Sinopse: Um assassino está à solta. Sua mente doentia criou um jogo macabro no qual duas pessoas são submetidas a uma situação extrema: viver ou morrer. Só um deverá sobreviver. Um jovem casal acorda sem saber onde está. Amy e Sam foram dopados, capturados, presos e privados de água e comida. E não há como escapar. De repente, um celular toca com uma mensagem que diz que no chão há uma arma, carregada com uma única bala. Juntos, eles precisam decidir quem morre e quem sobrevive. Em poucos dias, outros pares de vítimas são sequestrados e confrontados com esta terrível escolha. À frente da investigação está a detetive Helen Grace, que, na tentativa de descobrir a identidade desse misterioso e cruel serial killer, é obrigada a encarar seus próprios demônios. Em uma trama violenta que traz à tona o pior da natureza humana, Grace percebe que a chave para resolver este enigma está nos sobreviventes. E ela precisa correr contra o tempo, antes que mais inocentes morram.

Ficha Técnica

Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Uni-Duni-Tê – Skoob

Titulo Original: Eeny Meeny  Goodreads

Autora: M.J. Arlidge

Tradução: Maurette Brandt

Editora: Record (Grupo Editorial Record)

Ano: 2016 | ISBN: 978-85-01-10526-4

Série: Helen Grace

Volume: 01

Número de páginas: 321

Sobre a Autora

Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

M. J. Arlidge produziu um número considerável de séries para a TV, como Torn, The Little House e Undeniable. Ele também escreve para a série da BBC Silent Witness. Uni-duni-tê, seu livro de estreia e primeiro thriller com a detetive-inspetora Helen Gracd, já foi vendido para 25 países e rapidamente se tornou um best-seller no Reino Unido.

 

Opinião da Nathy

Não sabia bem que pensar desse livro. No momento em que li a sinopse fiquei interessada. Romance policial é comigo mesmo. Adoro essa parte de investigação. Mas, tinha visto alguns comentários sobre o livro não ser o que esperava. E mais um monte de coisa. No entanto, minha curiosidade estava maior. E ainda bem que comecei a leitura. Em poucas horas já havia finalizado. E ainda com aquela sensação de que deveria ter lido com mais calma. Tudo foi muito bem trabalhado. Em diversos momentos chegava a ficar na expectativa sem nem respirar.

Uni-Duni-Tê é o primeiro livro de uma série com a detetive Helen Grace. Uma mulher que esconde muitos segredos. Tem profundas marcas do passado. Não sabe lidar com diversas coisas em sua vida. Porém, quando se trata pegar um assassino não mede esforços. Consegue focar completamente em seus objetivos. E dessa vez alguém está matando em duplas. Uma delas sempre morre. Mas, fica a escolha deles quem será a pessoa a morrer. Sem nem se importar com as marcas que pode deixar nas vítimas. A detetive Helen Grace está correndo contra o tempo. Porque qualquer um pode ser a próxima vítima.

A narrativa é em terceira pessoa. O foco muda de acordo com o capítulo. Cada um deles está contando a história de uma pessoa diferente. Eu pensava que iria ser confuso. No entanto, logo no começo fica claro sobre quem está falando. Tendo um encerramento com cada um dos personagens. Gostei muito dessa dinâmica. Porque me fazia sentir empatia por todos. O sofrimento de cada um dos personagens. O autor sobre escrever muito bem diversas cenas. Não ficou cansativo nem nada. Apenas perto do final eu achei que podia ter sido um pouco mais rápido.

Sam está dormindo. Eu poderia matá-lo agora. 

Eu gostei muito da detetive. Ela se tornou praticamente real. Diferente da Eve da série mortal ela continua com a vida dela. Quer saber quem é a pessoa responsável pelas as mortes. Mas, procura se alimentar e dormir no tempo certo. Fica focada na investigação. Mas, tenta cuidar de si mesma. Ainda mais por ter muitos traumas em sua vida. Coisas que a perseguem diariamente. Ela tem uma força muito grande. Em alguns momentos pensei que foi bem ingênua. Estava bem clara qual era a situação. Ainda assim não conseguia decifrar o problema. Ainda bem que é o primeiro livro porque quero muito saber o que irá acontecer. Como irá lidar com os problemas da sua vida. E aqueles após o final do livro.

O assassino no livro liro foi muito inteligente. Ele sabe como cercar as suas vítimas. Enganar para que caiam em suas armadilhas. Mas, tenta deixar sua consciência limpa. Como se não tivesse feito absolutamente nada. A responsabilidade é das outras pessoas. As mortes foram bem tocantes. Isso que mais gostei não foi apenas uma morte. Eram personagens que estavam cativando aos poucos. Personagens que estavam se tornando mais reais. E a forma como foi feita tudo ficou mais perto do leitor. E a justificativa do assassino ainda fez sentido. A explicação fez sentido não que foi correto a forma de agir.

No chão, ao lado do celular, tem uma pistola. Está carregada com uma única bala. Para Sam ou você. Este é o preço da sua liberdade.

Tiveram personagens que me cativaram, outros que não gostei e alguns que fui indiferente. A Charlie foi uma que gostei. Ela é uma jovem que está tentando se sobressair no trabalho. Sabe que por ser mulher tudo é mais difícil. Quer seu espaço no mundo. Porém, também tem uma casa para cuidar. E um namorado que quer ter filhos. Juntando tudo isso com a investigação de um assassinato. Ela teve muito força e determinação. Mas, também teve o problema com a ingenuidade. Agora o Mark me fez indiferente. Teve muitos problemas em sua vida. Nada estava sendo fácil. Porém, não fazia um movimento para melhorar a situação. Apenas quando parecia que ia ter uma mulher em sua vida que resolveu consertar tudo. Porque senão por ele tudo ia continuar na mesma. Não tive empatia nem nada do estilo.

O comandante deles fui um que não gostei. Talvez por estar acostumada com outros. O jeito dele me incomodou muito. Mesmo que estivesse ajudando a Helen e sua equipe. Não conseguia sentir desse jeito. Até o final jurava que estava fazendo algo de errado. Nada conseguia me tirar da cabeça que ia aprontar alguma situação. E desse jeito prejudicar toda a investigação. Não gostei do jeito meigo. Afinal era o chefe de todos e precisava ser um pouco mais duro. Não apenas passar a mão e ficar do lado deles.

Quero que me diga por que fez isso, antes de ser obrigado a confessar em uma gravação.

Um livro que atinge um público especifico. Não adianta recomendar para quem gosta apenas de romance. Até tem um pouco. Mas, não é muito. Agora quem gosta de romance policial. Com um assassino muito inteligente esse é o livro certo. Vale a pena ser lido. Me lembrou bastante jogos mortais. Cada um fazendo a sua própria escolha.

Quote Favorito

Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa não diz nada do livro. O nome está em vermelho parecendo sangue. Com grande destaque assim como a frase. Porém, não sei se somente a capa consegue chamar a atenção. Eu não compro um livro apenas pela a capa. Já fiz isso antes e me dei mal. Então leio a sinopse. No entanto, se alguém compra o livro apenas pela a capa acredito que essa não chama a atenção. Infelizmente porque o livro é muito bom.

Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Tem marcação quando ocorre mudanças de cenas dentro do mesmo capítulo. As páginas são amarelas e grossas. Não tive problemas com a tradução/digitalização.

Nota da Nathy

Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM Uni-Duni-Tê - M.J. Arlidge - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Datas de Lançamentos

  • Uni-Duni-Tê – Helen Grace #01 – Lançado em 2016
  • Pop Goes the Weasel – Helen Grace #02 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • The Doll’s House – Helen Grace #03 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Liar Liar – Helen Grace #04 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Little Boy Blue – Helen Grace #05 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Hide and Seek – Helen Grace #06 – Não há previsão de lançamento no Brasil
  • Follow My Leader – Helen Grace #07 – Não há previsão de lançamento no Brasil

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Grupo Editorial Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.