torno de Ellie Vayne e James Hartley. Ela é uma mulher de vinte e sete anos e, portanto, desconsiderada pela a sociedade. Não é vista de uma forma positiva. Nada do que faz é visto como algo bom apenas porque não conseguiu se casar. Ele é um solteirão convicto. Depois de uma desilusão amorosa resolveu que iria dormir com qualquer mulher que aparecesse na sua frente. Sem se casar com nenhuma delas. Os dois se conhecem desde crianças e vivem em pé de guerra um com o outro. Ellie tem uma língua ferina que somente deixa o James mais e mais irritado com a moça. Porém, em uma noite tudo muda quando os dois se entregam a um pequeno prazer.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco nos dois principais. Esse é o meu estilo favorito porque não perde nada na história. Porém, o modo de escrita da autora não me agradou. Por mais parecido que seja com de outras autoras não conseguiu me agradar. Talvez pelo fato de que não me fez ficar curiosa pelo que iria acontecer na história. Tanto que não via o momento do final. No entanto, nessa parte que deveria ter desenvolvido melhor acabou sendo apressada e abrupta.

Então, venha me encontrar novamente quando estiver sóbrio. Pegue-me, se for capaz.

A Ellie é o tipo de mocinha que costumo admirar. Se ela for bem desenvolvida. Em uma sociedade em que a mulher não tem direito há absolutamente nada. Ela mostra que não está disposta a seguir nenhuma regra. Não se importa se a mulher não é bem vista porque não está casada. Não se importa com o que a sociedade fala dela pelas costas. Sua única preocupação é com a sua família. Para que suas irmãs tivessem um bom casamento e que seu padrasto não perdesse a casa que tanto gosta. Faz sacrifícios que ninguém seria capaz de reconhecer. Acaba se envolvendo em diversos escândalos e se possível até mesmo os alimenta. Ela foi forte para aguentar cada uma das batalhas que se apresentavam. Gostei muito dela.

Agora o James me deixou extremamente irritada. Muito machista mesmo para a época. A Ellie falava sobre os direitos iguais e ele praticamente ria dela. Não parecia respeitá-la e nem seus desejos. Por mais que dissesse que não queria se casar ele ficava insistindo de que precisava de proteção. Diversos dos seus comportamentos me fizeram desgostar do personagem. Muito cheio de si. Como se apenas ele tivesse a razão e que no final teriam que aceitá-la.  Ele fazia as coisas que poderiam ser consideradas fofas e apaixonantes. No entanto, eu apenas via como um menino mimado querendo a qualquer jeito ter sua vontade realizada.

Por essas e outras não acreditei no amor dos dois. Ela por estar muito focado em sua família não parecia ter outros sentimentos por ele. Apenas um forte desejo de dormir junto. Tudo parecia muito carnal entre eles. Mesmo afirmando seus sentimentos e que também estava fazendo tudo por ele. Eu não conseguia acreditar. Os dois mais pareciam estar brigando para ver qual das vontades seria feita. Qual dos dois iria ceder primeiros. Queria que tivesse tido cenas mais fofas e românticas. Talvez assim acreditasse que estavam mesmo apaixonados.

Eles passariam por isso juntos. Ele não conseguiria sem ela, o pobrezinho. Ainda bem que ela estava ali, ao seu lado, para amá-lo.

Um personagem que era para ser divertido e talvez o melhor amigo do James era o Grieves seu valet. Mas, gente eu quis bater nesse homem. Nenhuma de suas falas indicava que gostasse de seu patrão. Na verdade, parecia que estava querendo ser mandado embora. Que se fizesse as coisas erradas ou dissesse coisas que pudessem ofender o homem conseguiria outra pessoa para ficar no seu lugar. Não gostei dele. Entendo que era para ser alguém compreensiva e engraçada. Mas, no final acabou soando arrogante demais.

Outros personagens que poderiam ter sido melhores explorados eram suas famílias. Seja para o bem ou para o mal. Nem sei o que pensar das atitudes de ambas famílias. Porque pareciam estar fazendo o que era melhor para seus parentes. No entanto, me soava frio demais. Como se não importasse o que fizessem de suas vidas desde que agissem de acordo com o que a sociedade esperava. Se fosse melhor trabalhada talvez eu fosse odiar muito ambos os lados. Talvez menos a tia da Ellie que parecia compreender muito a sua sobrinha.

Devo alertá-lo ainda, senhor, que lady Ophelia Southwold também chegou a Morecroft e alugou um quarto no Reid Lion.

Foram muitos dramas explorados e nenhum com uma conclusão satisfatória. Poderia ter sido melhor explorado principalmente o final. Deixou tudo jogado. Mas, eu recomendo que leiam o livro e tirem suas conclusões. Um livro que não me cativa pode muito bem cativar você.

Quote Favorito

Madrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu gostei da capa do livro. Mostrando parcialmente o corpo da mulher. Ela no vestido azul combinou com o tom de branco na frente. O nome tendo bastante destaque. Enquanto, o nome da autora teve seu destaque, mas sem roubar a cena para si. A lateral também ficou bonita em um tom de rosa.

Madrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples e segue o padrão da editora. Cada capítulo inicia em uma nova página. Tem marcação quando muda de cena dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Madrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMMadrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMMadrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMMadrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMMadrugadas de Desejo - Jayne Fresina - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamento

  • The Most Improper Miss Sophie Valentine – Sydney Dovedale #1 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Madrugadas de Desejo – Sydney Dovedale #2 – Lançado em 2015
  • Lady Mercy Danforthe Flirts with Scandal – Sydney Dovedale #3 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Miss Molly Robbins Designs a Seduction – Sydney Dovedale #4 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia da Editora Única. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”