Sinopse: Acordar uma princesa pode ser letal.

Quando um príncipe mimado é enviado pelo seu pai para tentar desvendar os mistérios de um reino perdido, ninguém imagina os perigos que ele encontrará pela frente! Acompanhado da figura sóbria e sagaz do Caçador e de Petra, uma jovem valente que possui uma ligação muito forte com a floresta, o príncipe acaba encontrando um reino adormecido por uma estranha magia. Todos os seres vivos foram cercados pela densa mata e estão dormindo, em um sono pesado demais, que só poderia vir da magia. Mas que tipo de bruxaria assolaria uma cidade inteira e seus habitantes? E, principalmente, quem faria mal a uma jovem rainha tão boa e tão bela? A não ser, claro, que os olhos não percebam o que um coração cruel pode esconder.

Poder é o terceiro volume da trilogia Encantadas, e traz como história principal o conto da Bela Adormecida. Porém, esqueça os clichês tradicionais e se entregue a uma nova visão dos contos de fadas, em que heróis e anti-heróis precisam se unir para não perecerem à beleza superficial de princesas e rainhas egocêntricas e aos príncipes em busca de aventuras.

Ficha Técnica

Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Poder – Skoob

Titulo Original: Beauty  – Goodreads

Autora: Sarah Pinborough

Tradução: Edmundo Barreiros

Editora: Única

Ano: 2014

ISBN: 978-85-67028-14-9

Série: Saga Encantadas | Volume: 03

Número de páginas: 223

Sobre a Autora

Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Sarah Pinborough é romancista e roteirista de sucesso, assim como autora best-seller na Inglaterra. Ela trabalhou como roteirista na BBC para a série New Tricks, e os direitos de sua trilogia The Dog-faced Gods foi adquirida para série de TV. A autora também está desenvolvendo um filme de terror chamado Cracked. Como autora de livros, Sarah venceu os prêmios British Fantasy Award por melhor livro de contos em 2008 e o British Fantasy Award para melhor romance em 2010 (com o livro The Language of the Dying). Escritora de outros grandes livros de sucesso, atualmente Sarah vive em Londres e se dedica exclusivamente à escrita.

Opinião da Nathy

Não é nenhuma novidade que adoro livros e séries que envolvem contos de fadas. Tanto que estou fazendo uma maratona de Grimm. E já comento Once Upon a Time aqui no blog. Então gosto da forma como algumas autoras conseguem modificar as histórias deixando ainda mais interessante. E a história da Bela e a Fera é uma das minhas favoritas. Na versão da Disney obviamente. Então estava muito empolgada para ler esse livro. Queria saber se autora conseguiria convencer. Para a minha felicidade gostei bastante do livro. E já queria outras histórias nesse estilo.

Como disse acima a história é em torno da Bela e a Fera. Um príncipe mimado é mandando por seu pai para um outro reino. Um reino que tem um grande mistério. Para acompanhá-lo nessa aventura o rei envia o melhor caçador de todos. Para que nada de mal aconteça com seu filho. Quando chegam nesse reino acabam por despertar uma princesa. No entanto, ele não podia imaginar as graves consequências por ter agido dessa forma. Agora deve encontrar um jeito de resolver o problema na qual colocou a si mesmo e seus companheiros.

A narrativa é em terceira pessoa mudando o foco entre os principais. O estilo de narrativa é bem no jeito de contos de fadas. A leitura flui de uma maneira muito rápida e gostosa. Em poucas horas é possível finalizar a leitura. O enredo foi muito bem trabalhado pela a autora. Novamente faz o leitor refletir sobre suas decisões e como não se deve deixar enganar pelas aparências. A história pode ter uma pequena ligação com os outros livros em seu final e também por causa do caçador. Mas, fora esses dois momentos não encontrei ligação com as duas primeiras histórias.

Então vou encontrá-la para o senhor, pai! Prometo-lhe que vou encontrá-la!

A autora conseguiu mudar um pouco a minha visão da Bela. Ela conseguiu juntar os elementos e transformar completamente a personagem. Eu tive a sensação de que toda aquela bondade deveria ser uma fachada. Estava sendo generosa demais. Amada por todos em seu reino por conta de seu carinho. Mas, parecia fazer tudo aquilo para esconder algum segredo. Alguma coisa que fosse mesmo terrível. Novamente a autora escreveu de um jeito que ficou impossível torcer por ela e por um final feliz. Tudo o que eu mais queria era que a colocassem para dormir de novo. Não era a Bela Adormecida, mas poderia ficar presa em seu sono para sempre. Sem ninguém para vir lhe despertar.

Já a Fera é bem no estilo das pessoas psicopatas. Faz tudo sem o menor remorso. E se diverte com o sofrimento do seu próximo. Ela inclusive faz coisas que foram bem nojentas. Eu gosto de analisar a mente dessas pessoas devido a minha profissão. No entanto, não queria nem chegar perto da Fera. Por isso que digo que autora soube conduzir muito bem a história. Porque não senti empatia nem pela Bela e nem pela Fera. As duas tinham um jeito falso e manipulativo. Conseguiam o que queriam no momento que queriam. E colocavam medo nas pessoas ao seu redor.

Ela é uma princesa. Eu sou um príncipe. Eu devo beijá-la.

O príncipe todo mimado sempre achou que sabia todas as coisas. Por isso se colocou em uma situação que sobrou para as outras pessoas consertarem. Eu fiquei muito irritada com isso. Porque ele foi a pessoa que causou todo o mal e ainda assim ia sair ileso. Não gostei e queria que tivesse sofrido um pouco mais. Parecia um bobo diante da Bela de tão apaixonado que estava. Agora quando estava conversando com a Fera se tornava um bichinho assustado sem saber como agir. Uma verdadeira criança. Não gostei nenhum pouco dele.

Mas, gostei de quatro personagens. O caçador com seu jeito mais arrogante. Ele estava mesmo querendo proteger o príncipe e iria até as últimas consequências. Já o Rumple que sempre aparece como um vilão finalmente conseguiu ser o herói que desejava. Adorei ver essa versão justamente por ele ter sido modificado. Assim como a história de amor entre o Lobo e a Chapeuzinho Vermelho. A química dos dois foi muito boa e justificada.

Sonhe conosco para sempre. E seus sonhos podem ser maravilhosos.

Para quem gosta de fantasia e contos de fadas essa saga é um prato cheio. No entanto, tem que ser lido na ordem. Porque senão pode ter algum spoiler de algum dos livros.

Quote Favorito

Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

O que me fez querer esses livros foram as suas capaz. Caso eu tivesse visto a original antes poderia não ter sentindo essa vontade de ler. As capas são bonitas, mas não chamativas. Ao contrário das nacionais. Gosto do ar sombrio que tem nos livros. A mulher parece ser bem vulnerável, mas também transmite frieza. O nome do livro e da autora segue o padrão dos livros anteriores. Assim como o volume do livro. Gosto quando as editoras deixam a mostra qual é o volume. Quando a pessoa procurar consegue encontrar facilmente.

Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação também segue o padrão dos volumes anteriores. Continua com a magia dos contos de fadas. Cada capítulo inicia em uma nova página e o desenho acompanhando. Em uma fonte e tamanho diferenciado. O tamanho da letra e o espaçamento também estão em um padrão ótimo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Poder - Sarah Pinborough - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Veneno – Saga Encantadas #1 – Lançado em  2013 – Resenha
  • Feitiço – Saga Encantadas #2 – Lançado em 2013 – Resenha
  • Poder – Saga Encantadas #3 – Lançado em 2014

Onde Comprar