Sinopse: Mia Galliano e Ethan Vance se conhecem em um bar e a química entre eles é inegável e imediata. Uma coisa leva a outra, e na manhã seguinte Mia acorda na cama de Ethan com a maior ressaca do mundo.

E aí as coisas ficam complicadas. Tanto Mia quanto Ethan estão atrasados para uma entrevista de emprego. E é quando notam a maior coincidência de todas: os dois estão competindo pela mesma vaga no departamento de marketing da Boomerang, um site de relacionamentos. Será que vão conseguir ignorar o desejo que sentem um pelo outro? E quem vai ficar com a cobiçada vaga no marketing? Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Boomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Titulo Nacional: Boomerang Skoob

Titulo Original: Boomerang – Goodreads

Autora: Noelle August

Tradução: Ana Carolina Mesquita

Editora: Galera (Galera Record)

Ano: 2016

ISBN: 978-85-01-10578-3

Série: Boomerang | Volume: 01

Número de páginas: 348

Sobre a Autora

Boomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Noelle August é o pseudônimo das autoras Lorin Oberweger e Veronica Rossi. Lorin é editora e já trabalhou como ghostwriter em diversos projetos. Veronica Rossi é a autora do best-seller Sob o céu que não existe.

Opinião da Nathy

Estava precisando de uma leitura bem leve e divertida. Depois de ter lido romances mais quentes ou com muito drama. Não iria aguentar ler mais uma vez algo dramático. Boomerang foi uma leitura bem refrescante. Atingiu as minhas expectativas. Um romance muito bem trabalhado e desenvolvido. Com seus momentos divertidos e com alguma tensão. Fazia tempo que não lia algo tão bom. Que não tivesse todo aquele drama e demora na história. Tudo foi trabalhado em seu devido tempo.

Boomerang conta a história de Ethan Vance e Mia Galliano. Eles se conhecem uma noite em um bar. Os dois passam a noite juntos. Na manhã seguinte Mia não consegue nem se lembrar do nome dele. Muito menos o que fizeram na noite passada. Ela apenas sabe que deseja repetir a dose. Afinal Ethan é uma paisagem a ser admirada. Porém, seus planos caem por terra. Acaba descobrindo que está trabalhando no mesmo local que Ethan. E estão competindo pela a mesma vaga. Na qual no final apenas um deles irá conseguir. Ainda por cima existe uma regra que não pode ter relacionamento entre os funcionários. Mas, como tudo que é proibido parece ser mais divertido. Logo ambos têm que lidar com a forte atração entre eles. Mesmo que isso se torna mais difícil a cada dia.

A narrativa é em primeira pessoa. Com o foco mudando entre os dois principais. Tem uma marcação no começo de cada capítulo direcionando o leitor. Tudo flui de uma maneira muito boa. Gosto do fato de saber o pensamento de ambos. Quando Mia estava interpretando errado os comportamentos de Ethan me deixava louca. Porque sabia que ele apenas não estava conseguindo se expressar. Fez com que eu ficasse mais ligado ainda ao livro. A escrita da autora também é muito boa. Já estou querendo os próximos livros.

Faz tanto tempo que não sinto isso que adoraria ficar mais um pouco aqui, imersa nesse momento.

Eu gostei muito da Mia. Ela tem umas atitudes um tanto infantis em alguns momentos. Mas, ainda assim é uma mulher determinada. Busca seu lugar no mundo. Não quer ser conhecida e nem ajudada por causa de sua mãe. Uma mulher muito conhecida por causa de suas fotografias. Deseja ter seu próprio espaço. Está disposta a tudo para conseguir essa vaga. Menos jogar sujo com Ethan. Acredita que quem ganhar a caga será por seus méritos. E não porque um prejudicou o outro. Uma personagem séria, mas que consegue se soltar. Tem diversos momentos engraçados. Sabe levar as coisas a sério. No entanto, também sabe o momento de se divertir. Alguém bem viva e real.

O Ethan parecia ser um menino perdido. Depois de seu sonho de jogar profissionalmente foi interrompido. Parecia que não sabia que lado gostaria de seguir. Estava querendo a vaga apenas para poder pagar as contas. Que estavam se acumulando cada vez mais. Porém, não queria trabalhar para sempre naquele ramo. Tem seu time de futebol que treina as crianças e etá verdadeiramente feliz nisso. Um homem que precisava apenas do direcionamento certo para se encontrar. Gostei bastante do seu jeito. Corre atrás daquilo que deseja. Mesmo que em alguns momentos acabe errando por não entender bem a situação.

O romance deles é muito bem trabalhado. Todo o lado proibido da relação apenas tornou tudo melhor. Os dois não podiam se ver sem pensar como gostariam de se beijar. Gostei da forma como conseguiram lidar com as suas diferenças. Tudo é desenvolvido no romance. Não fica no sexual. O que eu achei de fato maravilhoso. Não iria aguentar se tudo fosse o sexo entre eles. Prefiro quando fica apenas nos beijos e abraços. Costuma ter mais intensidade.

Fique sabendo, Cachinhos, que ainda não está terminado

Tem diversos personagens secundários. Irei apenas de alguns deles. Como o Adam e os companheiros de trabalho deles. O Adam é o chefe deles. Um rapaz jovem e milionário. Dono da empresa. Consegue lidar com cada um dos problemas que aparece em seu caminho. Um homem bem-educado e divertido. Porém, me pareceu muito solitário e triste. Como se faltasse alguma coisa em sua vida. Jurava que ia se encantar pela a Mia. Justamente pela a alegria da menina. Assim como gostei do Rhett. Se tornou rapidamente um amigo para o Ethan. Mesmo que estivesse mais preocupado com o seu corpo. Eu achava ele muito engraçado.

Fiquei um pouco decepcionada que a família dela não foi bem trabalhada. Toda a situação envolvendo a avó de Mia foi deixada de lado. Como se os problemas da senhora não fossem nada. Do mesmo jeito que os amigos de ambos foram deixados de lado. A Sky parecia que ia ser a amiga divertida. Que colocava a Mia em todas as roubadas. Porém, foi deixada de canto como se fosse nada. Como se nunca a ajudasse. Queria que tivesse tido um pouco mais de espaço. Ambos os lados mereciam. Ainda mais se juntassem eles em um único local. Ia ser perfeito.

Claro que tem aqueles personagens que não consegui gostar. A principal dela foi a Cookie. Uma mulher detestável. Ainda que soubesse fazer muito bem o seu trabalho. Deveria ter um pouco de educação e saber falar com as pessoas. Tratava todo mundo inclusive Adam seu chefe como se não passasse de um nada. Como se fosse superior a todos eles. Já a Alison foi bem indiferente. Parecia uma menina perdida tentando acertar em sua vida. Querendo consertar os erros do passado. Mas, não queria que atrapalhasse os casais no livro.

Você tem uma visão exagerada da sua importância.

Um ótimo livro de romance. Recomendo para todo mundo que gosta desse gênero literário. Tudo bem leve e descontraído. Melhor de tudo é o primeiro de uma série. Então pode começar e acompanhar os demais livros.

Quote Favorito

Boomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu gostei da capa. Tem um casal descontraído na frente. Com uma parede os separando. O nome do livro com um coração também ficou bem legal. Também gosto muito do original. Essa ficou um pouco mais sombria. Não deixa aquela sensação de romance bem leve. Mas, como se fosse ter algum drama no meio dele. Ainda assim me agradou bastante.

Boomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo começa em uma nova página. Não tem arte quando ocorre mudanças de cenas dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Datas de Lançamento

  • Boomerang – Boomerang #01 – Lançado em 2016
  • Rebound – Boomerang #02 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Bounce – Boomerang #03 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Nota da Nathy

Boomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBoomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBoomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBoomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMBoomerang - Noelle August - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.