Faz um bom tempo que esse drama acabou. Foi um dos primeiros que comecei a acompanhar semanalmente. Foi um dos que mais me torturou por conta disso. Tanto que depois de um tempo que terminou que estou conseguindo escrever sua review. Ele mexeu demais comigo. Mesmo vendo para o lado que iria essa temática meu coração não estava aguentando. Quando foi se aproximando do final eu sabia que alguma coisa ia dar errado. Já estava tentando me preparar. Mas, quando finalmente chegou a cena eu me acabei em lágrimas. Não conseguia me controlar. Eu choro fácil com algumas coisas. Porém, tem outras que me tocam tão fundo que não consigo controlar. Em outros casos mesmo tendo a vontade de chorar consigo me controlar.

Esse foi o segundo drama que vi com a Jung So Min (Playful Kiss). O primeiro eu quis matar a personagem dela por ser tão submissa. Então estava esperando para ver algo que realmente me cativasse nesse drama. E também quis ver por causa do Kim Young Kwang (Pinocchio). Porque tinha me apaixonado por ele em outro drama. Mas, as coisas não deram muito certo como secundário. Então estava querendo vê-lo como principal. Como seria seu personagem. E me conquistou completamente. Fiquei muito apaixonada pela a força do personagem. Seu modo de ser. Os dois conseguiram fazer um excelente drama. Uma parceria que eu acho que daria certo em outros dramas.

A Série

Lee Hae Song (Kim Young Kwang – Pinocchio) é um cirurgião que é transferido de um dos melhores hospitais de Seul para um hospital degradado sem sala de emergência. Tudo porque desobedeceu a ordem do diretor do hospital, Park Geon (Lee Kyeong Yeong – Hidden Identity).

Nisso ele conhece Jung Ddol Mi (Jung So Min – Playful Kiss) uma ortopedista residente de Busan, que veio até Seul transferir um paciente. Ela faz de tudo para conhecer o professor Han Woo Jin (Ha Suk Jin – Legendary Witch). Um frio cirurgião que trabalha no hospital. Ele realiza a suas cirurgias roboticamente.

Ela acaba ficando presa na cidade após um grande terremoto que bloqueia todos os acessos a cidade. Nada funciona, nem telefone, eletricidade e nem água. A equipe de Hae Song junto com Jung Ddol Mi fazem de tudo para salvar os pacientes. Mas, logo os suprimentos começam a acabar.

Gosto muito de dramas com bastante romance. Aqueles que são considerados mais clichê. Que foca completamente no romance e esquece do resto. Porém, quando tem algo além é do que realmente gosto. Quando o romance fica em segundo plano. Quando algo muito maior está em jogo. Como nesse caso. Eles são médicos tentando salvar vidas. Depois de um terremoto em Seul que prejudica todo mundo. Muitas pessoas morrerem e outras estão lutando para se salvar. São vários os momentos de tensão. Em diversas partes nem conseguia respirar de tanta tensão. A cena quando o terremoto acontece foi uma delas. Adorei o efeito especial. E acreditei mesmo que estava tendo aquele terremoto. Ver o desespero das pessoas foi muito real. Por mais dramas como esse.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

O Lee Hae Song é o principal. Um médico que luta contra o sistema. Para ele não importa qual é a sua doença. Fará de tudo para salvá-la. Mesmo que não tenha dinheiro para cobrir o tratamento. O que acaba indo contra o diretor do hospital. Que está apenas pensando no poder. Ele foi um personagem que me emocionou bastante. Está com sua mãe em coma e sem perspectiva de acordar. Sem contar que ela precisa de constante atenção. Coisa que somente esse hospital poderia lhe proporcionar. Ver o modo como ele luta por todos e por seus ideais é incrível. Por mais médicos como ele no mundo. Colocou a sua vida em risco em diversos momentos para salvar as vidas. E o sofrimento dele quando não conseguia. Era perceptível que estava se consumindo em culpa. Juntando tudo isso com o Estresse Pós-Traumático. Sua vida acaba sendo uma luta constante. Não consegue ter um momento de alegria. Até a chegada de Jung Ddol Mi.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Ela é a coisa mais fofa de todas. No começo era bem arrogante. Implicando com todo mundo. Fazendo coisas que não era bem de uma médica. Tinha medo de tudo. Não tomava sábias decisões mesmo sabendo que poderia matar o paciente. Mas, no fundo era uma excelente médica. Precisava daquele empurrão. Que teve ao lado do Hae Song. Ela amadurece bastante. Consegue lidar de outra forma com os pacientes. E quase me fez chorar por causa de seu pai. Quando ela vê o perigo que o homem está correndo. E não pode fazer nada para salvá-lo partiu meu coração. Eu entendia completamente seu comportamento. Porque estava se sentindo daquela forma. Estudou para isso, mas não conseguiu fazer nada para ajudá-lo. Queria pegá-la no colo e cuidar. Conseguia trazer a alegria para o drama. Porque se colocava em cada situação engraçada. Porém, tinha seus momentos de tensão. Depois desse papel eu quis ver outros com a atriz.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

E a química entre os dois funcionou perfeitamente. Os personagens se completavam de diversas formas. Mesmo tendo apenas um beijo entre eles. E nem foi o beijo. Eles tiveram momentos mais fortes. Que conectavam muito mais os personagens. No momento em que estavam salvando as vidas. No momento que a Jung Ddol Mi estava ao seu lado. Quando estava tendo um ataque. Ela conseguia ajudá-lo a superar tudo. Os abraços, os sorrisos, as cenas engraçadas. Enfim, a cumplicidade entre os dois tornou esse casal extremamente lindo. Não precisava de muita coisa e eles já sabiam o que estava ocorrendo. Quando ele comete um erro com ela. Nossa faz de tudo para consertar. Porque não pode suportar não ter ela ao seu lado. Quando ela tem que voltar para Busan é um dos momentos mais triste. No entanto, gostei do final dos dois. Não poderia ter acabado de forma melhor.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Os personagens secundários também estavam ótimos. Tinha aqueles que traziam um sorriso no meu rosto. E outros que gostaria de torcer o pescoço. Eu amei o Ahn Dae Gil (Lee Sung Yeol – High School – Love On). Ele estava fazendo a faculdade para trabalhar com seu pai. No entanto, depois começou a ter amor pela a profissão. Querendo salvar mais vidas. Sem contar que rolou um romance com a fofa da Eun So Yul (Kim Jung Hwa – Ugly Cake). Conseguiam se completar também. Sem contar que o Dae Gil era constantemente perturbado pela Jung Ddol Mi por um momento pensei que fosse ter um triângulo amoroso. Ainda bem que não ocorreu. Agora quem eu detestei foi o Yoo Myeong Hyeon (Go Gyu Pil – One More Happy Ending). Um médico detestável que não fazia nada para ajudar os pacientes. Não querendo se envolver em nada. Inclusive no meio disso tudo resolveu ir para casa. Vontade de colocar um pouco de juízo na sua cabeça.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Tinha também o professor. No começo eu não gostava dele. Sempre arrogante se achando superior que todos. Somente por causa dos bons resultados com robótica. Mas, sabia que deveria ter alguma coisa de errada. Porque parecia fazer tudo de propósito. Para que todas as pessoas o odiasse. Inclusive a Park Ji Na (Yoon Joo Hee – IRIS 2). Ele amava a mulher, mas não queria que sofresse ao seu lado. Em alguns pontos foi uma atitude bonita. Mas, ela mostrou que tem muita força para lutar contra tudo isso. Contra todos esses sentimentos dele. No final acabei sentindo pena do personagem. Querendo que tivesse um final melhor. Que conseguisse ser feliz. Que não deixasse que nada o limitasse.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Quem não tinha salvação era o diretor Park Geon. Não adianta que nada me faria gostar dele. Queria ter lucros com o hospital. Mesmo diante de uma situação tão terrível ele não se importava. Não ligava com as vidas que estavam perdendo. Queria mais poder para seu hospital. Sem contar que perseguia o Hae Song de todas as formas possíveis. Nem quando o rapaz fez algo em seu favor ele sossegou. Teve um final muito melhor que o esperado. Porque deveria ter sido mais trágico. Ele destruiu muitas vidas e ainda conseguiu sair por cima. Ter o cuidado de sua filha. E até mesmo carinho. Um homem arrogante e muito nojento. Somente de estar falando sobre ele nessa review já sinto a raiva voltando. Nada do que diga justifica seus atos.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Momentos emocionantes ficaram por conta da equipe de resgate dos bombeiros. Cada resgate lindo que faziam. E alguns até divertidos. Eu controlava as lágrimas com eles. Quando o chefe teve o risco de perder a sua filha. Nossa partiu meu coração. Depois podendo perder a própria vida me deixou em um estado de alerta. Mas, quem teve o momento mais emocionante de todos foi o Lee Woo Seong – bombeiro e irmão mais novo do Hae Song. O amor desses dois irmãos era perceptível. Ainda que brigassem demais. Estou tentando falar sobre eles e sua relação sem dar nenhum spoiler. Mas, fica um pouco difícil. Posso dizer que sinto vontade de chorar apenas de lembrar. E durante dois episódios foi difícil conter minhas lagrimas. Mesmo sem perceber elas escorriam pelo meu rosto. Quando o vídeo gravado apareceu então, nossa pensei que ia me afogar em lágrimas. Ainda bem que ninguém me viu nesse momento. Porque senão iam rir da minha cara. Aqui em casa eles fazem muito isso comigo.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Além de abordarem o que ocorre nos bastidores dos hospitais. Esse jogo de poder. Também mostraram a política do pais. Como eles lidam diante de um problema sério. Jogam toda a culpa para cima de outra pessoa quando algo sai errado. Não se importam com nada. Apenas consigo mesmos. Eu entendia que o Goo Ja Hyu (Cha In Pyo – Endless Love) estava fazendo de tudo para salvar as pessoas. Não estava fazendo politicagem. Ao mesmo tempo pensava que poderia ser um pouco mais solidário. Namorava a médica Joo Ran (Kim Hye Eun – Monster). Ela sim foi uma mulher forte. Perdeu seu filho durante o terremoto, mas foi salvar vidas no hospital. O momento do reencontro foi muito emocionante.

D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM D-Day - #Review | OBLOGDAMARI.COM

Não podia deixar de comentar sobre a ost do drama. Que tinha Wendy e Jung Dong Ha. Eu sou completamente apaixonada pelas músicas do Jung Dong Ha. Ele consegue cantar com tanto sentimento. Então já podem imaginar que no mesmo minuto coloquei ele na minha playlist. Os momentos mais emocionantes ficavam por conta dele. Encantando com a sua voz. Combinava bastante com o momento. A música da Wendy também conseguia emocionar. Mas, a do Jung Dong Ha conseguia me levar as lágrimas junto com as cenas.

Se não ficou claro com esse review eu indico o drama para todo mundo. Tem romance e bastante ação. Os momentos de tensão valem muito a pena. Esse é um daqueles que vou ficar revendo diversas cenas. Menos aquelas que me fizeram chorar. Porque não quero ficar triste nem nada. Mas, vale a pena estar na lista de todo mundo. Não podem deixar de conferir.

Aproveite para conferir os posts abaixo, acho que você também vai gostar...