Sinopse: Há três anos, Adrienne Willis perdeu as esperanças no amor quando omarido a trocou por uma mulher mais jovem. Tendo que cuidar sozinha dos três filhos adolescentes e do pai doente, ela acha que nunca será capaz de recuperar a autoestima e a vontade de viver.

Por isso, quando sua amiga Jean precisa fazer uma pequena viagem e lhepede que tome conta de sua pousada, ela vê uma oportunidade paramudar de rotina. A previsão de tempestade iminente, no entanto, faz comque os próximos dias não pareçam muito promissores. Pelo menos até achegada de Paul Flanner, o único hóspede com reserva para o fim de semana prolongado.

Aos 54 anos, Paul é um cirurgião bem-sucedido que enfrenta fantasmas parecidos com os de Adrienne. Nos últimos seis meses, a esposa pediu o divórcio e ele rompeu relações com o filho. Ao ver sua vida perder o rumo, Paul decidiu vender a clínica e a casa e ir à pequena cidade de Rodanthe para encerrar um doloroso capítulo de seu passado.

Logo Paul e Adrienne começam a descobrir suas afinidades e a se aproximar cada vez mais. Ao longo do fim de semana, a tempestade que toma conta de Rodanthe finalmente chega ao fim, mas o que nasce entre eles ressoará pelo resto de suas vidas, entrelaçando passado e futuro e dando um novo significado às palavras amor e perda. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Noites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Noites de Tormenta Skoob

Titulo Original: Nights in Rodanthe – Goodreads

Autor: Nicholas Sparks

Tradução: Maria Clara de Baise

Editora: Arqueiro

Ano: 2015

ISBN: 978-85-8041-465-3

Número de páginas: 170

Sobre o Autor

Noites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nicholas Sparks lançou seu primeiro livro aos 31 anos, ao qual se seguiram outros dezessete.

Todas suas obras alcaçaram a lista de mais vendidos do jornal The New York Times. Elas foram traduzidas para mais de cinquenta idiomas e já ultrapassaram 90 milhões de exemplares vendidos no mundo todo.

Nove de seus livros se tornaram filme e um está em processo de adaptação para o cinema.

O autor mora na Carolina do Norte com a esposa e os cinco filhos.

Opinião da Nathy

O Nicholas é um autor que as pessoas amam ou odeiam. Eu sou daquelas que amam. Todos os livros dele que li fiquei cativada. Sim, por mais que no final acabasse chorando amava o livro. E sempre me arrisco mesmo sabendo que vou acabar em lágrimas. Esse livro eu não chorei porque já sabia o final. Muitos anos atrás tinha assistido ao filme então já sabia o que esperar. Claro que imaginei o Richard Gere e a Diane Lane nos papeis. Não tinha como tirar a imagem deles da minha cabeça. Eu amei ler a história dos dois. A mesma profundidade que senti com o filme pude ter através dessas palavras. Poucos autores conseguem esse efeito na minha pessoa.

Bom, o livro relata a história de Adrienne Wills e Paul Flanner. Ela é uma mulher de quarenta e cinco anos que foi abandonada pelo marido após anos de casamento. Agora cuida dos três filhos adolescentes e de um pai doente. Já não acredita mais no amor de um homem por uma mulher. Está desiludida da vida. Vive como uma sonâmbula. Até o dia em que sua amiga Jean precisa de ajuda em uma pousada. Então Adrienne vai ao socorro de sua amiga e vê sua vida mudando completamente. Assim como Adrienne, Paul sente que sua vida perdeu todo o sentindo. Indo atrás de paz de espirito ele acaba conhecendo a mulher. E com isso os erros que cometeu no passado. Conforme os dois vão se conhecendo mais descobrem o quanto tem em comum. E profundos sentimentos começam a crescer.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco nos dois principais. Eu pensava que esse livro não iria fluir muito bem. Primeiro porque estava com receio de não me identificar com os personagens. Porque estão longe da minha realidade. Segundo porque já tinha visto antes o filme. Então geralmente quando já se conhece a história completa fica um pouco mais difícil de conectar. Mas, a leitura fluiu muito bem. O modo como ele descreveu as cenas me fez querer ler mais e mais. Mesmo sabendo o que iria acontecer no filme estava louca pelo desfecho. Não conseguia largar o livro até chegar na última página.

Vou lhe contar algo que aconteceu há catorze anos.

A Adrienne é uma mulher muito forte. Eu acho que vi muitas coisas da minha mãe nela. Mesmo tendo sido deixada pelo marido para criar três filhos. E um pai doente. Ela ficou firme em suas decisões. Uma mulher batalhadora que não deixava a vida ditar as regras. Tomava uma pancada de um lado e logo encontrava um modo de contornar a situação. Não poupa esforços para ajudar as pessoas ao seu redor. Mesmo que sejam estranhos. Inclusive quando o ex-marido precisa de ajuda ela não nega. E tenta apoiá-lo de todas as formas. Eu gostei muito dela. Talvez por causa dessa associação eu a admirei ainda mais.

Já o Paul quando o foco estava nele eu sentia um pouco de raiva. Não era bem raiva, mas compreendia porque era distante do filho. E porque sua mulher o deixou. Era uma pessoa ausente que pensava apenas em si mesmo. Algo que gostei foi de ver a sua mudança ao longo da leitura. A forma como passou a encarar os fatos depois do choque de realidade. Escutava as coisas com sabedoria sem julgar ninguém. Eu posso ter gostado muito mais dele por causa da associação com Richard Gere. Assim como por suas atitudes ao lado de Adrienne.

Eu achei um pouco difícil de acreditar no amor deles. Porque se conheceram em um dia e no outro já estavam apaixonados. Tenho um pouco de dificuldade em acreditar em amor à primeira vista. Ou com três dias juntos. Mas, não estou dizendo que isso não possa acontecer. Eu apenas tenho dificuldade em acreditar. Ainda assim torci muito para um final feliz. Para que os dois pudessem ter um pouco de tranquilidade. Algo que gosto muito é do fato de terem cenas mais quentes. Porém, o Nicholas descreve de um modo mais romântico. Sem muitos detalhes. Deixando para a imaginação.

Não sei porque isso aconteceu, mas acho que estava escrito que eu viria para cá. Para conhecer você. Durante muitos anos, senti que faltava algo em minha vida, mas não sabia o que era. Agora sei.

Nesse livro eu poderia me identificar com a Amanda filha da Adrienne. Mas, quem disse que conseguia compreender a mulher. Quando adolescente ela culpou a mãe por ter sido deixada pelo pai. Nada do que Adrienne dizia parecia adiantar. E quando cresceu continuou não tendo um bom relacionamento. Eu entendo que teve uma grande perda, mas nada justifica seu comportamento. Eu acho que depois que ela começa a entender alguns fatos da vida ficou um pouco melhor. Mas, não teve muitas cenas para se redimir.

Assim como do Mark Flanner. Tudo o que se conhece do personagem é na visão do pai dele. Mesmo desse jeito eu me identifiquei com o personagem. A forma como encarava seu pai e a vida. Não se importando em nada com a sua opinião. Vivendo de acordo com o que achava certo. Eu gostei de ver depois como estavam lidando com esse relacionamento. Afinal de contas foram anos sem se verem ou se falarem. Também é bem compreensível a reticencia de ambos os lados.

Sei que meu pai falou sobre mim, mas acho importante que conheça a nossa história do meu ponto de vista.

Eu adoro os livros e filmes do Nicholas então sempre que posso os recomendo. Mas, não é para todo o público. Quem não gosta de romance açucarado e as vezes com um final trágico não deve gostar. Mas, é sempre bom conhecer novos livros. Eu sempre tento expandir meus horizontes. Eu adoro o Nicholas e acho que é um autor que merece ter ao menos um dos seus livros lidos. Por qualquer geração.

Quote Favorito

Noites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Algo que me encanta nos livros dele são suas capas. A versão com a capa do filme é muito bonita. Mas, essa com a imagem do casal na chuva é perfeita. Mesmo que seja um pouco escura. Eu fiquei com a sensação de um romance muito lindo e profundo. Gosto quando as capas conseguem transmitir um pouco do que se pode esperar no livro. O nome do autor está em destaque, mas não rouba toda a cena para si.

Noites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Tem uma espécie de flor marcando as mudanças de cenas. Assim como no começo de cada capítulo tem uma imagem. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Noites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNoites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNoites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNoites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMNoites de Tormenta - Nicholas Sparks - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos e\ou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.