Sinopse: Durante um de seus turnos no Hospital Mercy, a doutora Trisha Norbit é encarregada de cuidar de um prisioneiro que acabou de ser resgatado dos laboratórios das Indústrias Mercile. Depois de tratado e sob efeito da medicação, 215 acorda repentinamente e tenta seduzir a médica. Apesar do perigo, ambos são envolvidos pelo desejo, mas são interrompidos pela equipe médica que intervém para salvá-la dos braços de Slade, o prisioneiro 215.

Ao se reencontrarem – agora, em Homeland –, Slade não a reconhece e, quando descobre que a doutora Norbit é a mesma médica que o salvou na noite em que foi resgatado do laboratório de testes, e com quem ainda sonha frequentemente, Slade fica abalado, pois sabe que ela nunca lhe dará uma chance. A relação entre dois se torna ainda mais intensa quando a vida de Trisha está em perigo e agora, é ele quem deve salvá-la. Enquanto fogem para se salvar, o desejo se faz presente e não pode ser negado, no entanto, as consequências desse envolvimento transformará suas vidas e a vida das Novas Espécies para sempre.

Ficha Técnica

Slade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Slade – Skoob

Titulo Original: Slade – Goodreads

Autor(es): Laurann Dohner

Tradução: Flora Manzione

Editora: Universo dos Livros

Ano: 2015

ISBN: 978-85-7930-870-3

Série: Novas Espécies | Volume: 02

Número de páginas: 352

Sobre a Autora

Slade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLaurann Dohnner é em tempo integral supervisora da casa (acha que essa palavra é melhor do que simples dona de casa). Conheceu o homem dos seus sonhos há vinte anos, tem um casamento feliz e quatro filhos. Vive atualmente no sul da Califórnia e não funciona sem café gelado. É uma grande fã de livros, acredita em romance e sempre foi sonhadora. Escreveu poesia na sua adolescência e logo começou com histórias curtas. Seu primeiro livro foi escrito quando leu um livro que a irritou demais com personagens horríveis e a trama foi se desgastando, então pensou ‘Eu poderia fazer melhor’. Escreveu seu primeiro romance Sci-Fi em 2009 e conseguiu publicar pela Elloras.

Opinião da Nathy

Existe um sério problema quando você relê um livro. Ele pode não parecer tão maravilhoso como na primeira vez. Com o Slade fiquei na dúvida se eu esganava ele ou se abraçava. Eu adoro a série Novas Espécies apesar de ter todos os clichês possíveis. Gosto da maneira que a Lauran escreve. Fico cativada em cada uma de suas histórias. Gostaria que as outras séries dela também fosse publicada no Brasil. Enfim, o Slade segue a mesma fórmula do Fury. No entanto, em algumas partes ele conseguiu me irritar. Tem aquele jeito mandão, mas não ultrapassa nenhum limite. Eu ainda estou dividida sobre meus novos sentimentos.

O segundo livro da série conta a história de Trisha Norbit e Slade. Ela é uma médica que trabalha para os Novas Espécies. Desde a primeira vez que Slade a viu sentiu uma forte atração. Porém, sente raiva dessa atração. Por isso provoca a médica de todas as maneiras possíveis. Mas, esse não é o primeiro encontro dos dois. Eles se viram em um hospital quando Slade precisou de tratamento. Assim que ele abriu os olhos e a viu quis tê-la em seus braços. Quando a vida de Trisha passa a correr perigo é quando Slade decidi entrar em ação. Ninguém pode tocar na sua mulher.

A narrativa continua sendo em terceira pessoa. Com o foco mudando entre os dois personagens principais. Eu sinto um pouco de falta de ter cenas dos outros personagens. Mas, ela consegue introduzir em um curto espaço de tempo diversos personagens. E acaba por fazer ansiar pelas suas histórias. A escrita da autora é leve e dinâmica. Apesar de um grande número de páginas não fica enrolando. Tudo é bem trabalhado e desenvolvido.

Você vai me desejar do mesmo jeito que te desejo.

Eu gosto muito do jeito dos Novas Espécies. Porém, como disse acima o Slade me levou até o limite. Estava claro desde o começo que tinha sentimentos pela Trisha. Que a queria ter como sua mulher. Mas, quando coloca uma coisa na cabeça não tem quem tire. Essa teimosia que me irritou. Porque ele não queria se envolver por medo do que pudesse lhe acontecer. Quando na verdade o melhor jeito de protegê-la é ficando ao seu lado. Quando estava ao lado dela eu até que ficava com pena. Porque ele queria tocá-la e não podia. No entanto, mereceu sofrer um pouco para reconquistar seu amor. Não podia achar que apenas um pedido de desculpas iria resolver todos os problemas deles. Gostei do Slade, mas não me apaixonei por ele.

Já a Trisha eu gostei muito mais. Ela sente essa atração inegável pelo Slade. Porém, não deixa que isso comande a sua vida. Ela tem opinião forte e foi bem decidida em diversos momentos. Está certo que em outros deveria ter compreendido melhor a situação. Mas, gostei da sua força de vontade. Eu acho que qualquer mulher na mesma situação pensaria a mesma coisa que ela. Sofreu bastante por causa do Slade. Se sentiu iludida e enganada. Eu fiquei com pena dela nesses momentos. Mas, não durou muito. Porque logo ela estava de cabeça erguida e vivendo a sua vida. Não deixando que nenhum dos Novas Espécies mandasse nela. Fazia o que tinha vontade na hora que tinha vontade. Respeitando apenas as leis imposta para todos.

As cenas de romance entre os dois pegam fogo. O livro não foca inteiramente nas cenas mais quentes. Porém, quando elas acontecem são bem descritas. Quem não gosta de muito detalhes ou de um determinado linguajar poderá não gostar dessas cenas. No entanto, a Lauran consegue ainda deixar claro o amor dos dois nesse momento. Não é apenas aquele desejo carnal. Tem um sentimento mais forte entre os dois. As frases deles brigando poderiam ser tensas, mas acabam por ser engraçadas demais.

Você fica bem de rosa, doutora. Ficaria melhor ainda se a toalha estivesse no chão, aos seus pés. É tentador lamber todas essas gotas de água.

Já adorei o Valiant. Ele é um Nova Espécie que tudo o que deseja é ter algum ao seu lado. Mas, as fêmeas – como eles dizem – acabam fugindo dele. Não tem muitas esperanças de conseguir alguém. Odeia os humanos e por isso quase se coloca em uma tremenda encrenca por causa da Trisha. Ele tem esse jeito durão, mas no fundo é bem carinhoso. Apenas quer proteger as pessoas que lhe importam. Tem um jeito ainda mais mandão do que os outros. A confusão que irá causar com a sua companheira será hilária. Porque apenas uma com a personalidade muito forte irá conseguir aguentá-lo.

Estou comentando sobre os que mais apareceram. Em alguns momentos eu sentia que ela estava jogando os personagens na história. Sem elaborar muito bem suas passagens. Enfim, o Brass foi o que mais sofreu. A audição dos Novas Espécies é excelente. Então imagina para ele tem que conviver com a Trisha e o Slade em uma pequena casa. Pelo menos por um tempo não é nada fácil. Ele foi um amor para a Trisha. Se já não gostasse dela com o Slade com certeza torceria para que ficasse com o Brass. Eu adorei as cenas de ciúme por causa disso. E o que é a relação do Moon com o Harley. Os dois são perfeitos demais. Mas, também não foram tão bem abordados.

Não. Você tem uma bunda incrível.

Você também.

Eu também – berrou Brass – Agora, será que podemos cortar esse veado?

Claramente eu recomendo essa série. Aliás, todos os livros da Lauran. Pode lembrar um pouco os livros de banca. Com uma pitada mais sensual. Eu particularmente adoro esse tipo de romance. Sempre me tira das minhas ressacas literárias.

Quote Favorito

Slade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Não gosto muito das capas originais dessa série. Fica parecendo apelativa demais. Já no caso das nacionais eu tenho curtido muito mais. Mesmo tendo também um homem sem camisa está indo mais além. Gostei da grade que colocaram como se estivesse ainda em uma prisão. Como se não pudesse alcançar aquilo que deseja. Também manteve o padrão do primeiro livro. O fogo dessa vez está laranja e combinando muito bem com a capa O nome da autora quase não tem destaque, no entanto, não passa despercebido. O destaque fica no nome do livro e da série. Algo que me agrada bastante.

Slade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. O número do capítulo está na mesma fonte que o nome do livro. Tem também uma marcação quando muda de cena dentro do capítulo. As páginas são amarelas e grossas. O formato do livro é 15,7 x 23. Não tive problemas com a digitalização/tradução.

Datas de Lançamento

  • Fury – Novas Espécies #1 – Lançado em 2015
  • Slade – Novas Espécies #2 – Lançado em 2015
  • Valiant – Novas Espécies #3 – Previsão de lançamento para 2016
  • Justice – Novas Espécies #4 – Previsão de lançamento para 2016
  • Brawn – Novas Espécies #5 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Wrath – Novas Espécies #6 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Tiger – Novas Espécies #7 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Obsidian – Novas Espécies #8 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Shadow – Novas Espécies #9 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Moon – Novas Espécies #10 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • True – Novas Espécies #11 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Darkness – Novas Espécies #12 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Smiley – Novas Espécies #13 – Não tem previsão de lançamento no Brasil
  • Numbers – Novas Espécies #14 – Não tem previsão de lançamento no Brasil

Nota da Nathy

Slade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSlade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSlade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSlade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSlade - Laurann Dohner - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Universo dos Livros. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.