Sinopse: Advogado em Boston, Eli Landon acabou de passar por um ano intenso. Após ser inocentado pelo assassinato de Lindsey, sua ex-mulher, ele se muda para a casa desocupada de sua avó em Whiskey Beach: Bluff House, um casarão que há mais de trezentos anos atua como guardião inabalável do litoral… e de seus segredos. Tudo o que Eli deseja é um pouco de paz e tranquilidade para trabalhar em seu romance. Mas, quando chega em Bluff House, ele descobre que sua avó incumbira a casa e Eli aos cuidados da jovem vizinha, Abra Walsh. Eli acredita ser capaz de cuidar de si mesmo, mas, conforme se vê gradualmente cedendo às palavras amáveis e refeições apetitosas de Abra, os dois passam a se ver presos em um emaranhado que se estende por séculos e que tem seduzido aquele cujo maior desejo é destruir a vida de Eli de uma vez por todas.

Ficha Técnica

A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: A Casa da Praia – Skoob

Titulo Original: Whiskey Beach – Goodreads

Autora: Nora Roberts

Tradução: Paulo Afonso

Editora: Bertrand Brasil (Grupo Editorial Record)

Ano: 2016

ISBN: 978-85-286-2051-1

Número de páginas: 475

Sobre a Autora

A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nora Roberts (nascida Eleanor Marie Robertson a 10 de Outubro de 1950) é uma escritora norte-americana, autora de best-sellers românticos. Foi a primeira mulher a figurar no Romance Writers of America Hall of Fame. Autora de maior destaque da lista de best sellers no New York Times e a primeira a ser escolhida para a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, Nora Roberts é considerada uma pintora de palavras que a cada pincelada, dá vida a personagens cheios de energia e vigor. Escritora metódica e insaciável, Nora já publicou mais de 160 romances, a maior parte no gênero suspense romântico, traduzidos para 25 idiomas e editados em todo o mundo. Sua alta popularidade como romancista advém do grande talento que possui para sensibilizar o leitor ao escrever narrativas de suspense que também falam sobre turbilhão de emoções que acontecem quando entramos em contato com nossos sentimentos mais profundos, principalmente amor e paixão.

Opinião da Nathy

Quem acompanha as resenhas no blog sabe como sou fã da Nora. Quando tem lançamento de livros dela eu já fico na expectativa. Infelizmente A Casa da Praia não conseguiu me cativar. Não deve ter sido o momento certo para fazer a leitura. Mas, não estava envolvida com os personagens. Apesar de continuar sendo uma ótima história. Com todos os elementos da escrita da Nora. Talvez em um outro momento eu fique totalmente encantada. Ainda assim consegui gostar da história. Do desenvolvimento dela.

O livro conta a história de Eli Landon e Abra Walsh. Ele era um conceituado advogado criminalista. Parecia que tinha a vida perfeita. Afinal tinha um ótimo emprego e uma mulher maravilhosa ao seu lado. Isso até que ela é assassinada. E Eli se torna o principal suspeito. Um ano depois sendo inocentado de todas as acusações Eli se muda para a casa de sua avó. Passa a tomar conta da mesma, enquanto sua avó se recupera de um acidente. Nisso ele conhece Abra. Ela toma conta da casa de sua avó. Fazendo todo o trabalho doméstico. E conforme cuida da casa e de Eli consegue penetrar o coração desse homem. O problema é que alguém não deseja que Eli seja feliz. Sendo até mesmo capaz de matar.

A narrativa é em terceira pessoa. Com o foco nos principais. Em poucos momentos muda o foco para o “assassino”. Eu gosto dessa diversidade. Ainda mais quando não ocorre de um jeito que confunde o leitor. A escrita da Nora continua sendo muito boa. A história flui de uma maneira muito gostosa. Em alguns momentos ela descreve cada pedaço da cena. O que poderia tornar cansativo. Mas, consegue capturar a atenção do leitor.

Eli perambulou pela a casa, esperando que isto o ajudasse a se orientar.

O Eli é o tipo de mocinho que consegue me intrigar e irritar. No começo ele era muito apático. Aceitando tudo o que a vida jogava em cima dele. Estava se conformando com as coisas quando deveria lutar. No decorrer do livro conseguiu amadurecer bastante. Agir de uma forma que parecia mesmo com um dos mocinhos da Nora. Mas, até conseguia entender porque não tinha vontade de fazer muitas coisas. Não eram situações fáceis de enfrentar. Ele foi me encantando conforme fazia a leitura do livro.

Já Abra é uma mulher muito forte. Passou por algo muito complicado no passado. No entanto, não permitiu que isso determinasse a sua vida. Enfrentou seu passado de frente conseguiu um recomeço. Uma mulher bem ativa. Tem vários empregos e faz tudo com muito amor e dedicação. Eu gostei demais dela. A forma como conseguiu despertar o Eli foi demais. Não ficou esperando por ele. Simplesmente foi atrás daquilo que desejava. Gosto quando as mocinhas são desse jeito. Não ficam chorando pelo leite derramado.

O romance dos dois foi bem trabalhado. Como geralmente ocorre nos livros da autora. Com a diferença que dessa vez a Abra tomou as rédeas da situação. Não se importou que ele estava diante de alguns problemas. Ela simplesmente queria ficar com ele. Não desistiu até que conseguiu. Gosto da forma como o romance fica na medida certa com o mistério.

Se ele a tivesse tocado de novo, se ele lhe tivesse pedido que não saísse… ela chegaria bem tarde no trabalho.

Por falar no mistério tem dois nesse livro. Quem matou a esposa do Eli e quem está atormentando a sua vida. Sempre gostei de livros de mistérios. E acho que a Nora consegue mesclar as duas coisas facilmente. Mesmo que o leitor consiga descobrir quem é o responsável por tudo rapidamente. Ela consegue envolver no mistério. Coloca as pistas no momento certo. Eu fiquei com muita raiva da pessoa que estava invadindo a casa. Porque não estava pensando direito e agindo de uma forma que nossa nada justificava. Agora quem matou a esposa dele deu pena. Mas, tem que pagar por seus crimes.

Claro que não podia faltar nos livros aquelas cenas mais divertidas. Eu amei a avó do Eli. Ela sabia exatamente o que fazer para ajudar o seu neto. Uma senhora bem ativa. Quem dera fosse como ela na minha idade. Não faço nem 1% das coisas que ela faz. Os amigos da Abra também foram bem divertidos. No entanto, ficaram mais envolvidos com a parte do mistério. A melhor de todas foi Barbie. Muita linda e fofa. Roubou todas as cenas para si. Fiquei completamente apaixonada por ela.

Mas Barbie se pôs de pé, com a alegria brilhando nos olhos. 

Apenas por ser livro da Nora eu já recomendo. Ela não decepciona em suas histórias. E o melhor de tudo é que esse é livro único. Então não fica naquela ansiedade esperando os próximos volumes. Uma leitura que vale a pena.

Quote Favorito

A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa passa aquela sensação de tranquilidade descrita no livro. No entanto, não acho que chame atenção. As cores são um tanto apagadas. Não tem vida nela. O nome da autora está em destaque. O que é um ponto positivo nesse caso. Porque quem é fã irá se interessar uma vez que ver o nome da autora. Mas, eu acho que faltou aquele algo há mais na capa.

A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Tem marcação quando ocorre mudanças de cenas dentro do mesmo capítulo. As páginas são brancas. Eu não tenho preferência, mas algumas pessoas se incomodam. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM A Casa da Praia - Nora Roberts - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Grupo Editorial Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.

Aproveite para conferir os posts abaixo, acho que você também vai gostar...