Sinopse: Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamourosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Lúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Lúcida Skoob

Titulo Original: Lucid – Goodreads

Autor(es): Ron Bass & Adrienne Stoltz

Tradução: Glenda D’Oliveira

Editora: Galera (Galera Record)

Ano: 2016

ISBN: 978-85-01-07764-6

Número de páginas: 363

Sobre os Autores

Ron Bass é o oscarizado roteirista de Rain Man e O casamento de meu melhor amigo, entre outros. Ele e Adrienne Stoltz trabalham juntos em roteiros por mais de dez anos.

Opinião da Nathy

Quando li a sinopse desse livro fiquei louca querendo ler. Imagina todas as noites sonhar com a vida de outra pessoa. Antes mesmo de iniciar a leitura já estava formando mil teorias. Que teriam sido bem mais interessantes do que de fato ocorreu no livro. Na metade dele a situação já estava ficando muito clara. De tudo o que ocorria no livro. As coisas podem ser um pouco confusa se não se apegar aos pequenos detalhes. Eles fazem toda a diferença durante a leitura. Não tem como esperar uma resposta definitiva sobre tudo. Mas, foi bem legal. Poderia ter sido melhor desenvolvido o livro.

Lúcida conta a história de duas meninas Sloane e Maggie. Sloane é uma introvertida com poucos amigos. Tem boas notas na escola. Não gosta de conversar com muitas pessoas. Ainda mais depois da morte de seu melhor amigo. Parece que sua vida mudou completamente depois desse dia. Não acredita que irá se apaixonar ou ter uma vida feliz. A sua família tem sérios problemas no relacionamento. Já Maggie vive uma vida glamourosa. Quer ser atriz e corre atrás desses sonhos. Tem aulas particulares para poder ter tempo para sua atuação. Cuida da sua irmã mais nova como se fosse sua mãe. Em vista de que essa está mais preocupada com a sua carreira do que com qualquer outra coisa. Todas as noites elas sonham com a vida uma da outra. Então as coisas começam a se complicar em suas mentes. Ao ponto de não conseguir mais distinguir o que é real.

A narrativa é em primeira pessoa. Cada capítulo a narrativa muda entre as duas principais. O que é mais fácil de compreender seus sentimentos. E também suas histórias. Ao ponto de o próprio leitor já não saber mais do que é real. Algo muito bom. Porque acaba descobrindo os mistérios desses sonhos junto com as meninas. A escrita também é muito boa. Rápida e dinâmica. Não fica presa em alguns momentos. Consegue desenvolver muito bem sem deixar passar os detalhes. Mas, não deixa a leitura cansativa. Na verdade me instigou para saber o que iria ocorrer no final.

Bem, eu não controlo Sloane.

A Sloane é uma menina que já sofreu muito. A morte de seu amigo a marcou muito. Porém, tem o desejo de ter uma vida melhor. Ainda que não acredite que irá consegui-la. Tenta conversar com outros meninos e até mesmo se apaixonar. No entanto, tem problemas dentro de si que tem que resolver antes. Achei a menina uma adolescente normal. Estava passando por sérios problemas. Mas, não sabia como conversar sobre cada um deles. Queria ir bem na escola, ter seus amigos e um namorado. Aproveitar a melhor fase da sua vida. Mas, parecia sempre que tinha algo que a impedia disso. E não era somente o fat de sonhar com Maggie todas as noites.

Já a Maggie parecia enfrentar problemas mais sérios. Mas, ela apenas conseguia me irritar. Não tentava resolver os problemas com a sua mãe. Cuidava de sua irmã de um jeito que as vezes era sufocante. Sem contar a sua ingenuidade em muitas coisas. Uma menina que acreditava ser bastante madura em suas decisões. Deixou claro em muitos momentos que não sabia exatamente o que estava fazendo com a sua vida. Não consegui me conectar com ela. Ao contrário do que houve com Sloane. Parecia que Maggie estava fugindo de algo. Estava bem claro apenas não queria aceitar a realidade.

Confesso que estava esperando algo muito surpreendente para os sonhos delas. Algo até mesmo sobrenatural. Que me deixasse bem instigada e surpreendida no final. Porém, foi algo bem mais simples. Em poucas páginas se percebe qual é o problema. E porque as meninas está sonhando uma com a outra. Porque a vida da outra sempre parece ser melhor. Mais interessante. Um tema muito bom, mas que poderia ter sido melhor trabalhado. Podia ter tido um espaço maior.

Você ainda tem tanto a aprender sobre mim, isso pode demorar um bocado.

Claro que as meninas tinham que ter aqueles amigos próximos que faz você torcer para algo acontecer entre eles. No caso de Sloane foi o James. Ele era um menino um tanto misterioso. Mas, que aos poucos estava querendo chegar perto dela. Apesar de suas atitudes serem um pouco precipitadas gostei dele. Teve momentos que quis bater nele. Mas, logo estava sorrindo de novo. Já o Andrew foi um verdadeiro fofo. Ele era amigo da Maggie. E nossa me fez me apaixonar por ele. Porque sabia exatamente o que dizer. Como agir para ajudá-la. Nada que fazia era impulsivo ou precipitado. Tomava muito cuidado com seus passos. Dava vontade de abraçá-lo forte.

Vou comentar um pouco sobre as famílias. A da Maggie era uma confusão pura. A sua mãe não se importava com as filhas. Não conseguia ver de outra forma. Porque o trabalho estava sempre em primeiro lugar. Até mesmo deixava de pegar sua filha pequena na escola. Não se importava com os problemas de saúde dela. Sempre achando que não era nada. Que era coisa simples de resolver. Já sua irmã era muito fofa. Cuidando da Maggie e aproveitando a sua infância. Não ficava brava com nada. Tentava ver o lado bom.

E a família de Sloane que parecia ser a pior de todas não era nada daquilo. A mãe dela estava sempre tentando ajudá-la. Querendo proteger a sua filha da melhor forma possivel. A menina que parecia não entender a sua mãe. Em alguns momentos até mesmo brigava com seu pai. No entanto, os problemas pareciam sempre direcionados a sua mãe. Até entendi o porque depois, no entanto, ainda acho que não deveria culpar a mãe pelas as coisas. Afinal a vida é bem imprevisível.

Você ia mesmo querer ficar com alguém assim?

Um livro um pouco complexo que precisa de muita atenção. Eu gostei dele. Poderia ter sido melhor. Mas, conseguiu me prender do começo até o final. Recomendo apenas para as pessoas que gostam de livros com uma temática fora do comum. Tem muito romance. No entanto, não é o foco dele. E sim a vida dessas duas meninas.

Quote Favorito

Lúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

A capa é bonita. Tem a imagem das meninas e a confusão de suas mentes. Representou muito bem como funciona a mente delas. O nome do livro ficou em destaque muito bom. Com uma fonte e cor diferente. As cores são claras, porém tem aquele toque mais sombrio. A capa também tem uma textura diferente.

Lúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Cada capítulo inicia em uma nova página. Não tive problemas com a tradução. As páginas são amarelas e grossas.

Nota da Nathy

Lúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMLúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

O livro é uma cortesia da Editora Galera Record. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.