Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) – Diana Gabaldon – #Resenha

Home/Livros/Resenhas/Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) – Diana Gabaldon – #Resenha

Sinopse: Será possível alterar o passado?

Após tomar a difícil decisão de deixar a filha no século XX e viajar no tempo novamente para reencontrar seu grande amor, Claire Randall tem mais um desafio: criar raízes na América colonial do século XVIII ao lado de Jamie Fraser. Eles partem rumo à Carolina do Norte para encontrar um novo lar e contam com a ajuda de Jocasta Cameron, tia de Jamie e dona de uma propriedade na região.

Enquanto isso, em 1969, Brianna Randall se une a Roger Wakefield, professor de história e descendente do clã dos MacKenzie, para encontrar as respostas sobre as próprias origens e sobre Jamie, o pai biológico que nunca conheceu. Em meio às buscas, ambos encontram indícios de um incêndio fatal envolvendo os pais de Brianna. Mas Roger não pode lhe contar isso, porque sabe que a namorada tentaria voltar no tempo e salvá-los. Por outro lado, Brianna também não compartilha sua descoberta, pois tem certeza de que Roger tentaria impedi-la. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Outlander: Os Tambores do Outono – Parte I – Skoob

Titulo Original: Drums of autumm – Goodreads

Autora: Diana Gabaldon

Tradução: Carolina Caires Coelho

Editora: Arqueiro

Ano: 2016

ISBN: 978-85-8041-508-7

Série: Outlander | Volume: 04

Número de páginas: 569

Sobre a Autora

Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMEscri­tora ame­ri­cana de ascen­dên­cia mexicano-americana e inglesa. Gabal­don é autora da famosa série Outlan­der. Os seus livros são difí­ceis de cata­lo­gar den­tro de um género espe­cí­fico, pois con­têm ele­men­tos de fic­ção român­tica, fic­ção his­tó­rica e fic­ção cien­tí­fica (sob a forma de via­gens no tempo). Os seus livros já foram publi­ca­dos em 23 paí­ses e tra­du­zi­dos para 19 lín­guas.

Opinião da Nathy

Eu gosto bastante dessa série de livros. Inclusive estou curtindo muito a adaptação na tv. Que já está na sua segunda temporada. Estava muito empolgada esperando a continuação da história. Já estava preparando o coração para o sofrimento. Porque algo sempre tem que acontecer com a Claire e o Jamie. Não conseguem ser felizes todos os momentos. Isso é bom porque gera aquela tensão no decorrer do livro. Porém, essa primeira parte não conseguiu me envolver tanto. Parecia que a história não estava caminhando para nenhum lugar. Era apenas os dois vivendo o seu dia a dia. E não foi muito interessante para a minha pessoa.

Em Outlander: Os Tambores do Outono Claire e Jamie estão tentando se estabelecer na América. Querendo deixar todo aquele passado sofrido para trás. Começar uma nova vida. Para isso contam com a ajuda de Jocasta Cameron – tia de Jamie. Que não se encontravam por muitos anos. Enquanto, Jamie tem seus planos em mente. Jocasta tem outros que podem colocar novamente a vida do rapaz em perigo. Ainda mais nesse novo mundo. Para Claire a situação é ainda mais complicada. Mesmo estando feliz ao lado do homem que ama. Sente uma saudade imensa de sua filha. Brianna ficou no futuro. A saudade que sente de sua filha é muito grande. O que ela não sabe é que Brianna se sente da mesma forma. Por isso busca consolo nos livros e na história. Isso até descobrir Roger descobrir que seus pais podem morrer em um incêndio. Deixando o rapaz confuso sobre o que deve fazer. Contar para a mulher que roubou seu coração e vê-la sofrer. Ou apagar para sempre os indícios dos dois na história.

A escrita da autora é muito boa. Por mais que descreva cada passo dos personagens não deixa cansativo. Acaba envolvendo o leitor de uma maneira maravilhosa. Instigando a saber o que mais pode acontecer. Quando finalizei a leitura fiquei com aquela sensação de vazio. Precisando muito saber o que mais eles vão aprontar. Se terá um final feliz ou se vou me acabar em lágrimas. Ainda mais porque tem muitos outros livros. A narrativa é feita em primeira pessoa nos momentos que está focado em Claire e Jamie. E em terceira pessoa quando está focando em Brianna e Roger. Gostei muito disso porque assim não ficava confusa nos momentos da história. Se tudo fosse em primeira pessoa ia achar que tudo era a Claire de algum jeito.

Eu senti, de uma vez, muito vulnerável e ainda totalmente segura. Mas sempre me senti assim com Jamie Fraser.

Continuo gostando muito do jeito da Claire. Ela aparenta ser uma mulher fria e tudo mais. Porém, eu acho que ela tem um coração enorme. Sempre preocupada com as pessoas ao seu redor. Mesmo com aquelas que não gosta. Ajudando a salvar a vida daqueles que precisam. Uma mulher muito determinada e forte. Tem seus problemas com a época por causa de onde veio. O que é totalmente compreensível. Tinha amigos negros que podiam fazer o que desejar em uma época. E na outra são tratados como animais. Compreendo totalmente a sua revolta. Gosto do modo como enfrenta os costumes deles. Inclusive o Jamie quando quer controlar a sua vida. Entende que ele apenas quer protegê-la. No entanto, é uma mulher independente.

Já o Jamie na minha concepção mudou um pouco. Ele não tem mais aquele ar inocente e divertido do primeiro livro. O que não é ruim. Conseguiu amadurecer muito com tudo o que passou. Tem muito sofrimento em seu coração. Mas, também um amor muito grande por Claire. Capaz de fazer qualquer coisa por ela. E qualquer coisa mesmo inclusive colocar a sua vida em risco. Prefere se machucar a vê-la com um arranhão. Ainda tenho um amor muito grande pelo personagem. E aos poucos parece que está se soltando mais. Mas, parece que vive com um medo dentro dele. Talvez de perder a Claire de novo. Ter que passar toda a sua vida longe dela. Gosto muito do seu jeito protetor. Poderia maneirar um pouco. Ainda assim ele é bem cuidadoso. Um verdadeiro companheiro para a Claire.

Nesse livro é possível ver força do amor dos dois. Mesmo com anos separados conseguiram manter firme seu amor. O Jamie deixou claro que nunca deixaria de amar a Claire. Não importava qual o tempo eles estivessem. Eu sentia como se estivesse no primeiro livro. Com os dois em todos os momentos se tocando. Proclamando o amor que sentem um pelo outro. Algo que gosto muito é que a autora descreve as cenas mais quentes de um jeito nada vulgar. O desejo que sentem está claro. Mas, acima de tudo o amor. Que não estão fazendo algo de um modo vazio. Por isso torna tudo mais intenso.

Você é a minha coragem, assim como eu sou sua consciência. Você é meu coração, e eu, sua compaixão. Sozinhos, não somos inteiros.

Gente como eu gosto do Ian. Ele é um menino muito fofo. Querendo mostrar em diversas situações que é um homem formado. Que sabe dos perigos e ainda assim quer se arriscar. Prefere viver ao lado de seu tio Jamie. Quer mostrar que pode fazer todas as coisas que os outros fazem. Gosto dessa sua determinação. Apesar de em alguns momentos ser mais teimosia mesmo. E a sua amizade com Rollo é muito fofa. Adorei os dois juntos. Espero que nada de ruim aconteça com nenhum dos dois nos próximos livros. São muito companheiros.

Não gostei foi da presença de lorde John. Não adianta que não consigo gostar do personagem. Eu sempre acho que tem algum plano obscuro. Não gosto que o Jamie confie tão cegamente nele. Sei que está criando Willie – o filho de Jamie. Mas, fico com receio de ele usar o menino contra o Jamie. Apesar de parecer que tem um profundo amor pelo rapaz. Mesmo que no final da série ele seja maravilhoso. Não vou conseguir confiar nele. Da mesma forma que não confio na Jocasta. Ela aparenta amar muito o sobrinho. Mas, até que ponto irá esse amor. Ainda mais se seus planos não derem certo. Não consigo confiar em algumas pessoas nesses livros. Tenho a impressão de irão trair uns aos outros a qualquer momento.

Agora mal vejo o momento de Roger e Brianna ficarem juntos. Eu torço muito por eles desde que se conheceram. Roger nutre fortes sentimentos pela a moça. Mas, ela parece ainda muito receosa em se deixar levar. Ainda mais depois de ver tudo o que sua mãe passou. Ela precisa um pouco da coragem de Jamie e Claire. Porém, com Roger escondendo o segredo dela não sei quanto tempo esse romance irá durar. Porque ela está determinada em encontrar a história de sua mãe e de seu pai. Isso é algo que gosto muito nela. Por mais que tenha medo do que irá descobrir quer saber. O fato é que eles estão mortos. Impossível conseguirem viver por mais de duzentos anos. Mas, consigo entender a curiosidade dela.

Tudo bem, Roger arriscaria sua alma por ela,e por vontade própria.

Obviamente eu recomendo os livros dessa série. Sei que são grandes, mas vale muito a pena. Tem bastante romance. Mas, também cenas de ação. Momentos marcantes e chocantes. Os livros devem ser lidos na ordem senão terá spoilers. E também não irá entender a história. Aproveita que ainda está no começo da série. Eu já estou na expectativa dos próximos volumes.

Quote Favorito

Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu amo as capas dessa série. Apenas não gostei do segundo livro porque ficou muito escura. Mas, essa está perfeita. Os tons combinaram bastante. O nome do livro em grande destaque. Assim como qual é o volume da série. O nome da autora tem seu destaque sem ofuscar. Combinou bastante com o conteúdo do livro. Eu apenas acho que a moça está muito nova para ser a Claire. Talvez seja a Brianna. Enfim, ficou tudo muito bem feito.

Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples e segue o padrão dos volumes anteriores. Cada capítulo começa em uma nova página. Tem um símbolo na divisão das partes da história. As páginas são amarelas e grossas. Teve alguns erros, mas nada que atrapalhasse a minha leitura.

Nota da Nathy

Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Outlander: Os Tambores do Outono (Parte I) - Diana Gabaldon - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.

About the Author:

Nathalia Garcia - A Nathy! Tem 26 anos e é formada em Psicologia. Seu maior vício são os livros, ela sempre está se arriscando em um novo desafio literário. Romances policiais são os seus favoritos. Nos últimos anos também se tornou uma apaixonada por séries. Once Upon a Time e Criminal Minds são algumas das suas séries prediletas.

Os comentários são previamente moderados, mas eles são muito importantes para nós! Então comentem! =)