Sinopse: Uma jovem, exposta artisticamente e com o corpo marcado por sinais de tortura, é encontrada morta no East River Park. De imediato, os pensamentos da tenente Eve Dallas a levam para um caso semelhante ocorrido nove anos antes. Na época, Nova York se viu à beira de um ataque de nervos quando quatro mulheres foram mortas em quinze dias por um homem batizado pela imprensa de “O Noivo”, porque colocava anéis de noivado no dedo das vítimas. O assassino está de volta e, dessa vez, torna-se claro que seus atos são um ataque pessoal. E existe uma grande possibilidade de que o seu maior objetivo seja raptar uma mulher em especial; aquela que vai testar suas habilidades de tortura e lhe proporcionará dias e dias de prazer antes de morrer em suas mãos: a própria Eve Dallas.

Ficha Técnica

Criação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Criação Mortal – Skoob

Titulo Original: Creation in Death – Goodreads

Autor(es): Nora Roberts; J D Robb

Tradução: Renato Motta

Editora: Bertrand Brasil (Grupo Editorial Record)

Ano: 2016

ISBN: 978-85-286-2065-8

Série: Série Mortal | Volume: 25

Número de páginas: 418

Sobre a Autora

Criação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Nora Roberts (nascida Eleanor Marie Robertson a 10 de Outubro de 1950) é uma escritora norte-americana, autora de best-sellers românticos. Foi a primeira mulher a figurar no Romance Writers of America Hall of Fame.
Autora de maior destaque da lista de best sellers no New York Times e a primeira a ser escolhida para a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, Nora Roberts é considerada uma pintora de palavras que a cada pincelada, dá vida a personagens cheios de energia e vigor. Escritora metódica e insaciável, Nora já publicou mais de 160 romances, a maior parte no gênero suspense romântico, traduzidos para 25 idiomas e editados em todo o mundo. Sua alta popularidade como romancista advém do grande talento que possui para sensibilizar o leitor ao escrever narrativas de suspense que também falam sobre turbilhão de emoções que acontecem quando entramos em contato com nossos sentimentos mais profundos, principalmente amor e paixão. Suas histórias prendem o leitor com temas explícitos e intensos, descritos de forma clara e objetiva, passando uma mensagem curta e rica em detalhes. Os capítulos de seus livros são longos, e poucos, em média apenas 12. As paisagens descritas nos levam a viajar do México aos subúrbios de Washington, com certa suavidade e exatidão que sonhamos acordados, ou temos pesadelos! Histórias publicadas no início de sua carreira: Negócio de Risco (1986); Alerta da Natureza (1984); A suspeita (1989); No ano de 1995 a autora editou o primeiro volume da Série Mortal no original Naked in death (Nudez Mortal) sobre o pseudonimo de J.D. Robb, o qual hoje é prestigiado pelo mundo inteiro com mais de 25 volumes (em alguns países o número é menor). Autora Consagrada já vendeu mais de 2 milhoes de livros em todos os países publicados.

Opinião da Nathy

Os livros da série mortal são os meus favoritos da autora. Ela sempre consegue inovar em suas histórias e nos criminosos. No entanto, nesse livro eu fiquei um pouco decepcionada. Porque o foco estava sendo na Eve. E é obvio desde o começo que ela não iria morrer. Que a pessoa nunca conseguiria colocar as mãos nela porque é a principal. Pelo menos era isso que eu tinha em mente quando iniciei a leitura. Não foi um dos meus favoritos da série. Ela já escreveu outros que me deixaram sem ar. Nesse caso queria entender porque o assassino estava agindo desse jeito do que qualquer outra coisa.

Em Criação Mortal Eve tem um desafio muito grande pela frente. Quando estava iniciando na formação para detetive teve esse primeiro caso difícil. Estava ainda sendo formada pelo Feeney. Ele era o que estava comandando a investigação para o assassino denominado O Noivo. Agora anos depois ele está de volta. Com mais sede de sangue do que antes. Eve está arriscado tudo para conseguir prender esse homem antes que faça mais uma nova vítima. Porém, ela não é a única que está arriscando tudo. O Noivo quer Eve para completar a sua coleção. Não irá descansar até atingir seu objetivo.

A narrativa é em terceira pessoa. O foco muda entre Eve e o assassino com as suas vítimas. Gosto muito dessa interação porque ajuda a entrar na mente do assassino. A escrita da autora também é muito cativante. Pelo menos eu fico tão focada que não consigo largar o livro até que tenha chegado no final da questão. Querendo entender cada um dos pontos. Mesmo que em alguns momentos tenha dicas que não fazem muito sentido.

Para ele, a morte era uma vocação.

Se em outros casos a Eve já é focada em pegar o assassino. Imagina a sua determinação quando é um caso que escapou de suas mãos. Ela agora quer derrubar essa pessoa não importa o custo. Gosto dessa determinação dela e o jeito como lida com os problemas. Porém, quando ela não se alimenta direito por causa disso eu fico um tanto irritada. Mas, é graças a sua determinação que consegue prender esses assassinos. Tenho gostado cada vez mais dela. E nesse caso ela consegue ultrapassar todos os limites. A forma como consegue juntar todos os pontos é impressionante. Algo que não conseguia antes.

E o assassino dessa vez é um pouco irritante. Ele pega as mulheres e trata da forma que acredita que merecem. Não se importa com a vida em si. Apenas em conseguir recriar o primeiro crime. O primeiro momento em que se sentiu importante. Quando foca em Eve me fez pensar que ele não era tão bom quanto dizia. Porque estava claro na minha visão de que a Eve nunca seria capturada e torturada por ele. Não teria esse prazer com ela. Então era uma perda de tempo matar todas aquelas mulheres. Algo que não tenho gostado muito é que não tem mostrado os suspeitos. O leitor vai descobrindo junto com a Eve sobre quem é a pessoa. Gostava mais quando tinha um suspeito e tentava adivinhar de quem se tratava.

Dallas é um pouco assustadora quando fareja alguma coisa. 

Nem sei se precisava falar sobre o Roarke porque nossa ele é muito perfeito. Desde o primeiro livro ele tem sido maravilhoso. Tudo bem que no livro passado deu uma pisada de bola. Mas, conseguiu reverter muito bem a situação. Enfim, nesse ele está muito focado em ajudar a sua esposa. Principalmente mantê-la viva. Os momentos de desespero dele quando pensa que está correndo um risco grande é demais. Dava para perceber como estava com medo de tudo. Gosto de como mostra diversas facetas. Como demonstra todas as suas emoções para a sua esposa. E as cenas de romance entre os dois continuam sendo muito boas.

Os personagens secundários estão ainda melhores. Principalmente o Feeney que teve um papel mais ativo nessa investigação. Tudo bem que teve um momento de descontrole bem desnecessário. Mas, ainda assim gostei de ver a forma como estava trabalhando ao lado do pessoal. Tendo um outro lado ainda mais interessante. A Peabody estava ótima também. O único problema foi sua desconfiança com o namorado. Os dois são demais juntos e ia detestar vê-los separados.

Cuide bem do seu traseiro, senão vou ser o primeiro a chutá-lo. 

Obviamente eu recomendo muito essa série. Sei que são muito livros, mas para quem gosta de romance policial não pode perder essa série. Mesmo com os livros sendo individuais eu recomendo que sejam lidos na ordem. Porque os casos são separados, no entanto a história principal do casal não. Então pode ter spoilers por conta disso. E também porque é importante entender o comportamento da Eve.

Quote Favorito

Criação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa segue o padrão das capas anteriores. O que me agrada demais. Dessa vez tem um anel na frente. O nome da autora está em roxo. Gosto quando tudo é bem explicitado. Não precisa de muitas coisas para ter uma capa linda.

Criação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Não tem marcação quando ocorre mudança de cena dentro do mesmo capítulo. As páginas são brancas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Criação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMCriação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMCriação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMCriação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMCriação Mortal - J D Robb - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Recordação Mortal – Série Mortal #22 – Lançado em 2014
  • Criação Mortal – Série Mortal #25 -Lançado em 2016
  • Strangers in Death – Série Mortal #26 – N/A
  • Salvation in Death – Série Mortal #27 – N/A
  • Promises in Death – Série Mortal #28 – N/A
  • Kindred in Death – Série Mortal #29 – N/A
  • Fantasy in Death – Série Mortal #30 – N/A
  • Indulgence in Death – Série Mortal #31 – N/A
  • Treachery in Death – Série Mortal #32 – N/A
  • New York to Dallas – Série Mortal #33 – N/A
  • Celebrity in Death – Série Mortal #34 –  N/A
  • Delusion in Death – Série Mortal #35 – N/A
  • Calculated in Death – Série Mortal #36 – N/A
  • Thankless in Death – Série Mortal #37 – N/A
  • Concealed in Death – Série Mortal #38 – N/A
  • Festive in Death – Série Mortal #39 – N/A
  • Obsession in Death – Série Mortal #40 – N/A
  • Devoted in Death – Série Mortal #41 – N/A
  • Brotherhood in Death – Série Mortal #42 – N/A

N/A – Sem previsão de lançamento no Brasil.

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Grupo Editorial Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.