Sinopse: Todos que Celaena Sardothien amou lhe foram tirados. Mas finalmente chegou a hora da retribuição. A vingança promete ser tão dura quanto o aço da Espada de Orynth — a espada de seu pai. Finalmente Celaena retornou ao império; por justiça, para resgatar seu reino e confrontar as sombras do passado.

A assassina está morta. Ela abraçou a identidade de Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Mas antes de reclamar o trono, precisa lutar. E ela vai lutar. Por seu primo, a Puta de Adarlan, o general do Norte… um guerreiro preparado para morrer por sua soberana; por seu amigo Dorian, um príncipe preso em uma inimaginável prisão; por seu povo, escravizado por um rei cruel e à espera do retorno triunfante de sua líder; por seu carranam e a libertação da magia.

Ao avançar em seu plano, no entanto, Aelin precisa tomar cuidado com velhos inimigos. E abrir o coração para novos e improváveis aliados. Tudo isso enquanto os valg continuam trabalhando nas sombras. E Manon Bico Negro, a Líder Alada das Treze, treina suas bestas voadoras. Mas é de Morath, a fortaleza montanhosa do Duque de Perrington, que uma ameaça como nenhuma outra promete destroçar seu grupo de rebeldes e sua corte recém-formada. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Trono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Trono de Vidro: Rainha das Sombras – Skoob

Titulo Original: Queen of Shadows – Goodreads

Autora: Sarah J. Maas

Tradução: Mariana Kohnert

Editora: Galera (Galera Record)

Ano: 2016

ISBN: 978-85-01-10684-1

Série: Trono de Vidro | Volume: 04

Número de páginas: 643

Sobre a Autora

Trono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Ela tem 26 anos e vive na Califórnia. Ao longo dos dez anos que passou desenvolvendo o mundo de Trono de vidro, desenvolveu uma doentia paixão por filmes da Disney e música pop ruim. Ela adora contos de fadas, bebe café demais e vê muito lixo na TV. Quando não está escrevendo seus livros, pode ser encontrada explorando a costa da Califórnia.

Opinião da Nathy

Assim que esse livro chegou passei na frente de todos. Porque estava muito curiosa sobre o destino de Aelin. Como tudo iria ocorrer. Como conseguiria salvar seus amigos e ainda voltar para seu amor. Conforme, comecei o livro fui ficando mais empolgada. Porém, chegou na metade dele e tive a impressão de que nada ocorreu de verdade. Que estavam rodando em um mesmo ponto. Não tinha necessidade de um livro tão grande. A história em um ponto se tornou densa e cansativa. Boa parte dela eu via como enrolação. Isso é um problema com essa série. Em alguns momentos é extremamente empolgante. E em outros muito cansativa. Por isso vivo uma relação de amor e ódio.

Trono de Vidro Rainha das Sombras continua do ponto que acabou o anterior. Aelin está de novo em Adarlan e pronta para lutar contra o rei. Recuperar seus amigos. Libertar a magia. E finalmente voltar par Rowan e seu reino. Porém, os planos do rei podem atrasar um pouco a sua decisão. Com uma guerra se aproximando Aelin terá que adaptar seus planos. Isso se quiser sobreviver junto com seus amigos. Enquanto isso, Chaol não sabe em quem pode confiar. Tudo o que tem em mente é ajudar o príncipe Dorian. Precisa que ele esteja no poder para a paz reinar novamente em Adarlan. O que ele não esperava é que parece que Dorian se foi há muito tempo. O príncipe está travando a maior luta de sua vida. E ninguém parece ser capaz de ajudá-lo. Somente a sua força pode libertá-lo.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco mudando entre os personagens. Gosto dessa forma de narrativa porque não se perde nada na história. Apesar de que teve algumas revelações nesse livro que não estava esperando. E nos livros anteriores nem tinha dado indicios disso tudo. Enfim, como disse antes tenho um problema com os livros da autora. Porque a narrativa fica boa até certo ponto. Depois fica muito cansativa. Para então perto do final tudo se tornar melhor. O único problema é que está terminando e tem que esperar até o próximo volume ser lançado.

Eu gostaria de rasgar a barriga daquele verme.

Em boa parte do livro eu senti que a força da Aelin tinha ido embora. Ela ficava se lamentando pelas as coisas que não conseguia fazer. Até que chegava um momento decisivo e ela conseguia contornar tudo. Eu fiquei impressionada com a sua inteligência. Mesmo quando queria matar as pessoas. Primeiro arrumava um jeito de eles pensarem que estava derrotada. Para então dar o bote. Gostei ainda mais dela nesse livro. Porque conseguiu crescer bastante desde o livro anterior. Após descobrir quem é Aelin de verdade. Gosto muito mais dela do que de Caelena. Ainda bem que assumiu a identidade de Aelin e não mudou de ideia.
Meu receio era que quando voltasse para Adarlan seus sentimentos mudassem de novo. Porque ela muda de par como troca de roupa. Fica difícil torcer por alguém desse jeito. Ainda mais porque o Rowan estava do outro lado do oceano. Estava já com saudades dele. Mas, quando esse guerreiro aparece. E nossa fica impossível não morrer de amores. Ele tem uma força incrível. Consegue analisar cada pequeno detalhe. Tenta não deixar as emoções ficarem em seu caminho. Inclusive mostra para os outros personagens como deve se manter firme. Mesmo quando a situação não parece favorável.

Fiquei com a sensação de que ela ia acabar se envolvendo com o Aedion. Mesmo ele sendo o primo dela. Os dois agem de uma forma muito diferente. O Aedion fica babando por ela em todos os momentos. Até pensei que ela era um de exagero da parte dele. Porque era como se a Aelin fosse alguma deusa. Como se fosse a resolução de todos os seus problemas. O que me deixava bem irritada. Parecia uma criança recuperando seu brinquedo. Nem parecia um guerreiro realmente. Precisava de algumas boas lições.

Continua tendo bastante romance. Não somente com a Aelin. Mas, com outros personagens também. Fiquei um pouco surpresa com um novo casal que se formou. Quero ver mais deles no próximo volume. Acredito que será decisivo no desfecho do livro. Gosto de como a autora consegue balancear o romance com o lado da guerra. Meus momentos de alegria ficavam sempre por conta do Rowan. Sempre que fazia um gesto pela a Aelin eu ficava com um sorriso o rosto. Algo que vinha facilmente. Mas, com os outros que ela teve envolvimento eu ainda ficava com receio. Gostei bastante de como foi lidado tudo.

O beijo foi lento, completo. Como se tivessem todo o tempo do mundo.

Dois personagens que não gostava era da Lyssandra e do Rei dos Assassinos. Estavam sempre de graça para cima da Aelin. Como se o mundo girasse ao redor deles. Com esse livro passei a gostar muito mais da Lyssandra. Perceber a sua história de vida. E o que fez pela a Evangeline. E simplesmente maravilhoso. Uma mulher de grande valor. Que acabou sofrendo bastante nas mãos do Rei dos Assassinos. E também de outras pessoas. Gostei demais do seu desfecho e espero vê-la nos próximos livros. Do mesmo jeito que gostei muito do desfecho do Rei dos Assassinos. Ele merecia tudo o que teve. Um homem detestável que pretendia usar tudo em seu poder para ter a Aelin ao seu lado.

O Chaol me irritou demais nesse livro. Nada do que a Aelin fazia parecia ser bom o suficiente. Sempre tinha que desconfiar das atitudes da rainha. Como se ela fosse traí-los em algum momento. Sendo que estava fazendo tudo por eles. Pelas pessoas que amava. Ele foi muito cínico. Não pensava nos outros. Apenas em aliviar a culpa que sentia em seu peito. Por isso gostei tanto da Nesryn. Uma guerreira com uma força incrível. Conseguia colocar um pouco de juízo na cabeça dele. Mesmo quando tudo parecia perdido. Porém, eu acho que se pudesse bateria bem forte na cabeça dele. Para não ser mais tão teimoso e escutar as outras pessoas.

Assim como eu estava querendo gritar com o Dorian. Ele estava preso em um lugar muito escuro. Ninguém parecia ser capaz de alcançá-lo. Ficava querendo que ele lutasse. De alguma forma conseguisse dominar o que estava errado. Do mesmo jeito que a Manon fazia. As coisas não estavam bem para as bruxas. Ela resolveu acordar e ajudar o seu clã. Por isso gostei quando essas duas forças de algum jeito se uniram. Estava esperando algo muito mais dessa amizade. Se é que se pode chamar de amizade. No entanto, gostei bastante de como conseguiram encontrar forças e lutar contra tudo. E acho que terá muito mais disso pela frente.

Mesmo de longe, os olhos do capitão se fixaram nos de Aelin. Ele não sorriu.

Quem já iniciou essa série não pode deixar de conferir Rainha das Sombras. Apesar de ter algumas partes desnecessárias. É uma excelente leitura. E ainda faz com que fique na expectativa dos próximos volumes. Se não conhece não perca mais tempo. Comece a ler nesse momento. Ainda mais se é fã de livros de fantasia. Com uma mocinha que cresce a cada novo obstáculo como uma verdadeira rainha.

Quote Favorito

Trono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu gosto bastante dessas capas. Com a mulher na frente de um jeito guerreiro. E na contracapa como uma dama. Mostrando toda a força da Aelin. Nesse volume o nome da série quase não aparece. Assim como o nome do livro. Ficou pequeno e apagado. Mas, o restante eu gostei bastante. A diagramação segue o padrão dos demais livros. Cada capítulo inicia em uma nova página. Tem uma marcação quando ocorre mudanças de cenas. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Trono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nota da Nathy

Trono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTrono de Vidro Rainha das Sombras - Sarah J. Maas - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Trono de Vidro – Lançado em  2013 – Resenha
  • Trono de Vidro Coroa da Meia-Noite – Lançado em 2014 – Resenha
  • Trono de Vidro Herdeira do Fogo – Lançado em 2015 – Resenha
  • Trono de Vidro Rainha das Sombras – Previsão de lançamento em 2016

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.