Nascimento Mortal – J D Robb – #Resenha

Home/Livros/Resenhas/Nascimento Mortal – J D Robb – #Resenha

Sinopse: O aguardado 23º volume da série Mortal A tecnologia avançou de forma extraordinária na Nova York do ano 2060, mas o nascimento dos seres humanos ainda ocorre exatamente como no início dos tempos. A tenente Eve Dallas, apesar de estar investigando o duplo homicídio de um casal de funcionários de uma importante firma de contabilidade, precisa ajudar sua melhor amiga Mavis Freestone, grávida de oito meses, a preparar o chá de bebê para o herdeiro que chegará em poucas semanas. Mas esse não é o único favor que Eve fará a ela. Mavis faz questão que a tenente investigue o desaparecimento de Tandy Willowby, uma das gestantes de sua turma de preparação de parto. Quando Eve entra no apartamento de Tandy e descobre o presente para o chá de bebê de Mavis sobre a mesa, embrulhado e intocado, junto da bolsa da maternidade já pronta, seu instinto aponta para um possível sequestro.

Ficha Técnica

Nascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Nascimento Mortal – Skoob

Titulo Original: Born in Death – Goodreads

Autor(es): Nora Roberts; J D Robb

Tradução: Renato Motta

Editora: Bertrand Brasil (Grupo Editorial Record)

Ano: 2015

ISBN: 978-85-286-2032-0

Série: Série Mortal | Volume: 23

Número de páginas: 459

Sobre a Autora

Nascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nora Roberts (nascida Eleanor Marie Robertson a 10 de Outubro de 1950) é uma escritora norte-americana, autora de best-sellers românticos. Foi a primeira mulher a figurar no Romance Writers of America Hall of Fame.
Autora de maior destaque da lista de best sellers no New York Times e a primeira a ser escolhida para a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, Nora Roberts é considerada uma pintora de palavras que a cada pincelada, dá vida a personagens cheios de energia e vigor. Escritora metódica e insaciável, Nora já publicou mais de 160 romances, a maior parte no gênero suspense romântico, traduzidos para 25 idiomas e editados em todo o mundo. Sua alta popularidade como romancista advém do grande talento que possui para sensibilizar o leitor ao escrever narrativas de suspense que também falam sobre turbilhão de emoções que acontecem quando entramos em contato com nossos sentimentos mais profundos, principalmente amor e paixão. Suas histórias prendem o leitor com temas explícitos e intensos, descritos de forma clara e objetiva, passando uma mensagem curta e rica em detalhes. Os capítulos de seus livros são longos, e poucos, em média apenas 12. As paisagens descritas nos levam a viajar do México aos subúrbios de Washington, com certa suavidade e exatidão que sonhamos acordados, ou temos pesadelos! Histórias publicadas no início de sua carreira: Negócio de Risco (1986); Alerta da Natureza (1984); A suspeita (1989); No ano de 1995 a autora editou o primeiro volume da Série Mortal no original Naked in death (Nudez Mortal) sobre o pseudonimo de J.D. Robb, o qual hoje é prestigiado pelo mundo inteiro com mais de 25 volumes (em alguns países o número é menor). Autora Consagrada já vendeu mais de 2 milhoes de livros em todos os países publicados.

Opinião da Nathy

Quem acompanha as minhas resenhas no blog sabe o quanto sou apaixonada pelos livros dessa série da autora. Então já podem imaginar a minha empolgação com o novo livro. Estava ansiosa para fazer a sua leitura. Até que comecei e percebi que o foco maior estaria em Mavis. Então sofri muito para conseguir ler o livro até o final. Quando o foco é a melhor amiga dela é sempre um sofrimento terminar o livro. Não gosto da personagem e eu acho que explora demais essa amizade. Mas, falo sobre isso mais abaixo. Teria sido muito melhor se não tivesse tido todo esse foco nela. Eu fiquei um pouco decepcionada.

Dessa vez a Eve teve que lidar com diversos problemas de uma única vez. Primeiro com o assassinato cruel de um casal. Que tinham encontrado problemas em sua firma e por isso pagaram com suas vidas. Como sempre Eve esta dedicada a encontrar justiça para suas vítimas. Nesse tempo uma nova amiga de Mavis desaparece sem deixar nenhum rastro. Aparentemente foi sequestrada pelo pai da criança que espera. No entanto, quanto mais Eve investiga mais consegue perceber que esses casos podem estar ligados de alguma forma. De que nem tudo é o que parece.

A narrativa continua no padrão dos livros anteriores. Sendo em terceira pessoa, mas com o foco em Eve e em sua investigação. Gosto muito de a forma da autora escrever. Mesmo que alguns afirmem que ela tem pessoas que escrevem no seu lugar. Eu consigo perceber um padrão em sua escrita. Mesmo que alguns livros possam ser um pouco mais cansativos do que outros. Como foi no caso desse. Algumas partes se tornaram bem cansativas. Tinha momentos em que não via o momento em que já iria para algo mais interessante.

Se você me ama, não me faça reviver aquilo. 

A Eve continua sendo uma das mocinhas que eu mais gosto. Ela tem uma força incrível. Não consegue descansar até conseguir justiça para as suas vítimas. Não consegue se conter até que todos ao seu redor também estejam felizes. Mesmo que isso custe uma parte muito grande de si mesma. Nesse livro ela se supera de uma forma muito grande. Apenas de ler as cenas eu já me sentia cansada e louca para encontrar uma cama e dormir. Mas, ela se esforçava até o último segundo. Me lembrou muito a Eve do primeiro livro que não conseguia controlar muito bem suas emoções. A única coisa que me incomodou foi seus pesadelos e exageros com relação ao bebê. De verdade não precisava desse exagero. Essas partes com ela me irritaram muito.

Já o Roarke está ainda mais incrível. Não sei se isso é possível. Também teve seus exageros com relação ao bebê. Mas, nada comparado com Eve. Os dois precisam aprender a lidar com isso de maneira rápida. Porque eu quero muito ver a Eve tendo um bebê e cuidando do seu filho. Tenho certeza que ambos serão ótimos pais. Enfim, Roarke consegue deixar seu lado irlandês aflorar nesse livro. Fica extremamente irritado em algumas situações e em outras um verdadeiro amor. Queria que tivesse muito mais sobre seu trabalho. Da Eve se envolvendo mais em sua vida profissional. E não somente usando suas habilidades em suas investigações.

O romance dos dois está lindo também. Incrível que mesmo tendo duas investigações pesadas. Eles conseguiram encontrar um tempo para ficarem sozinhos. Para demonstrar todo o seu amor. Mesmo que fosse apenas um beijo ou Eve sentando em seu colo. Sim, as cenas mais quentes dos dois continuam colocando muito fogo no livro. Eu imaginava que nesse livro dificilmente iriam encontrar um tempo para ficarem sozinhos. Mas, as cenas foram muito bem escritas e explorando o amor forte deles. Isso é o que mais gosto nos livros. Pode ter a adversidade que for os dois conseguem mostrar que o amor deles supera tudo.

Depois disso somos só eu e você, meu chapa.

Momento Nathy quer matar uma personagem. Estou para ver uma personagem mais egoísta do que a Mavis. Ela apenas se preocupa com si mesma. E com as outras pessoas, mas nem percebe como está acabando com sua amiga. Ela faz um inferno na Terra porque quer que a Eve investigue o sumiço de sua nova amiga. Mesmo vendo que ela já está dedicada em outro caso. Depois fica toda leve e fresca deixando tudo nas mãos da Eve e sua equipe. Porque como está rávida quase dando a luz não pode fazer esforço. Não quero dar spoilers do final do livro. Mas, foi o momento em que mais quis bater nela. Seu egoísmo ultrapassou os limites. Mesmo vendo que Eve tinha dormido no máximo duas ou três horas durante esses casos.

Os casos acabaram se tornando um pouco cansativo. O primeiro deles eu estava muito empolgada querendo saber quem tinha matado e porquê. No final acabou sendo quem eu esperava. Mas, a crueldade foi algo surpreendente. No segundo caso não tive o menor interesse. Estava pensando de verdade que a menina na verdade estava usando a Mavis. Tudo porque sabia que era melhor amiga de Eve, ou seja, alguém com dinheiro. Então não consegui me empolgar em nenhum momento. A resolução dos dois casos foi muito bem trabalhado.

Eu me sinto tão paparicada! Não que você não tome conta de mim devidamente lábios de mel. Mas, é que hoje foi como um dia de férias, ou algo assim. 

Obviamente que eu recomendo essa série de livros. Eu sei que são muitos livros. Mas, vale a pena ir lendo aos poucos. Se ler tudo de uma vez pode acabar cansando mesmo. Porém, ler aos poucos torna tudo melhor. Apenas de ver esse livro sinto vontade de ler tudo de novo.

Quote Favorito

Nascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa segue o padrão dos volumes anteriores. E obrigada a editora por manter desse jeito. Eu ia ter um grande surto se no meio da série simplesmente mudassem as capas. O nome da autora está em destaque tanto seu nome quanto o pseudônimo. O nome do livro também tem um grande destaque. Dessa vez um embrulho de presente está na frente. Faz muito sentido essa imagem. De capas anteriores não compreendia. Mas, nesse ficou perfeito.

Nascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação também segue o padrão. Cada capítulo inicia em uma nova página. Não tem marcação quando ocorre mudança de cena dentro do capítulo. As páginas são brancas e grossas. Não tenho problemas com esse tipo de página. Mas, algumas pessoas não gostam. Também não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Nascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNascimento Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Recordação Mortal – Série Mortal #22 – Lançado em 2014
  • Nascimento Mortal – Série Mortal #23 – Lançado em 2015
  • Innocent in Death – Série Mortal #24 – N/A
  • Creation in Death – Série Mortal #25 – N/A
  • Strangers in Death – Série Mortal #26 – N/A
  • Salvation in Death – Série Mortal #27 – N/A
  • Promises in Death – Série Mortal #28 – N/A
  • Kindred in Death – Série Mortal #29 – N/A
  • Fantasy in Death – Série Mortal #30 – N/A
  • Indulgence in Death – Série Mortal #31 – N/A
  • Treachery in Death – Série Mortal #32 – N/A
  • New York to Dallas – Série Mortal #33 – N/A
  • Celebrity in Death – Série Mortal #34 –  N/A
  • Delusion in Death – Série Mortal #35 – N/A
  • Calculated in Death – Série Mortal #36 – N/A
  • Thankless in Death – Série Mortal #37 – N/A
  • Concealed in Death – Série Mortal #38 – N/A
  • Festive in Death – Série Mortal #39 – N/A
  • Obsession in Death – Série Mortal #40 – N/A
  • Devoted in Death – Série Mortal #41 – N/A
  • Brotherhood in Death – Série Mortal #42 – N/A

N/A – Sem previsão de lançamento no Brasil.

Onde Comprar

“O livro é uma cortesia do Grupo Editorial Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.”

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)