Sinopse: Como detetive de homicídios de Los Angeles, Peter Decker não vive uma vida normal. Depois de anos na polícia, já viu todo tipo de coisa e nada mais parecia surpreendê-lo. Decker, inclusive, aprendeu que seu trabalho é uma ameaça para aqueles que mais ama, entre elas sua esposa, Rina Lazarus. Mas o melhor investigador da Califórnia é desafiado novamente quando um brutal assassinato múltiplo envolvendo o bilionário Guy Kaffey o enreda em intrigas e mistérios que colocam sua família em perigo mais uma vez.

Ficha Técnica

Olhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Olhos Vendados – Skoob

Titulo Original: Blindman’s Bluff – Goodreads

Autora: Faye Kellerman

Tradução: Carolina Caires Coelho

Editora: Harper Collins Brasil

Ano: 2015

ISBN: 978-85-6951-403-9

Série: Peter Decker e Rina Lazarus | Volume: 23

Número de páginas: 367

Sobre a Autora

Olhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Kellerman participou da UCLA (Universidade da Califórnia, Los Angeles), onde obteve o bacharelado em Matemática em 1974. Quatro anos mais tarde, ela recebeu seu Doutorado em Cirurgia Odontológica. Naquela época, ela “tinha a intenção de prosseguir uma carreira como dentista”. Apesar de sua intenção, ela nunca praticou odontologia e era uma dona de casa antes de publicar seu primeiro romance. Num ensaio de 1997, ela diz que não pode identificar a metamorfose de higienista oral a escritora de ficção policial, mas vários fatores que a guiaram para a escrita de mistério eram: “um desejo de justiça, uma natureza desconfiada, uma imaginação fértil, e, Naturalmente, uma propensão para o bizarro. “

Opinião da Nathy

A capa foi que me chamou a atenção em um primeiro momento. Depois de ler a sinopse fiquei bem instigada. Querendo saber o que poderia acontecer com os personagens. Ainda mais porque o principal é bem no estilo de personagem que gosto. Porém, eu tive uma dificuldade em me identificar com os personagens. Isso eu acho que se deve ao fato de ser o volume 18 de uma série. Eu acredito que se fosse lançado na ordem eu teria tido uma maior identificação com os personagens. Porque eles pareciam bem entrosados. Cada um já se conhecia e entendia o trabalho do outro. Eu fiquei um pouco perdida nas relações. Mas, no mistério consegui me envolver muito bem. Ao ponto de descobrir logo de quem se tratava.

Olhos Vendados conta a história de Peter Decker. O melhor detetive de todos. E aquele que apenas pega casos difíceis. Ele sabe que sua vida não tem nada de normal. Apesar de ter uma linda família ao seu lado. Justamente por causa do seu trabalho teme diariamente pela a vida delas. Em uma madrugada é chamado para trabalhar em um caso extremamente importante. Uma família rica foi assassinada. Apenas os dois filhos conseguiram escapar. Um deles com um grave ferimento de bala. Decker vai até o fundo para descobrir quem foi capaz de fazer isso com essa família. O que ele não esperava era colocar um grande alvo na sua própria.

A narrativa é feita em terceira pessoa. Com o foco principalmente no Decker. Em alguns momentos muda para a sua esposa Rina. E para outros momentos importantes no livro. Esse foi meu primeiro contato com a autora e gostei bastante. Queria muito ler os volumes anteriores da série. A escrita dela é rápida e fluída. Eu imaginava que fosse demorar um pouco mais na leitura. Foi uma surpresa quando cheguei ao final. E que é muito bom.

As duas vozes eram graves e exigentes.

Eu gostei bastante do estilo de Decker. Não é um homem arrogante nem prepotente. Consegue ter seu trabalho realizado da melhor maneira. Coloca as pessoas em seus devidos lugares. Não abaixa a cabeça diante da adversidade. Mesmo vendo o risco que sua família corria foi até o final. Não ia deixar o assassino escapar ileso. Um homem muito forte. Com uma ótima personalidade. Ele tem seu jeito sério e protetor. Mas, também tem seus momentos descontraídos. O que eu mais gostei foi que não resolveu o caso sozinho. Teve ajuda de todos os lados. Por mais esperto que fosse teve a contribuição de todos. Principalmente das testemunhas. Em alguns livros eles colocam o principal como o melhor de todos. Nesse caso ele valoriza muito a sua equipe.

Não é um caso novo. Pelo menos para quem está acostumado a ler romance policial. Uma família é assassinada e somente Grant e Gil – os filhos do casal – escapam. Obviamente você começa a desconfiar deles. Porque como conseguiram escapar desse ataque. Porém, eu não costumo ir para o óbvio. Tento olhar um pouco além. Mesmo quando a autora tenta confundir. Gostei bastante da relação do Grant com o Gil. O que poderia torná-los ainda mais suspeito. Com tanto amor envolvido. No começo eu fiquei instigada no porque conseguiram sobreviver. Mas, logo estava juntando outras peças.

O assassino em si pensava ser muito esperto. Eu adoro quando eles são desse jeito. Porque torna a vitória do principal ainda melhor. Ele sim era arrogante. Acreditava que poderia escapar dos assassinatos. Que nem ao menos seria um suspeito do Decker. Porém, o detetive tem um olho muito afiado. Conforme, ele foi juntando as peças. Eu fiquei muito feliz em saber que tinha acertado. Apenas precisava das provas para mostrar que era ele. Porque o motivo estava bem claro. Do que se tratava esse assassinato. Mesmo tudo sendo bem claro eu fiquei instigada. E gostei bastante da forma como a investigação foi desenvolvida.

Os corredores pareciam labirintos e provavelmente podem ter confundido a fuga de qualquer ladrão.

Como não gostar da Rina – esposa de Decker. Ela é uma mulher muito inteligente. Que compreende as dificuldades do trabalho de seu marido. Eu adorei como ela conseguia entender que ia chegar tarde. Ou que não poderia ir para casa. A forma como cuidava dele. Para que não tivesse que se preocupar com nada além do caso. E o Decker mesmo focado ainda pensava em sua mulher. Ainda mais quando ela acabou envolvida no seu caso. O amor dos dois estava bem claro em cada uma das linhas. Eu acredito que é assim que deve ser um casamento.

E gente como o Tom Sorridente me confundiu nesse livro. Ele é um homem que está trabalhando no mesmo tribunal que a Rina. E de alguma forma consegue envolver a Rina no caso do Decker. Tudo porque ele é cego e precisa verificar uma coisa. Fiquei o livro inteiro pensando em qual lado ele estava. Em alguns momentos chegava a ficar com pena dele. Ainda mais quando estava aparentemente com medo. Estava um tanto paranoico pensando que todo mundo estava atras dele. E em outros momentos pensava que sabia exatamente o que estava aprontando. Por isso gostei tanto dele.

Puxa, que esposa bacana

Eu recomendo apenas esse livro para quem gosta de romance policial. Mesmo sendo o volume 18 da série vale a pena conferir. A escrita da autora é muito boa. Acaba te prendendo do começo até o final. Eu espero que a editora lance os próximos livros dela. E os volumes anteriores dessa série.

Quote Favorito

Olhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

O que me fez querer ler esse livro foi a capa. Eu gostei dos tons como pôr do sol. A casa na beira do penhasco. Ainda que não tenha feito muita ligação com a história. Talvez porque estava tão envolvida que nem conseguia pensar nisso. Mas, gostei de como tudo ficou. O nome da autora ficou em destaque. No entanto, não apagou o destaque do nome do livro. Não precisou de muito para que a capa ficasse linda e chamativa.

Olhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Não tem nenhuma marcação quando ocorre mudanças de cenário dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Olhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMOlhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMOlhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMOlhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMOlhos Vendados - Faye Kellerman - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • The Ritual Bath – Peter Decker e Rina Lazarus #01 – N/A
  • Sacred and Profane – Peter Decker e Rina Lazarus #02 – N/A
  • Milk and Honey – Peter Decker e Rina Lazarus #03 – N/A
  • Day of Atonement – Peter Decker e Rina Lazarus #04 – N/A
  • False Prophet – Peter Decker e Rina Lazarus #05 – N/A
  • Grievous Sin – Peter Decker e Rina Lazarus #06 – N/A
  • Sanctuary – Peter Decker e Rina Lazarus #07 – N/A
  • Justice – Peter Decker e Rina Lazarus #08 – N/A
  • Prayers for the Dead – Peter Decker e Rina Lazarus #09 – N/A
  • Serpent’s Tooth – Peter Decker e Rina Lazarus #10 – N/A
  • Jupiter’s Bones – Peter Decker e Rina Lazarus #11 – N/A
  • Stalker – Peter Decker e Rina Lazarus #12 – N/A
  • The Forgotten – Peter Decker e Rina Lazarus #13 – N/A
  • Stone Kiss – Peter Decker e Rina Lazarus #14 – N/A
  • Street Dreams – Peter Decker e Rina Lazarus #15 – N/A
  • The Burnt House – Peter Decker e Rina Lazarus #16 – N/A
  • The Mercedes Coffin – Peter Decker e Rina Lazarus #17 – N/A
  • Olhos Vendados – Peter Decker e Rina Lazarus #18 – Lançado em 2015
  • Hangman – Peter Decker e Rina Lazarus #19 – N/A
  • Gun Games: A Decker/Lazarus Novel – Peter Decker e Rina Lazarus #20 – N/A
  • The Beast – Peter Decker e Rina Lazarus #21 – N/A
  • Murder 101 – Peter Decker e Rina Lazarus #22 – N/A
  • The Theory of Death – Peter Decker e Rina Lazarus #23 – N/A

N/A – Sem previsão de lançamento no Brasil.

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Harper Collins Brasil. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.