Sinopse: O agente literário de Tanya Harris liga com uma notícia bombástica: um famoso produtor de cinema quer que ela escreva o roteiro de seu próximo filme. E mais: a proposta inclui trabalhar hospedada no exuberante Bangalô 2 do Hotel Beverly Hills. De uma hora para outra Tanya precisa escolher se vai continuar com a rotina perfeita de escritora freelancer, dona de casa, esposa dedicada e mãe de família em São Francisco, ou se vai aceitar o convite e passar vários meses em Los Angeles, longe do marido e dos filhos, desestruturando a vida familiar para realizar um antigo sonho. Relutante e dividida, Tanya acaba aceitando o desafio.

Mas será que tomou a decisão certa? Ao chegar a Hollywood, Tanya é envolvida por um mundo novo e intoxicante, e mergulha em um trabalho que exige mais dela do que poderia imaginar. Inevitavelmente, vai se afastando da família, que começa, aos poucos, a se desintegrar, e seu sonho se transforma em seu pior pesadelo. Será que Tanya conseguirá conciliar a vida pessoal e a profissional em meio a tantas demandas opostas? Ou uma reviravolta do destino vai garantir para sua vida uma cena final inesperada e digna de um filme vencedor do Oscar? Uma trama emocionante com um desfecho surpreendente!

Ficha Técnica

Bangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Bangalô 2, Hotel Beverly Hills – Skoob

Titulo Original: Bungalow 2 – Goodreads

Autora: Danielle Steel

Tradução: Vera Whately

Editora: Record (Grupo Editorial Record)

Ano: 2015

ISBN: 978-85-01-09658-6

Número de páginas: 350

Sobre a Autora

Bangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Danielle Steel é a grande dama do romance. Dona de um estilo inconfundível, amada por legiões de leitores em dezenas de países, seus livros já venderam mais de 560 milhões de exemplares em todo o mundo.

Seus vários best sellers incluem O anel, Pôr-do-sol em Saint-Tropez, A casa na rua Esperança, O anjo da guarda, O presente, O beijo, Segredos de amor e Álbum de família, entre outros. Também é autora de O brilho de sua luz, a história da vida e morte de seu filho Nick Traina.

Opinião da Nathy

Quando comecei a ler os livros da Nora Roberts fui atrás de autoras que tivessem uma escrita parecida. Então me recomendaram a Danielle Steel. Mas, até esse momento não tinha lido nada da autora. Sempre tive curiosidade porque as pessoas falam muito bem dos livros dela. Porém, quando li a sinopse desse livro não fiquei com as expectativas altas. Já imaginava que não fosse gostar. Queria muito que tivesse mudado de opinião ao longo da leitura. No entanto, chegou ao ponto que não aguentava mais a história e nem seus personagens. Queria gritar com eles e dar um jeito nessa história toda. O lado bom é que já sei que não pretendo me arriscar em mais nenhum livro dela. Não me deixou com uma impressão boa.

A história é sobre Tanya Harris. Uma mãe dedicada aos seus filhos. Uma esposa que coloca as necessidades do marido acima de tudo. Cuida da casa e de todos. Nos momentos vagos escreve suas histórias de comédia e amor. Sua vida estava perfeita. Até que recebe uma ligação de seu agente com uma incrível proposta. No início ela não quer aceitar. Mas, seu marido a convence de que é uma oportunidade única. Que tudo ficará bem. Mas, os problemas já começam logo quando aceita a proposta. Sua filha não quer nem falar com ela. Está com raiva pela decisão da mãe. O marido está cada vez mais focado no trabalho e perdendo o interesse nela. O que poderia ser uma ótima oportunidade pode ser o caminho para a destruição de sua vida perfeita.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco em Tanya. Ou seja, eu deveria ter gostado bastante do livro. Porque estava de alguma forma me aproximando da personagem. Mas, não a escrita da autora parecia arrastada demais. Chegava ao ponto de ser cansativa. Se estendia muito no drama vivido pela a Tanya. Nas lamúrias da personagem. Não estava dando um bom segmento para o livro. Não conseguiu prender a minha atenção. Apenas consegui chegar até o final porque não queria largar o livro pela metade.

Era um dia lindo e quente de julho no Condado de Marin, do outro lado da ponte Golden Gate, em São Francisco.

A Tanya foi uma personagem que me deixou em grande conflito. Eu entendia a sua necessidade de cuidar do marido e dos filhos. No entanto, não conseguia entender como podia deixar a si mesma de lado. Como poderia abrir mão de seus desejos por causa das pessoas ao seu redor. Sendo que todo mundo estava com a sua caminhada. Nenhum deles parecia se importar muito com seus sacrifícios. Estava sendo a mulher mais dedicada de todas. Então quando finalmente expandiu seus caminhos ficava se sentindo culpada. Por apreciar cada uma das coisas desse novo mundo. Eu tentava ao máximo entender seus sentimentos. Mas, não conseguia. Porque estava claro que as outras pessoas não estavam se importando muito com ela.

O marido dela foi o que mais me irritou nessa história inteira. Ele foi um homem muito fraco. Nada justifica as suas ações. Quando a Tanya não queria ir embora porque sabia o que poderia causar na família. Ele foi o primeiro a dizer que ela deveria ir atrás de seu sonho. Então depois joga tudo em suas costas. Com justificativas ainda menores? Queria que tivesse sofrido bastante. Porque o que aprontou com a mulher não merecia nem os filhos ao seu lado. Foi um personagem muito irritante e falso. Estava claro que se preocupava com seu bem-estar e uma vez que já não tinha a sua mulher. Ou melhor uma empregada fazendo as suas vontades ficou aprontando das suas.

Só precisava de Peter, dos filhos e da vida que levavam.

Os filhos dela também não me agradaram muito. A Molly estava sempre ao lado da mãe. Apoiando as suas decisões e querendo vê-la feliz. Do modo que estou falando deles parecem que são crianças. Mas, os três filhos estão indo para a faculdade. Ou seja, deveriam agir com um pouco mais de sabedoria. Molly quer a mãe feliz e fica triste por vê-la sofrendo tanto. Jason também tem seus momentos, mas está mais preocupado com suas coisas. Da mesma forma que Megan culpa a mãe por tudo em sua vida. Age como uma menina mimada e irritante. Quer viver a sua vida, mas espera ter a mãe parada no lugar esperando por ela. Não podendo fazer nada que a deixe feliz.

Tem os personagens secundários que deveriam chamar a atenção e conquistar o coração do leitor. Desde o primeiro momento não consegui me cativar pelo Douglas. Parecia muito que tinha segundas intenções com a Tanya. Que estava disposto a tudo para acabar com o casamento dela. Não estava querendo fazer apenas um filme. O Gordon é o estereótipo de astro de Hollywood. Fica com todas as mulheres e não se apega á nenhuma. Ainda acha que suas ações são bem justificáveis. Outro personagem irritante. Por fim, Phillip que parecia ser o cavalheiro de armadura. Mas, não conseguiu colocar um sorriso no meu rosto. Parecia ser depressivo demais.

Para eles, era apenas o começo da história, e não final.

Com essa resenha deu para perceber que eu fiquei mais irritada no livro do que morrendo de amores. Comigo realmente não funcionou. Não conseguia entender as ações dos personagens. Talvez seja para o público diferente. Mas, sou da opinião que se a pessoa tem vontade de ler se arrisque. Porque pode ter uma opinião completamente diferente da minha.

Quote Favorito

Bangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa ao mesmo tempo em que me agrada me desagrada. Porque combina muito bem com a história. Inclusive tendo a imagem do hotel e tudo mais. No entanto, tenho a impressão de que o livro será triste. Que terá muitas cenas com a personagem principal sofrendo. Não passa aquela sensação de preciso ler com urgência o livro. A imagem em rosa ficou muito bonita. Consegue chamar a atenção. Mas, não conseguiu prender completamente a minha atenção.

Bangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo começa em uma nova página. Não tive problemas com a tradução/digitalização. As páginas são brancas o que incomoda muitas pessoas. Nesse livro me incomodou um pouco a vista.

Nota da Nathy

Bangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBangalô 2, Hotel Beverly Hills - Danielle Steel - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

 

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.